Em nota, IPA esclarece sobre Programa de Aquisição de Alimentos em Petrolina e questionamentos do Sintraf

0

Por meio de nota, o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) se manifestou quanto à matéria veiculada neste Blog, na qual o Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf) diz que o IPA não estaria dando apoio aos agricultores familiares. O órgão estadual esclareceu alguns pontos relacionados ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Confiram:

NOTA DE ESCLARECIMENTO/DIRETORIA DE EXTENSÃO RURAL – IPA

Atualmente o IPA executa a proposta n° 000.005.046.26/2018, do Programa de Aquisição de Alimentos, na categoria Compra Direta com Doação Simultânea, em parceria com o Ministério da Cidadania, no valor de 9 milhões de reais para atender 115 Municípios Pernambucanos, envolvendo 720 entidades socioassistenciais, além de 4.184 agricultores familiares fornecedores.

O projeto se encontra em fase final de aquisições de alimentos, sendo já executados aproximadamente 90% do total de recursos inicialmente previstos.

O cadastro dos agricultores fornecedores e das entidades socioassistenciais recebedoras de doações ocorreu já foi finalizado e, após a finalização, o sistema não permite novas inclusões.

Estamos atentos às necessidades dos agricultores e no aguardo de definições do Ministério da Cidadania sobre definição de continuidade ou não do PAA Compra Direta com Doação Simultânea, modalidade executada por órgãos de ATER nos Estados, a exemplo do IPA.

Está em tramitação, com votação prevista para próxima quinta-feira, Projeto de Lei Ordinária encaminhado pelo Governo do Estado, que Institui o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar–PEAAF e dispõe sobre a compra institucional de alimentos da agricultura familiar, de produtos da bacia leiteira e da economia solidária, no Estado de Pernambuco, o qual abrirá a possibilidade de venda de produtos da agricultura familiar para equipamentos estaduais como hospitais, polícia militar, escolas estaduais, sistema penitenciário estadual, dentre outros, bem como cria o PAA Estadual com Compra Direta com Doação Simultânea, que também representa novas possibilidades de mercado para os produtos da agricultura familiar.

Por fim, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA anunciou recentemente o aporte de 500 milhões de reais para apoiar a compra de produtos da agricultura familiar durante a pandemia do novo coronavírus, e, diante de tal anúncio, o Governo do Estado oficializou, junto ao MAPA, por meio do Secretário Dilson Peixoto, conforme orientação do Governador Paulo Câmara, o interesse de execução de um novo contrato ou continuidade do já existente, sendo necessário um aporte na ordem de 12 milhões de reais para atender a demanda do Estado.

Atenciosamente,
Reginaldo Alves/Diretor de Extensão Rural – IPA

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome