Coluna da Folha: Guilherme se lança a federal e admite mudar de partido para acompanhar Miguel

por Carlos Britto // 03 de dezembro de 2021 às 07:18

Foto: Blog do Carlos Britto

Um outro Coelho acaba de anunciar que será candidato. O ex-deputado e ex-prefeito de Petrolina, por dois mandatos, Guilherme Coelho (PSDB), acabou com todos os rumores em torno de seu nome para 2022 e confirmou oficialmente sua pré-candidatura a deputado federal.

Segundo Guilherme, a decisão de concorrer a uma vaga na Câmara Federal se deve a sua vontade de continuar colaborando com o desenvolvimento da região, a partir de dois pilares: irrigação e educação.

Estou muito animado e capacitado para juntar a visão atual do desenvolvimento sustentável, com a visão clássica da política e o desenvolvimento regional que Osvaldo Coelho defendia. Como ele, vou lutar pelo Canal do Sertão e vou continuar na luta pelo acesso à educação do jovem sertanejo. Vou me debruçar nos polos de inovação tecnológica digital, com base no que o mundo já incorporou, tendo isso como um norteador para um novo caminho em prol da modernização das cadeias produtivas na indústria, no comércio e principalmente na agricultura familiar, tão importante para o nosso estado e nosso país”, declarou.

Apesar de ter andado durante anos em caminhos divergentes com o grupo do senador Fernando Bezerra (MDB), os primos selaram a paz há alguns anos e agora caminham na mesma estrada. Guilherme foi comunicar a decisão ao prefeito de Petrolina e pré-candidato a governador. Miguel Coelho (DEM).

Com Miguel eu tenho excelente relacionamento, nunca mandei uma mensagem para que ele não me respondesse. Fui falar com ele que seria candidato e ele me disse que achava justo o meu pleito. ‘Você é da área, é do ramo, então vá em frente’, me disse ele”, afirmou.

Guilherme também comentou sobre a possível mudança de partido, já que está em uma legenda que hoje não comunga do mesmo pensamento de Miguel.

Sou do PSDB há alguns anos, levado pelo governador Geraldo Alkmin, mas hoje tenho alinhamento com Miguel Coelho. Admito trocar de partido, mas estou conversando. A política é dinâmica. Nós temos tempo e eu vou usar esse tempo. Na política precisa de paciência”, disse Guilherme.

Traz o tapete

O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) lançou ontem o seu livro Lições de Madrugada. Enquanto dava autógrafos, disse que se Geraldo Alckmin fosse para o PSB, o partido deveria lhe estender o tapete vermelho.

Não quer a festa

O deputado estadual Adalto Santos (PSB) disse que já solicitou ao governo do Estado que não promovesse o Carnaval em 2022. Evangélico, Adalto lembra que a pandemia ainda ronda vidas. “O nosso país passou uma situação muito difícil. E não é possível que agora, no ano que vem, a gente tenha um carnaval que vai abrir as portas para o pessoal que vem de fora e, com certeza, trazer essa nova cepa, que está acontecendo nos países da Europa“, justificou.

Na berlinda

A eleição antecipada da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Petrolina, que garantiu o segundo mandato do atual presidente, vereador Aero Cruz (MDB), continua na berlinda. O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) notificou a Casa Plínio Amorim, no prazo de 10 dias, a prestar informações sobre a antecipação da eleição para o biênio 2023-24, realizada na última terça-feira.

Coluna da Folha: Guilherme se lança a federal e admite mudar de partido para acompanhar Miguel

  1. Francisco disse:

    Combina com o vereador garapa que ele fabricou (Ronaldo Silva).. Como muitos, quer ser deputado só por ser, por vaidade.

  2. Marcos disse:

    Vai marcar presença, não terá 5 mil votos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *