Calamidade na Bahia: Ciclone extratropical deixa rastro de destruição

por Carlos Britto // 12 de dezembro de 2021 às 12:00

Foto: Reprodução

O Governo da Bahia decretou, há dois dias, estado de calamidade em 24 municípios do extremo sul, após pelo menos 12 deles ficarem “ilhados”, sem acesso a socorro por terra, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O desastre foi causado por um ciclone extratropical, que provocou fortes chuvas no extremo sul.

As tempestades destruíram ruas, pontes e casas, deixando milhares sem acesso a água potável ou desabrigados. Além de iniciativas do próprio governo estadual, secretarias de Assistência Social, o Corpo de Bombeiros da Bahia e algumas Organizações Não Governamentais (ONGs) também organizam campanhas para as vítimas do desastre.

O presidente Jair Bolsonaro e os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Cidadania, João Roma, sobrevoam, na manhã deste domingo (12), as áreas afetadas. O governador Rui Costa confirmou que também fará, na manhã deste domingo, uma visita ao Extremo Sul. Ele desembarca em Porto Seguro e, se as condições meteorológicas permitirem, fará um sobrevoo na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.