Butantan convoca jovens de 12 a 17 anos para participar de testes contra chikungunya

por Carlos Britto // 07 de agosto de 2022 às 20:24

Produção da CoronaVac/foto: Fantástico/Rede Globo

Jovens de 12 a 17 anos são convocados para participar de um estudo para ajudar no desenvolvimento de uma vacina contra a chikungunya, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. As inscrições começam na segunda (8) no Recife. Em junho, Pernambuco confirmou a primeira morte provocada pela doença este ano. Também foram notificados mais de 23 mil casos da doença, no mesmo período.

O estudo é realizado pelo Instituto Butantan, de São Paulo. Em março deste ano, a instituição anunciou resultados feitos em testes com voluntários. Os interessados em participar do estudo podem entrar em contato com os pesquisadores pelo telefone 3416-7967 e pelo WhatsApp 9 9398 3026.

A vacina foi desenvolvida pela Valneva, indústria farmacêutica da Áustria. Ela utiliza vírus enfraquecidos. Logo que é aplicada, induz o organismo a produzir anticorpos, mas sem provocar a doença. Não podem participar grávidas, mães que estão amamentando ou quem tem histórico de alergias ou artrite.

Os pesquisadores explicam que dois terços dos adolescentes vão receber a vacina. Um terço deles tomará placebo, uma substância que não tem efeito. Ao final do estudo, todos aqueles voluntários que tomaram placebo receberão a vacina contra chikungunya. Ao todo, 750 voluntários serão acompanhados durante um ano pelos pesquisadores, em todo o Brasil. Dez centros de pesquisas no país vão testar a vacina pra que ela seja submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). (Fonte: TV Globo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.