29 C
Petrolina,PE
22 de setembro de 2020

Carlos Britto

60617 POSTS 65 COMENTÁRIOS

O abandono do Parque Josepha Coelho em fotos

13

 

Abandono2

Abandono1

 

Abandono3

 

Abandono4

parqueparque (1)

parque (2)

Como se vê nas fotos acima, o estado pelo qual se encontra o Parque Josepha Coelho, que um dia já foi chamado de ‘Pulmão de Petrolina”, não precisam de predicados. As imagens, por si só, já resumem tudo. (Fotos: Paulo Ricardo/divulgação)

Osório, o último a saber

34

osórioO ex-prefeito interino de Petrolina, Osório Siqueira (PSB), presidente da Câmara de Vereadores, não compareceu ontem à transmissão de cargo para o prefeito Julio Lossio (PMDB), que voltou ao seu posto. Osório talvez nem soubesse que haveria tal solenidade. Acontece que o interino já tinha até comprado passagem para visitar Lossio em São Paulo e , apesar de avisar, nunca recebeu qualquer resposta.

Osório ficou sabendo da volta de Lossio somente por este Blog, mas essa não foi sua maior revolta.

O que doeu mesmo foi saber, por este blogueiro, que a prefeitura (quando ele era ainda o prefeito) mandou limpar  e pintar os meios-fios da praça na rua Vidal de Negreiros, no bairro Maria Auxiliadora, para que Lossio inaugurasse à noite.

“Como assim? mas eu não autorizei nada disso, não estava sabendo. Fui tão correto com essa gente, mantive seus empregos, respeitei seus trabalhos e precisam trabalhar desta maneira, agir na surdina, na enganação? Tenho um outro conceito de honestidade e correção”, afirmou.

A amigos próximos, Osório já reclamava de sumiço de secretários, telefones não atendidos e viagens inesperadas de auxiliares. Experimentou, definitivamente, a solidão do poder.

Enquanto isso…

0

AUTO_frank

Depois de fazer e refazer, prefeitura quebra novamente faixas elevadas recém construídas na Orla de Petrolina

25

4c55701f55b035c4d92b3d9f0cfe5a2c_Fotor_Fotor_FotorO desgoverno em Petrolina continua avançando. As famigeradas faixas elevadas construídas em frente à churrascaria Barretus, na extensão da orla, vão ser modificadas mais uma vez. Ou não.

Depois da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana construir, sem as especificações corretas (segundo a EPTTC) e a mesma EPTTC mandar consertar, eis que surge um novo capítulo: No início da noite dessa terça (30) uma máquina da prefeitura estava lá quebrando tudo.

Resumo da ópera: A Prefeitura de Petrolina constrói, a prefeitura quebra, a prefeitura faz  novamente e, não satisfeita, a prefeitura quebra mais uma vez. Eles não planejam, não conversam entre sim e fica o ‘faz-e-quebra’ interminável. Podem fazer isso repetidas vezes, afinal quem paga a conta somos nós.

Comentário meu:

Pode ser que quando você estiver lendo essa matéria já estejam fazendo novamente e quebrando depois. Não exatamente nesta ordem.

Lossio pode desembarcar hoje em Petrolina

14

Julio Lossio_640x426Não estranhem se o prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), desembarcar hoje em Petrolina. Assim mesmo, de surpresa. Ao menos era essa a discreta movimentação dos seus auxiliares mais próximos.

O fato mais estranho é que o prefeito interino Osório Siqueira (PSB) já tirou a passagem e mandou avisar à família do prefeito que o visitaria em São Paulo na próxima terça-feira (5). Não recebeu, no entanto, nem um ‘piu’ como resposta.

Osvaldo Coelho: “Nem Andrea Lossio nem qualquer secretário tem bagagem para a discussão no meu nível”

21

Osvaldo Coelho 1O ex-deputado Osvaldo Coelho (DEM) bateu forte, em entrevista concedida a Neya Gonçalves, na primeira dama Andrea Lossio e em todos os secretários do prefeito Julio Lossio. Dr Osvaldo afirmou categoricamente que acha que ninguém no grupo do prefeito está autorizado a falar por ele.

Respondendo sobre as declarações da primeira dama a este Blog que “até homens sábios como Osvaldo erram” ele disparou que não vê nem em Andrea e nem em qualquer secretário “bagagem nem nível para discutir com ele”.

Eu tenho 44 anos de vida pública, eu tenho 11 mandatos. Eu não posso discutir política nem com a senhora Andrea, nem com qualquer secretario de Lossio por que acho que não têm bagagem para  a discussão no nível do meu conhecimento. Eu não discuto com essas pessoas. Eu tenho que reprová-los. Acho que ninguém lá fala por Lossio, todo mundo, pra mim, lá não fala por Lossio“, disparou.

Osvaldo Coelho reafirmou ainda o compromisso do prefeito em apoiar a candidatura do seu filho Guilherme Coelho (PSDB) a Câmara Federal e disse que não admite qualquer condição para este apoio.

Eu nunca acreditei na candidatura de Andrea, nunca acreditei que Lossio tivesse qualquer restrição a candidatura de Guilherme, não acredito nisso e não aceito condições para estarmos juntos”.

O Blog que abre espaço para sua voz

0

panfleto virtual Comente Aqui1

Enquanto isso…

2

nani

O transporte público de Petrolina e a inércia do poder público municipal

2

ônibus coletivoO transporte público de Petrolina continua como sempre esteve: no improviso.

A comunidade reclama, as empresas padecem e o poder público municipal finge que não é com ele. Sua única ação é segurar o aumento da tarifa, e não como preocupação do bolso do cidadão, mas com medo do ônus político. Petrolina hoje vive 100% da tarifa dos usuários, onde não se tem uma planilha tarifária definida. Os reajustes são dados via justiça.

Temos as maiores gratuidades do estado de Pernambuco, as empresas pagam o IPVA cheio, quando na capital existem incentivos e em vários estados chega a ter isenção total para o transporte coletivo.

O sistema recebeu um alento recentemente com a desoneração na alíquota do ICMS no preço do óleo diesel, mas até o momento não foram beneficiadas, pois o processo se encontra na procuradoria de apoio do Governo do Estado.

A cidade incentiva o transporte individual, quando nossas vias públicas não suportam mais motos, carros. Para carga e descarga faltam critérios, e nosso trânsito está virando um caos.

Petrolina dispõe de tecnologia de ponta (como controle de Biometria e monitoração de parte frota via GPS), mas não existem regras claras em contratos. As leis são obsoletas e uma das maiores tarifas do Nordeste. Falta uma política para mobilidade urbana e não se trata o transporte de massa como prioridade.

Apesar de termos um moderno sistema de cobrança tarifária (bilhetagem eletrônica), ainda contamos com mais de 50% dos usuários pagando em dinheiro, pois não contamos com uma política de comercialização de passagens. Estamos presos a um posto somente de recarga, embora os créditos de telefone celular se compram em qualquer estabelecimento comercial. Por que não usamos a mesma logística?

Longe de defender as empresas de ônibus que precisam se adequar e investirem mais em sua estrutura e na condição mais digna para o cidadão, Petrolina precisa parar de improvisar e olhar o transporte público com profissionalismo. Sonhos delirantes e promessas de campanha sem responsabilidade só beneficiam políticos que não querem beneficiar quem lhes paga o salário.

É isso aí!