29 C
Petrolina,PE
7 de agosto de 2020

Carlos Britto

59309 POSTS 65 COMENTÁRIOS

Relatório do São João 2014 tem atração de 600 mil e vereador denuncia:”Vamos encontrar irregularidades iguais aos anos anteriores˜

31

foto_FotorO vereador de Petrolina, Ronaldo Luiz de Souza, ‘o Cancão (PSL)’  já está de posse do relatório dos gastos com o São João 2014. E mais uma vez, se mostra assustado com atrações caríssimas como Jorge e Matheus que custou 600 mil reais e Gusttavo Lima que cobrou 450 mil. Isso por uma única apresentação dos artistas.

“Alguns artistas considerados locais ainda aparecem com preços exorbitantes, mas pagar 600 mil por uma apresentação enquanto faltam remédios e atendimentos para nossos cidadãos é uma loucura. Quem anda pelos bairros e pelo interior vê a situação de velhos e criancinhas que precisam de mais atenção. Anote ai. Esse São João também vai dar o que falar. Tem irregularidades ai exatamente como em anos anteriores˜, afirmou.

A soma, somente das atrações foi de R$ 3 milhões 559 mil e 700 reais.

“Vamos fazer barba, cabelo e bigode”, diz FBC em comício no Projeto Irrigado N5

9

IMG_1258

IMG_1060Dois eventos marcaram a tarde/noite do domingo dos pais nos projetos irrigados de Petrolina.

Uma grande carreata começou no núcleo 4 do projeto de irrigação senador Nilo Coelho e só terminou no N5 com a realização de um comício.

O ex-ministro da Integração Nacional e candidato ao senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB), participou do evento ao lados do deputado federal Fernando Filho (PSB) candidato a reeleição e do advogado Miguel Coelho (PSB) candidato a deputado estadual e mostrou confiança na reversão dos números e em vitória:

Vamos fazer barba, cabelo e bigode. Vamos eleger Eduardo Campos como presidente, Paulo Câmara governador  e vou ser eleito senador para representar Petrolina e Pernambucono senado Nacional”, afirmou.

O evento foi organizado pelo presidente da câmara de vereadores de Petrolina, vereador Osório Siqueira (PSB) e contou ainda com as presenças dos vereadores Ronaldo Souza,  Adalberto Filho, Edilsão do Trânsito, Enfermeiro Major, Maria Elena, Pérsio Antunes, Zé Batista, Ibamar Fernandes e Zenildo do Alto do Cocar.

Igeprev pode assumir passivo de 200 milhões de empresa de doleiro e conselheiro detona custo de mais de 300 mil para sede do instituto

3

Nova_FotorÉ dificil a situação do Instituto de Gestão Previdência de Petrolina (Igeprev).

É que a revista VEJA desta semana traz uma reportagem com Meire Bonfim Poza, a contadora do doleiro Alberto Yousseff, que viu, ouviu e participou de algumas das maiores operações do grupo acusado de lavar R$ 10 bilhões de dinheiro desviado de obras públicas e destinado a enriquecer políticos corruptos e a corromper outros com pagamento de subornos.

Segundo a matéria o doleiro pagava propina de 10% para quem topasse apostar em um fundo de investimento criado por ele. Em depoimento à Polícia Federal, conforme publicou reportagem da revista, Meire revelou como o doleiro construiu um império e como o esquema avançou sobre os caixas de prefeituras e Estados como Paranaguá (PR), Cuiabá (MT), Petrolina (PE), Hortolândia (SP), Holambra (PR) e Tocantins.

O mais grave é que que a Marsans Brasil, empresa a qual estava ligada ao IGEPREV, tinha em seu estatuto que em caso de quebra, os investidores deveriam assumir esse passivo.

Tradução: Os previdenciários de Petrolina com os outros dos 06 Institutos de Previdência Própria do país que investiram no FIP Viaja Brasil, estão herdando um débito de mais de R$ 200 milhões

Como o nome de Petrolina aparece na matéria e o Igeprev já começou a ser notificado, o Blog pediu a opinião do conselheiro do órgão, Pedro Caldas, que nos relatou o seguinte:

Carlos Britto ,

O caso é muito sério e enquanto membro do Conselho Deliberativo do IGEPREV de Petrolina tenho defendido a abertura de uma Auditoria Interna sobre este investimento até porque a empresa que sugeriu a aplicação dos nossos recursos no FIP Viaja Brasil – Marsans Brasil, foi a Plena Consultoria que já tinha surgido em matérias do Fantástico acusada de assediar prefeitos e gestores a realizarem tais operações.

O que mais nos preocupa no momento é que a Marsans Brasil quebrou e o IGEPREV juntamente com os outros 06 Institutos de Previdência Própria do país que investiram no FIP Viaja Brasil, estão herdando um débito de mais de R$ 200 milhões. Esta semana já recebemos 02 (duas) notificações da Justiça do Trabalho da 37ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro para comparecer em Audiência que trabalhadores da empresa questionam seus direitos trabalhistas. Passamos de quotista no investimento a sócio da empresa Marsans Brasil, por conta de uma cláusula no contrato.

É muito grave a situação do IGEPREV de Petrolina que o ex-gestor o Sr. Emanuel Ferro deve ser responsabilizado. Agora nos deparamos com a possível necessidade de contratar um escritório de advogacia especializado em Aplicações com um custo de aproximadamente R$ 80 mil, para tentar reverter a situação.

O mesmo gestor investiu cerca de R$ 794.309,82 na construção da nova sede do IGEPREV e em poucos dias deu o 1º Termo Aditivo de Valor de Acréscimo de serviços correspondente a 21% em cima do valor contratual e em seguida o 3º Termo Aditivo de Acréscimo de Serviços correspondente a 2,76%, chegando a obra a quase R$ 1 milhão e a obra está abandonada. 

Para concluir teremos que desembolsar mais de R$ 300 mil numa obra que iniciou em janeiro de 2012. O dinheiro do IGEPREV é a garantia de nossas aposentadorias não se pode brincar de administrar os nossos recursos.

Representante da Femsaúde nega que empresa tenha abandonado colaboradores

2

O profissional André Valle, escreve a este Blog e se intitula Liquidante da Fundação Estatal Municipal de Saúde, Femsaude. Ele discorda do leitor João Wagner que também escreveu ao Blog reclamando que não receberam seus direitos trabalhistas.

Ele nega a informação com veemência e diz inclusive que o denunciante não consta na relação de colaboradores. Leiam:

Boa tarde Carlos Britto.

Eu sou André Luiz Dias Valle, Liquidante da Fundação Estatal Municipal de Saúde, Femsaude. Sou o responsável pelos pagamentos das dívidas aos ex-Colaboradores e ex-Fornecedores do antigo do Hospital de Urgência e Traumas (HUT), hoje chamado de Hospital de Ensino Doutor Washington Antônio de Barros.

Esta notícia escrita pelo Leitor João Wagner não condiz com a verdade.

Mensalmente, a Secretaria Municipal de Finanças repassa recursos à Femsaude, através do Fundo Municipal de Saúde, para fazer frente aos seus compromissos assumidos e desde dezembro de 2013, que estamos pagando todo mês as rescisões dos ex-Colaboradores, exceto daqueles que judicializaram ações trabalhistas contra a Femsaude, pois esses só poderão receber após o término do processo.
O calendário de pagamento vai até maio de 2015.

Até agora já foram pagas cento e setenta e sete rescisões e a partir deste mês de agosto, começaremos as homologações junto ao Ministério do Trabalho, para aqueles que tinham mais de um ano de trabalho, e na Femsaude, para os que tinham menos de um ano.

Utilizamos um critério justo de pagamento, ou seja, do menor para o maior salário. Sendo que a totalidade dos ex-Colaboradores que ganhavam até R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) mensais, já receberam suas rescisões.

Essa foi a orientação passada para mim pelo Prefeito Julio Lóssio em 22 de agosto de 2013.

Vale ressaltar, que foi amplamente divulgado no Hospital, inclusive com uma Lista, contendo o nome cada ex-Colaborador e seu mês de recebimento, fato este que pode ser comprovado junto ao RH do atual administrador do Hospital.

O nome João Wagner não consta como ex-Colaborador da Femsaude.

Acredito ser muito difícil alguém que trabalhou na Femsaude, não ter nenhuma informação a respeito, mesmo porque, estamos sempre à disposição dos ex-Colaboradores e ex-Fornecedores.
Atendemos ao Público nas segundas-feiras de 08:00h até às 11:45h, quartas e sextas-feiras de 14:00h às 17:00h. Os outros dias e horários reservamos para trabalhos internos e externos.
Estamos estabelecidos no Centro de Convenções, no andar térreo, no mesmo lugar onde são confeccionados os Cartões SUS, em sala separada.

Gostaria de pedir-lhe uma gentileza, que coloque esta resposta em um post específico, para que todos tenham acesso, assim como foi dada a oportunidade ao Leitor João Wagner.

Coloco-me à disposição, não só de você, mas também de quaisquer outras pessoas que necessitarem de informações a respeito da Femsaude.

Atenciosamente,

André Luiz Dias Valle
Liquidante Femsaude
Portaria 0924/2013

FBC passa o Dia dos Pais em Petrolina e cumpre agenda que inclui carreata e comício no N5

0

foto

O ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) candidato ao senado está em Petrolina. Veio passar o dia dos pais com os filhos e aproveitou para fazer sua agenda política. Na manhã deste domingo (10) participou de um “cara a cara”com dezenas de jovens no Hotel do Grande Rio.

Á tarde estará nos projetos irrigados onde participa de uma carreata e de um comício no (Núcleo Irrigado)N5 ao lado dos candidatos proporcionais.

Enquanto isso…

0

ronaldojc

Morre Raimundo Cavalcanti Rodrigues, pai do deputado Adalberto cavalcanti

8

Faleceu, há pouco, seu Raimundo Fernandes Rodrigues, 93 anos. Ele era pai do deputado estadual Adalberto Cavalcanti (PSB), do ex-prefeito Raimundo Cavalcanti, ex vice-prefeito Osvaldo Cavalcanti e demais irmãos.

Seu Raimundo era comerciante e tinha uma vida ativa na cidade. Seu corpo será enterrado amanhã em Afrânio.

Aécio Neves marca agenda em Petrolina e Juazeiro

1

aécioAécio Neves, candidato do PSDB à presidência, já tem data marcada para estar em Petrolina. Será no próximo dia 17 de agosto, segundo o presidente estadual do PSDB deputado federal Bruno Araujo.

Na mesma data Aécio fará uma caminhada e um ato em Juazeiro. As lideranças locais já se movimentam para organizar os eventos.

Justiça condena ex-prefeito de Ouricuri a sete anos de reclusão

2

print374O ex-prefeito do município de Ouricuri, Francisco Ramos da Silva,Biu Ramos, foi condenado a sete anos de prisão por desvio de verbas públicas para pagamento de funcionários fantasmas. A sentença foi proferida pelo juiz federal substituto da 8ª vara, Pablo Enrique C. Baldivieso. O juiz também condenou a odontóloga Veroneide Tavares de Almeida a cinco anos e nove meses de reclusão.

Nos anos de 2001 e 2002, Francisco contratou Veroneide para prestar serviços odontológicos em Ouricuri e para exercer o cargo de Coordenadora do Programa de Combate a Doenças Epidemiológicas, recebendo o valor de R$ 11.350 do Governo Federal para pagamento do Piso de Atenção Básica (PAB) em saúde. Porém, a odontóloga não chegou a prestar serviços, configurando desvio de recursos públicos.

Segundo o inquérito, os salários de Veroneide eram encaminhados ao marido e policial rodoviário federal Vagner Venâncio Porto de Aguiar, a quem o ex-prefeito devia favores. A justiça também condenou Francisco Ramos da Silva à perda de direito de exercer cargos públicos por um prazo de cinco anos.