Antônio Carlos Miranda

2202 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Presidente de associação de Afrânio isenta Odacy de suposta propaganda antecipada: “O erro foi meu”

9

O presidente da Associação de Criadores de Afrânio (PE), Eliomar Pereira de Souza, tentou colocar panos quentes na polêmica envolvendo o presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim. Em fevereiro deste ano o atual gestor do IPA cumpriu agenda na cidade do Sertão do São Francisco, ao entregar um caminhão-baú frigorífico à Cooperativa de Produção Agropecuária de Afrânio (Cooafra). O equipamento foi adquirido através de emenda parlamentar do então deputado estadual.

O problema surgiu na semana passada, após divulgação pelas redes sociais de uma foto do veículo com a logomarca do IPA e o nome de Odacy, o que aos olhos da lei pode se configurar como improbidade administrativa. Eliomar, no entanto, eximiu o presidente do IPA de qualquer responsabilidade sobre o fato.

Em contato com este Blog, ele explicou que o caminhão havia saído de uma concessionária de Petrolina e, como estava na organização do evento, decidiu prestar uma homenagem ao ex-deputado. “Como eu sabia que o caminhão vinha sem o adesivo, veio na minha mente fazer um adesivo com o nome da cooperativa e outro com o do governo do Estado. Fui eu que coloquei também o nome de Odacy. Ele nem sabia. O erro foi meu, porque quis homenagear Odacy, já que ele foi o autor da emenda (que viabilizou o veículo)”, afirmou.

Eliomar garantiu ainda que, no momento em que foi informado que esse detalhe poderia trazer problemas para o gestor do IPA, arrancou o adesivo do caminhão. “Não tive nenhuma intenção de fazer campanha com o nome de Odacy”, finalizou.

Professor Gilmar acredita que suposta propaganda antecipada de Odacy não vai atrapalhar planejamento do PT para 2020

0
Foto: divulgação

Líder da bancada do PT na Casa Plínio Amorim, o vereador Professor Gilmar Santos (PT) não bateu nem assoprou em relação à recente polêmica envolvendo seu companheiro de partido Odacy Amorim, o qual foi acusado de estar fazendo ‘marketing pessoal’ à frente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Em entrevista à imprensa nesta terça-feira (19), o vereador argumentou que esse é um assunto a ser tratado internamente na legenda.

Segundo o Professor Gilmar, Odacy tem sua autonomia e forma de fazer política, mas ressaltou que ele precisa respeitar a instância partidária como qualquer outro filiado ou militante do PT. “À medida que necessitar do apoio do partido, desses mandatos, para defender um projeto comum, nós estaremos à disposição de fazer um bom debate. Não estamos para defender pessoas individualmente, mas um projeto político. E nesse caso o projeto político é orientado pelo Partido dos Trabalhadores”, ponderou.

O vereador justificou que para casos como o de propaganda eleitoral antecipada, como o que foi supostamente atribuído a Odacy, existe a justiça eleitoral para analisar. No entanto, o líder da bancada petista cutucou aqueles que querem atirar pedras neste momento.

Fico admirado como algumas figuras que atacam Odacy Amorim ou o Partido dos Trabalhadores não se olham no espelho, porque a tradição política que temos aqui é de uso da máquina pública, dos recursos da população, para promoção de projetos eleitorais e particulares”, alfinetou.

Sucessão 2020

Gilmar acredita que essa questão envolvendo Odacy não vai atrapalhar o diálogo que o partido deve articular com outras forças políticas da oposição em Petrolina, visando à sucessão municipal 2020. Ele justificou que o deputado Lucas Ramos (PSB), responsável por levar a denúncia de propaganda fora de época à tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco na semana passada, não citou nomes diretamente (Lucas é aliado político dos petistas). “Temos aqui uma dinâmica de interesses, e o deputado Lucas também está dentro dessa dinâmica para 2020. Então, é natural que críticas e possíveis desgastes apareceram. Isso não significa dizer que a gente não tenha uma discussão de um projeto maior, que precisa ser encaminhado, até mesmo com a possibilidade de alianças, de diálogos”, pontuou.

Aero Cruz ironiza declarações de Odacy contra Miguel: “Só fez mais obras porque Fernando Bezerra deixou prontas, com dinheiro em caixa”

9
Foto: Blog do Carlos Britto

A tropa governista na Casa Plínio Amorim manteve-se no ataque ao presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim, o qual responsabilizou o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB) de orquestrar as denúncias sobre um suposto uso político do IPA em proveito pessoal. Na sessão plenária desta terça (19), o líder da bancada e um dos principais aliados de Miguel, vereador Aero Cruz (PSB), fez um duro discurso.

A celeuma teve início a partir de uma agenda administrativa do presidente do IPA, semana passada, a algumas cidades do Sertão do Araripe, que teria desagradado parlamentares aliados do governador Paulo Câmara (PSB) pelo fato de não terem sido convidados. Além disso, espalharam-se pelas redes sociais outros fatos que levantaram suspeitas contra Odacy. Um deles foi a agenda divulgada, na qual consta a logomarca do IPA de um lado e o nome de Odacy do outro, da época de sua campanha (em 2018).

Há também uma foto de um veículo do instituto, cumprindo uma ação em Afrânio, Sertão do São Francisco, com o nome de Odacy na porta. A denúncia de um suposto marketing pessoal de Odacy foi levada a plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) pelo deputado Lucas Ramos (PSB), conforme este Blog trouxe com exclusividade, no último dia 14. Mas em seu discurso, Lucas acabou não sendo tão contundente, evitando citar nomes.

Mesmo assim, Aero lamentou que Odacy tenha esquecido de citar Lucas (hoje, seu aliado político), preferindo apenas criticar Miguel. “Quem está dizendo que Odacy está usando o governo para se promover é Lucas Ramos, um aliado do governador, não é Miguel Coelho não. Da mesma forma que Odacy usou o governo para eleger a esposa, porque Odacy nunca foi PT. PT é Isabel Cristina, PT é Professor Gilmar, PT e Cristina Costa”, alfinetou.

Obras

O líder governista ainda rebateu as declarações do presidente do IPA em relação a ter feito mais obras na cidade, quando foi prefeito em 2008 e 2009, do que Miguel em seu primeiro mandato. Primeiro, Aero disse que até hoje gostaria de saber quais as ações que Odacy deixou para Petrolina enquanto foi deputado. Em seguida, utilizou um tom mais irônico para alfinetar o adversário. “Sabe por que você fez mais obras, Odacy? Porque você discursou nas obras que Fernando Bezerra deixou prontas, com dinheiro em caixa. Foi isso que você fez”, disparou Aero.

Professora Socorro Lacerda destaca papel de comissão na Casa Plínio Amorim em defesa da mulher: “Suma importância”

1
Foto: Blog do Carlos Britto

Uma das representantes mais importantes do segmento feminista de Petrolina, a professora Socorro Lacerda considerou “de suma importância” a criação da Comissão Parlamentar de Defesa dos Direitos da Mulher na Casa Plínio Amorim. O colegiado é o primeiro em Pernambuco idealizado por uma Câmara de Vereadores. Convidada para a sessão solene que oficializou a comissão, na manhã de ontem (12), Lacerda afirmou que a problemática relacionada à mulher faz parte de políticas públicas. Sendo assim, o Legislativo também precisa se envolver com a questão.

Aproveitando para parabenizar a Câmara Municipal, por meio das vereadoras Cristina Costa (PT) e Maria Elena (PRTB) – as duas únicas representantes do sexo feminino na Casa – Lacerda destacou que a iniciativa serve para que o debate não fique apenas “entre quatro paredes” ou sirva apenas para ouvir a opinião dos homens.

Nós, mulheres, estamos sendo convocadas, especialmente a dos movimentos sociais, e a gente espera que a nossa palavra tenha um peso especial nas decisões que vão acontecer aqui. É a Câmara de Vereadores que delibera sobre as políticas públicas, que para nós são as mais caras, sobretudo as educacionais, porque desmontar o machismo não é fácil. O feminicídio, a violência contra a mulher são apenas a ponta do iceberg”, ponderou.

Feminicídios

Lacerda explicou que, por fazer parte desses movimentos e também ser uma educadora em sua formação profissional, aceitou o desafio de provocar a Câmara Municipal para essas questões. “Queremos que a Câmara solicite da Secretaria de Educação do município quais as políticas públicas educacionais planejadas, deliberadas, que orçamento está sustentando essas políticas”, analisou.

Em seu discurso na solenidade de ontem, Lacerda chamou atenção ainda para o número de feminicídios – bastante preocupante não apenas em Petrolina, mas em todo o país. Para minimizar esse cenário, também foi lançada ontem a Patrulha Maria da Penha – que a exemplo da comissão, nasceu de um projeto de lei de Cristina Costa (PT), aprovado em abril de 2018 e sancionado pelo prefeito Miguel Coelho.

Paulo Valgueiro crê em pioneirismo na Comissão de Defesa da Mulher também para mudar números em Petrolina

0
Foto: divulgação

Secretário da inédita Comissão Parlamentar de Defesa dos Direitos das Mulheres na Casa Plínio Amorim, anunciada oficialmente em sessão solene realizada na manhã de ontem (12), o vereador Paulo Valgueiro (MDB) não escondeu sua satisfação em integrar o colegiado. Ao lembrar que dos 23 atuais representantes do Legislativo, 21 são homens, Valgueiro reforçou ainda mais a importância dessa conquista histórica para Petrolina.

Somos a primeira Câmara de Vereadores no Estado de Pernambuco a implementar uma comissão dessa natureza. Então, a gente fica muito feliz de fazer parte, na qualidade de secretário. Contribuir para a garantia dos direitos das mulheres de Petrolina é algo que nos deixa extremamente honrados”, ressaltou.

Além de destacar o papel fundamental de aumentar a conscientização do público feminino em relação ao seus direitos, Valgueiro disse que a comissão também pretende ser pioneira no sentido de dar as repostas esperadas pela sociedade quanto aos números ainda preocupantes em relação a violência de gênero e outras questões. “A gente ainda vê o número de feminicídios crescendo, as diferenças salariais entre homens e mulheres ainda são extremamente desiguais. A gente quer que, através da comissão, números como esses sejam mudados, pelo menos em Petrolina”, finalizou.

Sessão solene na Casa Plínio Amorim mescla homenagens e debate sobre políticas públicas para mulheres de Petrolina

0
Foto: Ascom/diivulgação

Mulheres de vários segmentos da sociedade petrolinense reuniram-se na manhã desta terça-feira (12), em sessão solene na Casa Plínio Amorim.

O encontro fez parte das homenagens alusivas ainda ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março. O evento foi proposto pela vereadora Cristina Costa (PT).

A ocasião, no entanto, não foi apenas de homenagens. As participantes também debateram políticas públicas destinadas a fortalecer o empoderamento feminino, sobretudo no campo da educação. O elevado número de mulheres assassinadas em Pernambuco e no país também foi mencionado.

Durante a sessão foi lançada oficialmente a placa ‘Tribuna Livre Isabel Cristina de Oliveira’, projeto de autoria de Cristina Costa (aprovado há seis anos), bem como a Patrulha Maria da Penha (criada em 3 de abril de 2018), que também foi apresentada ao público presente à sessão. Além de Cristina, a outra vereadora da bancada feminina na Casa, Maria Elena (PRTB) também estava presente. As duas, aliás, serão respectivamente presidente e relatora da primeira Comissão Parlamentar de Defesa dos Direitos da Mulher no Estado de Pernambuco, em se tratando de Câmara de Vereadores. O Colegiado começa oficialmente as atividades nesta terça. Representando o Executivo, a vice-prefeita Luska Portela também compareceu ao evento.

Articulações para sucessão municipal de 2020 em Petrolina começam a ganhar força

11
Prefeitura de Petrolina. (Foto: Duda Oliveira/Blog do Carlos Britto)

Em Petrolina o prefeito Miguel Coelho (PSB) vai viver um cenário diferente para 2020, quando tentará a reeleição. Pela primeira vez a principal cidade do Sertão poderá ter segundo turno, o que promete deixar a disputa ainda mais acirrada. Justamente pensando nesse ‘detalhe’, os adversários de Miguel já se articulam.

Uma reportagem da Folha de Pernambuco, em sua edição de ontem (9), mostra o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) como cotado para brigar pela Prefeitura de Petrolina no ano que vem. Mas entre o próprio grupo de oposição ao gestor, muita conversa ainda vai rolar até um consenso.

Isso porque, além de Lucas, outros dois nomes ainda sonham em comandar Petrolina: o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) e o atual presidente do IPA, Odacy Amorim (este, pela segunda vez, já que foi prefeito entre 2007 e 2008). Esposa de Odacy, a deputada estadual Dulcicleide Amorim (PT) mostra-se otimista pela união do grupo. “Espero poder formar junto com os deputados Gonzaga Patriota, Lucas Ramos e o presidente do IPA, Odacy Amorim, que foi o candidato majoritário da cidade, uma frente para que possamos ganhar as eleições”, disse Dulcicleide.

Evidentemente Miguel sabe de toda essa movimentação, mas o momento agora é de ficar na retaguarda. Até porque ele só vai entrar nesse jogo, com mais força, no ano que vem. Até lá quem ainda estará em campo é o gestor, não o político. E é o trabalho que vem executando nesse seu primeiro mandato em Petrolina que dará a Miguel a munição que precisa para tentar renovar seu mandato em 2020. Muita água ainda vai passar por debaixo dessa ponte.

Mesmo debaixo de muita chuva, foliões petrolinenses se esbaldam no caldeirão de ritmos do Carnaval 2019

1
Foto: Polo Multicultural, na Petrolina Antiga/Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Quem pensou que a noite chuvosa da segunda-feira (4) do Carnaval 2019 de Petrolina iria arrefecer o ânimo dos foliões, enganou-se redondamente. Mais uma vez os petrolinenses foram às ruas para mostrar que também têm os festejos de Momo na veia.

O único ponto onde a chuva ainda atrapalhou um pouco foi o Polo da 21 de Setembro, já que o local é um foco mais familiar, e muitos pais decidiram não sair de casa com seus filhos ontem. Mesmo assim, quem esteve por lá curtiu a animação dos blocos, que não deixaram ninguém ficar parado.

Mas o grande barato da terceira noite de Carnaval na cidade foi o Polo Multicultural, que reuniu milhares de admiradores do músico pernambucano Chico Science (falecido num acidente de automóvel em 1997 no Recife). Um tributo ao principal idealizador do Movimento Mangue Beat incendiou os foliões, mesmo debaixo de muita chuva. O espaço ainda teve shows da Hakan e da Dubaia.

Já o Polo Orla foi marcado mais uma vez pelo ecletismo, começando pela cantora Camila Yasmine. Seguiram-se depois Trio Granah, Dalmo Natan e Wallas Arrais. Hoje (5), infelizmente, é o último dia de festa, e por isso mesmo a animação promete ser ainda maior.

Com história vencedora no Palmeiras, ex-goleiro Sérgio quer trazer para Petrolina espetáculo com grandes nomes do futebol brasileiro

0

Nos 22 anos de carreira como jogador profissional, ele passou por vários clubes brasileiros, mas marcou época mesmo no Palmeiras, onde se sagrou bicampeão com aquele supertime de 1993/94. O auge foi o título da Copa Libertadores com o alviverde do técnico Luís Felipe Scolari, em 1999. Hoje, o ex-goleiro Sérgio Luiz continua militando no esporte que lhe deu tudo na vida, só que fora das quatro linhas.

Entrevistado do Carlos Britto Talk Show desta semana, Sérgio contou que agora atua como empresário esportivo. Foi exatamente por isso que veio a Petrolina. O objetivo da visita é trazer para a cidade, e também à vizinha Juazeiro (BA), um grande espetáculo com algumas das principais estrelas que marcaram o futebol nacional – a exemplo de Marcelinho Carioca, Flávio Conceição, César Sampaio, Athirson, Júnior Baiano, entre outros.

Segundo Sérgio, sua agência tem hoje mais de 40 ex-atletas desse naipe. E ele disse ter percebido que o Norte-Nordeste do país é um grande nicho para explorar essa atividade, principalmente pela paixão do torcedor nos Estados dessas regiões. “A minha intenção e da nossa empresa é trazer um trabalho diferente. Muitos fazem esse tipo de jogo, mas queremos sair na frente na questão de organização, trazendo benefícios para a prefeitura, Secretaria de Esportes, porque isso influencia na garotada em escolinhas, na formação de atletas e do ser humano”, justificou, acrescentando que ex-jogadores locais serão convidados para participar do show esportivo. Por enquanto, ainda não existe uma data de quanto o evento acontecerá, mas o Blog vai divulgar assim que tudo for acertado.

Ídolos

Considerado por ele próprio um goleiro de poucos ‘frangos’, Sérgio encerrou a carreira aos 42 anos. Nesse tempo em que atuou, ele diz ter se inspirado em ídolos como João Leite (Atlético-MG), Leão (Palmeiras) e Carlos (Ponte Preta). Este último, já prestes a pendurar as chuteiras, chegou a conviver com o então novato Sérgio, em 1992, no Palmeiras. “Pude aprender muitas técnicas com ele”, lembra. Mas aquele que considera ‘o cara’ de sua geração é Taffarel, tetracampeão mundial com a seleção brasileira em 94. Se você perdeu a entrevista com Sérgio, basta acessar o link disponibilizado pelo Blog.

Gilberto Melo ratifica críticas a Governo de Pernambuco na questão da Apami e alfineta oposicionista Gabriel Menezes

1

Mesmo reconhecendo o enorme sacrifício feito pelo diretor-presidente da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), Augusto Coelho, em meio às dificuldades financeiras da instituição para manter o tratamento de pacientes com câncer, o vereador e presidente da Comissão de Saúde da Casa Plínio Amorim, Gilberto Melo (PR) não escondeu sua preocupação. A este Blog, ele disse ter acreditado que o anúncio feito pelo então ministro da Saúde, Gilberto Occhi, no último dia 25 de novembro, em sua visita a Petrolina, fosse o fim dos problemas. Mas estava enganado.

Na ocasião, Occhi celebrou convênio com o Estado com vistas a credenciar o Hospital Dom Tomás como uma Unacon (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia), além de liberar mais seis leitos da unidade. Também ficou de aumentar o teto mensal de repasses à Apami, que administra o Dom Tomás, por meio do Estado.

O problema, segundo Gilberto, é que o Governo Paulo Câmara ainda não cumpriu com sua parte: o processo de credenciamento está atrasado, os leitos não foram liberados e o repasse mensal de recursos está bem aquém do que a Apami precisa. Por outro lado, o Dom Tomás é obrigado a atender uma demanda de nada menos que 63 municípios – entre Pernambuco, Bahia e Piauí. “A gente vê o clamor da população para ser atendida, mas o hospital não tem a estrutura para atender toda essa demanda (…) Achei que não fosse ver mais as pessoas indo para Recife, sofrendo dentro de um ônibus, para fazer tratamento”, desabafou.

De acordo com Gilberto, o Dom Tomás deveria ficar apenas com pacientes da alta complexidade, mas os recursos repassados pelo Estado são para casos de baixa complexidade, que deveriam ser atendidos pelo Hospital Dom Malan (HDM). “Só que são atendidos pela Apami. Os recursos de R$ 748 mil que a Apami recebe são para atender a baixa complexidade, e ela está atendendo hoje a baixa e a alta complexidade, e ainda assim atinge a meta e poderia ter recebido pelo que faz a mais. Não recebe. São R$ 214 mil a mais, no mês passado. Todo mês é assim, e eles não deixam de atender”, revelou.

Críticas

Mesmo sem querer polemizar quanto às declarações do deputado estadual Lucas Ramos (PSB), que enviou nota ao Blog afirmando não existir pendências do Estado com a Apami, o vereador desafiou: “Quem diz que está tudo em dia, tudo uma maravilha, é só vir fazer uma visita com a Comissão de Saúde e dizer isso a Dr.Augusto, a nós, à população”. Gilberto citou o caso da mãe de uma criança com leucemia, cujo tratamento chega a R$ 19 mil, mas a Apami recebe apenas R$ 11 mil pelo SUS. “Será que estamos levantando falso? estamos falando a verdade”, criticou.

Continuando no seu tom crítico, Gilberto também não poupou o vereador de oposição Gabriel Menezes (PSL), o qual disse na sessão de ontem (28/02) da Casa Plínio Amorim que os governistas querem fazer dessa questão da Apami “um palanque político”. “Ele faz parte do Governo Bolsonaro, mas parece que quer desembarcar e ir para o Governo do Estado, porque deu a atender que a Apami não precisaria mais de ajuda. Não estamos fazendo palanque político. Será que quando ele vai a Simpatia, a Caroá, mostrar uma placa e dizer que a obra não está chegando, isso não é palanque político? Nós fazemos diferente dele. Sentamos com o prefeito Miguel Coelho, com o autor da emenda, para ver a dificuldade onde está e resolver a questão”, completou.

Relator da Comissão de Finanças da Casa Plínio Amorim, Manoel da Acosap alfineta Paulo Câmara em relação à Apami

0
Vereador Manoel da Acosap. (Foto: Blog do Carlos Britto)

Os sérios problemas financeiros pelos quais passa a Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), conforme matéria publicada por este Blog, ressoaram na Casa Plínio Amorim. O assunto foi um dos principais debatidos na sessão plenária desta quinta-feira (28). Relator da Comissão de Saúde do Legislativo, o vereador Manoel da Acosap (PTB) apresentou números atuais referentes à Apami e ao Hospital Dom Tomás, que atende nada menos que 63 municípios (30 da Bahia, 30 de Pernambuco e três do Piauí).

Segundo Manoel, dos 16.764 pacientes com câncer cadastrados na unidade, que fazem tratamento e recebem a medicação, apenas 8.645 são de Petrolina.

Para essa demanda, o vereador afirmou que a Apami tem de administrar pouco mais de R$ 3,4 milhões por ano para o hospital. “Isso é uma migalha. O Dr.Augusto Coelho (diretor-presidente da Apami) está fazendo milagre”, lamentou Manoel, acrescentando que o déficit já chega a R$ 2,1 milhões. Em seguida ele atribuiu a esse cenário de dificuldades o fato de o governador Paulo Câmara ter entregue o serviço de oncologia à responsabilidade do Imip, que repassa recursos bem inferiores ao que a unidade necessita.

Manoel lembrou ainda que, em abril de 2016 o então deputado federal destinou emenda de R$ 1,5 milhão à Apami, além de outra do senador Fernando Bezerra Coelho no valor de R$ 3,8 milhões, via Secretaria de Saúde. No entanto, esses valores não foram repassados à Apami. “O governador Paulo Câmara, que aqui não vejo ninguém falar, não repassou à Apami. Preferiu deixar os pacientes com câncer morrerem. Tem paciente que a medicação custa R$ 1,8 mil e estão morrendo, porque a família não tem condições de comprar”, desabafou.

Denúncia

O governista disse ainda que na visita que fez com o presidente da Comissão de Saúde, Gilberto Melo, ontem (27) ao Hospital Dom Tomás, tomou conhecimento que o Estado preferiu devolver os recursos oriundos das emendas, para não ter de repassá-los à Apami. “Se não houver uma intervenção urgente do gestor do Estado, da União, dos deputados, e digo todos os deputados, esses pacientes vão morrer”, alertou o vereador. Ele aproveitou também para conclamar as prefeituras de cidades da Bahia, já que a maioria dos pacientes com câncer atendida pelo Dom Tomás é desse Estado.

Em nota divulgada nesta quinta pelo Blog, o deputado estadual Lucas Ramos (PSB), aliado de Paulo Câmara, contestou as informações acerca dos repasses à Apami. Ele citou também que o processo de credenciamento do Dom Tomás está em andamento, o que possibilitará ao Estado o investimento de R$ 4,9 milhões por ano, valor que reconhece ainda ser insuficiente para manter os serviços oferecidos pelo hospital.

Simão Durando confirma que assumirá presidência do PR de Petrolina

0
Foto: Blog do Carlos Britto

O secretário municipal de Agricultura e Governo de Petrolina, Simão Durando Filho, confirmou a informação divulgada pela Folha de Pernambuco, de que assumirá a presidência do diretório municipal do PR em Petrolina. A declaração foi dada pelo próprio secretário à imprensa local, nesta quinta-feira (28), na Casa Plínio Amorim.

Simão Filho ratificou que esse processo faz parte da restruturação da legenda no município, que atualmente é presidido em Pernambuco pelo prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira. “Queremos nosso partido em 2020 falando alto”, declarou.

Como parte dessa rearrumação política do PR, o líder da legenda na Câmara Municipal, vereador Gilberto Melo, acertou com Simão para ser o vice-presidente do diretório. “Nosso partido nunca esteve em tão boas mãos”, afirmou. Gilberto planeja uma meta ousada do partido para as eleições 2020. “Queremos fazer quatro vereadores”, pontuou.

Um dos que dão sustentação ao prefeito Miguel Coelho (PSB), o PR vai trabalhar para manter todos os seus integrantes unidos, incluindo o vereador Cícero Freire, que andou se desentendendo recentemente com Gilberto pela liderança do partido na Casa. “Iremos todos juntos (para as eleições)”, assegurou Simão.

Sem receber os prometidos repasses, Apami sofre para manter tratamento de pacientes com câncer

4

O Ministério da Saúde anunciou, em abril do ano passado, que iria garantir a certificação ao Hospital Dom Tomás para que a unidade, especializada no tratamento de pacientes com câncer, pudesse receber recursos da União. Também prometeu aumentar o teto mensal de repasses à Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), que administra o hospital. O então ministro Gilberto Occhi ratificou, na visita feita a Petrolina em novembro último, o convênio entre os governos federal e estadual para viabilizar recursos ao Dom Tomás. No entanto, até o momento o cenário não mudou. Ou se mudou, foi para muito pior.

Há quase três meses os pacientes oncológicos se deparam com dificuldades de logística no hospital, que deveria ser voltado apenas para a alta complexidade, mas atende também a média e baixa complexidades – bem como a falta de medicamentos na Apami. Esta, por sua vez, ainda não viu os prometidos repasses, que deveriam chegar a Petrolina através do Governo de Pernambuco.

Uma das que vivem esse drama na pele é a técnica de enfermagem Simone Tavares. Mãe de quatro filhos, ela conta que o mais velho, de 13 anos, perdeu a batalha contra a leucemia. Agora, enfrenta uma nova luta com o filho de 11, que também tem a doença. Moradora de Juazeiro (BA), Simone lembra que da primeira vez, quando precisou da Apami para atender seu filho de 13, tudo foi mais fácil. Mas no atual momento a realidade é outra.

“Infelizmente a doença foi muito agressiva com o meu filho mais velho, e ele não resistiu, mas foi tratado de imediato pela Apami. Mas desta vez percebi as dificuldades”, contou ao Blog. Simone reconhece os esforços da entidade e também da Prefeitura de Petrolina, mas destaca que outros municípios também precisam se engajar nessa luta.

Por este motivo ela disse que a partir das 6h30 desta quinta-feira (28) os familiares dos pacientes planejam uma mobilização para pressionar os governantes. “Fui informada de que o prefeito Miguel Coelho tem se esforçado, mas a gente quer a palavra de outros prefeitos, como o de Juazeiro, e também do governador de Pernambuco Paulo Câmara”, destacou.

“Guerreiro”

Atual presidente da Comissão de Saúde da Casa Plínio Amorim, o vereador Gilberto Melo fez uma visita ao Hospital Dom Tomás com seu colega relator, Manoel da Acosap, e reconheceu a obstinação do diretor-presidente da Apami, Augusto de Souza Coelho, para manter a entidade funcionando. “Ele é um guerreiro”, afirmou.

Segundo informações obtidas pelo Blog, os dois últimos meses foram terríveis para a Apami. O motivo deve-se à diminuição das doações em dinheiro à entidade, feitas por voluntários da sociedade petrolinense, por conta da notícia de que a Apami estaria recebendo os repasses do Estado.

Gilberto prometeu fazer um discurso na sessão plenária desta quinta-feira (28) na Câmara Municipal sobre o assunto. Ele diz não compreender como o Dom Tomás já está devidamente credenciado pelo Ministério da Saúde para receber os recursos, mas estes se encontram travados no Estado, bem como as emendas de mais de R$ 4 milhões colocadas pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), pelo deputado federal Fernando Filho (DEM) e pelo então federal Adalberto Cavalcanti (Avante) para a Apami. “Não quero acreditar que seja por uma questão política”, diz Gilberto. Atualmente o senador é adversário de Paulo Câmara, que foi reeleito em outubro do ano passado.

A reportagem do Blog vai entrar em contato com a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (SES) sobre o assunto.

Aero Cruz garante que caso de exoneração de sementeira será averiguado: “A gestão não aceita perseguições”

1
Vereador Aero Cruz. (Foto: Blog do Carlos Britto)

A nova celeuma envolvendo o Programa Nova Semente, da Prefeitura de Petrolina, será devidamente investigada pela administração municipal. A garantia foi dada ontem (26) pelo líder governista na Casa Plínio Amorim, vereador Aero Cruz (PSB).

Ao se pronunciar à imprensa sobre um áudio vazado do seu colega de bancada, Elias Jardim (PHS), afirmando que as indicações para o Nova Semente são feitas pelos vereadores da base, e por isso pediu a exoneração de uma servidora que não teria reconhecido seu gesto de indicá-la, Aero saiu em defesa de Elias. Ele disse que o vereador (que se ausentou da sessão de ontem) já entrou em contato com o líder e lhe dará detalhes sobre o episódio.

Mas Aero deixou claro que a exoneração da servidora será devidamente apurada, porque a gestão municipal não aceita perseguições políticas – como os rumores indicam neste caso. “Já tive uma conversa com o secretário de Governo (Simão Filho) e vou conversar com a coordenadora (do Nova Semente) para procurar se isso realmente aconteceu, e como aconteceu. Porque uma coisa é a pessoa que está lá (sementeira) não está fazendo correto. Outra coisa é tirar por perseguição, porque A ou B pediu”, avaliou.

Sobre mais uma denúncia contra Nova Semente, Paulo Valgueiro fala em “toma lá dá cá” e Aero rebate: “Indicações quem fazia era governo passado”

2

Mais uma denúncia contra o Programa Nova Semente, da Prefeitura de Petrolina, rendeu trocas de acusações entre governistas e oposicionistas na Casa Plínio Amorim na sessão plenária desta terça-feira (26). O estopim do novo embate foi um áudio vazado pelo WhatsApp, no último final de semana, do vereador Elias Jardim (PHS). Integrante da base aliada, Elias se mostra insatisfeito com uma servidora do programa, indicada por ele ao cargo, mas que “nunca teria lhe dado satisfação”, mesmo sabendo que são os vereadores do prefeito quem fazem essas indicações.

O líder da bancada de oposição, Paulo Valgueiro (MDB), não deixou barato e municiou sua artilharia contra a atual gestão. Ele criticou, primeiro, o que chamou de “ensaio afinado” da bancada de situação para defender o governo. Depois disse que os esforços não adiantavam de nada.

O que está pegando de verdade são as indicações políticas, é o uso do Nova Semente para aumentar a bancada do prefeito, que só elegeu 11 vereadores (em 2016), mas hoje tem muito mais vereadores na bancada. Então isso mostra o ‘toma lá dá cá’ que existe dentro do governo”, disparou.

Perguntado se as indicações políticas também não eram rotineiras no Governo Julio Lossio, do qual era aliado, Valgueiro assegurou que nunca indicou nenhuma profissional. Ele também deixou a entender que tal prática não existiu na gestão passada. “O que a gente via eram pessoas da própria comunidade, que se reuniam na comunidade e escolhiam aqueles que tivessem mais o perfil de gestor e formavam os núcleos, sem a interferência de um vereador ou de outros políticos para indicar, ficando essa pessoa apadrinhada do vereador, como ficou muito claro nesse áudio”, afirmou.

Valgueiro ainda denunciou o “assédio moral” sofrido pela servidora que foi criticada por Elias, já que ela foi exonerada do cargo após o episódio. O líder oposicionista disse também não ter dúvidas que a ausência de Elias da sessão de hoje teria sido por pressão da bancada do prefeito. Valgueiro levou a denúncia ao Tribunal de Contas (TCE-PE) e ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE)

Resposta

O líder governista Aero Cruz (PSB), no entanto, contestou cada afirmação de Valgueiro. Segundo ele, o que o Governo Miguel Coelho está fazendo é justamente corrigir os erros da administração passada em relação ao programa, que não foram poucos.

Aero garantiu que a escolha atual das sementeiras baseia-se 70% em processo seletivo. Os 30% restantes são por intermédio de diplomas e/ou comprovação de cursos especializados para as respectivas áreas em que vão atuar. “Antigamente 100% (das sementeiras) eram indicadas por vereadores. Se teve um governo que procurou moralizar o Nova Semente, esse governo foi o de Miguel Coelho”, declarou.

O líder também desmentiu Valgueiro, que disse nunca ter feito indicações para Nova Semente. Segundo Aero, ele e seu colega da oposição, Domingos de Cristália (PSL), foram os que mais indicaram. “Esses vereadores que aí estão eram o braço direito do prefeito passado e eram quem indicava. Se não tivesse sobrenome Valgueiro ou Domingos, não entrava (no Nova Semente). E agora ficam jogando para plateia”, alfinetou. Aero ainda saiu em defesa de Elias, explicando que sua ausência na sessão de hoje nada tem a ver com uma suposta pressão que teria sofrido do governo.

Petrolina
céu pouco nublado
30 ° C
30 °
30 °
55%
1kmh
20%
seg
25 °
ter
25 °
qua
26 °
qui
26 °
sex
28 °