29 C
Petrolina,PE
17 de setembro de 2019

Antônio Carlos Miranda

2308 POSTS 0 COMENTÁRIOS

Programa de pavimentação tocado por Miguel Coelho vira embate travado entre oposicionistas e governistas na Casa Plínio Amorim

8
Foto: Blog do Carlos Britto

Sem projetos do Executivo na pauta de votação da Casa Plínio Amorim, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (sem partido) virou alvo de ataques da oposição na sessão plenária desta terça-feira (17).  O tom foi dado pelo líder da bancada, vereador Paulo Valgueiro (MDB). Da tribuna, Valgueiro chegou a questionar a força do grupo político de Miguel, liderado pelo pai dele – o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB).

Segundo Valgueiro, se o prefeito tivesse mesmo essa força, não estaria tomando empréstimo para viabilizar o programa de pavimentação de ruas e avenidas no município. A declaração foi reforçada pelo colega de Valgueiro, vereador Gabriel Menezes (PSL). Ele lembrou sobretudo dos R$ 60 milhões obtidos pela atual administração junto à Caixa. Para Gabriel, além de trazer prejuízos futuros aos cofres municipais, esse empréstimo tem cunho “eleitoreiro” porque muitas ruas serão pavimentadas em 2020, ano de campanha, durante o período permitido pela legislação eleitoral.

Um dos que saíram em defesa de Miguel foi o governista Alvorlande Cruz (PSL), o qual afirmou que Gabriel não quer ver a pavimentação chegar a várias comunidades de Petrolina.

Primeiro vice-presidente da Mesa Diretora, o vereador Ronaldo Cancão (PTB) – também aliado do prefeito – argumentou que, na gestão passada, era oposição ao antecessor de Miguel, Julio Lossio (PSD). Mesmo assim ajudou a aprovar projetos semelhantes como esse, inclusive em ano eleitoral.

Major Enfermeiro demonstra serenidade em relação ao MDB de Petrolina: “Estou com o senador”

1
Crédito da foto: Jean Brito/CMP

Se tem alguém no MDB que esbanja despreocupação com o cenário interno do partido em Petrolina, esse alguém é o vereador Major Enfermeiro. “Estou com o senador (Fernando Bezerra Coelho”, resumiu ele a este Blog.

Major Enfermeiro já andou ao lado de FBC, depois foi para o time do ex-prefeito Julio Lossio e retornou recentemente para o grupo do antigo aliado. E conseguiu a ‘façanha’ de fazer essa travessia sem nunca sair de onde sempre esteve.

“Sonho do CVV em Petrolina é ter sua própria sede”, diz representante da entidade

1
Crédito da foto: Jean Brito/CMP divulgação

Entidade existente em Petrolina há 15 anos, o Centro de Valorização da Vida (CVV) ainda luta para ter sua própria sede. A afirmação foi feita na manhã desta quinta-feira (12) pelo vice-coordenador do Posto CVV, Adalmi de Souza Nunes, ao participar da Tribuna Livre na Casa Plínio Amorim. A presença de Adalmi na Casa foi viabilizada pelo vereador Paulo Valgueiro (MDB).

São 15 anos de luta e nosso sonho é construir a sede própria”, declarou o representante do CVV. Ele aproveitou para detalhar o trabalho de apoio emocional e de prevenção ao suicídio realizado pelos voluntários da entidade. Atualmente em Petrolina o CVV conta com uma equipe de 37 voluntários.

Segundo Adalmi, os cursos disponibilizados pela entidade acontecem nos meses de março e agosto. Ele frisou que várias pessoas já passaram pelo CVV de Petrolina e deram sua colaboração. “Tudo que precisamos fazer é ficarmos atentos para dar o apoio necessário ao que a pessoa precisa”, explicou ele, sobre o trabalho do voluntariado.

Para mais detalhes sobre o CVV, basta acessar o site da entidade.

Crédito da foto: Jean Brito/CMP divulgação

Família de enfermeiro assassinado em Trindade se mobiliza para garantir condenação de assassino

0
Foto: arquivo familiar/reprodução

Há 17 anos a família do enfermeiro Antonio Alex Lopes Borges trava uma luta incansável por justiça. Isso porque Antonio foi assassinado a sangue frio, em 2002, aos 27 anos, por Lindneyfe Azarias da Silva. O crime ocorreu em Trindade (PE), Sertão do Araripe, e teria sido motivado por um suposto envolvimento amoroso entre a vítima e a namorada do assassino.

Em entrevista ao Blog, a policial militar Audenice Maria Lopes (irmã de Antonio) contestou essa versão. “A ex-namorada dele disse que nunca teve nada com meu irmão”, contou. Ela lembra que o assassino chegou a se apresentar, na época, à Delegacia de Polícia Civil (PC) de Ouricuri (PE), na mesma região, após se livrar do flagrante. Mas fugiu e foi se esconder em Canaã, cidade de Alagoas.

A família de Antonio, então, conseguiu localizar o acusado, em 2014. Audenice buscou o Fórum de Trindade, mas por um desencontro de informações quanto ao mandado de prisão, Lindneyfe escapou novamente. No último dia 25 de agosto ele foi mais uma vez localizado. Para surpresa dela e dos familiares da vítima, o assassino se encontrava preso em Campinas (SP), desde o último dia 25 de agosto, por ter ameaçado matar passageiros de um ônibus.

Audenice informou ao Blog que Lindneyfe deverá ser recambiado da cidade paulista para Trindade, mas ainda não há previsão de quando isso vai acontecer. Segundo ela, o assassino do seu irmão deverá ser levado a júri popular. Por este motivo, ela faz um apelo para que a justiça seja feita. A família de Antonio teme que o resultado do julgamento não seja aquele esperado. “O crime já tem muito tempo e está esquecido por muita gente. O júri vai ser em Trindade e a gente sabe que lá as pessoas têm medo, e geralmente o júri de Trindade absolve”, desabafa.

Clamor

Audenice afirmou que o acusado já ameaçou outras pessoas na cidade, dizendo que “já matou, e para matar outro era muito fácil”. Mas a família não se abala e pretende sensibilizar a população de Trindade para o lado humano do seu irmão. “Meu irmão era uma pessoa muito boa. Eu desconheço quem não gostava dele”, relata Audenice, sem esconder a emoção.

O mesmo sentimento é compartilhado pela mãe de Antonio, Maria das Graças Lopes Borges. Ela se lembra, como se fosse hoje, do fatídico dia 25 de agosto de 2002, quando recebeu a notícia da trágica morte do enfermeiro. “Perder um filho é perder o prazer pela vida”, conta Maria das Graças, que teve cinco filhos (Antonio era o quarto deles).

Ela afirma que fará de tudo para ver o assassino de Antônio atrás das grades. “Isso não vai apagar o nosso sofrimento, mas pelo menos ficará o conforto de que foi feita a justiça”, declarou.

Aero Cruz rebate Valgueiro sobre reajuste de ISS em Petrolina: “Colocação do vereador é inverídica”

1
Vereador Aero Cruz. (Foto: Blog do Carlos Britto)

Líder da base aliada na Casa Plínio Amorim, o vereador Aero Cruz (PSB) rebateu categoricamente as declarações do líder oposicionista Paulo Valgueiro (MDB) acerca do reajuste do Imposto Sobre Serviços (ISS) em Petrolina, proposto pelo Executivo. Aero afirmou que Valgueiro não deve ter lido na íntegra o conteúdo da matéria.

O governista argumentou que, em momento algum, o projeto prejudicará categorias da cidade, a exemplo dos mototaxistas. “Eles são microempreendedores individuais e não entram nessa linha”, assegurou. Aero acrescentou ainda que os advogados também ficarão de fora.

Aero ressaltou que o reajuste do tributo vai alcançar apenas 20 empresas prestadoras de serviços de Petrolina, de um universo de 13 mil registradas hoje na cidade. Ele afirmou que o projeto especifica sobretudo a classe médica e a dos contadores.

Essas duas classes avançaram em seus faturamentos. Então, essa colocação do vereador é inverídica”, arrematou o líder de governo. O projeto, segundo Aero, deverá entrar na pauta de votação do Legislativo Municipal na sessão desta quinta-feira (12).

Líder oposicionista na Casa Plínio Amorim ataca reajuste de ISS em Petrolina: “Presente de grego”

0
Foto: divulgação

Um projeto de lei enviado pelo prefeito Miguel Coelho, referente ao Imposto Sobre Serviços (ISS) em Petrolina, promete render novo embate na Casa Plínio Amorim. A matéria propõe um reajuste no tributo e deve ser votada na sessão plenária desta quinta-feira (12), mas já é criticada pelo líder oposicionista, vereador Paulo Valgueiro (MDB).

Segundo ele, o projeto havia entrado na sessão da última quinta (5), “como sempre em regime de ‘urgência urgentíssima’”, lamentou. Mas ficou para ser analisado em plenário amanhã. Pelo que leu, Valgueiro disse que, caso seja aprovado, o projeto vai trazer prejuízos para várias categorias, sobretudo a dos taxistas e mototaxistas. “Vai haver uma mordida em torno de 70%”, declarou à imprensa, ontem (10). Valgueiro citou também a classe dos médicos particulares, que deverão repassar aos seus clientes o aumento do ISS.

Valgueiro frisou que essa já é a terceira mudança no código tributário do município feita pelo chefe do Executivo Municipal, tachando a medida como “presente de grego em pelo mês de aniversário de Petrolina”. O líder da oposição informou ainda que, do ponto de vista da lei, não há nenhuma ação a ser tomada, já que o prefeito pode aumentar tributos.

Ele explicou também que, mesmo colocando emendas, o “rolo compressor” do prefeito as derrubariam. Valgueiro disse ainda não se convencer da justificativa para o aumento do ISS, o qual se destinaria a reorganizar a máquina administrativa. Segundo ele, o gestor poderia tomar outras medidas, a exemplo de demitir cargos comissionados. O líder oposicionista disse acreditar que, a pouco mais de um ano para as eleições, essa medida poderá trazer desgaste para o prefeito e seus aliados na Câmara Municipal. “Esse aumento não é ilegal, mas num momento de sacrifício que vivemos, é no mínimo imoral”, finalizou.

Zé Batista coloca Odacy Amorim na berlinda: “Indiciado pela Polícia Federal a devolver R$ 4 milhões”

7
Crédito da foto: Jean Brito/CMP divulgação

Integrante da base governista na Casa Plínio Amorim, o vereador José Batista da Gama (PDT) se encarregou de rebater as declarações do atual presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Odacy Amorim, contra a gestão do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido). Adversário do grupo político de Miguel, Odacy questionou a força politica do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), líder do grupo, uma vez que o prefeito “precisa tomar dinheiro emprestado” para realizar obras de infraestrutura no município.

No seu conhecido estilo, Zé Batista mandou um recado a Odacy ao afirmar que essa força política está no mesmo lugar do qual ele saiu e foi indicado para ser candidato a vice-prefeito de FBC, que então tentava seu terceiro mandato em 2004.

O governista lembrou que o presidente do IPA recebeu apoio à época do próprio Zé Batista e de outros colegas como Maria Elena (PRTB), Osório Siqueira (que ainda não era vereador) e Ruy Wanderley (PSC). Este último, inclusive, havia sido indicado para a vice, mas declinou do convite e reforçou o nome de Odacy “para contemplar a comunidade evangélica”, frisou Zé Batista. “Aí Vossa Senhoria foi o vice de Fernando, galopou o tempo todo e depois traiu Fernando e todo o grupo político dele”, disparou.

A revelação bombástica do discurso de Zé Batista veio no momento em que ele disse que Miguel é atrevido, sim, mas por ser um prefeito “arrojado, corajoso e visionário”, ao contrário de Odacy, que está sendo indiciado na Polícia Federal (PF). “Você pegou recursos, na época, para fazer o saneamento da bacia do Dom Avelar, e no dia 31 de dezembro (de 2008) você desfilou dezenas e dezenas de cheques, que foram inclusive bloqueados pelo prefeito Julio Lossio. É mentira ou é verdade? E só para liberar a bacia do Dom Avelar, foi cerca de R$ 1 milhão. Por esta razão, você está na Polícia Federal (PF), indiciado para devolver R$ 4 milhões”, ressaltou.

Pesquisa

O governista encerrou o discurso chamando atenção para o fato de Odacy criticar FBC por colocar seus filhos no meio político, quando fez o mesmo com sua esposa, Dulcicleide Amorim. Também pediu para que ele vá cuidar do IPA, que está com a extensão rural “em frangalhos”. O vereador lamentou ainda a pactuação que Odacy fez com a Compesa, em 2007, e utilizou os recursos da pactuação para pavimentar 120 ruas, enquanto a Companhia é criticada até hoje pelos petrolinenses. O vereador lembrou ainda que o gestor do IPA fez campanha eleitoral antecipada no cargo e foi alvo do TCE-PE por conta “de notas frias e verbas indenizatórias“. Segundo Zé Batista, essa indisposição de Odacy contra o Governo Miguel Coelho estaria numa pesquisa de opinião encomendada pelo Campo das Princesas, mostrando o prefeito bem avaliado para a disputa majoritária de 2020, enquanto o presidente do IPA aparece atrás do ex-prefeito Julio Lossio.

Vereadores da Casa Plínio Amorim aprovam LDO de Petrolina para 2020 e devem manter 40% de remanejamento orçamentário para Miguel Coelho

0
Foto: Blog do Carlos Britto

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) da Prefeitura de Petrolina para o exercício 2020 foi aprovada, sem dificuldades, na sessão plenária desta terça-feira (10) pela Casa Plínio Amorim. Por 20 votos a favor e nenhum contra, os vereadores respaldaram a matéria, que sofreu 117 emendas aditivas e duas modificativas.

Das duas, uma modificativa foi aprovada. A outra, de autoria Cristina Costa (PT), determinando 20% – ao invés de 40% – de remanejamento orçamentário que o prefeito Miguel Coelho (sem partido) pode fazer sem pedir autorização ao Legislativo, acabou derrubada pelos governistas. A vereadora considera “um cheque em branco” esse limite na abertura de créditos adicionais suplementares solicitado pelo Executivo. Por isso, sugeriu um percentual pela metade daquele que vem sendo aprovado pela maioria.

Essa emenda será apresentada novamente por ocasião do projeto referente à Lei Orçamentária Anual (LOA), a ser votada provavelmente em outubro próximo. Segundo o líder de governo, Aero Cruz (PSB), sua colega se equivocou ao colocar a emenda na LDO. De qualquer forma a proposta de Cristina já é fadada a cair mais uma vez, já que o líder de governo, vereador Aero Cruz (PSB), reiterou a este Blog que a bancada vai aprovar os 40% de remanejamento, como já vinha ocorrendo.

Demandas

As emendas apresentadas destinam-se a contemplar demandas nas mais variadas áreas – entre elas obras de pavimentação. A própria Cristina Costa, por exemplo, também é autora de 23 emendas aditivas ao projeto as quais direcionam recursos para a construção do Hospital da Mulher, da AME do Bairro João de Deus e de um terminal de apoio a passageiros e visitantes que fazem a travessia das barquinhas entre Petrolina (PE) e Juazeiro (BA).

Vereadores da Casa Plínio Amorim analisam neste momento projeto da LDO 2020 e devem derrubar emenda de Cristina Costa

0
Foto: Blog do Carlos Britto

Os vereadores da Casa Plinio Amorim estão analisando, neste momento, o projeto de lei de autoria do Executivo Municipal, que define sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2020 em Petrolina.

Ao todo a matéria recebeu parecer favorável da Comissão de Finanças e Orçamento, com 117 emendas aditivas e duas modificativas. Dessas últimas, uma modificativa foi aprovada (a 001/19), mas a outra foi rejeitada pela comissão.

Trata-se da 002/19, de autoria de Cristina Costa (PT), referente ao percentual orçamentário pelo qual o prefeito Miguel Coelho tem direito e utilizar sem pedir autorização ao Legislativo. A vereadora, no entanto, pediu para que sua emenda fosse analisada em plenário. O líder governista Aero Cruz (PSB) disse que a emenda será derrubada e deverá ser votada quando o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) for colocado em pauta, até o próximo mês, porém já adiantou que a bancada governista defenderá os 40%.

Mais detalhes pelas próximas horas.

Às vésperas das eleições internas do PT, Cristina Costa e Professor Gilmar minimizam corrida municipal de Petrolina para 2020

1
Foto: Blog do Carlos Britto

A dois dias do Processo de Eleições Diretas (PED) no Partido dos Trabalhadores (PT), a vereadora Cristina Costa e seu colega de legenda na Casa Plínio Amorim, Professor Gilmar Santos, minimizaram a questão municipal de 2020 pelo fato de irem para a disputa interna em condições distintas da de outra liderança petista no Sertão, o atual presidente do IPA, Odacy Amorim. Cristina, Professor Gilmar e Odacy fecharam questão em relação ao PT de Petrolina e vão apoiar a chapa 613, do candidato Robson Nascimento.

Porém, no campo estadual e nacional, os três não rezarão na mesma cartilha. A vereadora, que inclusive fará parte pela primeira vez da chapa estadual (a 430), tem o Professor Gilmar como um dos apoiadores da chapa encabeçada pelo atual presidente, Glaucus Lima. Já na nacional, Cristina segue com o senador Humberto Costa na corrente ‘Construindo um Novo Brasil’ (CNB), enquanto Professor Gilmar e Odacy irão com a corrente ‘Em Tempos de Guerra, a Esperança é Vermelha’.

De acordo com Gilmar, as divergências internas do PT assemelham-se às de uma família, onde seus integrantes têm ideias distintas, mas se unem em torno de um projeto. É isso, garante ele, que moverá o partido para as eleições 2020. Mesmo com os nomes de Odacy e o da sua colega de Casa Plínio Amorim, Cristina Costa, cotados para a disputa majoritária no ano que vem, o vereador evitou especular sobre o assunto. “Não vou poder responder neste momento a essa pergunta”, afirmou Professor Gilmar ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, nesta sexta-feira (6).

Acompanhada no vereador no programa, Cristina ressaltou que o debate eleitoral em torno da prefeitura só será priorizado após o processo do PED. Mas ela já deixou claro que, por enquanto, ainda não se decidiu se também colocará seu nome na disputa pelo Executivo Municipal. “O nome é importante, só que mais importante é o projeto que o PT vai apresentar para a sociedade. Tenho andado no interior, na periferia de Petrolina, e temos encontrado muita coisa triste. Existe muita gente passando fome, não tem condições de comprar remédio, sofrendo à míngua. Nem parecem seres humanos. Então, esse sistema capitalista que estamos vivendo hoje está sendo muito prejudicial”, declarou.

Reavaliação

A vereadora justificou, em relação ao pleito interno do partido, estar defendendo justamente um projeto que passe por uma reavaliação do PT sobre os acertos e, principalmente os erros nos 12 anos em que a legenda comandou o país (com Lula e Dilma Rousseff). O objetivo, segundo ela, é frear o que chama de “governo neofascista” do atual presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Najlepsze pożyczki online i chwilówki. Opinie o pożyczkach pozabankowych i kredytach przez internet! Darmowe chwilówki i najnowsze rankingi pożyczkowe!