Após ser primeiro prefeito em Pernambuco a regulamentar serviço de Uber, Miguel Coelho reúne-se com categoria

9
Miguel conversa com representantes do Uber/Foto: Ascom PMP/divulgação

Após anunciar a regulamentação do transporte de passageiros por aplicativo, como este Blog já havia reforçado, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, recebeu na manhã desta segunda-feira (24) representantes do Uber para esclarecer alguns pontos do Decreto nº 073/2018, que será publicado hoje. A partir de então, Petrolina se torna a primeira cidade de Pernambuco a regulamentar o serviço.

A reunião aconteceu após uma manifestação da categoria, que ainda apresentava dúvidas acerca da regulamentação. No encontro, o gestor esclareceu os equívocos e tranquilizou os condutores com relação a dois pontos principais: tempo de uso dos veículos e locais de paradas.

Segundo o prefeito, os condutores poderão, sim, fazer paradas para apanhar seus passageiros, desde quando acionados através do aplicativo. Já acerca da idade máxima dos veículos, Miguel Coelho ratificou que será de até oito, e não de apenas cinco anos como temiam os condutores.

A regulamentação prevê que até o ano de 2021 o tempo de uso dos veículos será de oito anos. Já a fiscalização do serviço ficará sob a competência da Autarquia Municipal de Mobilidade (AMMPLA) – a qual, no prazo máximo de 90 dias, deverá publicar o custo da emissão do certificado anual de autorização, assim como as taxas de emissão e de renovação anual. Os prestadores do serviço terão até 1º de janeiro de 2019 para se adequar às demais disposições da Lei Municipal nº 3.094/2018, informou a assessoria da prefeitura.

9 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao município. Se quer trabalhar aqui tem que seguir regras. Tem que ter veículo com placa de Petrolina. Quem quer abrir um negócio na cidade, seja pessoa física ou jurídica, precisa entrar com um pedido na prefeitura municipal, e uma das exigências é ter domicílio fiscal na localidade. Portanto, tem que pagar tributos para a prefeitura. Que todos tenha a chance de trabalhar, mas a cidade, e os petrolinenses, também tem que se beneficiar.

    • Nossa, qual vai ser a próxima lei? Para ter empresa aqui precisa ter nascido aqui? Dinheiro para investimento só de quem é da cidade? Parabéns, Hitler deve estar orgulhoso no inferno. A pobreza do Brasil tem explicação. “Contribuir com o município” pagando imposto e se sujeitando à uma parafernália de regulações, que não refletem às necessidades dos consumidores? Piada esse cidadão…

    • ‘tem que pagar tributos” sim defensor absoluto do Estado, e agora, o usuário que pague a conta final? quem vai se beneficiar afinal de contas com isso?! conta ai, pormenorize como os tais tributos vão ser revertidos a favor da população, com números e dados e pastas que vão receber essa enorme graça digna de dia de inauguração, festas e fogos da prefeitura e dos vereadores?!

    • Infelizmente o beneficio acabou, pois as corridas consequentemente aumentaram e quem se utilizava da plataforma com valores inferiores a corridas de mototáxi sentirá o peso no bolso. Parabéns Miguel, ABRAÇO AMIGÃO DO TÁXI, AGORA NÓS É LEGAL ! (nos dois sentidos).

    • Você tem noção do absurdo que está falando? O que o prefeito está fazendo é um absurdo! Ele está indo contra os interesses da população, dificultando e encarecendo a prestação de um serviço bastante útil e importante para a população, em especial para os mais pobres e/ou que vivem em áreas mais remotas da cidade.

      Deixe de ser defensor do Estado e olhe primeiro para nossa gente. Você acha que essas medidas beneficiarão a população petrolinense (que terá que arcar com os custos dessa regulamentação, fora os pais de família que terão prejuízo com a medida), ou somente um grupo seleto de incomodados que vivem de conchavos com o governo?

  2. Até gosto do trabalho do prefeito. Mas nessa ele deu um tremendo bola fora. O que ele chama de regulamentação, na prática só visa dificultar a atuação dos motoristas de Uber da região, para proteger os privilégios dos taxistas. Quem está desempregado e usa o Uber como desafogo para pagar as contas em casa está desesperado com essa atitude de Miguel Coelho.

    Quanto a esse negócio de ter placa em Petrolina, quer dizer que ao pegar um Uber em Juazeiro, eu não posso circular em Petrolina???

    • Pode pegar em Juazeiro e deixar o passageiro na cidade, e retornar sem embarcar mais ninguém, como já acontece com taxistas e mototaxistas (em tese não poderia nem isso por ser um transporte interestadual e que deveria ser regulamentado pelo DNIT, e não pelo município). O que não poderá é pegar cliente daqui da cidade por não ter autorização, pois pelo que se noticiou o prestador de serviços (Uber) deverá se cadastrar na Prefeitura Municipal e que uma das exigências é ter a placa de Petrolina.

  3. eles não ligam, afinal todos tem seus suvs, camaros e outros importados. agora nós que dependiamos do uber como opção BARATA perderemos esse serviço porque é obvio que os custos e taxas vão ser repassados A NÓS CONSUMIDORES, que não temos carros e achamos os taxis absurdos de caros porque a prefeitura e os vereadores não aprovam leis que os desonerem.
    Agora é esperar sem muita esperança que em 2020 a parte do eleitorado que depende de opções mais baratas de transporte e que não tenha dinheiro a rodo com cargo publico pra torrar como bem entende tome vergonha e de uma resposta a quem trabalha CONTRA SEUS interesses…

Deixe uma resposta para o bem observado Cancelar resposta

Comentar
Seu nome