Nova crise política nacional leva Paulo Câmara a cancelar Seminário ‘PE em Ação’

A Secretaria de Imprensa do Governo de Pernambuco comunicou nesta sexta-feira (19) que foi adiada a realização da rodada do Seminário Pernambuco em Ação do Agreste Central, que ocorreria na cidade de Caruaru. Segundo a nota, o governador Paulo Câmara (PSB), devido à grave crise nacional, precisa estar neste sábado (20) em Brasília, como vice-presidente nacional do PSB, para participar da reunião da Executiva Nacional do partido.

A nota informa que a nova data do Pernambuco em Ação do Agreste Central será divulgada em momento oportuno.

Câmara já tinha se pronunciado sobre as denúncias que envolvem o nome do presidente Michel Temer (PMDB) em vídeo postado nesta quinta, 18, nas suas redes sociais, conforme o Blog já divulgou. No vídeo, o governador pede apuração rígida dos fatos, que classifica como “muito graves”. (Foto: SEIGovPE)

 

Reginaldo Paes é eleito novo presidente do PT de Petrolina

Filiados ao Partido dos Trabalhadores foram às urnas neste domingo, 9, em todo o País para a eleição dos novos dirigentes da sigla. Em Petrolina, o processo de eleições diretas do PT (PED) ocorreu na Câmara de Vereadores. A votação transcorreu das 8h às 17h. A chapa única tendo à frente o servidor público da Embrapa Semiárido, o biólogo Reginaldo Paes (foto), foi eleita, tendo na vice Patrick Campos, bacharel em Direito ligado à Juventude PT.

Reginaldo foi eleito com 308 votos. A chapa única, na visão do presidente eleito, se deu dentro de um processo de unidade da sigla que ele considerou “inédito” em se tratando do PT petrolinense.

“Como um dos fundadores do partido aqui na cidade, essa formação da chapa contemplou todas as correntes do partido, um avanço na construção dessa nova cara que queremos destinar ao partido, seguindo a orientação das discussões petistas em todo o Brasil”, comentou Reginaldo Paes.

Para Patrick, que vem se destacando como revelação do PT petrolinense,  a nova formação fará os encaminhamentos do partido para os próximos desafios. “Temos uma caminhada dura. Somos vidraça, vamos continuar sendo e o nosso foco será organizar o partido e caminhar para a candidatura própria no Estado ano que vem. Não concordamos com uma aliança com o PSB como alguns nomes do partido já pensam em cogitar”, frisou o novo vice-presidente

O PED em Petrolina contou com 453 participantes dos cerca de 2 mil filiados no município. A chapa eleita contará com o apoio dos parlamentares petistas de Petrolina – os vereadores Professor Gilmar Santos e Cristina Costa, e o deputado estadual Odacy Amorim -, começando a fase decisiva do 6º Congresso Nacional do PT, que acontecerá dos dias 1 a 3 de junho em São Paulo. (Foto: Ascom)

Cabrobó: vice-presidente da Cermesfra denuncia prefeito Marcílio Cavalcanti ao MPPE por acúmulo de funções

O vice-presidente da Cermesfra (Cooperativa de Energia, Comunicação e Desenvolvimento do Médio São Francisco), Avelar Cordeiro protocolou no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), carta denúncia contra o prefeito de Cabrobó, sertão do São Francisco, Marcílio Cavalcanti (PMDB).  Segundo Avelar, a sociedade tem cobrado um posicionamento diante do que ele mesmo chama de “insustentável” pelo gestor se manter à frente da cooperativa, mesmo sendo prefeito.

Por conta dessa situação, o vice-presidente da Cermesfra, Avelar Cordeiro, deu entrada nesta quarta-feira, 15, a uma carta denúncia no Ministério Público Pernambuco. Segundo Cordeiro, a Cermesfra estaria sendo prejudicada diante do acumulo de funcções do prefeito Marcílio Cavalcanti

Avelar diz ainda que a Cermesfra reúne todas as condições legais, com equipamentos adequados e funcionários preparados para celebrar contratos de prestação de serviços na área de iluminação pública com o município de Cabrobó e outros da região. No entanto, pelo fato do presidente ser o prefeito de Cabrobó, juridicamente e moralmente, é impossível a celebração desses contratos.

Avelar Cordeiro ainda se reporta ao fato do atual prefeito ter renunciado em dezembro do ano passado ao cargo de presidente do Sindicato Rural de Cabrobó. “Marcílio acumulava os cargos de presidente da Cermesfra e do Sindicato, tendo se licenciado dos dois para disputar as eleições de outubro de 2016”, frisa o vice-presidente.

O prefeito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti (PMDB), foi eleito presidente do Conrio (Consórcio Intermunicipal do São Francisco) que entre as atribuições está os cuidados com a destinação do lixo e a iluminação pública. Nesse caso segundo Avelar Cordeiro, a Cermesfra poderia celebrar contratos de prestação de serviços com o próprio Consórcio.

“No entanto, permanecendo as coisas do jeito que estão, se esbarraria na legalidade jurídica tendo em vista, que Marcílio é o atual prefeito de Cabrobó e também presidente do Conrio, e ainda presidente da Cermesfra que passaria a ser prestadora de serviços dos municípios que integram o Conrio, inclusive Cabrobó”, ressaltou Avelar Cordeiro que espera uma posição do Ministério Público nos próximos dias.

Sofrendo de Alzheimer, Marco Maciel vive em silêncio absoluto

marco maciel

Em meio a uma das maiores crises da democracia recente, Marco Maciel, único vice-presidente do período democrático vivo (Itamar Franco e José Alencar morreram em 2011), segue alheio aos acontecimentos. Enquanto o noticiário da televisão atualiza a situação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e as supostas manobras do vice Michel Temer para ocupar seu posto, Maciel cerra os olhos em frente à TV e não expressa qualquer opinião. Aos 75 anos, o mal de Alzheimer, doença que provoca perda de memória, retirou-lhe a vida social, o entendimento político, o interesse pelos assuntos públicos.

“Se lembra de alguma coisa, ele não demonstra nada. Do meio do ano para cá, ele só responde raramente, e sempre por monossílabos. Se já era calado, agora é mais ainda. Meus filhos dizem para eu parar, mas sempre comento com ele: “Viu o que aconteceu com a política, viu isso ou aquilo?”, recebo de volta o silêncio”, conta a mulher de Maciel, Ana Maria, companheira de mais de meio século e responsável por comandar a equipe de cuidadores que se reveza na atenção ao ex-vice-presidente, na sua residência em Brasília.

De estilo discreto, Maciel, em média, governou o país por um dia a cada semana que Fernando Henrique Cardoso esteve na Presidência, entre 1995 e 2002, devido às viagens do titular. Quando não despachava como chefe de Estado interino, gostava de ficar em seu gabinete no subsolo do Palácio do Planalto, em estratégica posição para, literal e figurativamente, não fazer sombra ao titular.

Sua importância para a governo tucano fica evidente pela quantidade de menções a ele no recém-lançado diário de FH para os dois primeiros anos de gestão: Maciel aparece 122 vezes nas mais de 900 páginas. O então presidente o qualificava como “coordenador político” do governo no Congresso e não era incomum a romaria de parlamentares ao gabinete do vice.

Foi Maciel quem ajudou a conter os ímpetos do então senador Antônio Carlos Magalhães, que agia com eventual rebeldia no Congresso, e a conter crises como o escândalo da Pasta Rosa, sobre financiamento ilegal de campanha de aliados. Durante o regime militar, foi um entusiasta da volta à democracia. Obcecado com o tema da reforma política, que considerava urgente, ele não pôde acompanhar as discussões comandadas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) sobre o assunto no primeiro semestre deste ano.

“Ele ainda recebe alguns poucos amigos em casa, mas fica sentado e calado durante todo o tempo“, diz Ana Maria, que já chegou a representar o marido em eventos do DEM.

Ocaso

Durante quase 50 anos, Maciel começava a rotina com a leitura de seis jornais, que recortava e rabiscava, e partia para suas articulações políticas. Chegava em casa tarde da noite, mas a tempo de conversar amenidades com a mulher. Perdeu a primeira eleição aos 70 anos. Depois da derrota, parecia abatido. Uma depressão começou a ser tratada. Já era sinal de Alzheimer. A doença evoluiu a ponto de tirar-lhe as iniciativas. Ana Maria precisa prestar atenção a pequenos sinais para saber se ele está doente ou com fome.

É uma pena que você não possa conversar com ele sobre política. Eu sei que ele gostaria. Vivemos uma ausência de alguém que está presente“, lamenta Ana Maria. (fonte: NE10/foto reprodução)

Presidente interino do Sindsemp é eleito para comandar entidade até 2018

walber linsO presidente interino do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (Sindsemp), Walber Lins, foi eleito para comandar a entidade até 2018. No pleito, realizado durante todo o dia de ontem (3), Walber – que concorria pela chapa 1 – obteve 1.087 votos, contra 715 do candidato da chapa 2, Gilvan Brito. Ambos fazem parte da atual gestão do Sindsemp.

A eleição registrou também 0,92% de votos brancos e 1,51% de nulos. Trinta urnas foram colocadas à disposição dos servidores associados, sendo 21 móveis e nove fixas. A posse de Walber deverá acontecer em outubro, na sede do Sindsemp.

Câmara de Vereadores de Orocó lamenta morte da irmã do vice-presidente

Prefeitura Orocó_640x360Por meio de nota, a Câmara de Vereadores de Orocó (PE), no Sertão do São Francisco, lamentou a morte de Maria Nilza Xavier Alves, ocorrida na manhã desta quinta-feira (20) no Hospital Regional de Juazeiro (HRJ).

Mais conhecida por Nilza de Dona Gió, ela era irmã do vice-presidente da casa legislativa, vereador Antonio Nivaldo Xavier. “Nilza foi uma pessoa que lutou muito pela vida, e enquanto esteve presente sempre foi uma pessoa bem quista em toda a sociedade orocoense. Todo o poder legislativo se solidariza com os familiares e lamenta com profundo pesar sua partida”, frisa a nota.

Facape: Professor Rinaldo Remígio é eleito vice-presidente da Associação das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco

Rinaldo Remígio3O Vale do São Francisco agora conta com um representante na Associação das Instituições de Ensino Superior de Pernambuco (Assiespe). O presidente da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), Professor Rinaldo Remígio (foto), foi eleito vice-presidente da entidade. A eleição, que aconteceu este mês, definiu também a nova diretoria.

O atual presidente, Licínio Antônio Lustosa Roriz, da autarquia de Belém do São Francisco, foi reeleito por unanimidade para mais um mandato. A Assiespe tem como objetivo promover o desenvolvimento social, cultural, científico, tecnológico e econômico das instituições de ensino superior do Estado de Pernambuco, em consonância com as políticas nacionais, regionais, estaduais e municipais voltadas para a educação superior.

A entidade ainda realiza encontros, fóruns e eventos em diversas áreas da educação. De acordo com Remígio, a eleição de um representante do Vale do São Francisco para a nova diretoria vai fortalecer o ensino superior na região.

“A Assiespe é também um canal de comunicação com o governo e demais entidades. Iremos apresentar demandas, soluções e buscar investimentos para nossa região. A Facape e toda população ganham com isso porque teremos mais voz”, destacou. A nova composição da diretoria pode ser conferida acessando aqui. (foto/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br