Vereadores de Juazeiro aprovam incentivo a servidores que combatem Chikungunya, Zika e Dengue

Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e Agentes de Combate a Endemias (ACEs) de Juazeiro (BA) terão incentivo financeiro de forma complementar para qualificação das ações de prevenção e controle da Chikungunya, Zika e Dengue. O Projeto de Lei (PL) de autoria do Executivo Municipal foi aprovado pelos vereadores da Casa Aprígio Duarte Filho, na sessão ordinária de ontem (23).

Foram também aprovados do Executivo o PL nº 3.310, que altera anexos da Lei Municipal nº 2.605, de 31 de março de 2016, referente à nomenclatura de cargos da Prefeitura de Juazeiro; o PL nº 3.311/2017, criando a Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil (CMETI); e o PL nº 3.312/2017, que autoriza a prefeitura a efetuar transferência de imóvel ao Instituto de Previdência de Juazeiro (IPJ). (foto/divulgação)

Vereadores discordam de Zé Batista sobre comportamento de colegas em sessões da Câmara

O vereador licenciado José Batista da Gama (PDT), atual secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário de Petrolina, não teve suas críticas bem absorvidas por seus colegas quanto ao comportamento deles nas sessões do Legislativo Municipal. Zé Batista ressaltou essa posição em entrevista à imprensa local. Para o secretário, os vereadores precisam “pensar mais na cidade, e não em debates pessoais” nas reuniões plenárias.

Aero Cruz (PSB), companheiro de bancada de Zé Batista, concordou em parte que houve algumas discussões paralelas que atrapalharam os trabalhos da Casa, levando para o lado partidário e pessoal, o que contribuiu para desgastar a imagem da Câmara, mas já foi posto que esse tipo de comportamento será amenizado pelos atuais vereadores.

“Foram discussões que denegriram a imagem do Legislativo, mas já colocamos que não irão continuar, tanto da parte da oposição quanto da situação. Vamos é trabalhar para fazer o melhor para Petrolina”, comentou. Outro companheiro governista do secretário Zé Batista e já no terceiro mandato, o vereador Ronaldo Cancão (PTB) chamou a atenção para a naturalidade das discussões em plenário.

“Respeito com serenidade a fala do vereador e prefiro não comentar a visão pessoal de cada vereador. Cumpro o meu papel. Tenho uma forma de agir. Cada um tem seu temperamento. Sempre me preparo para o mandato, sou disciplinado, faço o meu papel e cumpro com o meu trabalho”, assinalou.

Oposição

Líder da oposição, o vereador Paulo Valgueiro (PMDB) procurou amenizar a crítica de Zé Batista e “jogar” a responsabilidade no ‘colo’ da situação.“São afirmações à bancada da qual ele faz parte. Nós temos feito uma oposição propositiva, discutindo ações para a melhoria de Petrolina. E os pedidos que temos feito aqui, muito embora não tenham sido atendidos pelo governo municipal, são questões para melhorar Petrolina como um todo, e não a questão individual de qualquer que seja o vereador”, disse o peemedebista.

Presidente da Casa, o vereador Osório Siqueira (PSB) lembrou que o colega Zé Batista também já teve seus momentos mais acalorados na Casa Plínio Amorim. Ele disse que é prática comum dos parlamentos os debates mais acirrados e as discussões calorosas. “A gente sabe que não é bom. O vereador Zé Batista já teve atritos aqui também. Só não é bom atingir a imagem da Casa. Não concordo. A gente espera que os vereadores saibam fazer as colocações, mas sempre vai existir esse momento mais acalorado. A política é assim. A gente reforça é que se tenha mais respeito e que as discussões não atinjam a imagem de cada um. Também não iremos aceitar desqualificar o trabalhos dos vereadores”, registrou Osório.

Prefeito de Curaçá caminha para tempos difíceis na Câmara Municipal

Em Curaçá, no norte da Bahia, o prefeito Pedro Oliveira (PSC) começa a perder força na Câmara Municipal. Com minoria na Casa Legislativa, Oliveira caminha para tempos difíceis. Pelo menos é o que se comenta nos bastidores da política local.

Aliado de primeira ordem, o vereador Anderson Varjão (PSD) pode ter deixado a base do governo.

Informações também dão conta que outros vereadores podem abandonar o barco.

Em seu primeiro mandato, Oliveira pode ter dificuldade de imprimir uma boa governança num ano em que a crise política e econômica não dá trégua. É aguardar.

Ambulantes cobram da prefeitura atuação da categoria no São João dos Bairros de Petrolina; Secretaria esclarece

Um grupo de ambulantes esteve nesta terça-feira, 16, na Câmara de Vereadores de Petrolina. Eles estão apreensivos, pois querem trabalhar nos festejos juninos da cidade que o prefeito Miguel Coelho (PSB) inicia já neste final de semana, com a volta do São João dos Bairros. A abertura será no José e Maria.

Os ambulantes alegam que mesmo diante de estar ‘em cima da hora’  para iniciar a festa nos bairros, nenhuma informação foi passada. “Só queremos uma resposta. Ninguém diz nada e queremos ganhar nosso dinheiro com a festa, coisa que esperamos o ano todo”, frisou Marcos José, um dos ambulantes presentes na Câmara.

Em nota, a Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes de Petrolina disse que foi firmado um termo de cooperação técnica entre a Prefeitura e a Central Única dos Bairros (Cubape) para que as atrações musicais do São João dos Bairros ficassem à cargo da administração municipal, cabendo à Cubape ser a responsável pela estrutura da festa – que corresponde a palco, iluminação e também à comercialização de alimentos e bebidas.

A nota afirma também que o termo de cooperação técnica garante autonomia à entidade para apontar qual o melhor formato para a exploração do espaço destinado a essa comercialização durante o evento, e assim reaver o investimento na estrutura da festa. Vale ressaltar que a escolha pela Cubape deve-se ao fato de a mesma ter apresentado toda a documentação exigida para firmar o termo de cooperação técnica.

De acordo com a nota, a Secretaria informou também que este modelo foi adotado para assegurar que cada bairro fosse contemplado com dois dias de festa, garantindo a democratização dos festejos em todas as regiões da cidade. (Foto arquivo/reprodução)

Gabriel Menezes cobra apoio de Miguel Coelho a eventos tradicionais do São João; governistas confirmam investimento

O vereador Gabriel Menezes (PSL), da bancada da oposição na Câmara de Petrolina, na sessão desta terça, 16, elogiou a programação oficial do São João da cidade, lançada pelo prefeito Miguel Coelho (PSB) na última sexta-feira, 12, mas se queixou que apesar do investimento apresentado pelo gestor para consolidar os festejos juninos do município como um dos destinos mais visitados do País na época, eventos tradicionais do calendário junino local, não estejam tendo a mesma atenção. A crítica está direcionada a um apoio mais consistente a eventos como a Jecana do Capim, Festival de Violeiros e Concurso dos Sanfoneiros promovido pela rádio Emissora Rural. (mais…)

Câmara de Serra Talhada adia votação de contas do ex-prefeito Carlos Evandro

A Câmara de Vereadores de Serra Talhada (PE), sertão do Pajeú, realizou sessão ordinária na noite desta segunda-feira (8). Na oportunidade foram apresentados vários requerimentos solicitando do Executivo a pavimentação asfáltica de diversas de bairros da cidade, a construção de passagens molhadas no interior e a implantação de lombadas em vias públicas do município. Mas a votação das contas de 2008 do ex-prefeito Carlos Evandro foi retirado de pauta.

A mudança na Casa  Manoel Andrelino Nogueira  se deu porque o Tribunal de Contas do Estado (TCE) mudou seu parecer e devolveu as contas para nova avaliação da Câmara de Vereadores. A votação foi adiada por solicitação do vereador Gilson Pereira. “Pedi o adiamento porque o processo tem quase cinco mil páginas. É preciso analisar para que não haja prejuízo a ninguém“, disse Gilson.

O presidente da Câmara, Nailson Gomes, falou sobre o adiamento da votação. “Em 2014 o Tribunal de Contas recomendou a rejeição das contas do ex-prefeito Carlos Evandro, mas houve recurso da defesa do ex-gestor. Agora o Tribunal acatou o pedido, mas manteve o parecer prévio pela rejeição, só ressaltando que as contas de gestão deveriam ser reavaliadas pelos vereadores, por isso as contas iriam novamente para votação hoje. Mas o vereador Gilson Pereira apresentou pedido de vistas e adiamos o prazo para que todos os vereadores tenham tranquilidade para fazer sua avaliação“, explicou Nailson.

Outras discussões importantes foram a solicitação do recapeamento da PE-365, que liga Serra Talhada a Triunfo, apresentada pelo vereador Zé Raimundo, em virtude do alto índice de acidentes que estão ocorrendo no local devido às condições da estrada, e a solicitação de contratação de médicos pediatras para o Hospital Regional Professor Agamenon Magalhães (Hospam),  feita pelo vereador André Maio. (Foto: Ascom)

 

 

Rua do Jardim Imperial continua aguardando obra anunciada pelo ‘Pavimenta Petrolina’

Em 2015, ainda na gestão municipal passada, a prefeitura começou a executar as obras do alardeado Programa ‘Pavimenta Petrolina’ no Bairro Jardim Imperial, mais especificamente na Rua 7. O problema é que, na prática, o programa ficou mesmo só na propaganda.

Segundo informações repassadas ao Blog, o serviço feito na Rua 7 ficou apenas no pré-asfaltamento. Ou seja, sequer o piche foi colocado.

Enquanto a poeira incomoda os comunitários da Rua 7, perguntar não ofende: será que a prefeitura pagou por uma obra inacabada? Não seria o caso de a Câmara de Vereadores se mobilizar para apurar supostas irregularidades no Pavimenta Petrolina?

Casa Plínio Amorim promoverá primeira sessão itinerante da atual legislatura

A sessão ordinária desta quinta-feira, 27, da Câmara de Vereadores de Petrolina, não acontecerá pela manhã, como ocorre sempre às terças e quintas-feiras. Desta vez o plenário se transfere para o bairro Santa Luzia, zona norte da cidade, na primeira sessão itinerante da atual legislatura.  A reunião será na Escola Municipal Luiz Rodrigues,  na Rua 10, a partir das 18h.

Na pauta da sessão não consta nenhum projeto, em princípio, a ser votado. Mas como pode haver alterações, é possível que alguma proposta possa ser incluída para discussão.

Santa Cruz: Câmara reajusta diárias da prefeitura que podem chegar a R$ 1 mil para viagens de gestora e vice

Mesmo que não seja ilegal, é no mínimo imoral. Esse é o sentimento da população de Santa Cruz (PE), no Sertão do Araripe, após o reajuste de valores de diárias da prefeitura, projeto de lei de autoria do Poder Executivo aprovado nesta quarta, 19.

A nova tabela vem com mudanças nos valores que são pagos quando um funcionário municipal tem que se deslocar para outras cidades a serviço da prefeitura. O problema é que os vereadores aprovaram uma tabela com valores que podem não estar condizentes com a realidade do município.

Tem diária que passou a custar R$ 1 mil, como nos deslocamentos da prefeita e do vice em viagens oficiais para o Recife.

Ao aprovar o reajuste nas diárias, os vereadores da pequena Santa Cruz devem estar convictos que a crise econômica atual passou longe do município. Vale ressaltar que os vereadores de oposição, Dr. Carlos Romeiro (PMDB) e Naldo Amaral (PMDB), votaram contra o projeto.

Oposição “prega” segunda bola nas costas nos vereadores de situação em Petrolina

Os vereadores da situação, na Câmara de Vereadores de Petrolina, acabam de levar a segunda bola nas costas da oposição. A bancada oposicionista é bem menor na Casa Plínio Amorim, mas se movimenta muito mais e dá um banho em articulação e eficácia.

Na sessão desta terça (19) a bancada conseguiu aprovar que um membro do Executivo fosse convocado a se explicar no plenário da câmara sobre a chamada ‘mala preta’ para aprovar as contas do prefeito Julio Lossio (PMDB). Isso com o voto de vereadores que apoiam o Executivo.

Na legislatura passada uma comissionada do Governo Lossio, Denise Gurgel, publicou em sua página pessoal do Facebook que na Câmara de Vereadores existia um mensalinho. Na ocasião, os vereadores fizeram um movimento para convocá-la, mas os parlamentares da base estancaram a sangria e a convocação foi barrada.

Muitos do que participaram dessa votação continuam na câmara e estranharam o assunto da mala-preta atual como se fosse a primeira vez que se levantasse esse assunto.

O prefeito Miguel Coelho deve estar se perguntando, nesse momento, quem faz mesmo parte de sua bancada como aliado.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br