Limpo há um mês pela prefeitura, terreno em área central de Petrolina já virou ‘depósito’ novamente

É desnecessário afirmar que a prefeitura municipal tem o dever de cuidar da cidade. Mas não custa nada lembrar que todos os cidadãos também precisam fazer sua parte. Em Petrolina, no entanto, nem todos estão fazendo.

Prova disso é a foto acima. Esse terreno, localizado nas imediações da filial de uma igreja, da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) e de uma unidade da AME, na área central da cidade, foi limpo há um mês pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade. Mas nem parece. E graças à falta de educação e de cidadania de alguns.

“Isso envolve despesas para o nosso bolso. Por incrível que pareça, tinham dois homens podando as árvores da igreja católica e jogando as folhas no terreno do lado”, desabafa um leitor, que aproveita a oportunidade para solicitar da prefeitura providências no sentido de pressionar os donos de terrenos na cidade. “Não me conformo que os nossos governantes não obriguem os donos a murar seus terrenos”, completa.

Terreno na Vila Mocó tira sossego de moradores

Um terreno localizado ao lado do prédio da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe)/Regional de Petrolina e da igreja católica do bairro Vila Mocó, área central da cidade, tem tirado a paz dos moradores. A denúncia foi enviada ao Blog. Segundo informações, a situação tem gerado revolta entre a vizinhança.

Conforme um dos moradores, que está indignado com a situação, o terreno virou depósito de lixo, ponto de consumo de drogas, assaltos e até práticas sexuais. Todos pedem atenção urgente das autoridades competentes do município.

Terreno localizado no Jardim Maravilha vem tirando sossego de moradores

Um terreno localizado por trás da UPAE, no Bairro Jardim Maravilha (zona oeste de Petrolina), vem tirando o sossego de quem circula por aquele trecho. Como existe um grande matagal naquela área, os transeuntes não escondem a preocupação com os riscos de andar por ali. (mais…)

Lideranças comunitárias prometem campanha para faculdade de Medicina de Juazeiro permanecer em área

Representantes dos moradores de bairros como Parque Residencial, Antônio Guilhermino, Brisa da Serra, João Paulo II e adjacências, em Juazeiro (BA), prometem ir às ruas da cidade para evitar que a faculdade de Medicina, que deverá se instalar na cidade, não troque o terreno próximo a essas comunidades por outro localizado na área do Juá Garden Shopping.

Lideranças como Jackson Reis, do Parque Residencial; Antônio Castro, presidente da Associação de Moradores do Antônio Guilhermino; e Cláudio Rodrigues, líder comunitário do Residencial Brisa da Serra afirmaram que estão atentos aos desdobramentos desse impasse e antes de qualquer campanha na rua, pretendem conversar com o prefeito Paulo Bomfim e o ex-prefeito e atual secretário de Planejamento Estratégico do município, Isaac Carvalho.

“Inicialmente nós queremos conversar com o prefeito e o ex-prefeito para se buscar meios de manter a faculdade na nossa área. Queremos entendimento. Caso contrário, vamos às ruas de Juazeiro com todo poder de mobilização que a gente tem”, antecipou Jackson Reis.

Para Antônio Castro, se a unidade for para um terreno autorizado e licitado, localizado no João Paulo II, a população irá ter muito benefícios. “Um novo campus, hospital-escola, policlínica, geração de emprego e renda e mais dinheiro para a saúde. Além disso, a faculdade ocupará uma área de apenas 3 mil metros quadrados no shopping, quando poderia ocupar 13 mil metros quadrados em nossa comunidade”, revelou Castro. (Foto/reprodução internet)

Perigo: Terreno em avenida do Jardim Guararapes vem servindo de depósito para pneus velhos

Em tempos de dengue, zika vírus e microcefalia – doenças provocadas pelo famigerado mosquito Aedes aegypti –, mais um exemplo do que não deve acontecer é registrado em Petrolina, desta vez no Jardim Guararapes.

No flagrante, enviado ao Blog por moradores, um terreno na avenida principal do bairro, vem servindo de depósito para pneus velhos. As suspeitas são de que o proprietário de uma borracharia nas proximidades tenha sido o responsável pelo descarte dos pneus.

“Nós colocamos os pneus no meio fio para chamar a atenção de quem passa por ali”, disse um dos moradores, via WhatsApp. Lamentável.

Terreno no Loteamento Eduardo acumula de tudo e moradores ficam na bronca

Um terreno localizado nas imediações da Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio (próximo ao Hipermercado GBarbosa) virou alvo de reclamações da comunidade local. (mais…)

Comunidade denuncia carroceiros que jogam lixo e tocam fogo em área do bairro José e Maria

Moradores do bairro José e Maria e entorno, zona norte de Petrolina, denunciam que numa área atrás o prédio da Metalúrgico Peixinho, que carroceiros estão jogando lixo em vias urbanas do bairro e tocando fogo. De acordo com a população, o ato acontece sempre a noite e tem levado muitos transtornos à comunidade com fumaça e muito mal cheiro. Pedem providências das autoridades.

Câmara vota doação de terreno para a Compesa

Um dos temas em debate na sessão da Câmara Municipal de Petrolina desta terça-feira, 14, é o projeto de lei de autoria do poder executivo, texto ainda da gestão anterior, que pede a desafetação de terreno para a implantação de uma estação de bombeamento da Companhia Pernambucana de Saneamento (Comepsa). A área em debate está localizada no bairro Pedra Linda, zona oeste da cidade.

A reunião plenária também contará com a presença da Coordenadora do Grupo Raros de Petrolina. Patrícia Bonfim, que irá fazer uma explanação sobre a importância da atuação do coletivo de mães de crianças e adolescentes com doenças raras e a superação das dificuldades encontradas no dia a dia, como o acesso a material específicos e a inclusão da entidade na sociedade.

Ela discutirá ainda a construção de políticas públicas de assistência aos doentes atendidos e a suas famílias. A solicitação de Patrícia para essa explanação na Casa Plínio Amorim foi do vereador Professor Gilmar Santos, do PT.

Secretaria vai avaliar situação de entulhos em terreno no Loteamento Recife

Sobre os entulhos no terreno da Rua 20 do Bairro Loteamento Recife, na zona leste de Petrolina, reclamação postada mais cedo no Blog em artigo do leitor Jobson  Amorim, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade do município informa que uma equipe da secretaria executiva de Serviços Públicos será enviada ao local para avaliar o espaço e checar se o terreno está em área pública.

Caso se confirme, o terreno será inserido no cronograma de limpeza do programa ‘Cidade Mais Limpa’. Caso seja área particular, a secretaria irá iniciar o processo de identificação do proprietário, a fim de que ele seja notificado para realizar a limpeza e cercar o terreno.

Terreno na zona oeste de Petrolina continua sendo cenário de sujeira

O terreno da foto acima se localiza entre a Cohab Massangano e o Distrito Industrial de Petrolina, na zona oeste. E já se tornou conhecido pelo lixo e entulhos despejados na área. Para se ter uma ideia, até caixão de defunto já foi deixado ali.

A prefeitura, desde a gestão passada, mantinha a limpeza do terreno, mas pouco tempo depois, já havia materiais jogados por lá. Esse cenário, infelizmente, não muda. A atual administração já limpou o terreno, mas certas pessoas sem noção de cidadania continuam dando mau exemplo.

Vizinhos denunciam que carroceiros sujam espaço assim que é feita a limpeza

Um terreno localizado próximo ao prédio da Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) em Petrolina-PE, e outro na calçada da AME Vila Mocó, área central da cidade, vive um eterno problema. Segundo vizinhos, as áreas vêm sendo limpas constantemente pela prefeitura, mas mal os trabalhadores concluem o serviço, carroceiros sem a menor cerimônia chegam jogando tudo que buscaram pelas ruas. De entulhos a pneus velhos, até de caminhão, e podas de árvores. (mais…)

Comunitária do Bairro São Jorge apela por limpeza em terreno e critica moradores que despejam lixo no local

A comunitária Gilmara Mirele, que reside no Bairro São Jorge, zona norte de Petrolina, faz um apelo à prefeitura quanto ao despejo de lixo e outros materiais num terreno localizado à Rua 9 do bairro. Ela aproveita para criticar duramente alguns moradores que jogam esse material naquela área, apesar do carro coletor do lixo passar regularmente pelo bairro.

Confiram:

Estou aqui para pedir que por favor, a prefeitura ou órgão responsável tome providências quanto a esse lixo na Rua 9 do Bairro São Jorge. É na avenida, do lado da minha residência. Tem dias que nem abro a porta com o mau cheiro.

As pessoas estão vindo colocar restos de reformas, animais mortos, móveis, entre outras coisas. Tem dias que nem conseguimos almoçar com o fedor. Deixamos por muitas vezes de almoçar porque passa até a vontade de comer.

Sem contar as baratas, ratos e outros animais que aparecem aqui, por conta de o lixo ser próximo a minha casa. O fato pelo qual eu estou reclamando não é por ser próximo a minha casa não. Outro motivo é que eu acho uma falta de consciência. Temos o carro do lixo, que passa três vezes por semana na rua. Acho que não há essa necessidade de vir colocar lixo em uma avenida.

Gilmara Mirele/Comunitária  

Prática das ‘invasões’ a áreas públicas de Petrolina chega ao Bairro Pedra Linda

Pelo visto o atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, terá trabalho para coibir a ‘indústria’ das invasões de área públicas na cidade. A bola da vez, agora, foi um terreno localizado por trás da Escola Municipal do Bairro Pedra Linda.

(mais…)

Perigo: Pneus acumulados em terreno próximo a hospital de Petrolina podem virar criatório do Aedes

Nas imediações do Hospital Geral e Urgência (HGU), em Petrolina, esconde-se um perigo à saúde pública. Além do lixo, os pneus jogados no terreno baldio podem servir de ambiente ideal para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue e de moléstias mais recentes como chicungunya e zika – sobretudo quando as chuvas começarem a cair na cidade.

O problema localiza-se na segunda rua atrás do HGU. Segundo a leitora Teresa Leonel, que fez a foto, o cenário está assim pelo menos desde novembro do ano passado.

Zé Batista da Gama é obrigado a reconhecer equívoco em denúncia sobre terreno e pede desculpas à equipe de Lossio

Zé-BatistaDepois da grave denúncia que fez na sessão plenária da última terça-feira (29/11) na Casa Plínio Amorim, o líder da bancada de oposição, José Batista da Gama (PDT), foi obrigado a se retratar. Zé Batista afirmou que um terreno localizado na Vila Eduardo, zona leste de Petrolina, teria sido doado a um amigo de um secretário do prefeito Julio Lossio sem a devida autorização do Legislativo.

Em contato com o Blog, o líder governista Adalberto Filho ‘Betão’ (PMDB), no entanto, afirmou que o terreno faz parte da permuta da área onde se localiza atualmente o centro de reabilitação de mulheres viciadas em drogas, o CRELPS, no Alto do Cocar (zona oeste da cidade). A permuta foi, inclusive, aprovada por unanimidade da Casa Plínio Amorim.

Ao Programa ‘Nossa Voz’, da Grande Rio FM, Zé Batista reconheceu o erro e pediu publicamente desculpas não só ao atual secretário de Ordem Pública, Jota Santos, como também ao ex-secretário da Pasta, Marcello Cavalcanti. “Meu erro foi não ter investigado que o projeto tinha sido aprovado pela Câmara”, afirmou.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br