Vacinação contra a gripe ainda não atingiu meta e preocupa Secretaria de Saúde de PE

A Secretaria de Saúde do Estado está preocupada com o pouco comparecimento dos pernambucanos aos postos e unidades de saúde para serem imunizados contra as influenzas A (H1N1), A (H3N2). A campanha segue até 26 de maio, mas somente 46% do público alvo da campanha foi atingido.

Vale lembrar que quem tomou a vacina em campanhas realizadas em anos anteriores deve voltar aos postos para ser imunizado, pois a validade é só de um ano. Cerca de 1,5 milhão de pessoas ainda devem ser protegidas. Os pernambucanos podem procurar a vacina num dos mais de 5 mil postos de vacinação espalhados em todos o estado.

O público-alvo da campanha contra a gripe deste ano são idosos a partir dos 60 anos, crianças entre 6 meses e menos de cinco anos, profissionais de saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, professores, gestantes os mulheres até 45 dias após o parto e povos indígenas.

Quem estiver gripado, mas sem febre, pode tomar a dose. A vacina contra a influenza é contra-indicada apenas para quem é alérgico a ovo ou teve reação alérgica grave ao tomar a vacina, que é gratuita.

 

Prefeitura responde leitor que reclamou de desordenamento na feira da Cohab Massangano

Em resposta a denúncia feita ao Blog pelos moradores e motoristas da Cohab Massangano que reclamaram da confusão que fica nas proximidades da feira do bairro aos sábados, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário de Petrolina através da Diretoria de Feiras informa que estão sendo realizadas em todas as feiras do município a “Operação Feira Segura”.

A proposta integra ações educativas como forma de conscientizar a população sobre a importância de reordenar o espaço público e garantir maior segurança e comodidade aos cidadãos a partir de fiscalizações rotineiras.

A “Operação Feira Segura”, conta com as parcerias da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, através da Secretaria Executiva de Segurança Pública, com a Guarda Municipal, e a Diretoria de Disciplinamento Urbano, além da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla). (Foto: Reprodução internet)

Moradores em bairro de Juazeiro reivindicam serviços públicos; secretaria garante comunidade no cronograma

Falta de limpeza, iluminação, manutenção de praças e podas de árvores. Esses são alguns dos serviços públicos que os moradores do bairro Expedito Nascimento, em Juazeiro/BA, vem sentindo falta na comunidade. A população está na bronca e cobra da Prefeitura Municipal atenção melhor com o bairro. As podas das árvores, por exemplo, têm sido feitas pelos próprios moradores, para amenizar a situação local.

Em resposta, a Secretaria de Serviços Públicos de Juazeiro comunica que todas as lâmpadas queimadas do bairro Expedito Nascimento foram substituídas semana passada. Sobre a limpeza e poda de árvores, a secretaria informa que o bairro será incluído na programação, seguindo o cronograma definido antecipadamente pela pasta.

Conforme a Secretaria de Serviços Públicos, qualquer solicitação de atendimento, a população pode acionar o telefone (74) 3612 5411 [1]. É necessário que o cidadão ou cidadã forneça o endereço completo e o número do telefone para que possa ser realizado o registro de protocolo.

Secretaria de Educação de Petrolina desmente mãe que criticou funcionamento de creche do antigo Caic

Em resposta à reclamações de uma mãe que tem a filha matriculada no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Nossa Senhora Rainha dos Anjos, antigo Caic, localizada no bairro Cohab Massangano, zona oeste de Petrolina, que em nota ao Blog fez duras críticas ao funcionamento da creche, dizendo que encontrou o portão do CMEI vulnerável, que a alimentação da filha era insuficiente e que a crianças estavam voltando sem banho porque a creche tinha pedido para os pais levarem material de higiene, a Secretaria de Educação desmentiu todas essas declarações. Conforme a nota da secretaria, as críticas da denunciante não condizem com a verdade.

Conforme a Seduc, todas as crianças recebem cinco refeições por dia na creches administradas pelo poder público municipal, principalmente as que ficam em tempo integral, modalidade de ensino onde a filha da denunciante está inserida. A direção da unidade refuta a informação de que foi solicitado material de higiene pessoal dos alunos aos pais.

“A escola tem no almoxarifado todos os produtos necessários, a exemplo de sabonetes líquidos, fraldas, creme dental, shampoo e condicionadores“, descreve a nota. Outra informação contestada pela gestão da escola é referente à abertura do cadeado do portão.

“Em momento algum do período em que os alunos ficam na unidade o portão da escola fica aberto. Nesta sexta-feira (31), a tutora da área escolar vai até a unidade conversar com a mãe”, concluiu.

Saúde de Petrolina programa atividade para gestantes a partir desta segunda

 

Com o tema ‘Mães da nossa terra’, a Secretaria de Saúde de Petrolina realiza nesta segunda (27) e terça-feira (28), no auditório do Senac, das 8h às 12h, um evento direcionado para as gestantes do município. O encontro, que vai contar com a participação de enfermeiro, nutricionista e fisioterapeuta, tem o objetivo de passar orientações de cuidados no pré e pós-parto.

De acordo com a secretária de saúde do município, Magnilde Albuquerque, esse será um momento de acolhimento para as mães e conhecimento desse mundo mágico que é a gestação. “Serão dois dias importantíssimos para nossas gestantes. Um momento de tirar dúvidas com os profissionais de saúde e dar mais segurança para a mãe em relação a um dos períodos mais importantes da vida de uma mulher”, destacou.

Segundo o gerente no Núcleo de Educação em Saúde, Samuel Gonçalves, nesses dois dias serão repassadas informações importantes para preparar a gestante para um parto mais confortável e para uma criança saudável. “ Vamos ter palestras que vão especificar todas as etapas da gestação, alimentações, cuidados, tanto para as mães de primeira viagem quanto para quem já teve outras gestações. Vale ressaltar que a saúde do bebê, nesse período, depende muito das ações da mãe, por isso, é tão importante esse tipo de encontro”, concluiu.

Além das palestras e consultas com os profissionais, serão sorteados kits (bolsa com produtos de higiene e um pacote de fraldas) entre as participantes.

 

Dia Internacional da Síndrome de Down terá encontro em Petrolina

Um momento de interação e inclusão social das pessoas com Síndrome de Down. Este é o principal objetivo de um encontro que acontece na próxima terça-feira (21) no Parque Municipal Josepha Coelho, em Petrolina. A ação promovida pela Prefeitura Municipal de Petrolina celebra o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado no dia 21 de Março, e acontece a partir das 9h com um aulão de zumba voltado às pessoas com a Síndrome.

A secretária executiva da mulher e de acessibilidade, Talita Andrade, lembra que eventos como estes melhoram a qualidade de vida de todas as pessoas com deficiência além de incentivá-los a praticar atividades físicas.

“Felizmente, as pessoas com deficiência vêm ganhando espaço e conquistando seus direitos. Acreditamos que eventos como estes são fundamentais para elevar a autoestima delas e incentivá-las a praticar alguma atividade física”, destaca. (Foto: Divulgação Ascom)

Emprego: Prefeitura de Petrolina abre seleção simplificada para contratação de 30 vagas imediatas

Os interessados em participar do processo de seleção simplificada da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina já podem comparecer à Secretaria para fazer sua inscrição e concorrer a uma das vagas.

Estão sendo disponibilizadas 30 vagas imediatas além de cadastro reserva para a contratação de Auxiliar Administrativo, Cozinheiro, Auxiliar de Limpeza, Motorista, Digitador/Entrevistador, Educador Social, Advogado, Assistente Social, Psicólogo, Nutricionista e Coordenador.

As oportunidades são para profissionais de nível fundamental, médio e superior e os salários variam de R$ 937,00 a R$ 1.800,00. A seleção dos candidatos será feita mediante Avaliação Curricular de Títulos e Experiência Profissional.

As inscrições devem ser feitas na Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos localizada na Rua Santa Cecília, nº 35, Vila Mocó, entre os dias 13 e 24 de Março das 8h às 13h. Os resultados do processo seletivo serão divulgados no dia 30 de Abril e o edital com todas as informações está disponível no site da Prefeitura de Petrolina: www.petrolina.pe.gov.br.

Secretária Maria Elena afirma que Petrolina se consolida como roteiro oficial do carnaval em Pernambuco

“O espirito carnavalesco, a vontade de que Petrolina seja incluída de fato no roteiro oficial do carnaval multicultural do estado, com ênfase à cultura pernambucana, ao nosso frevo. Detectamos que a dimensão da festa nos surpreendeu. As pessoas estavam sedentas da folia em nossa cidade”. É assim que a secretária municipal de Cultura, Turismo e Esportes de Petrolina, Maria Elena Alencar, define o sucesso do carnaval 2017 na maior cidade do sertão. (mais…)

Secretaria vai avaliar situação de entulhos em terreno no Loteamento Recife

Sobre os entulhos no terreno da Rua 20 do Bairro Loteamento Recife, na zona leste de Petrolina, reclamação postada mais cedo no Blog em artigo do leitor Jobson  Amorim, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade do município informa que uma equipe da secretaria executiva de Serviços Públicos será enviada ao local para avaliar o espaço e checar se o terreno está em área pública.

Caso se confirme, o terreno será inserido no cronograma de limpeza do programa ‘Cidade Mais Limpa’. Caso seja área particular, a secretaria irá iniciar o processo de identificação do proprietário, a fim de que ele seja notificado para realizar a limpeza e cercar o terreno.

Bodocó: Secretária esclarece acusação de racismo e diz que vai acionar justiça para punir quem divulgou informação falsa

A nova secretária de Assistência Social, da Mulher e da Igualdade Racial do município de Bodocó (PE), no Sertão do Araripe, Maria Luiza Brito, teve o nome estampado num Blog do Recife e em vários sites e portais de notícias de todo o País na última semana. O motivo foi que ela, quando ainda era universitária, com apenas 27 anos, se envolveu numa confusão e teria sido presa acusada de racismo contra um policial militar. Conforme a publicação, o fato aconteceu no Recife, em 2004, quando Maria Luiza teria discutido com um taxista que a havia transportado com mais três pessoas. A confusão se deu devido à falta de dinheiro para pagar a corrida e com isso, a Polícia Militar foi acionada.

Em nota, Maria Luiza Brito, que é irmã de do atual vice-prefeito, Edmilson Brito, apresentou sua versão sobre o episódio ocorrido há mais de 12 anos, de que teria cometido crime de racismo. Junto com a nota, ela enviou a cópia da certidão do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), foro do Recife (veja aqui), atestando que não possui nenhum antecedente criminal em tramitação, o que comprova sua inocência. Ela ainda acusa o meio de comunicação de não ter lhe procurado para apurar o fato e diz que está tomando as medidas cabíveis para “responsabilizá-los na forma da lei com adoção das medidas legais.

Acompanhe a nota na íntegra:

Eu, Maria Luiza Brito de Alencar, em virtude de postagem feita “em um blog”, reproduzida em outros sites e portais, sem a devida atenção do procedimento que a originou, para usar da garantia legal ao direito de resposta, esclareço o episódio nos seguintes termos:

– Os fatos que originaram os acontecimentos narrados “naquele blog” se deram quando eu era estudante.

– Por meio de inverdade, foi mencionado que eu fui acusada de ter cometido crime de racismo, o qual se consuma quando, por meio de preconceito racial, se impede ou não se permita que alguém, devido a sua cor, deixe de praticar algum ato ou não se permita o seu livre acesso ao direito de ir e vir.

– Por não ter acontecido nenhuma coisa nem outra, naquela ocasião, a suposta vítima utilizou do seu direito de, no exercício de sua função, ter me dado voz de prisão quando poderia muito bem ter adotado outra medida, vez que se tratava de discussão entre jovens estudantes, sem a necessidade da medida extrema.

– No mesmo dia, o Judiciário, verificando a inconsistência da acusação, cessou o constrangimento quando revogou a medida extrema, determinando a minha liberdade.

– Embora de fato tenha acontecido a discussão acalorada entre jovens estudantes e a suposta vítima, à medida adequada, se fosse o caso de ser instalada, seria a de injúria, prevista no art. 140 do CPB, com a instalação do procedimento do TCO, para apuração dos fatos, mas a suposta vítima, talvez buscando outro objetivo e em total desconhecimento da matéria, partiu para medida extrema alegando ter sido vítima de racismo.

– Tal fato repercutiu nos meios sociais, com diversas opiniões sobre o tema, o que de certa forma arranhou a minha imagem naquela ocasião.

– Levado ao Judiciário, tal acusação nunca foi provada. Sequer cheguei a ser denunciada pelo Ministério Público Estadual. Portanto, nunca virei ré em decorrência do lamentável acontecimento, isto há mais de 12 anos.

– Hoje, a malfadada acusação sequer vingou, nunca houve conclusão do inquérito policial e, portanto, sequer fui indiciada em decorrência dos fatos.

– Passado todo este tempo, e tendo suportado essa injusta acusação, jamais desisti do meu propósito. Me formei, fiz várias especializações na área social, que tanto amo, tendo vários serviços prestados em diversas cidades do meu Estado.

– Afirmo o meu respeito a todos, independente de raça, cor, etnia, religião, origem ou a condição de pessoas idosa ou portadora de deficiência, e sempre confiei nas instituições do meu País, nunca deixando de acreditar que com relação a esse triste episódio fosse feito justiça.

– Por fim, em virtude de “terem reproduzido a postagem do referido blog” em outros meios de comunicação e nas redes sociais, de forma irresponsável, sem a sua devida comprovação, com fins pessoais para me atingir, tão logo que descobrir os seus autores irei responsabilizá-los na forma da lei com adoção das medidas legais.”

Maria Luiza Brito de Alencar/Secretária de Assistência Social, da Mulher e da Igualdade Racial de Bodocó

(foto/reprodução Facebook)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br