Prefeitura de Santa Maria da Boa Vista planeja saúde do município com agentes comunitários

A sexta-feira, 3, foi produtiva para os agentes comunitários de saúde em Santa Maria da Boa Vista, no sertão do São Francisco. Todos se reuniram com a secretária municipal de Saúde, Michelly Rabelo, para discutir com representantes da Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), ações que possam facilitar e melhorar a dinâmica de atendimento dos pacientes no município.

Serviços oferecidos como o TFD – Tratamento Fora de Domicilio – foi um dos pontos importantes do encontro. Hoje, conforme a secretária, Santa Maria da Boa Vista não tem médicos especialistas atendendo em hospitais e os boavistanos precisam se deslocar para outras cidades para serem atendidos, no entanto, no caso de Petrolina, se esbarram na falta de um local de apoio. A proposta e a criação de uma casa para que as famílias possam ficar na maior cidade da região durante os procedimentos, já que a maioria não tem dinheiro para pagar diárias em hotéis ou pousadas.

“Nosso sonho seria ter condições de manter uma casa de apoio em Petrolina. Temos uma Recife que custa ao município mais de R$ 60 mil e sabemos da importância que é esse apoio para o paciente e os familiares, que precisam de um tratamento especifico. Nossa gestão quer trabalhar com transparência e pensamos até em trazer um especialista pra cá, de uma área das mais necessitadas, como ortopedia, por exemplo, mas isso deve ser feito dentro das possibilidades do município e das contrapartidas da União e Estado, pois um especialista chega a cobrar cinco vezes mais que um clinico geral”, afirmou a secretária Michelly Rabelo.

A logística dos atendimentos feitos pela UPA em Petrolina e Hospital Universitário foram questionados, principalmente como esse atendimento pode ser mais rápido e eficaz, sem muita espera para o paciente que já está sofrendo. Da consulta a cirurgia, tudo foi abordado, inclusive o atendimento dentro dos postos de saúde de Santa Maria, as marcações das consultas, pois algumas pessoas marcam e não aparecem e acabam prejudicando toda uma demanda, além das dificuldades enfrentadas pelos agentes de saúde, pois são eles que fazem o primeiro contato entre o paciente e a secretaria.

Conforme Michelly, por isso a reunião de planejamento ser destinada aos agentes, que são consideradas peças importantes na gestão do prefeito Humberto de Mendes (PTB), onde a proposta é oferecer uma saúde com mais praticidade e menos burocracia. Para traçar um plano de ação todos os agentes deram sua opinião e contribuição para melhorar os serviços na saúde.

Michelly já marcou uma nova reunião com os agentes para definir novas metas de trabalho e também de reaproximação com os representantes da Univasf. “São hoje grandes parceiros do município e tem ajudado a cidade a enfrentar as dificuldades diárias e fazer uma saúde de menos espera e mais atendimento à população”, finalizou a secretária. (Foto: Ascom)

Leitora reclama de atendimento no posto de saúde do bairro João de Deus

 

A leitora do Blog, Bela Rosa, escreveu para a redação indignada, pois segundo ela, foi se vacinar no posto de saúde do bairro João de Deus, zona oeste de Petrolina, e não realizou o procedimento. Segundo a leitora, o atendente teria anotado a data errada no retorno ao posto e não a vacinou, alegando que seria o dia seguinte.

Bela Rosa frisou que não tinha como voltar ao posto novamente e que só faltou implorar para que fosse aplicada a injeção, porque no dia seguinte, ela teria que trabalhar e estudar, não tendo como retornar ao posto. O enfermeiro disse que ela fosse então tomar a vacina no dia seguinte no posto da Cohab Massangano. Ela não aceitou porque mora num bairro e porque iria ser atendida no posto de outro local. A leitora reclama que foi mal atendida, que a pessoa que lhe atendeu nem se levantou para conversar com ela e que por isso, vai atras dos seus direitos.

A secretaria de Saúde de Petrolina enviou nota sobre a reclamação da leitora Bela Rosa, do bairro João de Deus. Conforme o órgão, em relação ao atendimento na Unidade Josefa Bispo, no João de Deus, a Secretaria de Saúde de Petrolina informa que a injeção anticoncepcional deve ser aplicada a cada 30 dias, por isso, estava agendada para o dia 02 de março.

Ainda segundo a secretaria, a última aplicação realizada pela paciente aconteceu no dia 30 de janeiro. A secretaria reforça que, para não interferir no resultado, não é permitido aplicar o medicamento dois dias antes. Sobre a orientação para procurar a unidade do bairro da Cohab Massangano, o órgão esclarece que é a unidade mais próxima do trabalho da paciente, já que, segundo ela, não poderia ir outro dia porque estaria trabalhando.

Informamos ainda que o atendimento também tentou conversar com a paciente para realizar um planejamento familiar e colocar o medicamento a cada três meses, porém, ela não aceitou.

Equipe da Secretaria de Saúde faz campanha de alerta contra DSTs durante Carnaval de Petrolina

Dados do Ministério da Saúde apontam que no Brasil, 260 mil pessoas sabem que têm o vírus HIV e não se tratam. Outras quase 112 mil sequer sabem. Por este motivo, festas populares como Carnaval são sempre oportunas para campanhas de conscientização. Em Petrolina não está sendo diferente. Uma equipe da secretaria, por meio do Conselho de Testagem e Aconselhamento (CTA), vem orientando os foliões sobre a importância de se prevenir não apenas contra Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), praticando sexo seguro, como também evitar uma gravidez indesejada.

Segundo o coordenador do Centro de Testagem e Aconselhamento, Anderson Andrade, nesses dois primeiros dias foram entregues 20 mil preservativos.

“Estamos reforçando a campanha do Ministério da Saúde, e continuaremos nesses últimos dias. Nossa equipe está sendo abraçada pelas pessoas que estão recebendo as orientações e as camisinhas“, frisou. A previsão é de que até amanhã (28), encerramento do Carnaval, cerca de 60 mil preservativos sejam entregues aos foliões por 28 funcionários do CTA. (com informações da assessoria/foto divulgação)

Lagoa Grande implanta horário especial em unidades de saúde do município

 

A Secretaria de Saúde de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, implantou horário especial de funcionamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Conforme a secretária Samara Martins, o atendimento especial será nas últimas quintas-feiras do mês, entre 17h e 21h, e beneficiará especialmente os trabalhadores lagoagrandenses.

“Procuramos, com essa medida, atender principalmente os trabalhadores de nossa cidade, que poderão procurar por melhorias na saúde dentro de um horário que permita o comparecimento deles”, explicou a secretária.

Samara ressalta que esse serviço será coordenado pela Atenção Primária, com apoio de toda a rede de atenção em saúde (CAPS, NASF, saúde bucal e vigilância em saúde) e é parte do expediente normal de trabalho dos profissionais.

Portanto, faz parte do expediente normal de trabalho de toda nossa equipe da atenção primária. Não se trata de um mutirão ou campanha. É uma rotina de atendimento aos trabalhadores. Acreditamos que este modelo facilitará o acesso e o cuidado das pessoas com a saúde“, acrescentou a titular da Pasta. (Foto: Reprodução Internet)

Leitor denuncia falta de ambulâncias e serviço precário no Samu de Juazeiro; prefeitura rebate

Em email a este Blog, o leitor Rogério Espíndula fez graves denúncias relacionadas ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Juazeiro (BA). Ele conta que foi informado por um médico do Samu que apenas uma ambulância estaria em funcionamento na cidade e as demais estariam “quebradas”. Segundo o leitor, a informação teria sido lhe passada no último domingo (19), quando ele solicitou uma ambulância para realizar um atendimento na Rua do Paraíso, bairro Santo Antônio.

Em nota, a Secretaria de Saúde (Sesau) rebateu a informação de Espíndula e garantiu que “Juazeiro dispõe de 12 ambulâncias circulando, sendo uma Unidade de Suporte Avançado (USA); uma Unidade de suporte Básico (USB) e dez sociais – duas na sede e oito nos distritos. Outros cinco veículos estão em manutenção”, frisa a Sesau.

Ainda na nota, a Sesau esclarece que o serviço do Samu é uma política do Ministério da Saúde, com apoio dos municípios. “De acordo com a portaria nº 268, de 25 de fevereiro de 2016, Juazeiro deveria receber do Ministério cinco novas ambulâncias. Infelizmente, já foi sinalizado pelo Ministério da Saúde que não há verba para a renovação da frota e, por isto, apenas uma nova ambulância será disponibilizada para o município. Na tentativa de solucionar essa situação, a Prefeitura Municipal está buscando apoio político, para que, por meio de emendas, seja viabilizada a renovação das ambulâncias do Samu”, finaliza.

Saúde de Petrolina planeja atuação da pasta

A equipe gestora da Secretaria de Saúde de Petrolina se reuniu, nesta sexta-feira (17), para discutir a rede assistencial e planejar sua reorganização. O objetivo foi promover uma saúde pública de qualidade – um dos maiores desafios para uma administração municipal nos dias atuais.

Apresentamos a toda equipe a situação da pasta, seus entraves, superposição dos serviços e dificuldade de acesso dos munícipes. Após a apresentação, elaboramos, em conjunto, um planejamento estratégico para a rede. A nova proposta atende ao Plano de Governo do prefeito Miguel Coelho, através da descentralização da assistência e do fortalecimento da atenção básica”, destacou a secretária Magnilde Albuquerque.

Ainda de acordo com a secretária, essas mudanças vão possibilitar o acolhimento, a facilidade no acesso e a humanização do serviço. Ela frisa que a proposta de qualificar a assistência com protocolos, fluxos assistenciais e de acesso trará resolutividade e atendimento humanizado, com satisfação dos usuários. A equipe está muito motivada. “Petrolina é um município muito importante para a 8ª Regional de Saúde (Geres), então é importantíssimo qualificar a assistência oferecendo aos munícipes serviços resolutivos e elevar seus indicadores de saúde”, concluiu Magnilde. (foto: Ascom)

Utilidade pública: Unidade móvel de Saúde Bucal atenderá comunidade da Tapera na próxima segunda-feira

A diretoria de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde de Petrolina estará com sua unidade móvel na comunidade da Tapera, área ribeirinha da cidade, na próxima segunda-feira (20). Por conta de problemas técnicos não foi possível realizar o atendimento, que deveria ter começado quinta (16) e encerrado nesta sexta-feira (17).

O órgão informa que o problema já está sendo solucionado e todos os pacientes foram reagendados para o dia 20.

 

Moradores reclamam de falta de vacina contra HPV em AME do Ouro Preto; Secretaria de Saúde justifica

Quem procurou a unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) do Bairro Ouro Preto, na zona oeste de Petrolina, recebeu uma notícia que não gostaria: está faltando vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV), destinada a imunizar pré-adolescentes do sexo feminino e masculino.

Informações de alguns pais ao Blog dão conta de que não haveria uma previsão de quando uma nova remessa das doses chegaria à unidade. Em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde, no entanto, fomos informados que a distribuição da vacina começou desde a última quinta-feira (9). “O órgão afirma que até amanhã (15) todas as unidades estarão abastecidas”, diz a Secretaria.

O público-alvo da vacina contra o HPV são meninos com idades entre 12 e 13 anos, e meninas dos nove aos 14. No caso dos garotos, o objetivo é prevenir esse público contra câncer de pênis e lesões pré-cancerosas. Recebendo a vacina, eles colaboram para a redução dos índices de câncer de colo nas mulheres, doença que causa morte, já que é a população masculina a responsável pela transmissão do HPV. Mas as meninas também são imunizadas contra o câncer de colo, por meio da mesma vacina.

Petrolina recebe reforço de vacina contra febre amarela, mas Secretaria de Saúde descarta risco da doença na cidade

Petrolina já passa a contar com a vacina contra a febre amarela. Estão sendo disponibilizadas 400 doses, que chegaram na última quarta-feira (8) e, após a contabilização, estão sendo liberadas para a população. O município tem duas Unidades de Saúde de Referência para vacinação contra febre amarela: AME Amália Granja, localizada no Bairro Vila Mocó (nas imediações do Parque Josepha Coelho), área central, e a AME Roza Maria Ribeiro, no Bairro Gercino Coelho, zona leste (próximo ao terminal rodoviário).

A Secretaria de Saúde assegura, no entanto, que Petrolina não está na zona de risco da doença – já que, após o surto da febre amarela em algumas regiões, aumentou consideravelmente a procura pela vacina no município.

A vacinação é feita apenas para quem pretende viajar para regiões consideradas de risco da doença pelo Ministério da Saúde. É importante tomar a vacina dez dias antes da viagem. Para receber a dose, as pessoas devem ir às unidades de saúde de referência e apresentar o comprovante de viagem, que pode ser o tíquete da companhia de transporte aéreo ou terrestre.

No calendário de vacinação, a dose deve ser aplicada em crianças a partir dos nove meses de vida, com reforço após os 10 anos. A vacinação não é indicada para gestante e mulheres em fase de amamentação. Também não podem ser vacinadas pessoas com doenças autoimunes, como Aids e Lúpus. Nas AMES de referência, a vacinação contra febre amarela começa a ser aplicada a partir das 10h e segue até às 17h, de segunda a sexta-feira. (fonte/foto: Ascom PMP/divulgação)

Secretaria de Saúde responde leitora sobre falta de profissionais para realizar exames na AME do Pedra Linda

A Secretaria de Saúde de Petrolina esclareceu a este Blog as críticas de uma leitora, que reclamou da falta de profissionais para a realização de exames na AME do Bairro Pedra Linda. Ela tinha sido orientada a agendar os exames da mãe que sofre com doenças crônicas, mas após o encaminhamento da secretaria, soube na unidade que o local estava sem profissionais para realizar o procedimento. Na nota, a secretaria ressaltou que estão sendo providenciados os contratos dos profissionais que foram demitidos na gestão anterior.

A resposta diz ainda que esse primeiro mês foi de análise do trabalho desses profissionais. A Secretaria destacou ainda que realiza as análise da equipe com cuidado para contratar profissionais qualificados. Enquanto contrata a nova equipe, a Secretaria de Saúde avisou que está encaminhando os pacientes do Pedra Linda para a unidade Isaías Coelho, localizada no Bairro Gercino Coelho (zona leste).

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br