Secretaria de Educação de Petrolina libera mais de R$ 1 milhão para serviços estruturais de escolas da rede municipal

Os estabelecimentos de ensino da rede municipal de Petrolina terão garantidos R$ 1.030.476,03 para serviços estruturais. Esse valor foi repassado pela Secretaria de Educação ao Fundo de Desenvolvimento e Autonomia Financeira das Escolas (Fundafe), referente a primeira e segunda parcelas – além de dotações extras.

O dinheiro é destinado à manutenção, reparos e conservação da infraestrutura das escolas, mas poderá ser utilizado também para a compra de material de consumo e de bens permanentes. Todas, no entanto, devem ser aprovadas pelo Conselho Escolar.

Esses recursos podem ser utilizados em todos os pequenos serviços que o próprio diretor da escola pode resolver. Ele mesmo faz a cotação e contrata o serviço que for necessário: mão de obra de um pedreiro ou comprar lâmpadas, por exemplo. Isso é o que ajuda a maioria das escolas durante o ano a ter a condição de funcionamento“, detalha Rosane Costa, tutora de Gestão Educacional.

Até o final do ano, mais R$ 996.288,97 mil serão enviados às escolas referentes à terceira parcela do fundo. “Estamos priorizando a liberação dos valores do Fundafe, pois sabemos que essa autonomia dos gestores é muito importante para o andamento da rotina das escolas. Economizamos em outros setores supérfluos, a exemplo de grandes festividades, para que tivéssemos mais recursos para enviar às unidades“, comenta  a secretaria de Educação, Maéve Melo. As informações são da assessoria da PMP. (Foto/divulgação)

 

Após mais de dez meses paradas, obras de escola no Perímetro Maria Tereza são retomadas

A secretária de Educação de Petrolina, Maéve Melo, esteve na última quarta-feira (5) vistoriando, juntamente com sua equipe de infraestrutura, as obras da escola do Perímetro de Irrigação Maria Tereza (KM-25), na zona rural, que tinham sido paralisadas há mais de dez meses. Com o novo andamento dos serviços, a previsão é de que a escola fique pronta até dezembro.

Os operários recomeçaram os trabalhos no último dia 21. “Essa é mais uma das obras destravadas quando assumimos a gestão da Secretaria. Ela estava com sérios problemas, mas com muito empenho e dedicação da nossa equipe e do prefeito Miguel Coelho, conseguimos reiniciar esse importante equipamento público“, ressaltou Maéve.

A escola terá seis salas de aula, laboratórios, pátio, copa, biblioteca e salas para os setores pedagógico e administrativo. A unidade terá capacidade de acolher até 300 alunos, em 12 turmas, nos dois períodos. No próximo ano, já em funcionamento, será responsável pela extinção do turno intermediário da Escola Municipal José Esmerindo Ribeiro, a maior do município, localizada também na comunidade.

Além da escola do Maria Tereza, a Secretaria de Educação conseguiu reiniciar as obras da quadra poliesportiva da Agrovila Massangano, da escola da comunidade do C3 – além do Museu do Sertão e da Biblioteca Municipal Jornalista Cid Carvalho. Mais duas ações (uma escola na Cohab VI e a quadra da Escola Nicolau Boscardin) recomeçam até o final o deste mês. (Fonte/foto: Ascom PMP)

 

 

Secretaria de Educação da Bahia abre matrículas para Educação Profissional com vagas para Juazeiro

A Secretaria da Educação da Bahia abriu ontem (5) as matrículas para cursos técnicos de Ensino Médio nas formas de articulação/modalidades Proeja Médio e Subsequente (Prosub). Também há vagas para o Proeja Fundamental 1. No total são  9.572 vagas divididas em 30 cursos ofertados em Centros Estaduais, Territoriais e unidades compartilhadas da rede estadual de Educação Profissional e Tecnológica, localizados em várias regiões da Bahia, incluindo Juazeiro e outros municípios do norte do Estado. As inscrições vão até o próximo dia 10 de julho.

Do total de vagas, 4.815 são para o Proeja Médio, ou seja, direcionadas para maiores de 18 anos que concluíram o Ensino Fundamental 2. Para esta forma de articulação, estão sendo ofertados 25 cursos, dentre os quais os de Técnico em Meio Ambiente, Administração, Segurança do Trabalho, Informática, Química, Análises Clínicas, Eletromecânica, Logística, Agroindústria, Manutenção e Suporte em Informática, Enfermagem, Alimentos e Edificações. Estes cursos têm a duração de dois anos e meio. Para se matricular, o interessado deve se dirigir a um dos Centros de Educação Profissional ou unidades compartilhadas que estejam com ofertas de vagas. O número de vagas ofertadas em cada município da lista pode ser conferido acessando aqui.

Para a modalidade Prosub, as 4.722 vagas são exclusivas para os estudantes que concorreram ao sorteio eletrônico realizado pela Secretaria de Educação, no último mês de janeiro, e que estão no cadastro de reserva. A convocação já está sendo feia pelos Centros e unidades escolares e os estudantes têm até o dia 10 de julho para apresentar a documentação exigida.

Matrícula

Para a matrícula, os interessados devem se dirigir à unidade que desejam realizar o curso, portando originais e cópias da Carteira de Identidade (RG), CPF e comprovante de residência, além do original do Histórico Escolar.

Secretaria de Educação de Petrolina desmente suposto fim do Programa Nova Semente

Diante das declarações feitas esta semana à imprensa pela vereadora Cristina Costa (PT), acerca do suposto fim do Programa Nova Semente, a Secretaria de Educação de Petrolina tratou de se pronunciar sobre o assunto. E desmentiu a informação.

De acordo com a Pasta, “a atual gestão vem reformulando o programa para oferecer um serviço gratuito e com qualidade para as crianças de zero a 5 anos, com refeições diárias, orientações pedagógicas, aulas de música, capoeira e educação física. Em tempo, a gestão municipal está trabalhando para a conclusão do processo de construção de 12 unidades de Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), que a gestão anterior deixou de concretizar”, afirma, em nota.

A Secretaria justifica que, com esses novos espaços pedagógicos, a oferta de vagas será ampliada, mas a manutenção de entidades conveniadas será mantida para que a Pasta possa atender a meta do Plano Municipal de Educação, no qual versa sobre o atendimento gradual da primeira infância. “A Secretaria reafirma que o Nova Semente é uma política pública de construção de cidadania, com foco principal na formação educacional das crianças”, encerra a nota.

Funcionárias de creches em Petrolina dizem que não terão direito a 13º salário e prefeitura esclarece

Funcionárias dos Centros de Educação Infantil (CMEIs) de Petrolina procuraram este Blog para informar que pela primeira vez não terão direito a receber o 13º salário. Sobre a denúncia, o Blog procurou a assessoria da Secretaria de Educação, que enviou o seguinte esclarecimento:

A Secretaria de Educação de Petrolina informa que todos os contratados da Educação receberão 13º salário, como prevê a legislação. Os únicos que não receberão são os contratados em caráter de substituição, como é alinhado o vínculo“, explica a nota.

Ouricuri: MPPE recomenda ao município assegurar matrícula de alunos especiais e disponibilizar transporte escolar

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Secretaria de Educação de Ouricuri, no Sertão do Araripe, que todos os alunos com deficiência tenham a matrícula na rede regular de ensino assegurada, adotando o princípio da inclusão escolar.

Além dessa medida, o MPPE recomendou ainda ao município promover um recenseamento de todas as crianças e adolescentes em idade escolar que estiverem fora da sala de aula, criar uma política de educação inclusiva, capacitar professores e promover a adaptação dos currículos escolares, levando em consideração as particularidades dos alunos.

A outra recomendação trata sobre a disponibilização de transporte escolar para todo o município, independente da distância das residências dos alunos e da quantidade de alunos. O MPPE pede também a criação de uma comissão especial que auxilie na fiscalização e implementação do transporte escolar.

O município tem de informar ao MPPE sobre a adesão ao Programa ‘Caminho da Escola’, do governo federal, quanto à aquisição de veículos próprios, e apresentar, no prazo máximo de dez dias, os contratos firmados dos veículos destinados ao serviço. As informações são da assessoria.

Aprovados em concurso para professor alfabetizador cobram suas vagas da prefeitura; Secretaria justifica

Um grupo de educadores da rede municipal de Petrolina está cobrando explicações da prefeitura quanto a um concurso público para professor alfabetizador, alegando que o município precisava de 200 profissionais concursados. Ao Blog eles informaram, no entanto, que aqueles que conseguiram preencher as vagas foram exonerados no dia 31 de maio deste ano.

Segundo os educadores, consta no Diário Oficial do Município de Petrolina a exoneração de duas professoras: Patrícia Lopes Jacinto Mendes e Cleubia Regina Pereira Santos Barreto. Ambas fizeram concurso público para professor alfabetizador para a sede de Petrolina.

A prefeitura ainda não convocou ninguém do certame nessa área para assumir as vagas disponíveis, e eles dizem que a lista de reserva é enorme. “Queremos que a Prefeitura de Petrolina resolva esta situação, porque temos direito garantido”, desabafam. Os candidatos classificados no concurso prometem entrar com mandado de segurança.

Resposta

Por meio de nota, a Secretaria de Educação (Seduc) do município informou que não houve convocação para suprir a lacuna deixada pelas professoras, que solicitaram exoneração do concurso de professor alfabetizador, pois foi adicionada uma maior carga horária às professoras contratadas que já atuavam nas respectivas escolas, para que não houvesse descontinuidade pedagógica de ensino – provocada pelo tempo dos trâmites burocráticos de uma nova convocação. “Caso haja, por parte da gestão municipal, a convocação de novos servidores para o setor, será respeitada, como determina a Lei, a ordem de classificação do certame”, fecha a nota.

Exemplo: Menino de 9 anos que ensina a mãe a ler ganha concurso da Rede Municipal de Petrolina

Ele tem apenas 9 anos de idade e já é exemplo para muita gente grande. Klebson Barbosa, que estuda na escola Luiza Castro, Bairro João de Deus, zona oeste da cidade, foi o vencedor do concurso de ‘melhor aluno leitor’ da rede municipal de Petrolina. ‘Festa de Aniversário’, crônica de Luiz Fernando Veríssimo, foi o texto que deu a vitória ao pequeno estudante. (mais…)

Professores da rede municipal de Petrolina são premiados no Clisertão 2017

O prêmio Clisertão, que tem como objetivo  incentivar as práticas pedagógicas de  leitura dos alunos da rede municipal de Petrolina, divulgou nesta quarta-feira (10) os ganhadores da edição deste ano. Vinte propostas foram inscritas e cinco projetos selecionados. Ao total, R$ 5 mil foram distribuídos: o primeiro lugar levou R$1.500,00; o segundo, R$ 1.200,00; o terceiro, R$1.000,00; o quarto, R$ 800,00; e o quinto, R$ 500,00. A grande vencedora foi a professora Helenilda de Amorim Gomes, da Escola Municipal Dom Antonio Malan, com o projeto ‘Aprende Mais’, que trabalha com o reforço escolar por meio de alunos voluntários no contraturno.

A segunda colocada foi a experiência aplicada na Escola Nossa Senhora Rainha dos Anjos (antigo Caic), da professora Lucimeyre Maria de Sá; O projeto ‘Caixa Mágica de Leitura’, da professora Cleidemar Ferreira Gomes, da Escola Osório Leônidas Siqueira, ficou com a terceira colocação; ‘Viajando na Literatura’ foi o quarto projeto contemplado e é de idealização da professora Kerlane do Nascimento Santos, da Escola Maria Soledade Alves; o Projeto ‘EJA canta Geraldo Azevedo’ foi o quinto escolhido. Este último, promovido pela professora Kátia Regina Leite, na Escola Professor Nicolau Boscardin, teve a presença do cantor homenageado na escola fazendo um show para os alunos.

De acordo com o coordenador do Clisertão, Professor Genivaldo do Nascimento, o objetivo da premiação é coletar as experiências e propagar os resultados. “Sem leitura não temos mais nada. Precisamos incentivar o hábito, pois o livro salva vidas, salvou a minha. Essas atividades são fundamentais para o desenvolvimento da educação”, pontuou.  Genivaldo disse ainda que a intenção é que os relatos possam se tornar um livro e virar exemplo para todas as outras escolas da Rede.

Aprendizado

Maéve Melo, secretária de Educação de Petrolina, parabenizou os inscritos e a coordenação do evento e reforçou a importância da leitura no aprendizado em sala de aula. “Não podemos desistir da leitura. Estou muito feliz com a mobilização da nossa equipe e com os projetos que se inscreveram. Vamos compilar todas essas experiências para ajudar na construção do nosso projeto de incentivo à leitura. Quero parabenizar a Universidade de Pernambuco e o professor Genivaldo Nascimento pela excelência do evento”, frisou.

A diretora da UPE em Petrolina, Marianne Marinho, destacou  como positiva a parceria com a Secretaria de Educação. “Hoje é um dia muito feliz, pois estamos premiando ações que fortalecem e incentivam a educação. Todos nós, juntos, temos um único objetivo: melhorar o ensino público de Petrolina. Quero reforçar que nossa parceria com a Secretaria.Nnossa instituição está de portas abertas”, ressaltou. A diretora comentou sobre a possibilidade de ampliar a participação dos professores da rede no mestrado em Educação da UPE. A Clisertão Escola segue até esta sexta-feira (12) com atividades em 117 escolas estaduais e municipais, envolvendo 5.200 alunos. (Foto: Ascom)

Prefeitura fecha cerco contra a evasão escolar em Petrolina

‘Nenhum a menos’. Esse é o projeto desenvolvido pela Secretaria de Educação de Petrolina para combater a evasão escolar e elevar os índices de frequência nas unidades do município em todas as modalidades. A secretária Executiva da pasta, Sônia Passos, em companhia da tutora em Educação, Rosane Costa, e do vereador Elismar Gonçalves, visitou esta semana unidades escolares do distrito de Nova Descoberta e Projeto Bebedouro I e II, zona rural do município, para auxiliar as gestoras na efetivação do projeto.

Todas as unidades receberam um mural onde devem registrar a quantidade de frequência no dia e, ao final da semana, apresentar um levantamento e criar estratégias para evitar a evasão. A gestora da escola José Ribeiro da Silva, Maria Lucília de Souza, destacou o trabalho desenvolvido para diminuir os números.

“Temos uma parceria muito boa com os pais. Quando um aluno falta, vamos saber diretamente o que está ocorrendo e como podemos ajudar. Com isso, percebemos que a evasão é baixa”, explica.

Rosane Costa ressalta a importância dessa atenção das gestoras para combater a evasão escolar. “Esse cuidado com a frequência, saber o que ocorreu quando um estudante não está comparecendo, se colocando ao lado da família, é o que faz toda a diferença no sucesso da aprendizagem. É essa postura que estamos incentivando na rede”, pontua.

Demandas

Na oportunidade, foram entregues também kits escolares aos alunos. A equipe aproveitou para ouvir às demandas das unidades. Na escola José Ribeiro, o pedido da gestão foi a construção de mais salas e a climatização, que também foi um pedido da gestora do Centro Municipal de Educação Infantil de Nova Descoberta (CMEI). Já na escola José Nunes de Santana, o pedido da gestora Rosalva Fernandes foi referente à infraestrutura. Na comunidade do Bebedouro, a solicitação das gestoras das CMEI’s e das escolas foram reparos e reformas. Sônia Passos encaminhou as solicitações e determinou a visita da equipe de infraestrutura nas unidades para fazer um relatório e planejar as ações. (Foto: Ascom)

Bahia: Mais de 30 mil educadores participam de seleção do Governo do Estado

Mais de 30 mil educadores acordaram cedo neste domingo (7) em busca de uma vaga no mercado de trabalho na rede pública da Bahia. Eles participam do Processo Seletivo Simplificado promovido pela Secretaria da Educação do Estado, para a contratação de professores e profissionais da área, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). As provas foram realizadas em instituições espalhadas pelos 27 territórios de identidade que compõem a Bahia.

O processo seletivo vai contribuir para que o Estado preencha o quadro de profissionais na área da educação, mantendo a qualidade do ensino nos 417 municípios. Também é uma oportunidade para quem busca uma oportunidade para começar ou voltar a lecionar. É o caso do professor Edvaldo Menezes. “Estou fora da sala de aula, mas quero voltar. O processo seletivo é uma maneira de eu me testar e de voltar a ensinar, que é minha paixão”, afirma o educador.

As 7,4 vagas ofertadas pelo concurso são para as funções de mediador Emitec, professor de educação profissional, intérprete e instrutor de Libras, cuidador, professor indígena, preceptor de Estágio Enfermagem, Brailista e professor de educação especial. Do total, 2,2 mil vagas são destinadas à professores substitutos para atuarem em casos em que houver afastamento por licença.

As áreas contempladas foram Ciências Humanas, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza, Matemática, tradução em libras, entre outras. O resultado do certame, que também consiste em prova de títulos, será divulgado no Diário Oficial até o dia 7 de junho deste ano.

Prazo

Os aprovados serão convocados em um prazo que levará em consideração a necessidade de preenchimento do quadro de professores no Estado. “Esse processo seletivo tem para diversas funções dentro da educação. Todos os territórios vão ter concorrentes. A área de exatas, como matemática e física, são as que a gente tem mais carência, mas não apenas elas serão contempladas como outras que são importantes para a garantia do ensino de qualidade”, afirmou a superintendente de Recursos Humanos, da Secretaria de Educação do Estado, Ana Catapano. (Fonte/foto: Alberto Coutinho/GOVBA)

Secretaria de Educação de Petrolina diz que falta de energia em escola ocorreu devido a problema em rede elétrica do prédio

Sobre a falta de energia na Escola Municipal Ariano Suassuna, no Bairro Rio Corrente, zona oeste de Petrolina, a Secretaria de Educação esclareceu o fato.

Em nota enviada pela assessoria, a Pasta justifica que houve um problema na rede elétrica do prédio, mas as providências já foram tomadas.

“Em atenção à demanda publicada, a Secretaria de Educação de Petrolina informa que os alunos da Escola Municipal Ariano Suassuna, localizada no Bairro Rio Corrente, zona oeste da cidade, tiveram suas aulas suspensas por conta de um problema na rede elétrica do prédio. Após a conclusão dos reparos, as aulas retornarão normalmente”, diz a nota.

 

Começam em Petrolina inscrições para 2º Clisertão

Começaram em Petrolina as inscrições para o 2º Congresso Internacional do Livro, Leitura e Literatura do Sertão (Clisertão), que acontecerá de 9 a 12 de maio. Os professores que atuam nas escolas da rede municipal podem se inscrever apresentando suas ações no desenvolvimento da leitura em sala de aula.

De acordo com o coordenador do Clisertão, Genivaldo do Nascimento, o prêmio vai selecionar cinco professores com propostas inovadoras para o fomento da leitura nas escolas da rede. Os docentes vão concorrer a uma premiação total no valor de R$ 5 mil.

Para participar, os interessados devem enviar, até o dia 28 deste mês, uma proposta de ação através de um relato simplificado de experiência para e-mail: clisertaotres@yahoo.com.br. As convocatórias e os editais já foram enviados para as escolas.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Maéve Melo, a premiação é um reconhecimento e um incentivo para os professores. “Nosso foco, nessa gestão, é priorizar a leitura e a alfabetização logo no segundo ano. Essas práticas aplicadas nas escolas vão colaborar para que Petrolina se torne uma cidade leitora”, comentou. A premiação será entregue no dia 10 de maio, na sede da Secretaria, no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho.

Apoio

O Clisertão é uma realização do Governo do Estado, através da Universidade de Pernambuco (UPE), e tem a Secretaria de Educação de Petrolina como principal parceira. Mais de 30 ações irão movimentar a cidade e as escolas da rede municipal e estadual com recitais, oficina de leituras, cordel, conversa com autores e doação de livros. Ao total, 63 escolas da rede e 3.100 alunos receberão as atividades. (fonte: Ascom PMP/foto arquivo divulgação)

Projeto da Secretaria de Educação de Petrolina vai implantar hortas em escolas da rede municipal

A Escola Governador Miguel Arraes de Alencar, pertencente à rede municipal de Petrolina, foi a primeira a receber no início da semana que passou o Projeto ‘Horta: Saúde a Saber’. Idealizado pela Secretaria de Educação, o projeto pretender difundir ações de cunho ambiental entre os alunos.

De acordo com a equipe pedagógica do projeto, o objetivo é fazer do espaço um ‘laboratório vivo’ e uma sala interdisciplinar, onde será trabalhada uma diversidade de temas, potencializando o aprendizado dos alunos – com destaque para a produção e consumo de alimentos naturais, a culinária, troca de conhecimentos, entre outros.

Para a gestora da escola, Maria Gorete, a ideia é auxiliar na mudança dos hábitos alimentares das crianças. “Percebemos, na hora da merenda, que os alunos tinham dificuldades em consumir as hortaliças. Por isso, pensamos nesse projeto para conscientizar e inserir no dia a dia das crianças hábitos saudáveis na alimentação”, conta.

A professora do 4º ano, Kátia leite, explica que a horta também será um instrumento em favor da comunidade escolar. “Vamos disponibilizar as sementes para que os alunos e seus pais possam plantar em suas casas e estender os novos hábitos para a mesa da família“, pontua.

Secretário

O evento contou com a participação do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agrário, Zé Batista da Gama, responsável pela implantação de hortas comunitárias na cidade desde o final dos anos 90. Ele falou sobre a importância dos alimentos, os benefícios das hortaliças na saúde e o cuidado que se dever ter com o solo. Zé Batista se comprometeu em colaborar com o desenvolvimento desse projeto na escola com as orientações técnicas, nutricionais e equipamentos, e informou estar à disposição para ampliar a ação em outras escolas da rede.  (Fonte/foto: Ascom PMP/divulgação)

Empolgada, secretária de Educação de Petrolina visita escola referência no Ideb e recebe carinho dos alunos

Surfando em onda boa. A secretária de Educação de Petrolina, Maéve Melo, não deve estar nada arrependida de ter trocado a secretaria de Administração da cidade de Juazeiro (BA) pelo setor educacional na cidade vizinha. Apaixonada pela área, Maéve vai se destacando e provando que a escolha foi acertada.

Ontem (9), ela fez uma visita técnica na Escola Moisés Barreto dos Santos, na Agrovila Massangano, zona rural de Petrolina, unidade que obteve nota de 6.8 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), superando a meta projetada para o ano de 2020.

Acalorada pelos alunos, ela disse que a meta agora é alcançar a nota 7,0. “Alegria ao ser recebida com tanto acolhimento na Escola Moisés Barreto. Nossa escola que teve maior Ideb: 6,8. Parabéns a toda equipe. Agora é continuar o trabalho para chegar no 7,0. Contem conosco”, comemorou Máeve, em postagem publicada numa rede social.

A unidade escolar é referência na cidade e atrai estudantes de vários bairros. Os resultados positivos da unidade não se limitam ao Ideb. A escola foi destaque, através da participação dos seus alunos nas Olimpíadas Brasileiras de Língua Portuguesa e no programa Mentes Inovadoras. (foto/reprodução)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br