Pacientes de Afrânio contarão com atendimento da Apami

 

A Apami passará a prestar serviços para a realização de exames e demais procedimentos voltados à saúde da população de Afrânio, sertão do São Francisco. A notícia foi confirmada pelo prefeito Rafael Cavalcante (PMDB) que esteve reunido nesta terça-feira, 18, com o presidente da entidade, o médico Augusto Coelho.

No encontro, o prefeito esteve acompanhado da secretária de Saúde de Afrânio, Alice Maria. Eles aproveitaram para visitar as obras do Hospital do Câncer de Petrolina. Rafael e Alice Maria também estiveram no Hospital Universitário discutindo parcerias com a instituição.

“Como aumentamos muito a oferta de médicos especialistas, cresceu muito a nossa demanda de exames e medicamentos. Diante desse cenário, temos que ampliar as parcerias para prestar um serviço digno na área da saúde para os afranienses”, justificou o prefeito.

 

Marinha abre 146 vagas na área da saúde

Estão abertas até 15 de maio as inscrições para o concurso público de médicos, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e nutricionistas, no Corpo de Saúde da Marinha. A inscrição é realizada no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br, onde também pode ser encontrado o edital. A taxa de inscrição é de R$ 110,00.

Para concorrer é necessário ser brasileiro nato, de ambos os sexos, ter menos de 36 anos de idade no dia 01/01/18, e ter concluído o curso até 05/02/2018, para os concorrentes às vagas de âmbito nacional, e ter concluído a Residência Médica para as vagas de Medicina de âmbito regional, entre outros requisitos previstos em edital. As áreas de Medicina para este ano têm âmbito nacional.

As especialidades são as seguintes: Anestesiologia (6), Cancerologia (1), Cardiologia (7), Cirurgia Cardíaca (1), Cirurgia Geral (8), Cirurgia Plástica (1), Cirurgia Vascular (1), Clínica Médica (6), Dermatologia (2), Endocrinologia/Metabologia (1), Gastroenterologia(2), Ginecologia e Obstetrícia (7), Infectologia (1), Medicina Intensiva(6), Nefrologia (1), Neurologia (3), Oftalmologia (4), Ortopedia e Traumatologia (7), Otorrinolaringologia (4), Patologia (1), Pediatria (7), Pneumologia (2), Proctologia (1), Psiquiatria (9), Radiologia (8), Reumatologia (1) e Urologia (2).

Para o concurso em âmbito regional as vagas de Medicina para Salvador são: Ginecologia e Obstetrícia(1) e Ortopedia e Traumatologia(1). Na área de Odontologia há vagas, em âmbito nacional, para Dentista (3), Endodontia (1), Odontopediatria (1), Periodontia (3) e Prótese Dentária (4). Nas áreas de Apoio à Saúde há vagas, também em âmbito nacional, em Enfermagem (4), Farmácia (4), Fisioterapia (1), Fonoaudiologia (1) e Nutrição (1).

Após a aprovação em todas as etapas do concurso, os alunos realizarão o Curso de Formação de Oficiais (CFO), na cidade do Rio de Janeiro (RJ), com a duração de 39 semanas, quando serão promovidos a 1º Tenente e passarão a receber remuneração de cerca de R$ 10.500,00.

Artigo do Leitor: “Cadê a vice-prefeita de Juazeiro?”

A leitora do Blog, Maria das Grotas Sena Araújo, enviou artigo reclamando da saúde do governo Paulo Bomfim). Ela cobra a presença da vice-prefeita do município, a médica Dulce Ribeiro, para que cumpra “o que foi prometido durante a campanha”.

Acompanhe:

Estamos em abril, são quatro meses que o novo gestor assumiu a cidade. Na área da saúde foi prometido que o governo anterior fez muito, mas que este novo governo faria muito mais! Ops, já são quatro meses. O secretário de Governo, usando de palavras bonitas e vazias, explicou semana passada em nota, nesse Blog, vários números estatísticos de construções de prédios e inaugurações, uma lamentável nota, pois existem pessoas aqui em Juazeiro que não estão em busca de estatísticas. Isso serve para você, senhor secretário, para massagear seu ego.

O que a sociedade juazeirense precisa é de cuidado. Isso Dra. Dulce prometeu, mas há quatro meses não fez! Sou prova disso. O indivíduo procura a UBS, o médico passa uma requisição de exames, os exames mostram colesterol elevadíssimo e distúrbios nas taxas de funções do fígado, e daí para frente nada é feito, sabe por que? Porque quando o médico emite uma requisição para especialista na Policlínica, essas guias são engavetadas e lá mesmo ficam, e o indivíduo agrava a cada mês, podendo morrer.

Desde setembro de 2016 tenho duas guias na UBS do meu bairro (uma para otorrino e outra para hepatologista). Esse ano, já na gestão atual, recebi outra guia do médico da UBS encaminhando para uma geriatra na Policlínica. Fui à Policlínica e a recepção me informou que a fila é grande e que eu estivesse ciente que vai demorar muito. Eu pergunto, muito até quando?

Dra. Dulce disse que ia resolver isso! Procurei a Ouvidoria da saúde e registrei tudo isso. Sabe qual foi a resposta? Disseram que as guias demoram porque são disponibilizadas para as prioridades, os casos mais urgentes!!!!  Mas desde setembro do ano passado Secretaria? Desde janeiro desse ano?  Qualquer leigo saberia que tem algo travando nesse processo aí. Não queira nos fazer de idiotas, lamentável ter vocês como gestores do meu município.

Não era um governo de continuidade? para quê tanto tempo para realizar? Não estou entendendo. E assim, não consigo passar por um especialista no município de Juazeiro! Estou preparando um dinheiro para pagar uma consulta particular com uma geriatra, porque a saúde pública não está me dando esse direito. SUS? Os exames, fiz particular, não porque poderia ter pagado, não podia. Retirei de outro compromisso, mas paguei porque na UBS seriam 15 dias para fazer e mais 10 para receber resultado. Isso laboratório, porque minha USG de abdômen seria 60 dias para fazer! Que pena, não!

A saúde continua como no governo Isaac. Nada mudou. Juazeiro doente. Cuidado com o idoso, Juazeiro clama. Amanhã serão vocês que podem adoecer gestores, mesmo com dinheiro de reserva, nem sempre o dinheiro compra a saúde, mas as obas obras e a consciência limpa compram um futuro em paz.

Queremos UBS ativas (funcionando a todo vapor). Queremos uma Policlínica de qualidade (não com um único especialista, porque não dá conta). Queremos exames feitos em tempo hábil (diagnósticos precisam aparecer. Queremos ser saudáveis Sr. Secretário de Saúde!

Maria das Grotas Sena Araújo/Leitora

N-8 recebe ação do mês da mulher em Petrolina

A  Secretaria de Saúde de Petrolina, promoveu, nesta quinta-feira (30), uma ação na Unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) do Perímetro Senador Nilo Coelho, Núcleo 8 (N-8). O evento, promovido pela equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), contou com a participação de fisioterapeutas, psicóloga e nutricionista.

Na programação, as mulheres participaram de um curso de sucos que ajudam na prevenção e combate a doenças. O público presente ainda teve a oportunidade de aprender e degustar diversas receitas, feitas, segundo a nutricionista Alessandra Gonçalves, com as frutas mais acessíveis na zona rural, ou seja, produzidas por eles mesmos.

“A gente resolveu trazer para a comunidade, principalmente para as mulheres, a ideia de sucos chamados de ‘detox’, por eliminar as impurezas do nosso organismo, como também prevenir doenças como anemia, colesterol alto, câncer e pressão alta. Durante o curso eu observei que todos ficaram muito empolgados, principalmente porque usamos os ingredientes mais simples e que são da região, como por exemplo, acerola, uva e limão. Outro ponto importante foi a orientação de não utilizar açúcar nos sucos, e quando necessário usar o mel ou o adoçante”, frisou. (Foto: Ascom)

Saúde de Petrolina programa atividade para gestantes a partir desta segunda

 

Com o tema ‘Mães da nossa terra’, a Secretaria de Saúde de Petrolina realiza nesta segunda (27) e terça-feira (28), no auditório do Senac, das 8h às 12h, um evento direcionado para as gestantes do município. O encontro, que vai contar com a participação de enfermeiro, nutricionista e fisioterapeuta, tem o objetivo de passar orientações de cuidados no pré e pós-parto.

De acordo com a secretária de saúde do município, Magnilde Albuquerque, esse será um momento de acolhimento para as mães e conhecimento desse mundo mágico que é a gestação. “Serão dois dias importantíssimos para nossas gestantes. Um momento de tirar dúvidas com os profissionais de saúde e dar mais segurança para a mãe em relação a um dos períodos mais importantes da vida de uma mulher”, destacou.

Segundo o gerente no Núcleo de Educação em Saúde, Samuel Gonçalves, nesses dois dias serão repassadas informações importantes para preparar a gestante para um parto mais confortável e para uma criança saudável. “ Vamos ter palestras que vão especificar todas as etapas da gestação, alimentações, cuidados, tanto para as mães de primeira viagem quanto para quem já teve outras gestações. Vale ressaltar que a saúde do bebê, nesse período, depende muito das ações da mãe, por isso, é tão importante esse tipo de encontro”, concluiu.

Além das palestras e consultas com os profissionais, serão sorteados kits (bolsa com produtos de higiene e um pacote de fraldas) entre as participantes.

 

Funcionários da saúde cobram pagamento de salários em atraso em Santa Cruz da Baixa Verde

 

Servidores de Santa Cruz da Baixa Verde, sertão do Pajeú, reclamam que o prefeito Tássio Bezerra, tinha prometido pagar dia 20 o salário dos funcionários da saúde, mas até o momento não foi feito o repasse salarial e nenhuma satisfação ou previsão foi dada a eles.

Conforme os funcionários, o prefeito teria dito que o salário não foi pago porque não teria entrado verba na Prefeitura, mas investigaram no Portal da Transparência e confirmaram que o recurso teria sido repassado sim ao município.

A verba no valor e R$ 37.556,00 entrou como sempre entra, informaram os funcionários que querem receber os salários, direito deles, e pedem para que prefeito seja mais transparente e sincero em suas palavras.

Profissionais de saúde de Ouricuri têm formação sobre parto humanizado

Acontece até esta sexta, 17, o primeiro módulo da formação em assistência humanizada ao parto para profissionais da atenção básica e gestores de saúde do município de Ouricuri. Ministrada pela enfermeira obstétra e educadora do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), Edilasy Barbosa Mariz, participam da atividade mais de vinte profissionais da saúde, que está sendo realizada no auditório do Centro de Referências em Saúde do Trabalhador (CEREST). A formação é uma das estrategias que o CNMP desenvolve através do projeto “Mulheres Doulas Articulando Vidas”, com apoio financeiro da União Europeia.

Além desse curso, também se realizam formações para mulheres sobre direitos sexuais e direitos reprodutivos e Doulas, assim como ações de incidência (reuniões nos Conselhos Municipais de Saúde, audiências públicas e ações culturais). Até agosto de 2018, o CNMP trabalhará para contribuir com a redução da morbidade e mortalidade materna em nove municípios: seis do sertão do Araripe (Lagoa Grande, Cabrobó, Santa Filomena, Ouricuri, Ipubi e Trindade) e três da Região Metropolitana do Rio Grande do Norte (São Gonçalo do Amarante, Natal e Parnamirim).

O Fórum de Mulheres do Araripe, a ONG CAATINGA e a Articulação Nacional de Educação Popular em Saúde (ANEPS – RN) colaboram ativamente como organizações parceiras para a implementação e realização do projeto. (Foto: Ascom)

HDM/Imip orienta sobre saúde integral da mulher no mês dedicado a elas

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, além das homenagens, o Hospital Dom Malan (HDM)/Imip de Petrolina ressalta a importância dos cuidados com a saúde integral da mulher em todas as suas etapas de vida. Para isso, o médico ginecologista/obstetra da unidade materno/infantil, Marcelo Marques, fala sobre cada fase, com destaque para o acompanhamento específico necessário em cada uma delas, a começar pela infância. (mais…)

Prefeitura de Santa Maria da Boa Vista planeja saúde do município com agentes comunitários

A sexta-feira, 3, foi produtiva para os agentes comunitários de saúde em Santa Maria da Boa Vista, no sertão do São Francisco. Todos se reuniram com a secretária municipal de Saúde, Michelly Rabelo, para discutir com representantes da Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), ações que possam facilitar e melhorar a dinâmica de atendimento dos pacientes no município.

Serviços oferecidos como o TFD – Tratamento Fora de Domicilio – foi um dos pontos importantes do encontro. Hoje, conforme a secretária, Santa Maria da Boa Vista não tem médicos especialistas atendendo em hospitais e os boavistanos precisam se deslocar para outras cidades para serem atendidos, no entanto, no caso de Petrolina, se esbarram na falta de um local de apoio. A proposta e a criação de uma casa para que as famílias possam ficar na maior cidade da região durante os procedimentos, já que a maioria não tem dinheiro para pagar diárias em hotéis ou pousadas.

“Nosso sonho seria ter condições de manter uma casa de apoio em Petrolina. Temos uma Recife que custa ao município mais de R$ 60 mil e sabemos da importância que é esse apoio para o paciente e os familiares, que precisam de um tratamento especifico. Nossa gestão quer trabalhar com transparência e pensamos até em trazer um especialista pra cá, de uma área das mais necessitadas, como ortopedia, por exemplo, mas isso deve ser feito dentro das possibilidades do município e das contrapartidas da União e Estado, pois um especialista chega a cobrar cinco vezes mais que um clinico geral”, afirmou a secretária Michelly Rabelo.

A logística dos atendimentos feitos pela UPA em Petrolina e Hospital Universitário foram questionados, principalmente como esse atendimento pode ser mais rápido e eficaz, sem muita espera para o paciente que já está sofrendo. Da consulta a cirurgia, tudo foi abordado, inclusive o atendimento dentro dos postos de saúde de Santa Maria, as marcações das consultas, pois algumas pessoas marcam e não aparecem e acabam prejudicando toda uma demanda, além das dificuldades enfrentadas pelos agentes de saúde, pois são eles que fazem o primeiro contato entre o paciente e a secretaria.

Conforme Michelly, por isso a reunião de planejamento ser destinada aos agentes, que são consideradas peças importantes na gestão do prefeito Humberto de Mendes (PTB), onde a proposta é oferecer uma saúde com mais praticidade e menos burocracia. Para traçar um plano de ação todos os agentes deram sua opinião e contribuição para melhorar os serviços na saúde.

Michelly já marcou uma nova reunião com os agentes para definir novas metas de trabalho e também de reaproximação com os representantes da Univasf. “São hoje grandes parceiros do município e tem ajudado a cidade a enfrentar as dificuldades diárias e fazer uma saúde de menos espera e mais atendimento à população”, finalizou a secretária. (Foto: Ascom)

Caso de adolescente morta durante parto no HDM/Imip leva vereadores a pressionar por Maternidade Municipal de Petrolina

 

O caso da adolescente Adriana Silva, de 17 anos, que morreu na última sexta-feira, 10, durante o parto no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip, em Petrolina, ocupou parte dos debates da sessão desta terça-feira, 14, da Câmara Municipal. A vereadora Cristina Costa (PT) apresentou requerimento às Comissões de Saúde e de Direitos Humanos da Casa Plínio Amorim e ao Juizado da infância, solicitando a implantação urgente da maternidade municipal para desafogar a unidade médica.

O requerimento foi solicitado também ao município, cobrando prazo para construção da maternidade municipal, que deve ocupar o antigo prédio da Secretaria de Saúde.

(mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br