Começa a chover em Petrolina

Depois de ser cercada por chuvas da noite à madrugada desta quinta-feira, 30, Petrolina começa a receber as precipitações chuvosas que vários institutos de meteorologia previam para a cidade nesta última semana de março, mês que para os sertanejos é crucial para que sejam amenizadas as consequências de uma seca que já chega ao seu sexto ano consecutivo. Algumas localidades da zona rural já tinham recebido chuva durante a madrugada.

A chuva chega como um alento para quem mora na ‘Capital do São Francisco’. A cidade vive dias de clima quente e abafado desde segunda-feira, 27, aumentando a sensação de forte calor.

Na região do sertão do São Francisco, há relatos de fortes chuvas caídas em cidades como Afrânio e Dormentes, dois municípios que sofrem com a estiagem prolongada, inclusive com um rígido racionamento de água.

Moradores de municípios no sertão clamam por água da Compesa que não chega nas torneiras

Está cada dia pior a situação da população de cidades como Petrolina e Lagoa Grande, no sertão do São Francisco, para dispor de água na torneira. Em Petrolina, moradores do distrito de Paulo Ferro, zona rural da cidade, mais uma vez encontra-se há 12 dias sem um gota de água. Já em Lagoa Grande, o morador Simão Torres, revela que a cidade padece de abastecimento regular já há 30 dias.

Ele está revoltado com a Compesa, empresa do estado responsável por fazer a água chegar às residências, pois todos são unanimes em afirmar, a conta não falta um só mês.

“É um descaso essa Compesa com a nossa cidade. São 30 dias sem saber o que é água na torneira. O que chega é de madrugada, sem pressão. Um tendo que ajudar o outro com água de ser reservatório e outros que vão para Izacolãndia, aqui vizinho só que em Petrolina, para poder dispor do benefício de tomar um anho descente. Precisamos que alguem nos ajude com esse descaso”, desabafou o morador de Lagoa Grande.

Recentemente, o gerente regional da Compesa, João Raphael, informou que além da seca, a região sofre com casos de roubo de água. “Estamos reforçando nossa fiscalização para minimizar essa situação”, disse o gestor que parece que não está conseguindo barrar a irregularidade, diante de vários casos de desabastecimento nas cidades cobertas pela gerência que comanda.

Prefeito lança programa para revitalizar Rio São Francisco e avançar na implantação do terminal fluvial de Petrolina

A Prefeitura de Petrolina iniciou nesta segunda-feira (20) ação de remoção de 3.500 toneladas de baronesas e resíduos do Rio São Francisco. A ação integra o projeto Orla Nossa, que desenvolverá, durante os próximos meses, um conjunto de atividades para a preservação do ecossistema do Velho Chico.  A retirada das baronesas está previsto para ocorrer nos próximos dois meses. (mais…)

Gestores de saúde do sertão do São Francisco participam de treinamento do programa Mais Médicos

A reunião da Comissão Intergestora Regional da IX GERES (Gerência Regional de Saúde), que ocorreu no município de Ouricuri/PE, realizada na terça, 14, contou com a participação do professor e tutor acadêmico, Aristóteles Cardona Júnior e do Assessor Institucional, Dorival Fernandes. A dupla representou a equipe responsável pela supervisão e acompanhamento do Programa Mais Médicos no sertão pernambucano pela Univasf.

O objetivo da reunião foi tirar dúvidas dos novos secretários e secretárias de saúde dos municípios desta regional de Pernambuco, além de reforçar o compromisso da Instituição com o bom funcionamento do Programa Mais Médicos em toda a área de cobertura.

Para Aristóteles Cardona, a participação no evento teve grande importância para a atuação melhor do programa na região e para falar do trabalho de acompanhamento dos profissionais médicos do Mais Médicos em todo o sertão.

“Uma atuação que tem exigido muitos esforços por parte de nós e também dos municípios. Então participar de um espaço como este com gestores de saúde de todos os municípios termina tendo um papel central no fortalecimento do vínculo. No final, o objetivo de todos é garantir uma saúde cada vez melhor para a toda a população”, avaliou o professor.

A IX GERES é composta pelos municípios de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade e conta hoje com mais de 40 profissionais médicos ligados ao Programa Mais Médicos para o Brasil.

Univasf

A Universidade Federal do Vale do São Francisco, como instituição supervisora, possui a função de manter vínculo e acompanhamento acadêmico de todos os profissionais ligados ao Programa, através de sua Tutoria e do trabalho dos supervisores que realizam visitas mensais aos profissionais para oferecer suporte técnico e apoiar no processo de organização do processo de trabalho das equipes de saúde da família que contam com estes profissionais.

Para contato pode ser usado o email maismedicos@univasf.edu.br (Foto: Ascom)

Emenda de parlamentar garante R$ 2,5 mi para município do sertão do São Francisco

O deputado federal Kaio Maniçoba (PMDB) conseguiu a liberação de emendas para mais um município pernambucano. Dessa vez, a cidade beneficiada foi Itacuruba, no sertão do São Francisco. As emendas são oriundas dos Ministérios da Saúde, do Esporte e das Cidades, e totalizam R$ 2,5 milhões.

Os recursos poderão ser aplicadas no desenvolvimento urbano, na realização e no apoio de eventos de esporte, lazer e inclusão social, bem como, na estruturação de unidades de atenção especializada em saúde.

“Tenho a certeza que o prefeito Bernardo, com sua visão estratégica, irá empregar muito bem esses recursos”, comemorou o parlamentar. (Foto- Ascom)

Polícias Civil e Militar atuam em ação conjunta contra assaltantes de banco no Sertão do São Francisco

As polícias Militar e Civil ainda estão no campo, realizando diligências no Sertão do São Francisco, na busca de mais integrantes da quadrilha que tentou, sem sucesso, assaltar um carro-forte na noite de ontem, em Cabrobó. Numa ação integrada entre as duas polícias, por meio do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) e da Força-Tarefa da Polícia Civil que investiga roubos a banco e carros-fortes, a quadrilha foi interceptada antes de completar a investida e, em troca de tiros, um dos suspeitos, Jailson Freire da Silva, acabou morrendo.

Além de ferir outro suspeito, os policiais apreenderam explosivos e armas, como um fuzil 762, uma pistola 9 mm, um revólver e farta munição.

A Polícia Civil vinha monitorando esses bandidos, com farto material coletado pela Inteligência. Essas informações foram fundamentais para que montássemos essa operação conjunta, extremamente bem-sucedida porque aliamos a inteligência à ação preventiva, evitando um roubo que capitalizaria o crime. Além disso, retiramos de circulação armamentos de grosso calibre”, explica o comandante do Bepi, o tenente-coronel Jamerson Pereira.

Ao todo, mais de 150 assaltantes de banco já foram presos pelas polícias de Pernambuco entre 2016 e 2017.

Projeto de interligação das bacias do Tocantins e São Francisco será tema de evento em Palmas na próxima semana

rio são franciscoProjeto de autoria do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) que prevê a interligação das bacias dos Rio Tocantins e São Francisco será um dos temas que serão discutidos em Palmas (TO), em evento da próxima segunda (9) a quarta-feira (11) realizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF).

O projeto, segundo o parlamentar pernambucano, é uma forma de garantir o abastecimento d’água dos municípios do semiárido nordestino, uma vez que a Barragem de Sobradinho (BA) está com pouco mais de 20% de sua capacidade de volume, pondo em risco a geração de energia e projetos de irrigação.

“Gerenciamento de recursos hídricos não se discute apenas em época de escassez”, declarou Almacks Luis, secretário da Câmara Consultiva do Médio São Francisco. O governo do presidente Michel Temer ainda não encampou este projeto, mas se a situação do Velho Chico se agravar, a única alternativa é trazer água do rio Tocantins para reforçá-lo através de um canal de aproximadamente 200 km. As informações são da assessoria. (foto/reprodução)

Vendendo o peixe

gonzaga e temerO deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) não perdeu a chance de ‘vender seu peixe’ para o presidente interino Michel Temer. Durante o lançamento do programa de revitalização do Rio São Francisco, batizado ‘Novo Chico’, o socialista lembrou a Temer de um Projeto de Lei (PL) de sua autoria, interligando as bacias do Tocantins e São Francisco, de 1988, que foi reapresentado em 2013 e aprovado pela Câmara dos Deputados.

Gonzaga destacou que o PL será capaz de contribuir para a adequada regularização do nível de água da barragem de Sobradinho, o maior lago artificial do mundo, para atender as crescentes demandas à jusante desse rio, principalmente, as usinas hidrelétricas nele existentes. “Não adianta transformar o Velho Chico no Novo Chico se ele não receber água. É importantíssimo investir na revitalização do rio, mas as coisas mudaram e o rio precisa dessa água do Tocantins para continuar vivo”, disse o socialista.

Patriota destacou ainda que enquanto a União está investindo mais de R$ 10 bilhões nos dois canais de interligação do Rio São Francisco com outras bacias, o custo da interligação do Rio Tocantins com o São Francisco será de aproximadamente R$ 2 bilhões. (foto: Assessoria parlamentar/divulgação)

Gonzaga envia ofício a Temer cobrando agilidade sobre interligação do Rio Tocantins ao São Francisco

gonzaga

Sem Dilma Rousseff (PT), afastada temporariamente da Presidência da República, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) não perdeu tempo junto ao presidente interino, Michel Temer (PMDB), no intuito de colocar em prática o projeto de lei de sua autoria (6.569 de 1988), que propõe a interligação do Rio Tocantins com o São Francisco. O projeto foi reapresentado em 2013 e aprovado na Câmara dos Deputados.

O parlamentar socialista enviou ofício a Temer, no qual destaca que o projeto “será capaz de contribuir para a adequada regularização do nível de água da barragem de Sobradinho, o maior lago artificial do mundo, para atender as crescentes demandas à jusante desse rio, principalmente as usinas hidrelétricas nele existentes”, frisou.

Gonzaga explicou que apenas no primeiro trecho, o percurso correspondente a 28% do total, entre Porto Nacional (TO) e a barragem de Sobradinho, na Bahia, necessita de obras de engenharia, para a adução e elevação da água, a 600 metros de altura, de modo a transpor a Serra Geral de Goiás, na divisa Tocantins/Bahia. Daí em diante, a água escoa por gravidade, ao longo de 523 km (72% da trajetória), atravessando a Chapada Ocidental da Bahia, geologicamente formada pelos arenitos do Grupo Urucuia, até seu destino final, a barragem de Sobradinho.

De acordo com parlamentar, enquanto a União está investindo mais de R$ 10 bilhões na transposição, o custo desse projeto de águas do Rio Tocantins para o São Francisco será de aproximadamente R$ 2 bilhões. (com informações da assessoria parlamentar/foto arquivo Blog)

Gonzaga volta a apelar à Câmara Federal por agilidade no projeto de interligação dos Rios Tocantins e São Francisco

gonzaga

Defensor ferrenho da interligação entre os Rios Tocantins e São Francisco, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) voltou a cobrar, durante discurso na Casa, uma maior agilidade para que o Projeto de Lei 6569/13, de sua autoria, seja votado.

Quero fazer um apelo para que a gente não paralise esse nosso projeto de trazer água do rio Tocantins para o rio São Francisco. A presidente Dilma deve ir dia 11 a Cabrobó entregar mais uma parte da transposição do rio. Isso é um projeto de R$ 10 bilhões e a gente precisa de mais ou menos R$ 2 bilhões para trazer essa água de Tocantins para o São Francisco”, falou.

Gonzaga justificou ainda que não se pode esperar outra crise hídrica para que o assunto seja discutido.

“A gente vê a crise que atinge o Brasil, e eu passei o final de semana todo em Petrolina, andando por Afrânio, Santa Maria e Lagoa Grande. Graças a Deus, praticamente, lá ainda não existe crise porque nós conseguimos em conjunto que os flutuantes das adutoras fossem para o centro do Lago de Sobradinho (BA), que quase seca. Com isso, não faltou água nas plantações do Submédio do São Francisco e a gente ainda conseguiu vender essas frutas em dólar. Não vamos esperar outra crise hídrica para voltar a discutir o projeto de interligação das bacias do Tocantins com o São Francisco“, avaliou. (fonte/foto: Assessoria parlamentar)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br