Sobre reforma do Restaurante Popular de Petrolina, ex-secretária garante que recursos foram liberados apenas para modernização dos equipamentos

Em nota, a ex-secretária de Cidadania de Petrolina, Maria Adinair Diniz Viana Barbosa, garante que “não existiu liberação de recursos para reforma do Restaurante Popular, e sim para a modernização dos equipamentos e utensílios, adquiridos através de licitação“. A ex-secretária ainda alega que “diferente do que foi divulgado, foram comprados vários equipamentos, a exemplo de caldeiras industriais, máquinas de lavar, assadeiras e outros que se encontram na unidade.

Acompanhe a nota, na íntegra:

Nesta semana, muito se tem falado sobre o Restaurante Popular de Petrolina, inclusive acerca da existência de irregularidades no procedimento de reforma e ampliação do Restaurante, atribuindo-se à gestão anterior, informações estas que venho refutar, são inverídicas.

Na qualidade de Ex-Gestora da Secretaria responsável pelo Restaurante Popular de Petrolina, venho esclarecer que não existiu liberação de recursos para reforma do Restaurante Popular, e sim para a modernização dos equipamentos e utensílios, adquiridos através de licitação conforme reza a lei. É importante salientar que alguns produtos estão disponíveis somente em grandes centros, dessa forma, gerando morosidade ao sistema de compra.

Diferente do que foi divulgado, foram comprados vários equipamentos, a exemplo de caldeiras industriais, máquinas de lavar, assadeiras e outros que se encontram na unidade. Salientando-se que todos os produtos adquiridos foram vistoriados e aprovados pela Caixa Econômica Federal para posterior liberação dos recursos para pagamento ao fornecedor.

Necessário dizer, também, que o valor aprovado pela Caixa Econômica Federal para a modernização do Restaurante Popular foi de R$ 279.000,00, conforme consta na placa oficial informativa, e não de R$ 300.000,00 como foi veiculado na mídia. E do montante liberado, importa registrar que foi utilizado o valor aproximado de R$ 170.000,00. Portanto, o restante do valor se encontra na Caixa Econômica Federal aguardando a liberação para a continuidade do processo de modernização do Restaurante Popular pelo atual gestor.

Maria Adinair Diniz Viana Barbosa/Ex-secretária de Cidadania de Petrolina

Restaurante Popular de Petrolina será reestruturado e volta a atender em abril

Fechado há quase três meses devido a uma série de depredações, o Restaurante Popular de Petrolina passará por reestruturação. O prefeito Miguel Coelho assinou, nesta terça-feira (14), a ordem de serviço para início imediato das obras e compra de equipamentos para o centro de alimentação. A intervenção no Restaurante Popular receberá investimentos de mais de R$ 130 mil com prazo de reinauguração para a primeira quinzena de abril.

Entre as principais intervenções, estão previstas a reforma dos banheiros, pintura, revisão elétrica, troca de parte da cerâmica no piso e substituição de portas danificadas. Além das obras, serão adquiridos equipamentos como mesas, cadeiras, utensílios para cozinha, bandejas e recuperação do sistema de refrigeração dos alimentos.

O Restaurante Popular tem uma grande função social de garantir alimentação para quem mais precisa. É uma obra de um custo relativamente baixo, mas que trará um enorme benefício para a população”, destacou o prefeito Miguel Coelho.

O Restaurante Popular foi encontrado no início da atual gestão com diversos equipamentos depredados ou furtados. Por conta da falta de condições de funcionamento, a unidade de alimentação teve que ser fechada em janeiro. De imediato, o prefeito Miguel Coelho determinou o levantamento de todos os problemas e contratação de serviços de manutenção para garantir a reabertura do serviço em condições dignas para os funcionários e população.

Refeições

Quando voltar a funcionar, o Restaurante Popular oferecerá almoço e jantar a preços módicos. O equipamento público terá condições de oferecer 800 refeições durante o dia e 300 sopas no período noturno, tudo com acompanhamento de nutricionistas.  (Foto/divulgação)

Vídeo Blog: Restaurante Popular voltará a funcionar em Petrolina

Petrolina ganhará mais um restaurante popular

Uma boa notícia para quem depende dos serviços do restaurante popular em Petrolina. A cidade será contemplada com mais uma unidade do equipamento. Quem anuncia a boa nova é o prefeito Miguel Coelho (PSB). Ele anunciou que a cidade ganhará mais um Restaurante Popular. A confirmação veio após a audiência que o gestor teve com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.

“Houve sinalização do ministro de liberar recursos para o novo restaurante popular, um Cras e um Centro Dia que fará um trabalho de atenção ao idoso. O ministro confirmou também Petrolina como cidade piloto do Programa Criança Feliz”, revelou o prefeito Miguel Coelho.

O atual restaurante está em fase final de reforma e deverá ser reaberto no final do mês. (Foto: Ascom)

Giro de notícias

Reestruturação do Restaurante Popular de Petrolina

Equipes da prefeitura iniciaram um diagnóstico para reestruturação do Restaurante Popular de Petrolina. Nesta quarta-feira (10), a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do município, Kátia Carvalho, visitou o local para avaliar todas as estruturas que precisam ser recuperadas. Acompanhada pelo secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, Heitor Leite, e pela secretária executiva de Desenvolvimento Social, Eva Sá, Kátia percorreu todo o estabelecimento para averiguar os danos e analisar quais melhorias devem ser priorizadas, a fim de garantir que o restaurante volte a atender a população com um serviço de qualidade. O serviço prevê pintura, restauração das partes hidráulica e elétrica, mobiliário, entre outras. O restaurante foi fechado pela gestão anterior no último dia 29 de dezembro de 2016 e desde então permanece assim, devido à falta de condições para funcionamento. (foto/divulgação) (mais…)

Assaltos em imediações do Restaurante Popular de Petrolina preocupam moradores e comerciantes

restaurante popular_640x298

Os vários assaltos registrados nas imediações do Restaurante Popular de Petrolina, na Avenida Barão do Rio Branco, área central da cidade, estão deixando moradores e comerciantes da redondeza com os nervos à flor da pele.

A preocupação chegou até o vereador Edilsão do Trânsito, que já solicitou ao comando do 5°Batalhão de Polícia Militar (BPM) um reforço no policiamento do Centro. Edilsão aproveitou também para pedir o mesmo aos bairros Antonio Cassimiro (zona norte) e Quati (zona oeste), onde o número de homicídios e roubos em 2015 tem tirado o sono dos comunitários. (foto: Google Maps)

Juazeiro: Após reclamações, prefeitura inicia reforma do Restaurante Popular

reforma restaurante popular juazeiroDepois de muitas reclamações dos usuários, a Secretaria de Desenvolvimento e Igualdade Social (Sedis) de Juazeiro iniciou nesta segunda-feira (6) a reforma do prédio do Restaurante Popular da cidade, localizado na Rua Oscar Ribeiro, próximo ao terminal de ônibus, Centro da cidade.

A empresa contratada iniciou a obra, que vai contemplar a reforma de todas as instalações do prédio. De acordo com o engenheiro responsável, Emerson William, vai ser reestruturada toda a parte hidráulica, elétrica, o sistema de cobertura, adequação da ventilação, segurança, troca dos equipamentos hidrosanitários, cobertura de telhado, reboco, pintura – entre outros reparos.

Os usuários do Restaurante Popular continuam sendo atendidos no prédio provisório, na Rua Antônio Pedro, Nº 237, também no Centro, até a conclusão da obra. (foto/divulgação)

Usuários do Restaurante Popular em Petrolina terão orientações nutricionais a partir de quinta-feira

A partir desta quinta-feira (7) os usuários do Restaurante Popular de Petrolina terão acesso a serviços gratuitos de aferição de pressão, diagnósticos de peso e altura, além de orientações nutricionais. De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, todas as terças e quintas, a partir das 10h30, a equipe de nutrição da Secretaria de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest) atenderá os usuários do local.

A ação tem o objetivo de orientar e melhorar a alimentação e, consequentemente, a saúde do público-alvo do restaurante, que são pessoas em situação de insegurança alimentar (principalmente as de baixa renda). As refeições são balanceadas para que possam ser consumidas por pessoas de diferentes idades e em situação de insegurança alimentar, restringindo a quantidade de sal, gordura, e incentivando o consumo de frutas, nas sobremesas e sucos.

O Restaurante Popular é administrado pela Sedest e funciona de segunda a sexta-feira na Rua Januário Alves, nº20, Centro, das 11h às 13h30 para almoço, e das 16h às 17h para jantar (sopas). As refeições são oferecidas ao preço de R$ 1,50 o almoço e R$0,50 a sopa.

Equipe da 76ª CIPM em Sobradinho recupera F-1000 roubada em frente a Restaurante Popular de Petrolina

carro roubadoUma equipe da 76ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) que integra o 3° Pelotão em Sobradinho, norte da Bahia, conseguiram recuperar, ontem (10), um veículo roubado em Petrolina.

Segundo boletim da 76ª CIPM, o carro – um Ford F1000, placa KFW-6904, de Petrolina – foi tomado de assalto por volta das 12h40 de ontem, em frente ao Restaurante Popular, no Centro da cidade.

O veículo foi entregue pela equipe da PM na Delegacia de Polícia Civil de Sobradinho.

“Guardas municipais para o Restaurante Popular não têm, mas para tirar manifestantes aparece”, critica comunitário

restaurante popular_640x298Depois de acionar várias autoridades e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para pedir a presença de guardas municipais no Restaurante Popular de Petrolina, o comunitário Bruno Alves questiona a justificativa da prefeitura, a qual alega não ter contingente suficiente para o local.

O questionamento de Bruno surgiu depois que o mesmo percebeu o grande esforço dos guardas municipais diante da remoção dos manifestantes que estavam acampados em frente à prefeitura.

“Eu já pedi ajuda à polícia, à prefeitura e por último fui à Câmara. Também já acionei o Ministério Público, mas eles dizem apenas que estão acompanhando o caso, já que não podem obrigar a prefeitura a disponibilizar os guardas”, lamentou.

Bruno não poupa críticas à falta de segurança no estabelecimento, e desabafa: “guardas para o Restaurante Popular não tem, mas na hora de remover os manifestantes aparece de tudo que é lado. Eu não entendo essa desculpa da prefeitura”. O Blog entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura e aguarda um posicionamento sobre o caso. (Foto: Google Maps)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br