Policlínica da Univasf será inaugurada já com garantia de R$ 1,3 milhão para aquisição de equipamentos

O ministro da Educação, Mendonça Filho que inaugura, nesta sexta-feira(17), a Policlínica da Universidade Federal do Vale do São Francisco, vai liberar também R$ 1.363.460,00 para a segunda etapa das operações da unidade de saúde. O dinheiro será destinado à aquisição de equipamentos para o setor de imagem e para o bloco cirúrgico da policlínica.

Essa obra passou cerca de oito anos para ser concluída. Assim que entrei no MEC, vim a Petrolina e assumi o compromissos com a Univasf e com população do São Francisco de concluir. Aqui estamos entregando agora”, afirmou Mendonça Filho.

A obra contou com um investimento na ordem de R$ 8,4 milhões do MEC. Com o novo espaço será possível proporcionar conforto aos usuários e profissionais do ambulatório além de abrigar parte da área administrativa do hospital.

O novo ambiente vai garantir que sejam realizadas consultas, exames de diagnóstico por imagem e pequenas cirurgias, além, de mais um cenário de prática para os cursos de saúde. A Policlínica atende também à formação com estrutura para  ensino e  pesquisa.

São três laboratórios: Biologia Molecular, Histopatologia e Multi-usuários, 3 salas de aula com estrutura para videoconferências e telemedicina, além de farmácia universitária. Utilizarão da estrutura da Policlínica alunos da Univasf e de demais instituições conveniadas de graduação e pós-graduação de variados cursos.

Liberações

Desde que assumiu o MEC, em maio do ano passado, o ministro Mendonça Filho, já liberou para Univasf R$ 13.236.137,58 para investimentos gerais, obras, equipamentos, máquinas, mobiliário, aparelhos.

 

Prefeito consegue R$ 1 milhão para readequação e reabertura do matadouro público de Petrolina

O vereador Ronaldo Cancão (PTB) parece que já pode respirar agora mais aliviado, Uma das principais bandeiras de luta dele, a recuperação e a reabertura do matadouro público de Petrolina, vai acontecer e dentro do que o vereador espera. Tudo porque o prefeito Miguel Coelho (PSB) revelou nesta quinta, 9, apos a maratona de audiências em Brasilia, ter conseguido com o Ministério da Agricultura, recursos da ordem de R$ 1 milhão. Com a verba, o equipamento vai passar por uma reforma geral e deve voltar a servir aos petrolinenses em breve.

“Apresentei a urgência dessa medida ao ministro da Agricultura Blairo Maggi, que me informou que existia um recurso da ordem de R$ 1 milhão para destinar a nossa solicitação. Agora é aguardar a liberação deses recursos que já estão assegurados para darmos inicio aos trabalhos de recuperação do abatedouro de Petrolina”, revelou Miguel Coelho.

O prefeito inclusive havia solicitado a Cancão um estudo sobre os valores necessários para os serviços que necessitariam ser feitos para reformar e colocar para funcionar o matadouro. O valor levantado por Ronaldo Cancão foi em torno de R$ 600 mil, abaixo do que o prefeito conseguiu. O próprio vereador relevou a informação durante a ultima sessão da Câmara, na terça, 7.

Em Brasília, prefeita de Sento-Sé busca recursos para finalização de obras e realização de novos projetos

Em busca de recursos para finalização de obras e também para realizar novos projetos em Sento-Sé, no norte da Bahia, a prefeita Ana Passos (PSD) foi até Brasilia (DF), onde se reuniu com a presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, e com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio Pinheiro.

A gestora solicitou da Codevasf ajuda para finalização do saneamento básico do município. A obra do saneamento foi executada pela Codevasf, porém nunca foi concluinda. Ana informou que Kênia Marcelino garantiu o recurso de quase R$ 5 milhões para finalizar o esgotamento do município, faltando, agora, a licitação do restante da obra.

Outro problema do município discutido em reunião foi o Programa ‘Água para Todos’. “A obra foi concluída pela Codevasf, mas a gestão anterior sumiu com alguns equipamentos fundamentais para o abastecimento, agora vamos entrar na justiça para cobrar juridicamente uma solução”, informou o secretário de Administração de Sento-Sé, Juvenilson Passos, que acompanhou a prefeita na capital federal. Ana Passos ainda requereu apoio da Codevasf para construir, juntos, um projeto para o futuro abastecimento d’água na cidade.

A reunião com o presidente do FNDE teve como finalidade, solicitar verba para o termino das obras inacabadas deixadas pela gestão passada. O município ficou com duas creches, quatro quadras e uma escola por finalizar. A prefeita afirmou que recebeu o sistema travado, por falta de atualização da gestão anterior. “Todas as obras têm recurso, agora vamos negociar com a empresa do contrato para concluir as obras”, afirmou Ana. (foto/divulgação)

Ministério da Integração Nacional anuncia R$ 12 mi para obras de reforço hídrico no sertão pernambucano

O Ministério da Integração Nacional liberou na terça-feira (7) R$ 12 milhões para que o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCs) contrate a obra do ramal de Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde, a partir da Adutora do Pajeú, em Pernambuco. A novidade foi confirmada após audiência, em Brasília, do ministro Helder Barbalho com representantes da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) e o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

Depois de pronto, o ramal levará alívio aos milhares de sertanejos que convivem com o racionamento de água na região. Barbalho também se comprometeu agilizar a construção de uma adutora a partir da quinta elevatória (EBV-5) do Eixo Leste da Transposição, localizada em Sertânia/PE, em direção ao município de Afogados da Ingazeira/PE.

“Após o término dessa obra, reforçaremos o abastecimento em Tabira, Solidão, São José do Egito, Tuparetama, Itapetim, Brejinho, Santa Terezinha e mais 6 municípios da Paraíba”, contou o deputado Gonzaga Patriota (PSB). (Foto: Ascom)

Governador Paulo Câmara pede atenção da União para obras hídricas do Estado         

O governador Paulo Câmara (PSB) se reuniu nesta quarta, 8, com o ministro de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, para pedir atenção às prioridades de Pernambuco nas questões relativas ao OGU (Orçamento Geral da União) e às emendas de recursos hídricos da bancada federal do Estado. A reunião também teve a participação do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Raul Henry (PMDB).

“Conversei com o ministro sobre a necessidade de ter uma atenção especial da União para a Adutora do Agreste e o Sistema Adutor do Oeste. São obras fundamentais para o nosso Estado, principalmente porque estamos entrando no sexto ano consecutivo de seca”, disse Paulo.

De acordo com o governador, essas duas obras são essenciais para dar consequência real no Estado à transposição das águas do Rio São Francisco. O Sistema Adutor do Oeste foi iniciado, mas por falta de repasses de recursos do Governo Federal está com obras paralisadas desde 2015. “Já temos mais R$ 100 milhões conveniados para o Sistema Adutor. É um valor pequeno diante da importância para milhares de famílias do Sertão de Pernambuco”, destacou.

Paulo Câmara e Raul Henry também solicitaram informações sobre a Ferrovia Transnordestina, que está com obras paralisadas por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). O TCU proibiu o repasse de recursos públicos para o projeto, enquanto a empresa concessionária – a CSN – não prestar informações sobre o que foi concluído da obra e os seus custos até o momento. (Foto: Humberto Pradera-divulgação)

 

 

Vereadores de Carnaíba querem saber para onde foram mais de R$ 200 mil destinados à recuperação de barragem

Os vereadores de Carnaíba, sertão do Pajeú, Gleybson Martins (PDT), Preguinho e Anchieta Crente, ambos do PR, estiveram visitando a Barragem do Chinelo, que abasteceu por mais de 30 anos a cidade e recentemente teve destinado o valor de mais de R$ 174 mil pela Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico do Estado para a limpeza do reservatório.

A curiosidade dos parlamentares que querem formar uma grupo para implantar uma sindicância para saber para onde foram destinados o valor total, pois a obra executada na barragem não ultrapassa R$ 25 mil, conforme levantaram.

Informações de moradores da área afirmam que o único material que chegou ao local foram doze (12) sacos de cimentos e cinco (05) caçambas de britas, além da terraplanagem da parede da barragem que foi feita pela patrol da prefeitura de Carnaíba.

“Uma só pá de terra não foi tirada do fundo da barragem, esse dinheiro daria pra ter feito muito mais do que isso”, diz um morador da margem da barragem.

Desde 2012 que o vereador Anchieta Crente (PR) luta pela recuperação da barragem que está assoreada, encaminhando ofícios para o governo do estado, prefeitura de Carnaíba e à Agência Pernambucana de Águas e Clima – APAC.

O caso será levado ao plenário da Câmara de Vereadores de Carnaíba na sessão ordinária desta sexta-feira (10), onde os vereadores cobrarão esclarecimentos à Compesa e Secretaria de Desenvolvimento de Pernambuco, pasta essa comandada pelo vice-governador do estado, Raul Henry. (Com informações do Blog de Cauê Rodrigues)

Lucas Ramos anuncia recursos do FEM em aniversário de Ipubi

 

Ao completar 55 anos de emancipação política nesta quinta-feira (02), o município de Ipubi, no Sertão do Araripe, foi presenteado com o anúncio de R$ 300 mil para investimentos na melhoria da infraestrutura do município em áreas estratégicas. Os recursos foram garantidos pelo deputado estadual Lucas Ramos (PSB), por meio de emendas parlamentares à Lei Orçamentária Anual.

O montante será aplicado no município através do FEM (Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal) e em ações de infraestrutura hídrica sob responsabilidade da prefeitura. “Estamos contribuindo com o prefeito Chico Siqueira para que o município possa oferecer melhores serviços e realizar obras que vão mudar a realidade na zona urbana e também na área rural”, enfatizou Lucas.

Lucas acrescentou que as ações em infraestrutura hídrica, por exemplo, terão um reforço com a liberação de horas máquina para limpeza e recuperação de barreiros e barragens. Além de acompanhar o prefeito Chico Siqueira, Lucas Ramos participou das comemorações pelo aniversário de Ipubi ao lado do deputado federal Fernando Monteiro (PP), de vereadores e lideranças políticas.

Na ocasião, foram entregues pela prefeitura uma ambulância semi-UTI e três veículos 0Km para as ações em saúde, além da nova Sala de Estabilização do Hospital Municipal Marcelino da Silva Mudo, que leva o nome de Paulo José Sarmento, o ex-vereador Zé Bolinha, falecido em janeiro passado.

Lucas Ramos aproveitou para verificar a nova rodovia PE-590, construída para ligar o centro de Ipubi aos distritos de Serra Branca e Serrolândia. Com um investimento de R$ 32 milhões, a estrada de 25 km recebeu asfalto, guardrail nas margens, sinalização vertical e horizontal. (Foto: Ascom)

Ministério da Defesa investirá R$ 100 milhões em apoio a Forças Armadas no sistema prisional

O presidente Michel Temer abriu hoje (21) crédito extraordinário de R$ 100 milhões para o Ministério da Defesa. Os recursos serão usados para o apoio logístico das Forças Armadas no sistema penitenciário e nas ações de segurança pública nos estados. Em janeiro, o governo federal autorizou a atuação das Forças Armadas nos presídios para fazer inspeção de materiais considerados proibidos e reforçar a segurança nas unidades. A segurança interna, entretanto, continua sob responsabilidade dos agentes penitenciários e policiais.

A cooperação entre os entes locais e federais no combate ao crime organizado e na modernização dos presídios é um dos pontos do Plano Nacional de Segurança Pública, lançado pelo governo federal em janeiro em meio à crise no sistema prisional em diferentes estados, que já resultou na morte de mais de 100 detentos.

O apoio do Ministério da Defesa será dado mediante a demanda dos governadores. Para isso, eles devem solicitar ao presidente um decreto de Garantia da Lei da Ordem (GLO), o instrumento legal que vai determinar o envio dos militares. Nesse caso, o comando da operação fica a cargo das Forças Armadas.

Os militares só entrarão nos estabelecimentos prisionais depois que as forças policiais locais garantirem que não há risco. Os militares não terão contato com os presos, que deverão ser retirados das celas e demais dependências durante a inspeção em busca de armas, drogas e aparelhos celulares. As Forças Armadas também vão oferecer treinamento para que as próprias forças de segurança pública estaduais façam inspeções regulares. A medida provisória com o crédito extraordinário foi publicada no Diário Oficial da União. (fonte: Agência Brasil)

FNDE disponibiliza R$ 21,7 milhões para Estado e municípios pernambucanos

As redes estadual e municipal de ensino de Pernambuco podem dispor, a partir desta segunda-feira, 20, dos recursos referentes à parcela de janeiro do salário-educação, a primeira do ano. Responsável por repassar os valores, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, transferiu R$ 21,7 milhões na última quinta-feira, 16.

Foram destinados R$ 14.344.985,65 milhões à rede municipal e R$ 7,4 milhões à estadual. No total foram enviados R$ 1,6 bilhão para as redes de todo o País. Os repasses referentes a 2017 crescerão aproximadamente 7% em relação ao ano passado.

O salário-educação é uma das principais fontes de recursos para a manutenção e o desenvolvimento do ensino. Distribuídas com base no número de matrículas na educação básica, as quota estaduais e municipais são transferidas a cada mês às secretarias de Educação. A quota federal é destinada ao FNDE, para reforçar o financiamento da educação básica e reduzir os desníveis socioeducacionais entre municípios e estados.

Os valores transferidos podem ser conferidos em Liberação de Recursos, na página do FNDE na internet.

 

Municípios perdem R$ 1 bi do FEM, segundo oposição na Alepe

Os municípios pernambucanos deixaram de receber cerca de R$ 1 bilhão do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), segundo levantamento realizado pela Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) sobre os repasses do programa.

Lançado em 2013 como carro-chefe do governo do PSB, o FEM deveria ter disponibilizado para as prefeituras do Estado um total de R$ 1,34 bilhão. No entanto, sob a gestão Paulo Câmara pouco se avançou e as edições de 2016 e 2017 sequer chegaram a ser lançadas. “Do FEM 2015, o último lançado pelo Governo, apenas 3,5% foram efetivamente repassados aos municípios pernambucanos, sendo pagos R$ 9,3 milhões de um total anunciado de R$ 263,2 milhões”, detalhou o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada de Oposição na Alepe.

Hoje, há um saldo em aberto no FEM de R$ 436,3 milhões, que somado às edições de 2016 e 2017 do programa (R$ 607,4 milhões) que deixaram de ser lançadas, eleva para R$ 1 bilhão o total de recursos que as administrações municipais deixaram de receber.

De acordo com o estudo da Oposição, nos últimos anos a execução orçamentária do FEM vem caindo acentuadamente, penalizando os municípios. Ex-prefeito de Canhotinho, o deputado Álvaro Porto (PSD) destaca que, além de obrigar gestores a paralisar obras, o esvaziamento do FEM tornou municípios devedores . “Há situações em que as obras estão terminadas, as prestações de conta estão em dia, as vistorias também e, ainda assim, o dinheiro aprovado pelo programa não chega aos municípios”, diz.

Segundo ele este Governo está desmontando todas as iniciativas positivas criadas pelos Governos de Eduardo Campos. “Já acabou com o Pacto Pela Vida e agora acabou com o FEM”, salienta.

Silvio acrescenta ainda que o não lançamento das edições 2016 e 2017 do FEM penaliza as prefeituras que consigam cumprir seus programas de investimentos. “Se um prefeito conseguir cumprir todos os projetos previstos no FEM, ele não terá mais recursos para ir buscar, porque o Estado não disponibilizou novas verbas”, criticou.

Após o Carnaval, anuncia Silvio, a Oposição vai convidar o secretário Márcio Stefani (Planejamento), a Amupe e a União de Vereadores de Pernambuco (UVP) para discutir o programa em audiência pública na Alepe. (Foto e informações-Ascom)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br