Parlamentares petistas de Petrolina ressaltam visita de Lula e Dilma à transposição na PB

 

O deputado estadual Odacy Amorim e os vereadores, Cristina Costa e Professor Gilmar Santos, ambos do PT, destacaram nesta terça-feira, 21, a visita dos ex-presidentes Lula e Dilma às obras da transposição do Rio São Francisco, no eixo leste localizado na cidade de Monteiro, cariri paraibano. Odacy usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para destacar o evento ocorrido no último domingo, 19, quando uma caravana petrolinense prestigiou a visita dos ex-gestores petistas.

Para Amorim, a data foi marcada “pela alegria e satisfação da população”. “Parabéns ao Brasil e a quem teve a iniciativa de fazer essa obra, que beneficiará a atual e as futuras gerações”, afirmou o parlamentar, que valorizou a decisão política de Lula, em seu segundo mandato como presidente, de dar início ao projeto.

O deputado defendeu, por fim, que as políticas de combate à seca tenham sequência. “A transposição é o projeto macro. Agora, prefeitos e Governo do Estado precisam fazer ações para ramificar os canais, levando essa água a mais vilarejos e cidades”, pontuou. Já Cristina e Gilmar usaram as redes sociais para destacar a passagem de Lula e Dilma por Monteiro.

A cidade de Monteiro- PB parou neste domingo, no ato de inauguração da transposição das águas do Rio São Francisco. Militantes do Partido dos Trabalhadores enfrentaram congestionamentos na rodovia de acesso à cidade. Milhares de pessoas ocuparam as ruas para ver e ouvir os ex presidentes Lula e Dilma. Este domingo vai ficar na história do Nordeste e do povo brasileiro”, postou a petista que é presidente o partido em Petrolina. Já Gilmar Santos, classificou o ato como “emocionante e encorajador”.

“Estivemos lá. Fomos testemunhas desse momento histórico, junto com a comitiva do Partido dos Trabalhadores de Petrolina e milhares de nordestinos que saudaram e agradeceram o presidente Lula e a presidenta Dilma, na cidade de Monteiro-PB, pela chegada das águas do Rio São Francisco a centenas de cidades e milhões de pessoas tão castigadas pela seca. Foi lindo, encorajador e emocionantes”, destacou Gilmar em sua página no Facebook. (Foto: Ascom)-

Vereador Professor Gilmar Santos lança plenária popular ‘Coletivo na Rua’

Como parte do Mandato Coletivo, como denomina sua atuação na Câmara de Petrolina, o vereador professor Gilmar Santos (PT) promoveu no sábado, 18, a I Plenária Popular “Coletivo Na Rua”. A ação reuniu lideranças comunitárias e moradores engajados na luta por melhoria na qualidade de vida da população dos bairros Terra do Sul, Mandacaru, Santa Luzia, São Jorge, José e Maria e comunidades adjacentes.

O encontro aconteceu em frente à Igreja do bairro, ao lado de um terreno em que a comunidade sonha que sejam construídas uma quadra poliesportiva e uma escola pública. Atualmente, o terreno é objeto de disputa com a paróquia do bairro, que já usufrui de uma parte significativa da área, conforme os moradores.

O local foi escolhido  simbolicamente por se tratar de um espaço que congrega a luta e o sonho de lideranças comunitárias para a melhoria do bairro. Os depoimentos dos mais de 50 presentes expressavam, por um lado, a surpresa em ver um político indo à comunidade depois das eleições para ouvir e debater com o povo, e por outro lado, muita disposição das lideranças e dos comunitários em participar das discussões sobre políticas públicas de modo mais amplo, planejado e sistemático.

O morador do Santa Luzia, Francisco Luiz citou a importância de se ter maior participação popular no desenvolvimento e efetivação do Plano Diretor da cidade. Já Pedro Japão, presidente da Associação dos Moradores do Bairro Mandacaru, sugeriu que seria importante haver uma sessão da Câmara na comunidade.

“As sugestões serão encaminhadas aos colegas na Câmara de Vereadores a fim de garantir, de modo cada vez mais profundo, o diálogo entre o legislativo com o povo e por sua vez, que o resultado desse diálogo possa ser ouvido e atendido pelo o prefeito Miguel Coelho”, assegurou Gilmar. Conforme o petista, ele chegou ao Legislativo Municipal para diminuir o caminho entre as comunidades, suas demandas e assim, através do mandado, colocar em prática essas reivindicações.

“São muitas as demandas naquela região e acredito que em muitas partes de nossa cidade. Vamos levantar essas reivindicações e encaminhar também através de indicações para as secretarias e demais órgãos envolvidos. Depois iremos cobrar a execução, com a fiscalização que temos que fazer como representante de um mandato coletivo na Câmara”, disse o Professor Gilmar.

Professor Gilmar questiona quem propaga nota de Petrolina como a melhor do NE, quando a cidade tem “carências sérias” de políticas sociais

 

O vereador Professor Gilmar Santos (PT) questionou essa semana o ranking publicado pelo Portal da Revista Exame que aponta Petrolina entre as 100 melhores cidades para se viver e primeira no Nordeste. Só que Gilmar diverge que o olhar do levantamento enxergou a cidade do ponto de vista apenas econômico, não vendo os muitos problemas sociais que a cidade possui.

“Quando coloco minhas críticas é justamente por isso. Petrolina é terra de um povo bom, mas é uma cidade que não oferece acesso a uma série de políticas sociais. Quando falo é porque o critério desse ranking não é do ponto de vista de justiça social. Faltam espaços para o acesso à cultura, o esporte, saúde. É equivocada apontar a cidade só do ponto de vista econômico, porque se fosse do ponto de vista social, estaríamos bem atrás”, considerou Gilmar.

O vereador frisa que não desconsidera a riqueza e a importância do povo petrolinense, porem é um povo que sofre com muitas injustiças. Gilmar lembrou que nos últimos anos, os governos petistas encaminharam milhões para o município. Fora o Minha Casa Minha Vida, onde parte desses recursos foram transformados em política pública, Santos diz que a aplicação desses milhões enviados por Lula e Dilma para melhorar a qualidade de vida do povo em investimentos como o saneamento, não existiu.

“Onde estão esses investimentos em saneamento básico? Alguns dizem que outras gestões fizeram saneamento, sim, mas com que nível de qualidade. Estão ai os esgotos estourados. Tem a Compesa sob a influencia do PSB, onde estão que não transformaram esses recursos em melhoria de qualidade de vida para o povo? Então essa é a minha crítica. Não podemos vender ilusão para as pessoas e ficar atento quando querem se aproveitar da informação jornalística para apenas tirar um proveito político”, declarou o Professor Gilmar.

Petistas de Petrolina iniciaram discussões para participação no Congresso Nacional do PT

Lideranças políticas do PT de Petrolina, iniciaram discussões do partido para a presença no Congresso Nacional da legenda, que será realizado em São Paulo e vai deliberar sobre posicionamento do partido nas eleições 2018. Também estão sendo discutidas as definições sobre o Processo de Eleições Diretas (PED), que vem com mudanças para escolher novos dirigentes da sigla.

O primeiro encontro de formação em Petrolina aconteceu hoje (12), na Associação Mulheres Rendeiras, no bairro José e Maria, zona norte da cidade. Além de filiados e simpatizantes, estiveram presentes os parlamentares detentores de mandato: vereadores Cristina Costa – que preside a sigla; professor Gilmar Santos e o deputado estadual Odacy Amorim.

O debate iniciou com os palestrantes fazendo uma auto crítica sobre erros da legenda e de se focar na divulgação nas mídias sociais, especialmente, do legado de 13 anos de governos petistas.

PT de Petrolina inicia atividades do ano neste domingo com o I Encontro de Formação para o Congresso Nacional da sigla

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Petrolina, reúne neste domingo, 12, logo mais, às 14h, filiados e simpatizantes no I Encontro de Formação para o Congresso Nacional do PT marcado para junho em São Paulo. O local do encontro será na Associação das Mulheres Rendeiras, localizada na Avenida Francisco Coelho de Amorim, 190, bairro José e Maria.

A formação também inicia o processo de debate para a mudança na cúpula da legenda em Petrolina que hoje tem como presidente a vereadora Cristina Costa. A escolha do comando é feita por eleições diretas no PT, ou seja, filiados votam na chapa de sua preferência.

Em Petrolina ao que tudo indica, haverá chapa única dentro de um consenso construído pelos filiados e dirigentes, conforme fontes petistas. Após a escolha dos novos dirigentes e o Congresso Nacional, o partido irá iniciar a organização partidária com vistas as eleições do ano que vem

Perto de completar três anos, Lava Jato já rastreou mais de R$ 4 bilhões em propinas

Propina distribuída no posto de gasolina, repassada na paróquia e até escondida na calcinha. Às vésperas de completar três anos no próximo dia 17, a Operação Lava-Jato rastreou pelo menos R$ 4,1 bilhões pagos a políticos, partidos e funcionários públicos — aponta levantamento de ‘O Globo’. Desse total, R$ 577,8 milhões foram comprovados em ações já julgadas em primeira instância na Justiça Federal de Paraná e Rio.

Outro R$ 1,7 bilhão faz parte de processos e investigações em andamento, sem sigilo judicial. Para fechar a conta, há mais R$ 1,9 bilhão reconhecido pela Odebrecht, que admitiu ser este o valor pago por subornos apenas no Brasil.

As investigações mostram que o esquema de corrupção abasteceu políticos e partidos de variados matizes e ideologias. Entre os já condenados, há nomes como José Dirceu e André Vargas, do PT; o ex-senador Gim Argello, à época do PTB; Pedro Corrêa, do PP, e Luiz Argôlo, que foi do PP e do SD. Em todos esses casos, a Lava-Jato conseguiu verificar de onde saiu o dinheiro e como foi recebido pelos beneficiários.

Entre os investigados estão figuras importantes do PMDB, como o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, acusado de ter recebido US$ 5 milhões em contas no exterior. A mulher dele, a jornalista Cláudia Cruz, segundo a acusação, teria usado parte do dinheiro para comprar bolsas, sapatos e roupas em lojas de grife no exterior. O ex-governador do Rio Sérgio Cabral, preso acusado de comandar um esquema de propinas que arrecadou mais de R$ 500 milhões, foi flagrado por receber dinheiro também na forma de joias para a ex-primeira-dama do estado Adriana Ancelmo, que está presa. Todos negam as acusações

PSDB

As investigações não atingiram só os partidos da base de sustentação dos governos mais recentes como PT e PMDB. Há 15 anos longe do poder, tucanos também aparecem na operação. Uma gravação, que os acusados tentam anular por considerá-la ilegal, mostra o então senador e presidente do PSDB Sérgio Guerra, que morreu em 2014, num encontro que teria ocorrido em 2009 com o então diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, o lobista Fernando Soares e representantes de empreiteiras. No encontro teria sido negociado o fim de investigações no Congresso. O tucano chegou a afirmar que tinha “horror a CPI”. O partido nega as acusações contra Guerra.

Apontado pelo MPF como chefe do esquema que distribuiu cargos e dividiu propinas em contratos da Petrobras em troca de apoio político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu em ações que somam cerca de R$ 15 milhões, como a que envolve um tríplex no Guarujá (SP), o pagamento de armazenagem do acervo presidencial pela OAS e a compra de um prédio para o instituto que leva seu nome, além de um apartamento em São Bernardo do Campo pela Odebrecht. O ex-presidente nega todas as acusações. Sua defesa afirma que ele é vítima de lawfare — termo que define o uso do Direito para deslegitimar ou perseguir um inimigo.

O rastreamento das propinas — o mais amplo que se tem notícia no país — tem como base principalmente colaborações premiadas. Sem informações como as do doleiro, que admitiu fazer repasses da Petrobras para o PP, ou a de Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras que entregou à Lava-Jato o nome de todos os operadores de propina da estatal, dificilmente as investigações seriam ágeis, avaliam procuradores da força-tarefa. Até agora, 83 pessoas foram condenadas em primeira instância. Os acordos de leniência permitiram que a Lava-Jato fosse desdobrada para outras obras, além da Petrobras. (fonte: O Globo)

Menos mimimi e mais trabalho

Publicada por este Blog na última segunda-feira (20), a matéria intitulada “Bancada de situação na Casa Plínio Amorim leva ‘bola nas costas’ e vota contra o governo sem perceber” ganhou repercussão na Câmara de Petrolina e o vereador Gilmar Santos (PT), na última sessão ordinária da Casa, classificou a postagem como sendo uma “violência à postura de todos os vereadores. Um acinte”. Como o vereador usou a tribuna da Câmara para comentar, deixei para publicar minha resposta hoje (23).

A matéria, em nenhum momento, diz que é certo ou errado como os vereadores votaram. Nós achamos mesmo e defendemos muito, aqui, que a Câmara não pode ser a filial da prefeitura. Deve ser, efetivamente, um Poder fiscalizador. Defendemos, ainda, todas as “cartas na mesa”, todos os atos abertos e todas as ações cristalinas –  mister de um serviço público honrado e de um Legislativo atuante. E, de fato, acreditamos que muitos vereadores vivem pedindo emprego a prefeito e negociando alianças por todo o país – vereadores de todos os partidos –  inclusive o partido do vereador que contesta nossa matéria.

A nota do Blog se baseou no voto unânime, sem, sequer, os vereadores saberem no que votavam. Este Blog não defendeu qualquer voto que vá de encontro aos princípios éticos e morais. Mas o professor Gilmar, de quem se esperava uma postura madura, um mandato diferente, inteligente e inovador, já provou que é mais um, quando parte para a espetacularização, o proselitismo,  afastando-se do debate sério e inteligente que se esperava dele.

O próprio partido do professore Gilmar está no centro dos escândalos de corrupção deste país, sendo acusado de um sem fim de atos nada republicanos. O estranho é não se ter visto ou ouvido desse “cristão novo” do Legislativo qualquer palavra de censura ou desculpa pelos atos absurdos até aqui provados e comprovados que já levou muitos “companheiros” do partido dele para a cadeia. Estaríamos confrontando mais um daqueles que pregam “nós somos os certinhos e todos os outros são a elite burguesa e desonesta”?

Talvez, o professor esteja acostumado a uma plateia que o ouvia  sem o poder de argumentar ou o discernimento de questionar sua fala e suas atitudes. Ou espera encontrar aqui uma imprensa que trabalhe em “manada” e desprovida das condições para o debate a altura.

Da próxima vez que o vereador desejar fazer media com os colegas, poderia encontrar um tema mais consistente, amparado em bases mais robustas e honestas. No mais, é afirmar que estaremos aqui, noticiando e opinando, como rege o nosso editorial, sem compromisso de agradar político de nenhuma esfera.

Nosso compromisso não é com nenhum grupo político ou com vereador que faz “beicinho” e “mimimi”. Temos compromisso apenas com a nossa enorme legião de leitores que abrem o nosso Blog todos os dias e esperam um jornalismo tão verdadeiro quanto contundente. É isso aí. (foto/reprodução CMP)

Ronaldo Silva se desculpa por embate com Cristina Costa e Professor Gilmar em sessão da Casa Plínio Amorim

O vereador Ronaldo Silva (PSDB), foi à tribuna da Câmara Municipal de Petrolina, na sessão plenária desta terça-feira, 21, para se desculpar com sua colega Cristina Costa, e por, tabela, com o Professor Gilmar Santos, ambos do PT. Ronaldo e Cristina tiveram um embate acirrado na sessão da última quinta-feira, 16, quando Ronaldo promoveu uma série de críticas ao PT, gerando um duro bate-boca  na Casa Plínio Amorim.

“A senhora me conhece. Conviveu comigo durante três anos e meio. Tenho minhas críticas ao partido da senhora, que deve desculpas ao povo brasileiro, mas sempre lhe respeitei, apesar de cada um defender o seu partido. Tínhamos uma boa convivência. Não sei o que aconteceu para a senhora se manifestar na última quinta-feira, mas espero respeito como sempre lhe respeitei”, afirmou.

Aborrecido por decisão da Mesa Diretora de encerrar sessão após acusações de Ronaldo a PT, Gilmar cutuca: “É no mínimo covardia não querer dialogar”

A polêmica decisão da Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim, que deu por encerrada a sessão plenária desta quinta-feira (16), no momento em que a representante do PT, Cristina Costa, preparava-se para rebater as acusações de “partido corrupto” proferidas pelo seu colega Ronaldo Silva (PSDB), também não foi bem digerida pelo companheiro de legenda de Cristina, Professor Gilmar Santos.

É no mínimo covardia não querer dialogar ou debater. Isso aqui é um espaço público”, desabafou.

PT muda regras para ampliar direitos de filiados integrar diretórios estaduais e a nacional do partido

Mudanças para que filiados possam integrar os diretórios do Partido dos Trabalhadores (PT) sem necessidade de serem delegados em seus municípios, foi uma das novidades divulgadas nesta sexta-feira, 20, na reunião de lançamento do 6º Congresso Nacional do PT. A reunião aconteceu em São Paulo (SP), com a presença de nomes da legenda, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na nova resolução, foi extinta a exigência de que os candidatos a dirigente estadual ou nacional tenham que ser delegados ou delegadas nos Congressos correspondentes. Assim, basta ter mais de um ano de filiação e estar em dia com as contribuições financeiras para poder se inscrever em uma chapa para o Diretório Estadual ou a Executiva Nacional. As datas foram ampliadas.

O processo de eleições diretas (PED) nos municípios será dia 9 de abril; nos Estados, as eleições dos novos dirigentes petistas acontecerão de 5 a 7 de maio. O Congresso para a escolha dos dirigentes nacionais vão de 1 a 3 de junho. (Foto: Secom/PT)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br