Juiz da Vara da Infância e Juventude de Petrolina acredita que programa de redução à violência nas escolas “está no caminho certo”

audiencia-vara-infancia-e-juventude-petrolina

À frente da Vara da Infância e Juventude de Petrolina, o juiz Marcos Bacelar mostrou-se otimista quanto aos resultados apresentados até o momento pelo Programa Prevenção de Violência nas Escolas (PREVINE). Esse foi o balanço feito por Bacelar na audiência pública realizada nesta sexta-feira (25) com estudantes de 22 escolas da rede municipal e estadual advertidos por indisciplina. O evento aconteceu no Fórum Dr.Souza Filho, Centro da cidade. (mais…)

Vara da Infância e Juventude de Petrolina realizará amanhã mutirão de audiência para debater violência em escolas

A Vara da Infância e Juventude de Petrolina promoverá, nesta sexta-feira (25), audiência com 250 jovens para serem advertidos por atos de indisciplina e violência. Foram convocados alunos de 22 escolas públicas da rede estadual e municipal da cidade. A audiência ocorrerá a partir das 9h, no auditório do Júri no Fórum Manoel Francisco de Souza Filho, área central da cidade.

O evento é uma etapa do programa Prevenção de Violência nas Escolas (PREVINE), desenvolvido pela unidade Judiciária da Infância e Juventude de Petrolina. A ação tem o objetivo de minimizar os índices de violência no ambiente escolar e alertar os pais sobre a necessidade de acompanhamento das atividades escolares dos filhos.

Para o juiz Marcos Bacelar, a ação contribuirá com a redução de ocorrências negativas nas escolas. “As medidas protetivas promovidas pela Vara da Infância contribuem para a redução de atos infracionais praticados por adolescentes, além de ajudar o professor em sala de aula“, explica o juiz.

Com essa ação, a unidade atinge a marca de 650 medidas protetivas promovidas nas escolas públicas de Petrolina em 2016. Os adolescentes convocados para a audiência assinarão atas com advertência formal juntamente com os seus responsáveis.

Projeto da Vara da Infância e Juventude reúne pais e alunos contra a violência nas escolas na Concha Acústica

Previne na ConchaMarcos BacelarA Concha Acústica de Petrolina ficou lotada no fim da tarde desta terça-feira (29) durante a primeira edição do projeto ‘Previne’ (Prevenção de Violência nas Escolas). Logo no início do evento, cerca de 2 mil pessoas já estavam no local para acompanhar as palestras e apresentações, que mostraram às crianças e adolescentes a melhor maneira de combater o problema.

O evento foi organizado pela Vara da Infância e Juventude. Pais, alunos e professores escutaram atentamente às orientações dos palestrantes, tiraram dúvidas e participaram das dinâmicas realizadas por todas as instituições parceiras da rede de proteção. De acordo com o juiz Marcos Bacelar, a ideia é unir forças contra a violência dentro das unidades de ensino.

“Todos estão envolvidos para prevenir a vitimização de crianças e adolescentes dentro das escolas públicas e privadas. Nesse processo de prevenção, a gente precisa que todos os atores participem, não somente da rede pública, mas essencialmente professores, pais e alunos. Cada tem um papel a cumprir”, destacou.

Participaram do 1º ‘Previne’ integrantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), das Secretarias de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest) e de Educação, Conselhos Tutelares e de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente, Polícias Civil e Militar e Defensoria Pública.

Vara da Infância e Juventude de Petrolina realizará evento de prevenção à violência escolar

marcos bacelarA Vara da Infância e Juventude de Petrolina realizará, no próximo dia 29, a primeira edição do ‘Previne’ (Prevenção de Violências nas Escolas). O evento acontecerá na Concha Acústica e será aberto ao público. Ao todo, foram convidados 1.500 alunos de 42 instituições de ensino, sendo 19 da rede municipal e 23 da estadual, reunindo as escolas públicas da comarca.

No evento, serão realizadas palestras com temas como o combate ao bullying e à violência física. A iniciativa também integra o programa ‘Resgate: Educação Com Justiça e Segurança’, que também é de autoria da Vara da Infância da comarca. Além dos jovens estudantes entre 12 a 17 anos, o público-alvo do evento tambéms são pais e/ou responsáveis.

A Vara da Infância e Juventude montará um mapa do bullying com base nos dados colhidos nas 150 escolas do município. Após o levantamento, os servidores da unidade judiciária farão o acompanhamento estatístico, além de serem realizadas visitas aos estabelecimentos de ensino pelos voluntários -que atuam como fiscais.

De acordo com juiz da Vara da Infância e Juventude, Marcos Bacelar (foto), a violência no ambiente escolar tem crescido de forma alarmante, abrangendo atitudes agressivas até situações caracterizadoras do bullying. “A iniciativa do Juízo da Infância e Juventude busca prevenir e coibir tais práticas. Consequentemente, promoveremos uma maior paz nas nossas escolas, através de ações articuladas com a rede protetiva da comarca“, explica o magistrado.

No 1º ‘Previne’ também vão participar outros representantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), das Secretarias de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest) e de Educação, Conselhos Tutelares e de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente, Polícias Civil e Militar e Defensoria Pública. As informações são da Assessoria de comunicação do TJPE.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br