Vice-presidente da Fiepe em Petrolina alerta que problemas da previdência devem ser enfrentados agora para proteção dos futuros aposentados

 

“Nós temos uma Previdência Social que precisa ser reformada por que da forma como ela está posta é absolutamente inviável.” Esta foi a posição adotada pelo vice-presidente da Fiepe (Federação das Indústrias de Pernambuco) unidade regional, Rafael Coelho, durante a audiência pública realizada na sexta-feira (10) na Câmara de Vereadores de Petrolina que tratou da proposta de emenda constitucional – PEC – que prevê mudanças na previdência social.

Durante a audiência para discussão da PEC 287/16, que reuniu representantes de centrais sindicais, CUT, Sintcope, Sindilojas, Sindsemp, Sintraf e lideranças políticas regionais, Rafael afirmou ainda que não existe uma fórmula mágica para equilibrar as contas públicas e que é preciso a participação de toda sociedade para que as novas gerações não sejam prejudicadas.

“O que devemos nos perguntar é: vamos prometer mais agora e não entregar nada ou vamos prometer menos com a certeza de entregar depois?”, questionou durante sua fala no evento. (Foto- Carlos Lerte-Ascom-divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br