Em nota, PCdoB fala em “impeachment” de Temer e reforça coro por ‘Diretas Já’

Numa nota oficial enviada à imprensa, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) afirmou que as “gravíssimas denúncias” contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), devem provocar seu impeachment. A legenda também fala em “eleições diretas já!”.

Confiram:

O Brasil foi surpreendido nesta tarde pelas gravíssimas denúncias veiculadas pela imprensa contra Michel Temer.

A revolta que já tomava conta da população diante da situação econômica dramática, das reformas feitas para liquidar direitos históricos, da entrega do patrimônio nacional, exige respostas imediatas por parte das forças democráticas e comprometidas com o Brasil.

O governo de Temer, oriundo de um golpe de Estado, não pode continuar. Nem ele e nem a sua pauta de destruição do futuro do povo e da nação. A ilegitimidade do governo, que vem desde o seu nascedouro, atinge com as notícias de hoje níveis que não lhe permitem continuar existindo.

A única forma de recolocar o Brasil nos trilhos do desenvolvimento e de devolver a esperança ao nosso povo é realização de eleições diretas. A palavra precisa ser dada à população para que ela, de forma livre e soberana, aponte os rumos que o Brasil deve tomar.

Para que isso aconteça é necessária uma frente ampla, suprapartidária, que congregue todos os que estão comprometidos com a ideia de é o povo quem deve se pronunciar.

Convocadas as eleições, será a hora de colocar os programas em disputa. Nesse momento, acima das posições programáticas de cada agremiação ou movimento social, deve estar ideia de promover o gesto patriótico e democrático de dar ao povo a oportunidade de decidir.

O PCdoB lutará por isso, no parlamento e nas ruas, com a coragem a amplitude que nos caracterizam.

Fora Temer!
Diretas Já!

Partido Comunista do Brasil

Após oito anos à frente da Prefeitura de Juazeiro, Isaac Carvalho afirma estar preparado para qualquer desafio na política

isaac-carvalho

Como este Blog adiantou recentemente, o atual prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho, revelou o desejo de ser deputado federal, apesar, segundo ele, de a escolha ser decisão do seu partido, o PCdoB. Mesmo afirmando que pode jogar em outros campos, inclusive participando da futura gestão de seu afilhado político, o prefeito eleito Paulo Bomfim (PCdoB), Isaac já pavimentou seu caminho rumo à Câmara Federal em 2018.

Ele contou que sua preparação para o cargo terá início depois de fevereiro de 2017, quando o partido fizer a escolha. No entanto, a pavimentação do caminho já vem sendo feita há bastante tempo, visto que ele participou diretamente da vitória do PCdoB e de partidos aliados em várias cidades da região norte da Bahia.

Pelo discurso de Isaac, o PCdoB pode não ter mais como prioridade a participação dele no Governo do Estado, caso Rui Costa (PT) se reeleja governador. “Nós estamos discutindo, através do PCdoB, possível participação no Governo do Estado. Por enquanto, estamos avaliando os prós e os contras”, ressaltou Isaac, afirmando que não se nega a dar sua opinião. “Uma coisa é fato: é uma decisão do meu partido, mas eu não me nego a contribuir e fortalecer a nossa região, visto que não temos deputado federal aqui.

Isaac Carvalho ainda garantiu estar preparado para assumir qualquer desafio na política. “Eu estou preparado, fazemos parte de um projeto e com certeza precisamos continuar contribuindo para que se fortaleça cada vez mais um projeto que vem dando certo em Juazeiro e que já vem contribuindo com a região”, finalizou.

Prestes a encerrar segundo mandato, Isaac Carvalho revela o que quer para 2018

isaac-carvalho

Prestes a deixar a cadeira para seu afilhado político Paulo Bomfim (PCdoB), o atual prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho (PCdoB) revelou o que quer para 2018. Apesar da discussão do PCdoB em torno de um cargo para Isaac no governo do Estado da Bahia, o primeiro prefeito reeleito da história de Juazeiro sonha em ser deputado federal. Pelo menos foi o que ele deixou a entender em entrevista a este Blog.

Eu devo participar do cenário político de 2018. Ainda não tenho claro o que vai ser, mas claro que seja deputado federal, mas estamos discutindo outras possibilidades. A partir de março de 2017 já vai começar a se desenhar o projeto de 2018”, contou, durante a cerimônia de diplomação dos eleitos em Juazeiro, ontem (15).

Isaac Carvalho falou sobre a preparação. “A gente vem desde 2009 pensando mais além de Juazeiro… de lá pra cá, a gente vem discutindo políticas públicas integradas para a região norte, com os prefeitos dessas cidades. Na última eleição, por exemplo, ajudamos em 18 municípios em torno da região, em 12 municípios tivermos resultados favoráveis ao projeto, sendo cinco deles do PCdoB e sete de partidos aliados”, explicou.

PCdoB discute em Juazeiro propostas para os municípios do norte baiano

encontro-pcdob-juazeiro

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de Juazeiro (BA) realizou um encontro, no Rapport Hotel, no último final de semana, para discutir os novos rumos do partido e a promoção de políticas públicas para os municípios do norte baiano.

A reunião contou com a participação de candidatos a prefeitos e vereadores eleitos e não eleitos, além de presidentes da legenda nas cidades de Juazeiro, Senhor do Bonfim, Casa Nova, Uauá, Andorinha, Curaçá, Itiúba, Remanso, Pilão Arcado, Chorrochó, Sobradinho e Campo Alegre de Lourdes. Também estiveram presentes na reunião os deputados estaduais Zó e Bobô, o ex-presidente estadual do PCdoB e deputado federal, Daniel Almeida, e o presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães.

De acordo com o presidente do PCdoB de Juazeiro, Gilson Ribeiro, um dos objetivos da discussão seria integrar todos os dirigentes do partido e fazer uma troca de experiências sobre as novas ações em cada município do norte do Estado. “Esse encontro serviu para promover uma aproximação entre os gestores das cidades e para tratar da promoção de políticas públicas nos municípios”, afirmou, dizendo que o encontro também teve o intuito de explanar as dificuldades e desafios das novas administrações para 2017, como os setores de habitação, saúde e educação. (foto/divulgação)

PCdoB: Realidades distintas em Petrolina e Juazeiro

odacy e leiaO PCdoB em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) vive realidades distintas. Na cidade baiana a legenda não para de colher êxitos, desde 2008, quando emplacou o prefeito Isaac Carvalho e também fez um representante na Câmara de Vereadores, Zó. Quatro anos depois ambos foram reeleitos em seus respectivos cargos. Zó, inclusive, foi ainda mais longe ao se eleger deputado estadual em 2014. Este ano, o partido comemorou novamente ao fazer história: fez o sucessor de Isaac, Paulo Bomfim, e outro vereador, Hélio Coelho Filho.

Já em Petrolina, o PCdoB não consegue decolar. Nem mesmo o carisma da ex-presidente do Sindsemp, Léia Araújo (foto) – que colaborou decisivamente para os quase 40 mil votos de Odacy Amorim (PT) na disputa pela prefeitura, em 2016 – foi suficiente para a legenda fazer pelo menos um representante na Casa Plínio Amorim.

E esse não é um fato isolado no PCdoB de Petrolina. Nas eleições de 2000, quando fez parte da aliança com Fernando Bezerra Coelho (PSB), que disputava pela segunda vez a prefeitura e venceu aquele pleito, os comunistas fizeram parte do governo socialista sem sequer fazer um único vereador. A sina de ser coadjuvante de luxo, pelo visto, parece não querer largar o partido na cidade.

PCdoB: Posturas distintas em Petrolina e Recife

odacy e leiaHá coisas na política difíceis de ser compreendidas pelo eleitor. E não somente por ele. Até para quem vive de bastidores, certas ‘engenharias’ são difíceis de ser explicadas de maneira clara. É o caso do PCdoB em Pernambuco.

A legenda, que no campo nacional esteve firme e forte com a presidente afastada Dilma Rousseff, também manteve a coerência em Petrolina, onde selou aliança com o então candidato a prefeito Odacy Amorim (PT), colocando Léia Araújo na vice. Mas no Estado, a postura dos comunistas é outra.

Além de ter representação no Governo Paulo Câmara, através do secretário Marcelo Granja (Cultura), o PCdoB mantém Luciano Siqueira na vice da chapa de reeleição do prefeito do Recife, Geraldo Julio.

Detalhe 1: Siqueira já foi vice, por oito anos, do ex-prefeito João Paulo (PT), que está novamente na disputa em segundo turno contra Geraldo Julio; detalhe 2: O PCdoB, que foi tão coerente com Dilma, em Pernambuco vive de braços e abraços com o PSB de Paulo Câmara, que ajudou na derrocada da ex-presidente. Dá pra entender?

Bomfim cogita Isaac na chapa de Rui Costa em 2018

Primeiro prefeito reeleito da história de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho (PCdoB) caminha para terminar seu segundo mandato com popularidade ainda maior. Está com a bola toda. Mas se engana quem acha que ele vai ficar parado. Pelo contrário, Isaac já está pronto para alçar novos voos.

Pelo menos foi o que disse seu afilhado político e prefeito eleito, Paulo Bomfim (PCdoB). De acordo com o novo gestor, a direção estadual do partido quer fazer de Isaac o novo vice-governador do Estado, ao lado de Rui Costa (PT). E o PCdoB não vai medir esforços para que isso se concretize.

O caminho para que Isaac Carvalho ocupe um cargo no Estado já vem sendo aberto há algum tempo. Ele já fez seu nome ser visto em todo o norte baiano e é uma das maiores forças políticas da Bahia. Mas Bomfim disse que, caso Isaac não saia como candidato a vice-governador, pode ser lançado como senador ou deputado federal. É aguardar.

O fenômeno comunista no norte da Bahia

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) estará à frente de 12 prefeituras baianas, a partir de janeiro de 2017, pelo resultado das eleições do último domingo (2) no Estado. As urnas revelaram que, apesar do cenário de crise em 2016, o PCdoB conseguiu manter a média alcançada nas eleições de 2012, quando 13 prefeitos comunistas foram eleitos.

Muitos destes são de municípios do norte da Bahia, evidenciando o trabalho desenvolvido pela legenda na região. Como este Blog já postou, um dos articuladores da legenda na região é o prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PCdoB), que conseguiu eleger seu afilhado político, Paulo Bomfim (PCdoB).

Na lista dos 12 municípios conquistados pelo PCdoB, estão: Caetanos (Paulo de Reis), Campo Alegre de Lourdes (Dr. Enilson), Capela do Alto Alegre (Dr. Nei), Iramaia (Professora Bete), Itiúba (Cecília), Juazeiro (Paulo Bomfim), Licínio de Almeida (Dr. Fred), Rodelas (Geraldinho de Livino), Serrolândia (Gonçalves do Sacolão), Tanque Novo (Vanderlei Cardoso), Uauá (Lindomar Dantas) e Várzea do Poço (Carneiro).

A movimentação do PCdoB no Estado, que tem como presidente o deputado federal Daniel Almeida (foto), foi tão importante para este resultado que o número de prefeituras do partido pode ainda aumentar, com a judicialização de algumas eleições, a exemplo da disputa no município de Correntina – onde o candidato do PCdoB, Maguila, busca rever o indeferimento da candidatura. Em Correntina, Maguila teve a maioria de votos, mas a votação é considerada nula até o momento.

O presidente estadual, Daniel Almeida, acredita que, apesar do cenário adverso em que se deu o processo eleitoral, o PCdoB baiano se mantém forte. “O resultado é positivo, levando em conta as condições da disputa: um ambiente de golpe contra a democracia, de ataques a setores democráticos e populares, de dificuldade de financiamento das campanhas, o PCdoB manteve a sua força e o seu espaço no estado“, defendeu.

Vice-prefeitos

O PCdoB na Bahia ainda elegeu 18 vice-prefeitos nos municípios de Brumado, Caetité, Catolândia, Chorrochó, Gentio do Ouro, Iaçu, Ibirapitanga, Itambé, João Dourado, Lapão, Ouriçangas, Retirolândia, Rio do Pires, Santana, Serra Preta, Tanhaçu, Terra Nova e Ubaitaba. Os números de vereadores ainda não foram contabilizados.

Vitória da base

Daniel Almeida também comemorou a vitória do governador Rui Costa, que conquistou cerca de 280 prefeituras vinculadas a partidos da base de sustentação do seu governo, inclusive as 12 do PCdoB. “Isso demonstra a força do projeto que lideramos na Bahia“, finalizou Daniel Almeida. (foto/divulgação)

Isaac e Zó empenhados no crescimento do PCdoB no norte da Bahia

O prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PCdoB), único gestor reeleito do principal município no norte baiano, não esconde a empolgação em querer emplacar Paulo Bomfim (PCdoB) como seu sucessor nas eleições de 2 de outubro.

Informações de bastidores dão conta de que Isaac sonha em concorrer a um cargo federal. E já está correndo trecho de agora. Ele e o deputado estadual Zó (PCdoB) tem circulado por vários municípios do norte baiano em busca de emplacar prefeitos pela legenda comunista, que tem como presidente no Estado o deputado federal Daniel Almeira (amigo pessoal de Isaac).

Nos municípios de Uauá e Remanso, por exemplo, dois candidatos do PCdoB concorrem às respectivas prefeituras: Lindomar Dantas e Marcos Palmeira, que, segundo informações, têm grandes chances de ser eleitos. É aguardar. (foto/arquivo divulgação)

PCdoB da Bahia terá 20% a mais de candidatos a prefeito nas eleições deste ano em relação a 2012

daniel_almeida_pcdobCom o fim do prazo para a realização das convenções, na última sexta-feira (5), o Comitê Estadual do PCdoB fechou o balanço de candidaturas majoritárias que vai liderar no estado, nas eleições de outubro. Serão 50 municípios com candidatos a prefeito ou prefeita pelo partido, o que significa um aumento de 20% em relação a 2012, quando 42 candidaturas comunistas estiveram na disputa eleitoral. O balanço foi apresentado pelo presidente estadual do PCdoB, deputado Daniel Almeida (foto), nesta sexta-feira (12), durante a reunião do Comitê Estadual, em Salvador. Além do crescimento de candidaturas, Daniel também destacou o aumento do eleitorado que será atingido este ano, a partir das disputas em municípios com alto índice populacional.

O PCdoB terá candidaturas majoritárias em cinco dos maiores e mais importantes municípios da Bahia: Salvador (maior colégio eleitoral), Vitória da Conquista (sudoeste, terceiro maior colégio eleitoral), Itabuna (sul), Camaçari (região metropolitana de Salvador) e Juazeiro (norte). “Desta vez, teremos a disputa em um número substancialmente maior de eleitores em relação a 2012. Do ponto de vista da qualidade, tivemos um grande salto“, garantiu o presidente.

Em cenário de dificuldades para a construção de projetos eleitorais, Daniel acredita que o crescimento do PCdoB é motivo de comemoração. “Alcançamos o auge da disputa política na Bahia”, disse. Segundo ele, o número poderia ainda ser maior, se algumas pré-candidaturas não tivessem que ser retiradas “para composição com outras forças ou por dificuldades materiais”.

O levantamento feito ainda não contemplou os candidatos a vice-prefeito e a vereador, mas o presidente também espera um crescimento. “Não temos ainda compilados os números, mas temos segurança de um razoável crescimento. Em relação aos vices, teremos candidatos em municípios como Ilhéus, Feira de Santana, Alagoinhas, Brumado, Caetité e muitos outros”, destacou.

Impeachment

Na reunião, também esteve em debate o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff e as ações do governo interino de Michel Temer. O entendimento foi de que a agenda apresentada por Temer e aliados é regressiva e coloca em risco direitos historicamente conquistados pela população, a partir das propostas como as de entrega do pré-sal, de terceirização e de arrocho e desmonte do serviço público. “A luta contra o golpe se mantém. Devemos mobilizar o povo para enfrentar o retrocesso”, conclamou o presidente. O Comitê Estadual do PCdoB é formado por 63 lideranças que representam diferentes categorias e regiões da Bahia. As informações são da assessoria do partido. (foto/reprodução)

De opositor ferrenho a amigo do grupo de Isaac

Continua repercutindo em Juazeiro (BA) a chegada do deputado estadual e vice-presidente do PDT na Bahia, Roberto Carlos, ao ninho político do prefeito Isaac Carvalho (PCdoB), de quem o parlamentar sempre foi opositor ferrenho.

Roberto Carlos não entrou no páreo para ser apenas um coadjuvante. Após desistir de sua pré-candidatura a prefeito da cidade e anunciar apoio à atual gestão, o parlamentar ganhou destaque e anda fazendo campanha para o candidato a prefeito Paulo Bomfim (PCdoB).

E não é só isso: A confiança dada a ele é tanta que, segundo informações, Roberto Carlos fez a indicação da médica cardiologista, Dulce Ribeiro (PDT), para compor a chapa majoritária como candidata a vice de Paulo Bomfim. Vamos aguardar os próximos capítulos.

Remanso: Com presença de várias lideranças, convenção do PCdoB oficializará candidatura de Marcos Palmeira e Flávio da Unifan

A convenção do PCdoB em Remanso, no norte da Bahia, acontecerá nesta sexta-feira (5) em uma coligação reunindo dez partidos – PCdoB, PV, PP, PRTB, PR, PPS, PTC, Rede Sustentabilidade, PDT e PRP. A chapa majoritária vai homologar os nomes de Marcos Palmeira como candidato a prefeito e Flávio da Unifan como vice. Na proporcional, serão homologados mais de 30 candidatos a vereador. O evento será realizado na Sociedade Operária, na Rua dos Bancos, Centro da cidade, a partir das 14h.

Estão confirmadas as presenças do prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho (PCdoB); do deputado estadual Zó (PCdoB), do secretário de Trabalho e Esporte da Bahia, Álvaro Gomes, além de dezenas de autoridades e personalidades políticas da região. Ainda há expectativa da confirmação da vinda dos federais Daniel Almeida (PCdoB), José Carlos Araújo (PR) e do vice-governador da Bahia, João Leão (PP). (foto/divulgação)

Convenção do PCdoB em Juazeiro formaliza nome de Paulo Bomfim e aliança com PDT e PP

paulo bomfim5c

Paulo Bomfim (PCdoB) oficializou sua candidatura à Prefeitura de Juazeiro (BA) nas eleições de 2016, durante convenção realizada ontem (31), na quadra do Colégio Paulo VI, no bairro Maria Gorete. Uma novidade marcou o evento: O grupo do PCdoB dividiu palanque com o deputado Roberto Carlos (PDT) e o vereador Dalmir Pedra (PP), que desistiram de suas pré-candidaturas para apoiar o projeto do candidato do prefeito Isaac Carvalho (PCdoB). O evento não confirmou o vice de Bomfim na chapa, mas deve ser indicação do PDT. (mais…)

Volta de Rui a Juazeiro afasta rumores sobre possível saída do PT da base de Isaac

Após a volta do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Juazeiro (BA), no último dia 11, quando recebeu o título de Cidadão Juazeirense e participou do lançamento da pré-candidatura de Paulo Bomfim (PCdoB) à prefeitura, surgiram rumores de que o PT local estivesse deixando a base do prefeito Isaac Carvalho (PCdoB), que tem o Irmão Francisco Oliveira (PT) como vice. No mesmo dia em que Lula esteve em Juazeiro, o governador Rui Costa (PT) também esteve na cidade para uma série de inaugurações.

Mesmo o Irmão Francisco e o presidente da sigla em Juazeiro, Paulo Henrique Galdino, já terem afirmado que o partido não terá candidatura própria este ano, os boatos continuaram até ontem (29), quando Rui Costa voltou à cidade, deixando claro que a executiva estadual e municipal está focada na vitória de Paulo Bomfim. Apesar disso, o PT de juazeiro já deixou claro que quer compor a chapa majoritária encabeçada pelo PCdoB. Quem sabe na vice de Bomfim, que terá sua candidatura homologada durante convenção neste domingo (31). (foto: Matheus Pereira/GOVBA/divulgação)

Destacando projetos voltados à população carente, Odacy e Leia são homologados candidatos a prefeito e vice de Petrolina

odacy e leia

Com o Centro Cultural Dom Bosco lotado, Odacy Amorim (PT) e sua companheira de chapa majoritária, Léia Araújo (PCdoB), foram homologados na noite de ontem (28) candidatos a prefeito e vice, respectivamente. A convenção municipal referendou a coligação formada, além de PT e PCdoB, por PMN e PMB.

Nos discursos houve espaço sobretudo para homenagens à ex-deputada Isabel Cristina, um dos principais nomes da legenda petista, que faleceu em junho deste ano vitimada por um câncer. Odacy também chegou a lembrar o líder comunitário Manoel Neres, o ‘Messias’, assassinado na semana passada.

O sentimento de mudança, mesclado a algumas críticas à coligação do pré-candidato a prefeito do PSB, Miguel Coelho, marcou boa parte dos discursos, que foram reforçados por um vídeo do ex-presidente Lula. Em sua recente visita à cidade, no início deste mês, para mobilizações contra o governo do presidente interino Michel Temer, Lula aproveitou para lançar oficialmente o nome de Odacy.

No vídeo, o líder petista fala que Odacy deve governar “para o povo mais carente” e tem todas as condições de fazer de Petrolina “a cidade que a gente quer”.

Projeto popular

A convenção de Odacy e Leia trouxe a Petrolina o presidente estadual do PT, Bruno Ribeiro, e o senador Humberto Costa. Representantes dos demais partidos que integram a coligação dos dois candidatos também vieram da Região Metropolitana do Recife para o evento. Além deles estava o deputado federal Fernando Monteiro, que é do PP – legenda que selou aliança com outro candidato, Adalberto Cavalcanti, mas ele optou pelo palanque de Odacy.

Todos fizeram questão de destacar o projeto popular que será apresentado aos petrolinenses durante essa campanha. Em seus discursos, os dois companheiros de chapa trocaram elogios um ao outro. Leia ressaltou que Odacy, nos dois anos em que governou Petrolina (2007 e 2008), foi o único gestor a sentar com as lideranças do Sindsemp, sindicato que representa os servidores municipais e do qual ela foi a última presidente. Disse ainda que até por esta razão não poderia deixar de encabeçar a chapa com o petista.

Já Odacy lembrou, primeiro, do sangue político de Leia, uma vez que seu pai (José Wilson) é ex-vereador, além de destacar sua história de luta nos movimentos sindicais e em prol dos servidores. Em meio a propostas de melhorias para a população em vários setores, que assegurou que vai dar continuidade no seu governo, “o qual não pode ser completado”, o petista afirmou que “o tempo dos coronéis já passou”. Acompanhado da esposa Dulcicleide Amorim, das filhas, da mãe e da irmã, ele foi intensamente aplaudido no final do discurso, especialmente pelas caravanas que vieram da zona rural da cidade, onde Odacy tem fortes raízes.

convenção odacy e leia

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br