Orlando Tolentino devolve comentário do filho de Julio Lossio sobre 2020: “Nem oposição de verdade eles são”

O assessor especial da Prefeitura de Petrolina, Orlando Tolentino (PSDB), não se furtou de comentar a presença do filho ex-prefeito Julio Lossio (PMDB) na Câmara de Vereadores e suas declarações acerca das próximas eleições municipais de 2020.

Tolentino disse que Julio Lossio Filho, o ‘Julinho’, está muito ansioso, e disparou: “falta muito tempo ainda. Tem eleição ainda para deputado, governador. Eles nem são a oposição de verdade. A surra foi grande e ficaram em terceiro. Precisam assistir ao bom governo de Miguel (Coelho). Nem em Petrolina eles moram”.

De olho em 2018, secretário Orlando Tolentino participa de ação social em Petrolina e corta até cabelo

De olho em 2018, o secretário municipal Orlando Tolentino não está perdendo um segundo sequer de tempo. Ele vem correndo trecho para fortalecer seu nome como um dos candidatos a deputado estadual do grupo do Senador Fernando Bezerra Coelho (PSB).

Ontem (8) Tolentino foi conferir de perto uma ação social realizada pela Secretaria de Saúde de Petrolina e aproveitou para constatar, na prática, os serviços dos estudantes do curso de cabeleireiros do Sesc.

O secretário também tem participado de reuniões com várias lideranças comunitárias e política da nossa cidade. Esteve com o presidente da Cubape, Pedro Caldas; com Eugênio Alves, da Associação de Moradores do Bairro João de Deus; e com o presidente do Bairro Jardim Petrópolis e primeiro suplente a vereador do PSC, Josivaldo Barros.

Segundo informações repassadas ao Blog, a ideia é ouvir das lideranças os anseios das comunidades para que, caso ele seja eleito, possa fortalecer a luta pela segurança pública.

Jeitão de candidato

O assessor especial da  prefeitura de Petrolina, Orlando Tolentino, comemorou seu aniversário no sábado (25) com jeitão de candidato. Ele reuniu, na área de eventos do prédio onde mora, dezena de personalidades das mais diversas esferas políticas. Líderes comunitários, vereadores, deputados e até o senador Fernando Bezerra e o prefeito Miguel Coelho (ambos PSB).

Nos discursos os agradecimentos triviais e as mensagens subliminares que podem indicar uma vontade presente para uma realização no futuro. Tolentino já colocou seu nome algumas vezes, mas ainda não conseguiu firmar uma candidatura. Pelo evento, acha que a hora é essa. (Foto: Ivaldo Régis)

Possíveis candidatos a estadual começam articulações em Petrolina

Ainda falta um pouco de tempo até as eleições de 2018, mas os possíveis candidatos a deputado estadual já ensaiam suas articulações em Petrolina. Pelo menos foi o que deu para perceber na noite da última sexta-feira (10), na solenidade de posse da nova presidente da Associação de Moradores do Loteamento Recife, Araci Gomes. (mais…)

Governista Orlando Tolentino sai pela tangente sobre eventual pré-candidatura a deputado estadual em 2018

Incluído na lista de possíveis pré-candidatos a deputado estadual em 2018, como este Blog já havia comentado, Orlando Tolentino evitou reforçar qualquer especulação em torno do seu nome. Tolentino afirmou que esse debate ainda está muito distante e só será colocado à mesa na hora certa.

Como integrante da equipe do atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), Tolentino avaliou que o momento agora é de trabalhar para tornar Miguel o melhor prefeito da história do município. “As eleições de 2018 serão discutidas em 2018”, pondera.

A cautela de Tolentino se justifica. Quando pertencia ao grupo do ex-prefeito Julio Lossio (PMDB), ele era tido como um dos favoritos a receber a indicação de Lossio para disputar a prefeitura no ano passado, o que acabou não ocorrendo. Após romper com o ex-aliado, Tolentino seguiu com o deputado federal Guilherme Coelho (PSDB), o qual retomou a aliança política com o primo, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), após três décadas.

“Não há ansiedade, nem pressa. Faço parte do grupo político do senador, de Guilherme, de Fernando Filho. Estou à disposição do que o grupo achar que for melhor. Em 2018 o grupo vai ouvir e tomar a decisão que for melhor para Petrolina e a região”, completou.

Ex-homem de confiança de Lossio, Orlando Tolentino rechaça rumores sobre eventual convite para ser secretário de Miguel

orlando-tolentino

Ex-homem de confiança do prefeito Julio Lossio (PMDB) e atualmente aliado do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), Orlando Tolentino foi mais um a desconversar sobre os rumores de uma possível indicação para compor o secretariado do prefeito eleito Miguel Coelho (PSB).

De passagem pela Casa Plínio Amorim na sessão desta quinta-feira (6), acompanhado do vereador eleito Gilberto Melo (PR), Tolentino disse que qualquer informação nesse sentido não passa de “meras especulações”. Perguntando, no entanto, se aceitaria um eventual convite para o futuro governo socialista, ele disse que a composição do secretariado “cabe exclusivamente a Miguel Coelho”.

Sobre o novo prefeito, Tolentino não foi de poucas palavras. Disse que Miguel “fará a melhor administração que Petrolina já teve”.

Tolentino diz ter informado pessoalmente a Lossio sobre rompimento político

tolentinoO ex-secretário de Governo de Petrolina, Orlando Tolentino, voltou a falar sobre o rompimento político com o prefeito Julio Lossio (PMDB). Depois de admitir que o processo “gerou traumas”, ele contou à Rádio Jornal, no Programa ‘Manhã no Vale’ desta quarta-feira (19) que levou pessoalmente sua decisão a Lossio, até pelo respeito ao ex-aliado.

“Tomamos uma decisão em conjunto, eu e o deputado Guilherme (Coelho). Nós entramos na política pelas mãos de Osvaldo Coelho. O processo político de escolha (de Lossio) gerou alguns traumas. Mas ontem eu comuniquei pessoalmente ao prefeito, que é uma pessoa que tenho respeito e gratidão. Cumpri minha missão, mas hoje parto para um novo desafio. Estamos declarando apoio a Miguel Coelho”, disse Tolentino.

Sobre seu futuro político, Tolentino adiantou que vai discutir com o grupo de Guilherme uma possível candidatura como deputado estadual. Ele também confirmou que estará presente à coletiva de imprensa em que Guilherme oficializará seu apoio à pré-candidatura de Miguel Coelho (PSB) como prefeito de Petrolina, que acontece daqui a pouco num hotel da Orla II da cidade.

Tolentino garante estar apto para disputar Prefeitura de Petrolina, mas Blog sustenta informação

orlando tolentino

O ex-secretário de Governo de Petrolina, Orlando Tolentino, contestou a matéria publicada por este Blog na manhã de ontem (8), a qual informava que ele é o único do grupo do prefeito Julio Lossio (PMDB) que tem problemas em se manter pré-candidato na disputa pela prefeitura da cidade. O motivo, segundo fontes do Blog, é que Tolentino teve suas contas rejeitadas, quando era gestor da antiga EPTTC (atual AMMPLA), e mantém sua pré-candidatura à base de liminar judicial. A fonte ainda garantiu que a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE) já avisou que vai recorrer dessa decisão e pedir a manutenção da rejeição das contas de Tolentino.

Para rebater a informação, o ex-secretário de Governo alegou que a matéria do Blog está “distorcida”. Ele garantiu que o problema que teve relacionado à rejeição de contas ocorreu em 2009 e tudo já foi resolvido. “A notícia está distorcida. Primeiro, porque não tem uma relação do Tribunal colocando os candidatos inelegíveis. Eu tive um problema de contas que foi sanado judicialmente, foi um erro formal da contabilidade. Tem uma decisão, que é uma ação desconstrutiva de Acórdão do Tribunal. Eu pedi uma liminar de tutela, devido ao o incidente que foi dado àquela ação. Foi na prestação de contas de 2009. O Poder Judiciário atendeu nosso pedido e reformou a decisão do Tribunal. Portanto, não tem nenhuma inelegibilidade, eu não respondo nenhuma ação de improbidade”, informou.

Tolentino ainda justificou o erro na contabilidade, mas apesar de afirmar que está tudo certo quanto à sua pré-candidatura, ele admitiu que existe, sim, a possibilidade de a Procuradoria Geral recorrer da decisão. “Foi um problema formal, que nós já ingressamos com a ação e somos vitoriosos. É uma notícia requentada. Nós ingressamos com uma ação e o Poder Judiciário foi favorável à nossa postulação. A possibilidade [de a PGE-PE recorrer da decisão] há, mas não do jeito que foi publicado. Eu não respondo a nenhuma ação de improbidade. Tenho o nome e a vida limpos”, explicou.

Apesar das explicações de Tolentino, o Blog sustenta a informação de que o processo está vigente e na pauta da Procuradoria e a Justiça alega que ele foi condenado em 2012, sendo que só agora teria entrado na Justiça para recorrer. A Procuradoria Geral do Estado está no prazo e vai entrar com recurso de agravo à contestação dele sustentada por uma liminar. Caso a Procuradoria ganhe, Tolentino poderá ficar inelegível por oito anos.

Orlando Tolentino pode ter perdido o ‘cavalo selado’ no sonho de disputar Prefeitura de Petrolina

tolentinoO ex-secretário municipal Orlando Tolentino, que anda pelos quatro cantos de Petrolina mantendo o sonho de disputar a prefeitura nas eleições deste ano, pode ter perdido uma grande oportunidade.

É que um dos principais articuladores da Rede Sustentabilidade em Petrolina, Albérico Lacerda, ofereceu a legenda para Tolentino viabilizar seu sonho, mas este declinou do convite, esperando a decisão do prefeito Julio Lossio (PMDB).

Se Lossio, por sua vez, não escolher Tolentino, o prefeiturável pode ter visto o cavalo passar selado em sua frente, e ele não montou esperando por Lossio.

Orlando Tolentino volta a ratificar que só entra na disputa municipal de Petrolina para suceder Lossio: “Tenho todas as qualificações”

tolentino

Um dos homens de confiança do prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), Orlando Tolentino voltou a ratificar sua condição de pré-candidato à sucessão de Lossio – e somente isso o levará à disputa nas eleições deste ano. Em entrevista ao Programa ‘Manhã no Vale’ desta segunda-feira (11), Tolentino descartou qualquer chance de integrar uma candidatura de vice ou mesmo de disputar uma vaga na Câmara Municipal de Vereadores.

Vindo de uma família de políticos no interior da Bahia e recentemente homenageado pela Casa Plínio Amorim com o título de Cidadão Petrolinense, o ex-secretário de Governo admitiu que nunca se candidatou a cargos eletivos, mas disse que a experiência ao lado de Lossio, desde a primeira gestão (iniciada em 2009), o credencia a enfrentar os desafios da cidade. “Desde o primeiro governo de Julio eu passei a conhecer uma Petrolina que não conhecia, e acho que a maioria das pessoas que moram no Centro também não conhece”, afirmou.

Tolentino destacou ainda que fez muitas caminhadas pelo interior do município com o ex-deputado Osvaldo Coelho, vendo de perto os problemas do homem do campo, o que o levou a ampliar seus conhecimentos da cidade. Ele assegurou ter todas as qualificações para pleitear a sucessão de Lossio, mas deixou claro que o prefeito, como condutor do processo, é quem tem a prerrogativa de escolher o que considera melhor para seu grupo. “Tenho inserção no governo e uma história de identificação com o grupo de Julio, mas cabe a Julio escolher mediante pesquisa, capacidade e unidade aquele para continuar o seu legado”, ponderou.

Continuidade

Tolentino revelou que pesquisas feitas pelo governo municipal o mantém animado porque mostram que os petrolinenses querem a continuidade da gestão. “Os números animam não só a mim, mas ao governo, porque na política só há dois sentimentos: o da continuidade ou da mudança. E hoje a população quer a continuidade da gestão de Julio”, completou.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br