Facape e AMMPLA discutem ordenamento do trânsito na área da faculdade

O ordenamento do trânsito na área da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) foi tema de uma reunião entre a direção da instituição com representantes da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA). A disposição dos veículos, no estacionamento destinado aos alunos, esteve na pauta do encontro que foi realizada na Facape nesta sexta-feira (26). A reunião girou em torno da prática cometida por alguns motoristas de estacionar veículos em locais proibidos, o que acarreta em obstrução de vias, impedindo a passagem de outros carros. Para coibir esta prática, AMMPLA e Facape se unirão para realizar uma campanha educativa com os estudantes.

A ação pretende conscientizar os alunos sobre a necessidade de posicionar os veículos em locais adequados, auxiliando na fluidez do trânsito no local e evitando transtornos. De acordo com a diretora da AMMPLA, Paula Lopes, o estacionamento em locais proibidos é uma infração de trânsito e acarreta em penalidade para o motorista infrator.

Os valores das multas variam de R$ 137 a R$ 293 e podem chegar a 7 pontos na CNH. Paula acrescenta ainda que no primeiro momento o trabalho realizado na Facape será de cunho educativo, porém, após o período de instruções, o órgão deverá proceder com a fiscalização e aplicação de multas. Para o diretor-executivo, José Alberto, a presença de agentes de trânsito na Facape será uma importante ferramenta para educar os estudantes.

“Nosso objetivo é conscientizar nossos alunos sobre a necessidade de realizarmos um trabalho de ordenamento do trânsito naquela área e evitar que motoristas fiquem impedidos de retirar seus veículos”, avalia José Alberto, acrescentando ainda a importante participação e apoio da AMMPLA neste trabalho. Participaram do encontro o diretor-executivo da Faculdade, José Alberto; o coordenador de Campus, Reginaldo Alves; a diretora de trânsito da Autarquia Municipal de Mobilidade (AMMPLA), Paula Lopes e o secretário-executivo do órgão. José Carlos Alves. (Foto: Ascom)

Câmara aprova projeto que ordena atividade de ambulantes em eventos públicos de Petrolina

Por 19 votos, vereadores de Petrolina aprovaram na sessão desta quinta-feira, 18, projeto de lei de autoria do vereador Aero Cruz (PSB) que ordena a atividade de ambulantes, barraqueiros e garçons em festa patrocinadas pela Prefeitura. A matéria cria uma melhor organização para a categoria que tem sofrido com a concorrência de comerciantes de outras cidades que ocupam espaços nesses eventos públicos e quem é da cidade tem ficado prejudicado. A lei garante 80% dos espaços nas festas com recursos públicos da Prefeitura destinados aos ambulantes do maior município do Sertão.

“O projeto disciplina a participação dos ambulantes nesses eventos realizados aqui em nossa cidade, entretanto reclamações como a dos ambulantes que queiram atuar na volta do São João dos Bairros no José e Maria, sobre a comercialização dos espaços na estrutura da festa, o processo é de licitação e que deve ser seguido da forma que der prioridade aos ambulantes, mas também que eles trabalhem de maneira digna”, explicou Aero.

Aero frisou que vai conversar com a secretária de Cultura, Esportes e Turismo, Maria Elena Alencar, para que no São João do Parque de Eventos, os ambulantes fiquem protegidos para que pessoas que pagam a área para exploração no evento, não prejudique os demais ambulantes.

“Não vamos aceitar que a pessoa adquira os espaços, passe a querer comercializar para terceiros. Não vamos aceitar. Quem adquirir é que tem que trabalhar durante a festa”, assegurou Aero frisando que a secretaria de Cultura será responsável pela fiscalização da exploração nos espaços durante os festejos juninos de Petrolina e demais festejos municipais.

 

 

AMA dialoga com guarda patrimonial e fiscais para ordenamento do Mercado do Produtor de Juazeiro

A direção da Autarquia Municipal de Abastecimento – AMA  – recebeu nesta sexta-feira (03) a equipe de guarda patrimonial e fiscais de ordenamento do Mercado do Produtor de Juazeiro/BA para discutir estratégias que promovam mais qualidade de trabalho para a equipe com melhorias no ordenamento e segurança do entreposto, além da aquisição de novo fardamento. De acordo com o diretor executivo da AMA, Mitonho Vargas, a direção tem se reunido com permissionários de diversos segmentos, assim como as equipes para discutir melhorias para o entreposto.

“Está sendo muito positivo conversar com as equipes e permissionários. Estamos a pouco mais de um mês na gestão e esses debates são importantes para alinharmos as medidas necessárias para corrigirmos os problemas para melhorar os mercados, feiras e o camelódromo de Juazeiro“, disse Mitonho.

O superintendente Operacional, Renato Borges pontuou a importância de discutir com as categorias e ouvir as demandas. “Os guardas e fiscais tem nos ajudado muito na segurança do mercado. É preciso ouvir essas demandas e como gestão, procurar melhorar as condições de trabalho”, observou Borges.

O guarda patrimonial Edmilson Silva aprovou a iniciativa. “Estamos fazendo nossa parte e somos gratos a nova direção do mercado por ouvir as demandas da nossa categoria e reconhecer o trabalho que estamos executando no entreposto. Acreditamos em novas melhorias para a segurança e ordenamento do mercado nesta gestão“, finalizou. (Foto: Ascom)

Vereador Ronaldo Silva cobra ordenamento de placas de outdoor em Petrolina

O vereador Ronaldo Silva (PSDB-PE) está de olho no aumento sem controle de placas de outdoor que vem ocorrendo nos últimos meses, especialmente no final do ano passado. Ele já a encaminhou ofício à ordem pública do município para que providências sejam tomadas.

“A gente já não consegue mais andar em Petrolina sem que tenha que se deparar com uma placa. Tem local que já contei cinco outdoor juntos. Virou descontrole. Por onde se anda, a poluição visual é o que mais chama a atenção”, constatou o vereador.

Ronaldo disse que pretende provocar também o Ministério Público para que haja mais controle na instalação dessas placas. “É importante o Ministério Público também solicitar informações e anunciar um ordenamento”, assinalou Ronaldo Silva, que defende maior rigor contra comerciantes.

Queremos que na hora de autorizar haja um ordenamento. Temos que reduzir pela metade, Hoje essas invasões de  placas estão é  poluindo a cidade”, concluiu o tucano.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br