Após fim da PPP, MST e Codevasf em Petrolina discutem situação das famílias que ocupam o Pontal

Representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no Sertão do São Francisco estiveram nesta terça-feira, 10, reunidos com o titular da 3ª Superitendência Regional (SR) da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro, para saber os próximos rumos do Projeto Pontal. O MST acompanha as famílias que ocupam há quase dois anos a área do projeto.

Com o anúncio do distrato da PPP (Parceria Público Privada) anunciado pela presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, na semana passada numa visita a Petrolina, o MST quer saber como ficará a licitação dos lotes e demais assuntos relacionados ao rumos do projeto. Conforme Aurivalter Cordeiro, a presidente já iniciou conversas com o Incra para discutir modelos de licitação e como ficará a situação das mais de 400 famílias que ocupam o projeto.

A Codevasf vai pedir a reintegração de posse da área nos próximos dias. (Foto: Ascom/Codevasf)

 

 

 

MST do norte baiano realiza encontro em Juazeiro e discute novos passos da luta pela reforma agrária

ecnotro-mst-juazeiro-regional-norte

Começou ontem (7) e termina hoje (8), em Juazeiro (BA), o 17º Encontro da Regional Norte da Bahia do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). O encontro acontece no clube do Sindicato dos Servidores Públicos de Juazeiro (Sinserp) e reúne militantes dos municípios de Campo Formoso, Ponto Novo, Curaçá, Juazeiro, Sobradinho, Sento Sé, Casa Nova, Campo Alegre de Lourdes e Remanso.

São cerca de 280 participantes, que além de avaliar as ações do ano de 2016, pretendem traçar os novos passos da luta pela reforma agrária, em tempos de crise política, institucional e econômica no Brasil. No encontro também está sendo discutida a análise da atual conjuntura, com foco na política e criminalização dos movimentos sociais, incentivando a avaliação interna do movimento e tendo como base aspectos como os avanços, limites e os novos desafios para o MST e toda a luta pela reforma agrária.

Além de mesas de debate, plenárias e planejamento de ações, o MST Regional Norte fará a composição das instâncias de organização do movimento, como a definição dos militantes que compõem os Setores da Regional e as direções das Brigadas, bem como definirá a participação no Encontro Estadual do MST da Bahia, que deve acontecer em Salvador, em janeiro de 2017. (foto/divulgação)

Superitendente da 3ª Regional da Codesvasf tem semana atribulada de reuniões com gestores eleitos e membros do MST

parnamirim-visita

O titular da 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, teve uma semana movimentada em seu gabinete no órgão federal, localizado em Petrolina. (mais…)

Trabalhadores rurais ligados ao MST desocupam sede regional do Incra

bruno-medrado

Os trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST) que ocuparam a Superintendência Regional do Incra em Petrolina, na última segunda-feira (7), começaram a deixar o prédio na noite de ontem (9).

Segundo informou a este Blog o superintendente Bruno Medrado, foram discutidos com os manifestantes alguns itens da pauta de reivindicações, a exemplo de créditos financeiros, estradas de acesso aos assentamentos rurais e abastecimento d’água. “Algumas demandas já estão sendo atendidas pela nossa Superintendência”, ressaltou Bruno, que tinha viajado a Brasília em busca de uma solução para as demandas dos assentados.

Ele afirmou ainda que o expediente ao público no órgão federal será normalizado a partir desta quinta-feira (10).

Após ocupação do Incra em Petrolina, superintendente viaja a Brasília para tentar solucionar demandas dos agricultores

Por meio de nota, a assessoria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Petrolina se pronunciou sobre a ocupação da sede do instituto por parte de trabalhadores ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST), que estão no local desde a manhã de segunda-feira (7). Conforme a nota, ainda no dia de ontem os trabalhadores se reuniram com o superintendente Bruno Medrado, que viajou hoje(8) para Brasília, onde terá um encontro com o presidente do Incra, Leonardo Goes, e apresentar as dificuldade relacionadas às  vistorias e obtenção de novas áreas para dirimir entraves financeiros e operacionais.

Acompanhe a nota na íntegra:

Diante da ocupação da sua sede, nesta segunda feira (7), o Incra informa que já aconteceu uma primeira reunião ao final da tarde de ontem, quando foram discutidos dois pontos de paula: vistorias para novos assentamentos e a reintegração de posse da Fazenda Milano.

O Superintendente da autarquia, Bruno Medrado, viajou nesta terça-feira (8) para Brasília, onde irá reunir-se com o presidente do Incra, Leonardo Goes, e apresentar as dificuldade relacionadas às  vistorias e obtenção de novas áreas para dirimir entraves financeiros e operacionais. 

Medrado retorna amanhã (9) quando se reunirá novamente com as lideranças do Movimento e discutirá uma nova agenda de trabalho baseada nos avanços em Brasilia. Então informamos que as atividades do Incra em Petrolina só serão retomadas na próxima quinta-feira (10).

Ascom/Incra Petrolina

Por Reforma Agrária, trabalhadores rurais ocupam sede do Incra em Petrolina

fetape no incraA sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Petrolina, na Avenida da Integração, foi novamente ocupada por trabalhadores rurais ligados ao Movimento dos Sem Terra (MST), na manhã desta segunda-feira (7).

Os manifestantes pretendem reivindicar da Superintendência Regional o andamento da Reforma Agrária, que segundo eles “está parada”. Os trabalhadores rurais clamam por políticas públicas de irrigação e habitação – entre outros itens – para os assentamentos da região.

Está prevista, ainda hoje, a chegada de agricultores de outras cidades sertanejas para reforçar a mobilização.

Santa Maria da Boa Vista: Ação de reintegração de posse acontece no Assentamento Filhos da Luta

reintegracao-de-posse-assentamento-filhos-da-luta

Inúmeras famílias que ocupam o Assentamento Filhos da Luta, na antiga Fazenda Milano, em Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, acordaram nesta quarta-feira (5) com um grande contingente de policiais militares destinados a fazer a reintegração de posse do local. (mais…)

Em nota, 3ª SR Codevasf esclarece sobre ocupação de integrantes do MST

Através de nota, a 3ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) esclareceu sobre a ocupação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ocorrida na última terça-feira (9). Na pauta do grupo reivindicações relacionada ao Pontal Sul e à fazenda Butiá, localizada no Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, zona rural da cidade. Eles foram recebidos pelo superintendente Aurivalter Pereira da Silva.

Acompanhe:

A Codevasf informa que integrantes do Movimento dos Trabalhadores  Rurais sem Terra (MST) estiveram nesta terça-feira (09) na sede da  3ª Superintendência Regional da empresa e nela permaneceram por  cerca de 7 horas, em ocupação pacífica, com uma pauta de  reivindicações relacionada ao Pontal Sul e à fazenda Butiá,  localizada no Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, em  Petrolina (PE).

Um grupo de dez representantes foi recebido ainda no turno da manhã, pelo superintendente Aurivalter Pereira da Silva, junto com técnicos  da empresa, e durante mais de três horas expôs sua pauta. Vale  destacar que parte das reivindicações está fora da esfera de responsabilidade da Codevasf e deverá ser encaminhada pelo grupo aos  órgãos competentes.

Ao final das conversações, e no que cabe à Codevasf, ficou definido que o MST encaminhará requerimento ao conselho de administração do  Distrito de Irrigação Senador Nilo Coelho (DINC) para manter o  fornecimento de água até o fim do ciclo das culturas  já plantadas.  Além disso, a Codevasf se comprometeu a articular nova reunião, na qual estariam presentes também representantes de outros órgãos  públicos das esferas competentes, para aprofundar os debates em  torno do modelo de exploração do Projeto Pontal.

Ascom/3ª SR

Integrantes do MST ocupam sede da 3ª SR Codevasf

MST codevafs petrolina

Um grupo de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupa, nesta terça-feira (9), as instalações da 3ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), em Petrolina.

Segundo informações, o grupo pede uma maior atenção da Companhia para com o Perímetro Pontal, na zona rural da cidade.

A reportagem do Blog entrou em contato com a assessoria da 6ª SR, mas foi informada que a mesma estava acompanhando uma reunião entre a Superintendência e representantes dos manifestantes. O teor da conversa, no entanto, não foi informada. (foto/divulgação)

Após três dias, MST desocupa Codevasf em Juazeiro e debaterá pauta com o presidente do Incra em Salvador

Em assembleia na noite de ontem (15), militantes do Movimento Sem Terra (MST) decidiram desocupar a sede da 6ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), em Juazeiro (BA). Eles estavam acampados no local desde a última segunda-feira (13).

A decisão foi tomada com base em entendimentos estabelecidos em reunião entre a interina da 6ª Superintendência Regional (SR), Andrea Arraes, o vereador Tiano Felix (PT) e o articulador político do MST/Regional Norte, Jovanildo de Jesus, em que a ata de audiência pública realizada na terça-feira (14) na Casa Aprígio Duarte Filho foi encaminhada para a Presidência da Codevasf, em Brasília, após a confirmação de um audiência entre o MST e o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Leonardo Góes, marcada para esta quinta-feira (16), em Salvador (BA).

De acordo com o MST, a ocupação da Codevasf teve resultados positivos. A audiência requerida por Tiano Felix contou com a participação de vereadores de Juazeiro e de Curaçá (BA) e elaborou um documento final que relata a situação de descaso do poder público com assentamentos e acampamentos, ligados ao MST, mas também do Projeto Pedra Branca, no Sistema Itaparica, nos municípios de Curaçá e Abaré.

Nova ameaça

Tanto o MST quanto os trabalhadores do Projeto Pedra Branca, no Sistema Itaparica, levantaram acampamento e irão aguardar o prosseguimento da pauta. Se não houver quaisquer avanços, eles poderão retomar as ocupações por tempo indeterminado. (foto/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br