Moradores do Bairro Ipsep soltam o verbo por causa de esgoto estourado

Mais um problema referente a esgoto estourado vem tirando a paciência de petrolinenses. Desta vez a dor de cabeça é na Rua Unidos da Tijuca, localizada no Bairro Ipsep, zona norte da cidade.

Segundo informações repassadas ao Blog, há dois meses a rede de esgotamento sanitário da rua extravasou. De lá para cá a rotina dos moradores, condutores de veículos e pedestres virou um ‘caos’.

O mal cheiro, o acúmulo de lixo e os insetos estão tirando o sossego da comunidade. Portas, janelas e garagens vivem fechadas a todo momento. Os moradores praticamente são obrigados a se ‘refugiar’ dentro de suas residências, tentando se proteger dos riscos da água contaminada descartada a céu aberto.

Eles dizem que várias ligações já foram realizadas para Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), e até o presente momento nada foi feito.

Protocolos

Protocolos e mais protocolos já foram realizados e anotados (2017.1021.6593.53), (2017.1021.6951.18), (2017.1021.7234.38), incluindo uma denúncia formalizada junto à Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) – 2017.148.72. “Até agora nenhuma autoridade se posicionou com o objetivo de esclarecer a negligência e falta de providência das autoridades competentes”, desabafam. “Nesse sentido, solicitamos à Compesa providências imediatas na tentativa de resolver esse problema que está afetando a convivência, a interação, a mobilidade e principalmente a saúde de toda comunidade da Rua Unidos da Tijuca”, completam. Com a palavra, a Compesa.

Esgoto estourado na Areia branca incomoda e irrita moradores

Conhecida pela rotina noturna movimentada por conta de seus bares e do Bodódromo, a Avenida São Francisco, no Bairro Areia Branca, zona leste de Petrolina, começa a sofrer com esgotos estourados.

Alguns comunitários da área, em contato com o Blog, afirmam que a fedentina incomoda bastante. Eles também estão irritados com a Compesa, empresa responsável por esse setor, a qual ainda não tomou as devidas providências. É bronca.

Terreno baldio tira o sono de moradores do Pedra Linda

Um terreno baldio na Rua 5 do Bairro Pedra Linda, em Petrolina, tem tirado o sono dos moradores. O motivo, segundo eles, é que muitas pessoas utilizam o espaço para jogar animais mortos, o que tem contribuído para o aparecimento de urubus e bichos peçonhentos. O local fica ao lado da residência nº 570.

O terreno está abandonado há anos e ninguém sabe quem é o dono. No local são jogados lixo, animais mortos, aparecem ratos e bichos, e nos incomoda muito“, relata um morador, Através do WhatsApp do Blog. Eles apelas para que a prefeitura tome as devidas providências. (foto/divulgação)

Moradores reclamam de dejetos de fossa lançados em rua no Jatobá II

Os moradores da Avenida Maria Coelho Cavalcante Rodrigues, Bairro Jatobá II, em Petrolina, estão na bronca por conta de uma fossa que estaria lançando dejetos no meio da via pública.

Pelo WhatsApp do Blog, eles dizem que o problema já dura algum tempo e não aguentam mais a situação. Reclamam do forte odor e temem doenças. Com a palavra, os responsáveis. (foto/divulgação)

Moradores denunciam pichações e destruição de equipamentos públicos no Residencial Park São Gonçalo

Os moradores do Residencial Park São Gonçalo, do Programa ‘Minha Casa,  Minha Vida’, inaugurado no ano passado em Petrolina, reclamam da má conservação do local. Em contato com este Blog, eles dizem que vários locais estão pichados e cheios de lixo. Além disso, várias unidades do condomínio estariam com janelas e portas quebradas.

Os responsáveis seriam pessoas que moram no residencial.

São os equipamentos públicos, creche e posto de saúde. o resultado da falta de cuidado está aí”, lamentam, através do WhatsApp do Blog.  Sobre a questão, o Blog aguarda um posicionamento da prefeitura. (foto/divulgação)

Calçamento danificado em rua da Areia Branca causa aborrecimento a motoristas e moradores

O calçamento bastante danificado na Rua Vital Brasil, Bairro Areia Branca, na zona leste de Petrolina, vem testando há algum tempo a paciência de motoristas e também de moradores da área. (mais…)

Lamaçal formado por água limpa jorrando de cano gera indignação na comunidade do Park Massangano

O lamaçal que se forma desde ontem (9) na Avenida das Palmeiras, no Park Massangano, zona oeste de Petrolina, infelizmente não é de chuvas, mas de água potável. É o que relataram, via WhatsApp do Blog, alguns comunitários do bairro. (mais…)

Cano quebrado desperdiça água potável no Bairro Rio Corrente e revolta moradores

Um cano quebrado na rua do Colégio Simão Durando, Bairro rio Corrente, na zona oeste de Petrolina, surpreendeu os moradores da área. Desde a manhã deste domingo (9) a água potável escorre pela rua, gerando revolta entre os comunitários.

Eles cobram urgentemente da empresa responsável pelo serviço – a Compesa – para que conserte o problema.

Vazamento em tubulação d’água no Bairro São José revolta moradores

Um vazamento na tubulação localizada na Rua do Aveloz, Bairro São José, área central de Petrolina, vem incomodando os moradores há uma semana. Em tempos de crise hídrica, a água potável que mina do calçamento deteriorado virou alvo de reclamações constantes.

Segundo informações repassadas ao Blog, a gerência regional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já teria sido informada do problema, mas até agora nenhuma providência foi tomada. Haja bronca.

Boca de lobo estourada em rua do Bairro Antonio Cassimiro incomoda moradores há dois anos

Moradores do Bairro Antonio Cassimiro, Zona Norte de Petrolina, já não sabem mãos o que fazer ou a quem procurar para ver sanado o problema referente a uma boca de lobo estourada na Rua 3, há dois anos.

Os comunitários criticam os inúmeros transtornos causados no local, a exemplo de fedentina e mosquitos – só para ficar nisso. Haja bronca.

Terrenos baldios tiram paciência de moradores na zona oeste de Petrolina

Problemas com terrenos baldios na zona oeste de Petrolina estão tirando a paciência e o sossego dos moradores. É o que relata o comunitário Carlos Nunes, que cobra providências imediatas por parte dos órgãos competentes.

Confiram:

Iremos direto ao assunto: Na Rua 74 da Cohab V, em frente à Ultragaz, temos três terrenos baldios. Um deles (que fica do lado da Ultragaz) foi feita demarcação e escavamento. Achávamos que iríamos acabar com um problema de mais de 20 anos. Esperávamos que pelo menos esse fosse murado imediatamente. Pois bem, os serviços foram paralisados e o problema ficou muito pior. Narrarei alguns fatos:

– Motoqueiros e carros que vêm no sentido Distrito/Cohab Massangano, que não sabem da escavação, colocam em risco suas vidas e a vida dos transeuntes, pois muitas vezes, para desviar do declive, jogam seus veículos em cima das pessoas que passam por dentro dos terrenos;

– Pessoas continuam jogando lixo orgânico, entulhos, sofás velhos, bicho morto nos terrenos do lado, visto que o acesso é totalmente liberado, provocando com isso desconforto para os moradores do Parque Massangano também;

– Meliantes continuam atuando na área devido à falta de policiamento constante no local, pela falta de iluminação pública e principalmente porque a área fornece condições aos bandidos de usarem estes terrenos como rota de fuga, ficando muito difícil qualquer tipo de perseguição;

– Sofremos com a poeira provocada no local, com o mau cheiro, insetos, ratos que invadem nossas casas constantemente devido ao acúmulo de lixo, sem contar com as queimadas que acontecem constantemente, colocando nossas vidas em risco, já que do lado temos um enorme depósito de gás, sem contar com as ameaças constantes de doenças como Dengue, por exemplo.

Teríamos várias desvantagens que atingem diretamente os moradores do bairro e circunvizinhança, mas acredito que com sua capacidade de percepção, isso já é o suficiente.

Gostaríamos de pedir que os nossos direitos fossem respeitados e que a gestão atual não fizesse o mesmo descaso que fez a gestão passada, até mesmo porque sabemos que existe uma lei pela qual o proprietário de um terreno baldio tem um prazo estipulado para murar seu terreno. Não queremos acreditar que exista má fé por parte da prefeitura e do proprietário, visto que os serviços foram paralisados e não trouxeram nenhum benefício para nenhum morador.

Estamos nos sentindo enganados, ganhamos um “cala a boca”: “os serviços já foram iniciados”…

Tenham santa paciência. Queremos os serviços concluídos, queremos os três terrenos fechados, queremos nossos direitos respeitados, queremos ação, queremos que a lei seja para todos, e não só para aqueles que não têm costas largas. Diante do exposto, esperamos uma resposta positiva e estamos usando este meio de comunicação para isso.

Obrigado em nome dos moradores da Cohab Massangano, Parque Massangano, transeuntes e população em geral.

Carlos Nunes/Comunitário

Esgoto estourado aborrece moradores do Bairro Antônio Cassimiro

Um esgoto estourado na Rua 8 do Bairro Antônio Cassimiro, zona norte de Petrolina, mudou para pior a rotina da comunidade. Um morador, que prefere não se identificar, afirma que o problema já dura meses.

Segundo ele, a situação aborrece os moradores daquela área. Eles já teriam solicitado providências à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que até agora ainda não resolveu o problema. Com a palavra, a  Compesa. (foto/divulgação)

Lixo e entulhos em calçada do Bodódromo são problemas antigos que passam por moradores

A Rua Epaminodas Carvalho, no Bairro Cohab II/Areia Branca, zona leste de Petrolina, é conhecida por ficar nas imediações de um dos cartões-postais da cidade – o Bodódromo. Mas há o lado negativo também.

Num trecho da calçada da Epaminondas Carvalho, lixo e entulhos são constantemente despejados sem nenhuma cerimônia, mesmo depois de a prefeitura realizar a limpeza do local. Essa prática, infelizmente, é antiga e já registrada anteriormente por este Blog.

A novidade, agora, é que até para-choque de veículos está sendo deixado na calçada. Um absurdo que reflete a falta de cidadania por parte de certos moradores. Lamentável.

Comunitários do Residencial Vivendas voltam a pedir providências contra som alto de veículos

O velho problema de veículos com som nas alturas continua incomodando os moradores do Residencial Vivendas, em Petrolina. Um morador – que preferiu o anonimato – contou, através do WhatsApp do Blog, que não aguenta mais a situação.

Ele informou que o incômodo é maior nos finais de semana. O morador conta que, além dos ‘paredões’, muitos moradores colocam caixas de som do lado de fora de suas residências e passam o dia inteiro com os equipamentos ligados. Com a palavra, as autoridades.

Terreno baldio incomoda moradores no Alto da Boa Vista

Um terreno baldio localizado na Rua 30 do Bairro Alto da Boa Vista, em Petrolina, vem gerando incômodo aos moradores do local. Eles relataram, através do WhatsApp do Blog, que o terreno é ponto de descarte de lixo e entulhos.

Os comunitários solicitam que a prefeitura realize a limpeza do terreno ou notifique o dono, para que a sujeira seja retirada do local. Eles também disseram que outros terrenos baldios da rua já foram limpos. Haja bronca. (foto/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br