Comunidade denuncia carroceiros que jogam lixo e tocam fogo em área do bairro José e Maria

Moradores do bairro José e Maria e entorno, zona norte de Petrolina, denunciam que numa área atrás o prédio da Metalúrgico Peixinho, que carroceiros estão jogando lixo em vias urbanas do bairro e tocando fogo. De acordo com a população, o ato acontece sempre a noite e tem levado muitos transtornos à comunidade com fumaça e muito mal cheiro. Pedem providências das autoridades.

‘Garagens particulares’ geram revolta no Residencial Vila Verde

Os moradores do Residencial Vila Verde, do ‘Minha Casa, Minha Vida’, em Petrolina, estão na bronca com uma situação que vem ocorrendo no condomínio: os estacionamentos estão sendo transformados em ‘garagens particulares’. Para cercar os espaços, foram usadas barras de ferro e correntes, delimitando o espaço entre um veículo e outro.

Mas a indignação maior é que, segundo eles, os espaços estariam sendo privatizados e liberados somente para aos moradores que não estão com débitos em atraso. “Os moradores que estão com condomínio em atraso não têm direito a vaga na garagem! Fica aí a pergunta, então o carro fica lá fora? Como assim, se isso é um projeto do governo?”, questionam, através do WhatsApp do Blog. Com a palavra, os responsáveis. (foto/divulgação)

Moradores de Serrote Pelado protestam na Casa Plínio Amorim por permanência de pedreira na comunidade

Após interditarem a BR-428 na última semana, moradores da comunidade de Serrote Pelado, zona rural de Petrolina, protestam, neste momento, na Casa Plínio Amorim.  O motivo da reivindicação é a permanência de uma pedreira na comunidade, segundo eles, única fonte de renda para os moradores.

Extrair pedra é o nosso único meio de sobrevivência”, diz frase escrita num cartaz segurado por uma moradora. “Nossos filhos só terão um futuro se tivermos um lugar para trabalhar”, ressalta outro cartaz. Eles querem um posicionamento dos vereadores da Casa.

Escuridão leva medo à rua no Residencial Park São Gonçalo 2 em Petrolina

No Residencial Park São Gonçalo 2, zona oeste de Petrolina, o medo tomou conta da área. Tudo por causa da escuridão existente na Quadra E, Rua 08 do bairro. Os moradores informam que a Prefeitura havia prometido completar o restante dos postes e a iluminação do local, mas nada foi feito até o momento. A comunidade denuncia que tem gente sendo assaltada até na porta de casa. O local, conforme a população, está muito perigoso. Todos pedem providencias.

 

Moradores do entorno da Feira da Cohab Massangano reclamam de falta de higiene no local

Os moradores do entorno da Feira da Cohab Massangano, zona oeste de Petrolina, reclamam da falta de higiene do espaço e da fedentina que estaria sendo deixada sempre que os feirantes deixam o espaço. Através do WhatsApp do Blog, ele disseram que a feira tem “um odor insuportável, a falta de higiene e os locais aonde são expostas as carnes e peixes para comercialização estão degradados“.

Eles também alegam que “não há coleta de lixo ou higienização após a feira, ficamos exposto ao lixo e ao odor fétido. Já ligamos para reclamar na Ouvidoria da prefeitura, mas não tivemos sucesso. Quero compartilhar, na esperança das autoridades responsáveis visualizem e tomarem providências“, finalizam. Sobre a demanda apresentada, o Blog vai procurar a assessoria da prefeitura. (foto/divulgação)

Esgoto estourado incomoda moradores do Gercino Coelho há 10 dias

Um esgoto estourado na Rua da Glória, bairro Gercino Coelho, zona leste de Petrolina, tem incomodado os moradores. Através do WhatsApp do Blog, eles afirmam que o problema já dura 10 dias e piorou após as últimas chuvas.

A água suja, segundo eles, tem contribuído para o aparecimento de baratas e infestação de mosquitos. Aborrecidos, eles clamam por uma ação urgente da Compesa para solucionar o problema. Com a palavra, a companhia. (foto/divulgação)

Buracos e esgotos estourados tiram do sério comunidade do Jardim Amazonas

Buracos e esgotos estourados. Esse cenário transformou-se numa longa e incômoda rotina para quem mora na Rua 15 do Bairro Jardim Amazonas, zona oeste de Petrolina.

Segundo relatos repassados ao Blog, há mais de três anos a rua não recebe uma operação tapa-buracos. Por conta disso, as ‘crateras’ espalharam-se pela rua, virando alvo de constantes reclamações. E pelo que se vê por lá, somente um novo recapeamento asfáltico pode resolver a situação em definitivo.

Não bastasse isso, os esgotos também têm gerado muitos aborrecimentos entre a vizinhança. Haja bronca.

Moradores do Residencial Brasil sofrem com infestação de baratas

Moradores do conjunto habitacional Residencial Brasil, na zona oeste de Petrolina, estão desesperados devido a uma infestação de baratas que invadiu a comunidade. Segundo relatos, não tem veneno que faça com que o inseto desapareça das moradias.

A preocupação da população é ainda maior por causa das crianças, porque além de terem que estar num ambiente nada saudável, são prejudicadas devido à aplicação do veneno para matar o inseto.

Todos do Residencial Brasil apelam pelo urgente comparecimento da Vigilância Sanitária Municipal e demais autoridades ambientais de Petrolina, para que providências sejam tomadas.

Queimadas voltam a tirar sossego de comunidade petrolinense

As incômodas e impertinentes queimadas voltam a tirar o sossego de mais uma comunidade em Petrolina. Desta vez a reclamação vem de moradores do Bairro Pedra Linda. Relatos enviados a este Blog dão conta de que o problema ocorre todas as noites, causando muito desconforto aos comunitários. (mais…)

Moradores do Rio Corrente reivindicam a Miguel Coelho reativação do posto de saúde

Moradores do Bairro Rio Corrente, zona oeste de Petrolina, estão reivindicando do prefeito Miguel Coelho a retomada dos atendimentos no posto de saúde da comunidade, o qual foi desativado pelo ex-prefeito Julio Lossio, no final de sua gestão (em 2016). De acordo com o líder comunitário Edvanílson Amorim (foto), a distância entre o bairro e a Cohab Massangano – onde os moradores do Rio Corrente passaram a ser atendidos – é muito grande.

A comunidade está prejudicada, principalmente os idosos e crianças. A pessoa já está doente, e ainda tem que se deslocar para um bairro que não é perto”, justifica. Além disso, Edvanílson informou ao Blog que nem sempre os moradores do Rio Corrente conseguem ser atendidos no posto da Cohab Massangano.

A reportagem já entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde, que ficou de esclarecer sobre a demanda.

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br