Juiz determina retirada de conteúdo, em mídias sociais, contra secretário

A força da internet, por meio das mídias sociais, se mostrou uma arma eficaz também na política. E se espalha pelo sertão inteiro.

E a Justiça está agindo. O juiz André Simões Nunes, da Comarca de Tabira, deferiu liminar determinando a retirada de conteúdo postado no Blog do Dincão e na rede social Facebook, pelo ex-prefeito José Edson Cristóvão de Carvalho contra o Secretário de Administração, Flávio Marques.

O conteúdo foi considerado por Marques como “inverídico, ofensivo, calunioso, difamatório e injurioso”. A multa diária em caso de descumprimento da sentença é de R$ 500,00.37

Petrolinense cria nova rede social e já é destaque nacional

caio

eduardoPetrolina não exporta só frutas, agora exporta também conhecimento e tecnologia. E tecnologia diferente. Pensando em um recurso que pudesse oferecer respostas sobre diversos assuntos, um estudante universitário concebeu uma ferramenta, através da internet, com esse fim. Assim nasceu o WeechOne. O site foi desenvolvido por Eduardo Santana (foto 2), 22 anos, de Petrolina, sim senhor.

Fazendo intercâmbio no Canadá, o estudante pernambucano de engenharia de computação pedia dicas a amigos e pelo Facebook. Até que, conversando um dia com o com o colega Caio Ferreira, 21, ele teve a ideia de criar uma rede social que resolvesse isso.

Batizado de WeechOne, o serviço online foi pensado para ser um site que ajudasse na tomada de decisões. Nove meses após a ideia, o site deve nascer nesta terça-feira (1º).

Cursando Engenharia de Computação na Universidade do Vale do São Francisco (Univasf), Eduardo e Caio – que cursa na mesma área, na Universidade Federal de Itajubá (Unifei), encararam o desafio depois que se conheceram durante o programa de intercâmbio ‘Ciência sem Fronteiras’, na University of Victoria, em British Columbia, no Canadá, onde se tornaram amigos e decidiram elaborar o site.

Eduardo se encontra até o momento estagiando no Canadá e voltará para Petrolina em cerca de 2 meses. Além disso, é desenvolvedor de aplicações web e móveis há 3 anos e seus aplicativos já somaram mais de 20 mil instalações no mundo, principalmente no Brasil.

Caio é de Sorocaba (SP). Atualmente estuda Engenharia da Computação na Universidade Federal de Itajubá e está praticamente no último ano. Também participou do Ciências sem Fronteiras (este em 2013), estudando na University of Victoria. É desenvolvedor frontend e web designer desde os 10 anos de idade, e sempre trabalhou com Internet. Caio atuou como freelancer e fez alguns estágios no Brasil e também no Canadá.

O Blog conversou, com exclusividade, com o petrolinense Eduardo Santana, que respondeu nossas perguntas com muito boa vontade:

 Como surgiu a ideia do WeechOne?

A ideia surgiu durante uma das saídas que eu tive com minha namorada Kellen, hoje minha noiva, quando nós não sabíamos escolher entre 3 lugares para ir, o que era uma dúvida frequente. Eu parei para pensar sobre como é comum termos que escolher entre várias coisas todos os dias e como seria útil se eu pudesse ter uma forma de receber sugestões na hora que eu precisasse. Foi aí que surgiu a ideia do WeechOne. Posteriormente eu conheci Caio Ferreira e ele acrescentou muitas coisas que eu não tinha pensado e nós reelaboramos o WeechOne.

 O que significa WeechOne?

O termo WeechOne é um jogo com as palavras em inglês “which” e “one”. É comum usar o termo “Which one” (Qual deles) em inglês quando se deseja saber o que escolher entre 2 ou mais coisas.

 Vocês já tem planos de monetização para o WeechOne?

Nós definimos algumas formas de monetização, mas ainda não concluimos nosso planejamento.

 É preciso pagar para usar o WeechOne?

Não, o WeechOne é, e sempre será, gratuito.

 Porque o WeechOne é inovador? O que destaca o WeechOne de outros sites?

O WeechOne tem a proposta de ajudar as pessoas a tomar decisões e pesquisar opiniões. Um destaque é a colaboração global entre usuários, significa que pessoas do mundo inteiro podem responder qualquer pergunta e as respostas chegam em tempo-real. Nós queremos que o usuário saiba decidir na hora. O WeechOne também possui um design elegante e amigável. O site já está disponível em inglês e português e os aplicativos para Android e iOS estarão disponíveis muito em breve.

 Como aconteceu sua parceria com Caio?

Conheci Caio em Vitoria, onde ele participou do mesmo programa de intercâmbio que eu. Nos tornamos bons amigos e começamos a trabalhar juntos em vários projetos. Então eu compartilhei a ideia do WeechOne com ele quando participamos de uma competição da universidade que ficamos em segundo lugar. Nós reelaboramos a ideia e ela ganhou a forma e cor que tem hoje.

 Como o WeechOne funciona?

O WeechOne permite que seus usuários compartilhem suas dúvidas para receber sugestões em tempo-real. Como toda dúvida, a resposta está sempre entre uma coisa ou outra, então o usuário fornece a pergunta e as possíveis respostas e os outros usuários escolhem uma. O usuário pode postar uma pergunta com até 4 opções e as opções podem ser imagens e/ou textos. Temos planos para ampliar os possíveis tipos de opções. Além disso, o usuário também poderá, em breve, utilizar os aplicativos para iOS e Android, que estão em fase final de desenvolvimento.

 Vocês tem contado com algum investimento?

Não recebemos nenhum investimento até o momento. Nenhum investidor entrou em contato com a gente, porém estamos abertos ao diálogo.

Quais são os planos pós-lançamento?

Nós temos planos de lançar aplicativos para outros sistemas de smartphone como Windows Phone e disponibilizar o WeechOne em mais idiomas (atualmente o WeechOne está disponível em Inglês e Português).

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br