Vereador Aero Cruz contesta deputado Lucas Ramos sobre Escola Técnica Estadual

Fiel escudeiro do grupo do senador Fernando Bezerra, o vereador Aero Cruz contestou a informação dada pelo deputado estadual Lucas Ramos sobre a viabilização da primeira Escola Técnica Estadual (ETE) para Petrolina. Em conversa com este blog, Lucas afirmou ter sido o primeiro a solicitar a unidade de ensino e que articulou junto ao Ministério da Educação (MEC) a liberação dos recursos financeiros para o empreendimento. De pronto, o vereador retificou a colocação de Lucas e destacou o papel decisivo do senador Fernando Bezerra, do ministro Fernando Filho e do prefeito Miguel Coelho para a construção da escola técnica.

Aero alega que os recursos para a obra são do Fundo Nacional da Educação (FNDE) e estavam travados desde 2014. Somente após negociação do senador Fernando Bezerra e de Fernando Filho com o ministro Mendonça Filho, foi liberado um aditivo para a construção da escola técnica em Petrolina.

Aero ainda acrescentou que o prefeito Miguel Coelho já garantiu um terreno municipal para a instalação da unidade de ensino, além de ter se reunido em várias oportunidades com o governador e Mendonça Filho para acelerar os trâmites da obra.

O deputado está usando de oportunismo político. Ele falou de um jeito como se fosse o grande responsável por essa escola. É bom lembrar também que Lucas vive dizendo que o governo federal é ilegítimo, mas para essa obra aparece posando de aliado do ministro Mendonça Filho. A escola técnica é uma conquista do povo de Petrolina, e se tem alguém que pode afirmar que trouxe essa escola tão importante para nossa cidade é o senador Fernando Bezerra, Fernando Filho e o prefeito Miguel Coelho, não Lucas”, retrucou o vereador.

Sobre possível instalação de Escola Técnica Estadual em Petrolina, Lucas Ramos diz ter sido primeiro a reivindicar equipamento

Em contato com este Blog, o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) comentou a visita do secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amâncio, a Petrolina para vistoriar áreas que poderão receber a primeira Escola Técnica Estadual (ETE) do município.

O parlamentar lembrou que em 2015 fez a primeira indicação no sentido de reivindicar do Governo do Estado a ETE para Petrolina. “Logo no início do nosso mandato, apresentamos indicação ao governador Paulo Câmara e ao secretário de Educação para que a unidade fosse instalada em Petrolina. Vejo que o nosso trabalho está gerando resultados concretos”, comemorou Lucas.

A indicação foi aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) no dia 17 de agosto de 2015. “É um desafio que assumimos desde o primeiro momento do nosso mandato e estamos animados em ver que o resultado de nossa luta se tornará realidade”, explica.

Ainda de acordo com o deputado, o Ministério da Educação sinalizou disposição pela construção da escola. “Em Brasília, estivemos com o ministro Mendonça Filho, que nos garantiu os recursos necessários para realização da obra”, adiantou Lucas. O custo médio para implantação de uma ETE é de R$ 11 milhões. “São escolas que oferecem qualificação profissional e ajudam na inserção dos jovens no mercado de trabalho, fortalecendo a economia regional. Os filhos de Petrolina terão mais uma oportunidade de construir novos caminhos”, analisou o deputado.

Ao lado de Paulo Câmara, Lucas Ramos participa de inaugurações de obras no Araripe e se fortalece

Um dos que marcaram presença durante a passagem do governador Paulo Câmara (PSB) pelo Sertão do Araripe, para o Seminário ‘Pernambuco em Ação’, no dia de ontem (5), o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) comemorou as obras do Estado para a região. E não foi à toa. (mais…)

Cabrobó: Perenização do Riacho Grande é debatida em audiência pública

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB/foto) defende a perenização do Riacho Grande, em Cabrobó (PE), Sertão do São Francisco. O manancial é um dos afluentes do Rio São Francisco no sertão do estado. O assunto foi tema de uma audiência pública na Câmara de Vereadores do município nesta sexta-feira, 5.

No evento foram defendidos projetos que viabilizem a ação, o que beneficiaria diretamente produtores cabroboenses e do município vizinho de Terra Nova. Em nota, Lucas – que por estar cumprindo agenda administrativa na região do Araripe com o governador Paulo Câmara (PSB) -, não pode comparecer ao debate, mas disse que como representante dos pernambucanos, dos sertanejos e mais ainda da população de Cabrobó na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), não medirá esforços para concretizar a perenização do Riacho Grande.

Iremos interceder pela licença de operação para que haja a liberação de água da Transposição do São Francisco no ponto da Barragem de Terra Nova. A operação trata da abertura das comportas do reservatório três vezes ao ano para alimentar o leito do Riacho Grande e seis barragens em Cabrobó, o que garantirá sua perenização”, assinalou o parlamentar. Uma medida, segundo o socialista, que  beneficiaria 2 mil famílias em Cabrobó que ocupam uma área irrigada de 10.200  hectares e outras 800 famílias do município de Terra Nova em 2 mil hectares. “Daí a importância da perenização do Riacho Grande para a estruturação econômica da região”, frisou.

A água atenderá as necessidades de produtores de abacaxi, caju, cebola, coco, feijão, goiaba, manga, maracujá, milho, tomate e uva que ficam às margens do Riacho Grande, garantindo a lavoura durante todo o ano. “Não podemos descansar um minuto sequer nesta luta. Não é justo que os filhos e filhas de Cabrobó e Terra Nova apenas observem as águas do São Francisco cortando suas cidades sem deixar uma gota para seus moradores. Estamos fazendo a nossa parte”, registrou Lucas.

Novas viaturas reforçarão segurança pública no Sertão, acredita Lucas Ramos

 

 

O deputado estadual Lucas Ramos (PSB) participou da solenidade de entrega de novas viaturas para a polícia militar ocorrida nesta quarta-feira, 26, no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. Ele destacou que municípios sertanejos foram contemplados com as viaturas.

“Conquistamos, graças à nossa articulação, mais viaturas para os municípios de Santa Maria da Boa Vista e Ipubi, no Sertão, e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana”, afirmou o parlamentar.  Os novos veículos também estarão nas cidades de Igarassu, Paulista, São Lourenço da Mata, Nazaré da Mata, Caruaru, Vitória de Santo Antão, Surubim, Petrolândia, Recife e São José do Egito.

Durante a entrega de viaturas, o governador Paulo Câmara sancionou a Lei que cria o 1º Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp), em Caruaru, e anunciou a transformação da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) no Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE).

“Essas ações fazem parte de um conjunto de investimentos em favor da segurança pública. O trabalho continua, é incansável. Em breve, vamos dar desdobramentos ao Plano de Segurança para termos condições de fazer com que a segurança pública, prioridade permanente do Governo de Pernambuco, cumpra o seu papel”, ressaltou o governador.

Para Lucas, só será possível reverter a situação da segurança em Pernambuco por meio de ações enérgicas e rápidas como as anunciadas nesta quarta. “Estamos conscientes do trabalho que precisa ser feito para melhorar os índices de segurança em nosso estado e não estamos parados. A iniciativa do governador em reforçar a frota e qualificar batalhões possibilita uma pronta-resposta do Estado, agilizando as operações policiais e combatendo especialmente o crime organizado”, avaliou.

Bombeiros

Durante o evento, Lucas Ramos aproveitou para destacar a necessidade de implantação de um posto avançado do Corpo de Bombeiros Militar no município de Santa Maria da Boa Vista, no Sertão do São Francisco. A unidade descentralizará a prestação do serviço e diminuirá distâncias no atendimento à população.

O comando da corporação nos apresentou a demanda e estamos trabalhando para encontrar um imóvel próximo à orla da cidade que sirva como sede do posto avançado”, antecipou Lucas. “Em breve teremos o Corpo de Bombeiros de forma mais presente e operacional na região”, finalizou. (Foto: Ascom)

Sem saber que Odacy e Lucas não foram convidados para audiência pública sobre Compesa, Osinaldo critica ausência de deputados

Um dos vereadores a usar a tribuna da Câmara de Petrolina durante a audiência pública que discutiu serviços de saneamento e atuação da Compesa em Petrolina, realizada ontem, 25, Osinaldo Souza (PTB) não poupou críticas aos deputados estaduais Odacy Amorim (PT) e Lucas Ramos (PSB), representantes do município na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), por estarem ausentes na discussão. Outra reclamação do petebista foi a falta também de um representante da Agência Reguladora do Estado (Arpe) na audiência pública.

“Por ser um órgão estadual, seria interessante estarem presentes. Não vimos interesse por parte dos deputados, nem da Arpe de participar do debate”, frisou o vereador.

A vereadora Cristina Costa (PT), autora do requerimento da audiência pública junto com o vereador Cícero Freire (PR), explicou ao colega que realmente não houve convites aos deputados por entender que eles não poderiam participar, por estarem em dia de reunião legislativa na Alepe. Quanto à Arpe, a vereadora acredita que a Armupe (Agência Reguladora de Petrolina) estava no debate, o que atendia a organização.

“Mas na sessão itinerante da Câmara, que acontece nesta quinta, dia 26,  no bairro Santa Luzia, fizemos questão de convidar todos os deputados, o prefeito Miguel Coelho, secretários, para debater esse assunto que há anos tira o sono dos moradores daquela região de Petrolina”, explicou.

Contrato

Em seu discurso na audiência pública, Osinaldo também sugeriu ao prefeito Miguel Coelho (PSB) rever o contrato do município com a Compesa. “Se tem mistério em rever essa concessão com a Compesa não sei, mas o que vemos é que nenhum prefeito conseguiu mudar essa situação e se conseguisse, Petrolina poderia estar bem melhor no quesito saneamento básico”, avaliou Osinaldo.

Lucas Ramos defende posicionamento do PSB em relação a reformas de Temer e afirma: “Quem apoia, está contra trabalhador”

O PSB honra sua história e a memória de João Mangabeira, Miguel Arraes e Eduardo Campos ao se posicionar contra as propostas de reforma da Previdência e trabalhista apresentadas pelo presidente Michel Temer”. Esse foi o tom do discurso do deputado estadual Lucas Ramos (PSB), na tarde desta terça-feira (25), na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ao parabenizar a postura da Executiva Nacional do partido que, na noite da segunda (24), decidiu por fechar questão em relação às proposições

Para Lucas, as reformas apresentadas pelo Governo Temer precisam de um debate mais amplo. “A prova de que o diálogo foi insuficiente fica evidente com o recuo do próprio presidente em pontos como a idade mínima para aposentadoria da mulher e o tempo necessário para que o trabalhador possa obter o benefício integral”, afirmou. O deputado enfatizou que o país precisa de reformas, mas a parcela mais vulnerável da população não pode ser prejudicada. “Precisamos excluir as mudanças que retiram direitos, por exemplo, de trabalhadores rurais”, lembrou.

 Lucas Ramos adiantou que irá manter-se vigilante à votação dos textos no Congresso Nacional. “Os deputados e senadores que apoiam as reformas do jeito que estão apresentadas estão assumindo uma posição claramente contrária aos interesses do trabalhador brasileiro”, alertou. (foto: Henrique Genecy/divulgação)

 

Lucas Ramos e os caminhos que terá para 2018

O deputado estadual Lucas Ramos vive um momento novo. Ser candidato à reeleição como deputado estadual ou se aventurar em um voo maior e disputar um mandato como deputado federal. Lucas tem alguns pontos a ponderar. Foi eleito participando do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho, com quem rompeu e disputava “em casa” votos com Miguel Coelho.

Miguel agora é prefeito de Petrolina e não vai estar no jogo. Lucas pensa em apostar no seu carisma e tentar ganhar aí algumas adesões de quem não votaria no candidato do prefeito.

Por outro lado ele imagina que pode ser a bola da vez em uma eleição para federal, que não contará com Adalberto Cavalcanti (PTB), o qual deve disputar um mandato na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Para federal disputaria votos com Fernando Filho e Guilherme em uma esfera diferente.

O complicador, neste caso, seria se entender com Gonzaga Patriota, com quem mantém uma parceria respeitosa. Um outro ponto que Lucas precisa avaliar com cuidado é que apoio terá do seu partido, o PSB. Do que sem notícia, ele não conta com a boa vontade da turma do governador Paulo Câmara para ajudá-lo a fazer um mandato com mais colaboração. Quem é da política sabe que nem sempre a eleição para um cargo maior é a mais difícil.

Vice-prefeito de Lagoa Grande e a missão de cobrar da Compesa solução para falta d’água na cidade

O vice-prefeito de Lagoa Grande (PE), no Sertão do São Francisco, Ítalo Ferreira (PDT), bem que poderia aproveitar os encontros que anda tendo com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, para ajudar o prefeito Vilmar Capellaro (PMDB) no reforço às reivindicações da população, que está sofrendo com falta d’água constante na cidade. Existem relatos de bairros e localidades sem uma gota d´’água nas torneiras por, em média, 15 dias. Quando o líquido chega às torneiras dos moradores, já é madrugada e com pouca pressão.

Aproveitando sua influência junto ao Governo de Pernambuco, ítalo pode solicitar também nessa missão, o reforço do deputado estadual Lucas Ramos (PSB). A população de Lagoa Grande, com certeza, ficaria satisfeita com a atenção dada a esse problema de desabastecimento, que é antigo por lá.

Primeiro Centro Comunitário da Paz do interior de PE pode ser implantado em Petrolina

Petrolina poderá ser a primeira cidade do Interior de Pernambuco a abrigar um Centro Comunitário da Paz (Compaz), além da capital Recife. Essa é a ideia do deputado estadual Lucas Ramos (PSB/foto), que concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog sobre o assunto. Lucas disse ainda que pretende aprimorar a legislação estadual para punir o transporte ilegal de explosivos e continuar lutando pela valorização das Polícias Civil e Militar.

O parlamentar foi provocado a apresentar ações e propostas para a área de Segurança Pública, principalmente no Sertão, e defendeu que o tema é prioritário no seu mandato.

“Desde 2015, quando tomamos posse, elegemos como fundamental a batalha, sem tréguas, contra a violência. Empreendemos ações de promoção da cidadania, educação e dos esportes para afastar jovens e crianças da criminalidade, por meio do Compaz. E uma atuação na Assembleia Legislativa em prol do fortalecimento de nossas Polícias, aprovando melhores salários, mais infraestrutura e maior presença no Estado”, destacou. Confira os trechos da entrevista:

Compaz em Petrolina

Antes de falarmos sobre combate à violência, é preciso discutir prevenção. Só é possível afastar as crianças e jovens das drogas, do tráfico e do roubo, ou seja, evitar que eles sejam os tristes protagonistas do crime amanhã, se oferecermos oportunidades de vida. Abrir janelas para o mundo, especialmente para quem só encontra elas fechadas. O Compaz, com agora duas unidades no Recife, é o equipamento ideal para alcançar esses objetivos. E precisamos que a primeira unidade fora da capital seja levada para Petrolina, polo socioeconômico do São Francisco, mas que vem dividindo o amargo título de cidade mais violenta fora do Grande Recife com Caruaru. Recentemente aprovamos na Alepe a Indicação ao governador Paulo Câmara, ao secretário de Desenvolvimento Social, Roberto Franca, e ao ministro Raul Jungmann para que o processo de interiorização do Compaz comece por Petrolina. Essa é a nossa luta.

Educação e esportes contra o crime

A receita não é mirabolante: oferecer mais educação de qualidade e esportes para crianças, jovens e adultos ampliarem seus conhecimentos, formarem consciência crítica e descobrirem e aprimorarem seus talentos. Um bom exemplo foi a conquista do Anexo I do Colégio da Polícia Militar, em Petrolina, luta travada pelo meu pai quando ainda era secretário de estado na gestão do ex-governador Eduardo Campos. Outro foi nossa articulação no resgate de um pleito antigo do ex-deputado Geraldo Coelho: conseguimos trazer duas novas escolas estaduais para a cidade, nos bairros de São Gonçalo e João de Deus, ambas em obras, que já são realidade na vida dos petrolinenses.

Cultura da paz

Acredito verdadeiramente que é preciso disseminar uma cultura de paz, e isso precisa partir das escolas, tanto no Ensino Fundamental quanto no Médio, em todas as instituições, privadas e públicas. Ajudar a construir uma sociedade onde, em vez de filmar com o celular os amigos brigando, as crianças e jovens estimulem a reconciliação. Que em vez de tratar quem é diferente com desrespeito – e pior, preconceito -, aceitem e abracem cada um do seu jeito, com suas opções, ideologias e orientações. Professores, coordenadores, pedagogos e alunos devem dar esse exemplo. Se engajarem na construção de um modelo educacional onde a promoção da Paz seja um pilar fundamental.

Mais rigor contra crimes

Apresentaremos nas próximas semanas um Projeto de Lei que prevê maior rigor nas punições a transportadores que forem flagrados, sem a devida autorização, com explosivos e armas de fogo. Defendemos a suspensão do registro das empresas na Junta Comercial de Pernambuco (Jucepe) e o impedimento para participar de licitações ou firmar contratos com as administrações públicas. O objetivo é agir de maneira forte na repressão ao contrabando de explosivos e armas de grosso calibre, braço operacional fundamental para a ação das quadrilhas de assaltos a bancos.

Mais policiais e mais infraestrutura

É preciso ampliar o efetivo do 5º Batalhão da Polícia Militar. Para isso, apresentamos ao governador a sugestão para que sejam aproveitados os novos policiais, que estão concluindo a Academia, para reforçar o efetivo que protege os cidadãos de Petrolina, Afrânio e Dormentes. Participamos ainda da articulação para entrega de 12 novas viaturas para o Batalhão. Os veículos zero quilômetro substituíram antigos e proporcionam hoje mais agilidade na ação policial e maior alcance das rondas, garantindo uma Polícia mais presente. E defendemos a criação da Companhia Independente de Afrânio, como uma polícia de barreira, reforçando a vigilância nas fronteiras com outros Estados e reprimindo a entrada de drogas e armas de fogo. É um ganho tático substancial para investigações de quadrilhas que atuam em vários Estados.

Valorização dos policiais

Não é possível alcançar novos resultados positivos na repressão à violência sem investimentos em segurança e sem o devido reconhecimento e valorização das Polícias Militar e Civil. Atuamos diretamente na aprovação dos orçamentos de 2016 e 2017 do Estado, garantindo na Assembleia Legislativa aumento nos investimentos em ações de Segurança Pública. Estamos falando de R$ 600 milhões a mais apenas para este ano. Participamos também da articulação para aprovar a lei que aumentou o salário dos policiais civis no final de 2016. E este ano, já como presidente da Comissão de Administração Pública, pude coordenar a análise e apoiar a aprovação da lei que concedeu reajustes de 27% a 40% para toda a Polícia Militar. Além de Pernambuco, só o Ceará aumentou o salário da PM e em percentuais bem menores – de 1,1% a 9,6%. Ainda como parte de nossos esforços, atuamos para aprovação do aumento em 70% dos valores pagos no Programa de Jornada Extra da PM. Para finalizar, também debatemos e aprovamos na Alepe a contratação de 3.600 novos policiais nos últimos dois anos. Foram 1.100 policiais militares que já estão nas ruas, 1.500 que estão terminando a Academia este ano e mais 1.000 policiais civis.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br