Lombada construída irregularmente em rua do Bairro São Gonçalo irrita motoristas

Redutores de velocidade construídos de forma primária e sem nenhum critério não têm sido raros em Petrolina. Prova disso pode ser constatada no Bairro São Gonçalo, zona oeste da cidade.

Na Rua da Construção (esquina com a Rua 9), as lombadas estão tirando do sério os motoristas que circulam pelo local. A bronca é tão grande que alguns entraram em contato pedindo uma intervenção da AMMPLA, órgão que responde pelo trânsito da cidade.

Motoristas desobedecem sinalização e usam lombada como retorno na Orla II

Uma denúncia que chegou ao Blog mostra motoristas que transitam pela Avenida Cardoso de Sá, na Orla II, Centro de Petrolina, burlando as leis de trânsito.

Os condutores aproveitam uma lombada construída em frente a uma pizzaria e fazem o retorno, passando por cima do canteiro central, indo embora sem a minima cerimônia.  Isso serve de alerta para a AMPLLA (Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina) reforçar a fiscalização na área.

Lombada irregular revolta comunitários no Antonio Cassimiro

lombada antonio cassimiro

Uma lombada construída totalmente fora dos padrões está gerando a revolta de comunitários da Rua 7, localizada no Bairro Antonio Cassimiro, zona norte de Petrolina.

De acordo com um morador, a lombada está causando sérios problemas porque, além de irregular, não tem nenhuma sinalização. “Minha esposa, quando se deslocava para o trabalho, caiu de moto nessa lombada e foi para o hospital desacordada. Pela imagem dá para observar várias marcas de freadas de carros e motos”, desabafa.

Esse mesmo morador disse estranhar o fato de os responsáveis pela implantação do equipamento terem usado uma placa da EPTTC – que responde pelo trânsito em Petrolina – para fechar a rua enquanto faziam a lombada. A reportagem entrou em contato com a assessoria da EPTTC, que se comprometeu em averiguar o fato junto ao setor responsável.

Lombada construída por comunitário no Parque Massangano gera controvérsia

lombada parque massangano

Uma lombada construída por um morador do Bairro Parque Massangano, em Petrolina, virou motivo de controvérsia na comunidade da Rua da Castanhola (antiga Rua 7).

O problema é que a lombada, segundo outros moradores, foi feita de forma irregular, sem observar a determinação da lei. “A lombada é desproporcional. O veículo, mesmo passando de lado, acaba sofrendo danos”, reclamam. Com a palavra, as autoridades competentes.

Comunitário critica sinalização precária em lombada na Estrada da Banana

lombada estrada da banana

Ao contrário do que acreditava o comunitário petrolinense Clebson Santos, que se equivocou ao afirmar que novas lombadas estariam sendo feitas na Estrada da Banana, após uma grande controvérsia de dois anos atrás, no local será reconstruída apenas uma lombada. Mesmo assim ele ainda tem ressalvas a fazer.

Segundo Clebson, o que sobrou de um outro redutor de velocidade está gerando problemas. O detalhe é que, apesar de estar pintada de amarelo, a sinalização da lombada só serve durante o dia, porque à noite não há placas indicativas de 100m ou 50m alertando para o equipamento. Esse detalhe, segundo o comunitário, pode fazer toda a diferença para se evitar acidentes no local. Fica a sugestão.

Moradores do São Gonçalo querem construir lombada em avenida, mas EPTTC alega que não há placas de sinalização para autorizar obra

A18--saliencia-ou-lombadaPreocupados com os riscos de acidentes na Avenida Baraúnas, localizada no bairro São Gonçalo, zona oeste de Petrolina, moradores da área decidiram pedir autorização à EPTTC para construírem um quebra-molas no local – mais precisamente na altura da Rua 42. Porém, terão de aguardar.

Comunitários do bairro que procuraram a EPTTC foram informados que a autorização já está pronta, mas ainda não foi liberada. O motivo seria a falta de placas de sinalização que indicam a presença de redutores de velocidade.

Há poucas semanas que reassumiu a pasta, o diretor-presidente do órgão municipal de trânsito, Paulo Valgueiro, justificou que será necessária uma nova licitação para a aquisição das placas. O detalhe é que Valgueiro reconheceu que precisa ficar a par de tudo o que foi deixado pelo seu antecessor, Daniel Ferreira, antes de tomar suas decisões. Ou seja: os moradores do São Gonçalo não sabem ao certo quando essa licitação sairá.

A construção da lombada na avenida do São Gonçalo está orçada em R$ 600 – quantia já arrecadada pelos comunitários. A responsabilidade por implantar o equipamento é dos moradores, enquanto a EPTTC fica encarregada de determinar os padrões da lombada (altura e largura), além de implantar placas de sinalização nos locais onde é construída.

Após acidentes, EPTTC implanta lombadas na Rua Antonio Santana Filho

lombada rua antonio santana filhoDepois de alguns acidentes na Rua Antonio Santana Filho, imediações da Praça do Peixe, no Centro de Petrolina, a prefeitura municipal finalmente resolveu agir.

Por meio da EPTTC, algumas lombadas estão sendo implantadas na via pública com vistas a reduzir a velocidade dos motoristas mais ‘apressadinhos’. De lombada ninguém gosta, mas não dá para deixar de reconhecer que ajudam.

Acidente de moto na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio deixa uma mulher ferida

Acidente 3Uma mulher ficou ferida num acidente de motocicleta, na manhã desta quinta-feira (27). O fato aconteceu na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, nas proximidades do Hipermercado G Barbosa.

A vítima (que não foi identificada) pilotava a moto. Ela foi encaminhada ao Hospital de Urgências e Traumas (HUT). O acidente deixou o trânsito lento no local e chamou a atenção de curiosos.

Na avenida, bem próximo ao supermercado, havia duas lombadas eletrônicas que foram retiradas pela EPTTC há meses. Até o momento, nenhum redutor de velocidade foi instalado no local.

Lombada em Lagoa Grande (PE) vira ponto de discórdia

Lagoa Grande lombadaEm Lagoa Grande (PE), no Sertão do São Francisco, um comunitário decidiu ele mesmo providenciar uma lombada na Rua Antonio Germano, no Centro da cidade.

A preocupação é com a imprudência de motoristas e motociclistas que passam em alta velocidade pelo local, gerando insegurança aos pedestres.

Segundo informações colhidas pelo Blog, os moradores levaram o fato à Secretaria de Infraestrutura do município, a qual não adotou nenhuma medida para minimizar o problema. No entanto, depois da lombada construída, a Secretaria interveio e retirou a mesma, justificando que essa questão não é de responsabilidade do município, mas da polícia. E o impasse continua. Com a palavra, as autoridades.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br