Crise não atingiu exportações de frutas do Vale do São Francisco, diz Itep

A exportação de frutas continua alavancando a economia brasileira, na contramão da crise. Só em 2016, o setor movimentou mais de 700 mil dólares – segundo dados da Associa­ção Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abra­frutas). A qualificação das frutas em atendimento às exigências da União Europeia está entre os principais pontos que contribuíram para o crescimento e consolidação do segmento.

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) é referência na realização de análises para atestar e elevar a qualidade das frutas Made in Brazil, atendendo todo o país, com destaque para os produtores do Vale do São Francisco, que já é responsável por 99% de toda exportação nacional de uva e 85% das mangas, de acordo com informações da Associação de Produtores e Exportadores de Hortigranjeiros e Derivados do Vale do São Fran­cisco (Valexport).

A gerente do Núcleo Alimento Seguro e Sustentável do Itep, Adélia Araújo, ressalta que o trabalho desenvolvido pelo instituto segue os critérios de qualidade e de rastreabilidade exigidos pelo mercado, em especial o importador. Cada fruta passa por uma avaliação minuciosa para verificar a existência de resíduos de agrotóxicos, englobando mais de 500 compostos. As análises realizadas pelo Itep são acreditadas (ISO/IEC 17025), credenciadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Anvisa e Inmetro. O resultado é um serviço confiável e com nível de excelência abalizado pela União Europeia.

O reconhecimento das soluções e serviços oferecidos tem relação com o investimento em pesquisa e capital humano. “Nossos profissionais são comprometidos em estudar soluções. A nossa equipe tem mestres, doutores e técnicos especializados que participam de treinamentos, feiras, palestras e eventos científicos no Brasil e no exterior”, destaca a gerente.

Qualifruit.com

Para incentivar a exportação de frutas da região para a Europa, o Itep desenvolveu, em parceria com o Governo de Pernambuco, um programa de acompanhamento à inspeção das frutas realizada no Porto de Roterdã, na Holanda (porta de entrada de toda produção no Sertão pernambucano). Iniciado em 2010 e mantido até 2015, o programa pioneiro no país foi decisivo para a consolidação das frutas do Vale do São Francisco no mercado europeu. “O Qualifruit funcionava como o olho do produtor no exterior. Através das informações das condições e da qualidade das frutas, os produtores ganham poder na negociação de preço de venda e definição de mercado, além da possibilidade de identificar melhorias de produção, embalagem e transporte”, explica Adélia.

Itep participa de programa nacional para avaliação de alimentos orgânicos

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), através do Laboratório de Análise de Resíduos de Agrotóxicos e de Bebidas Alcoólicas (LabTox), será uma das instituições responsáveis pela realização de análises de resíduos de agrotóxicos em produtos orgânicos oferecidos em diferentes cidades do país. O trabalho será realizado dentro do programa de avaliação e monitoramento da qualidade de produtos orgânicos colocados no mercado brasileiro, cujas amostras serão coletadas por fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em feiras e supermercados.

A ideia do programa é contribuir para o controle dos orgânicos em circulação no mercado nacional. Os alimentos coletados passarão por análises para monitorar a presença de 200 compostos distintos. Coordenado pelo Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene), o programa foi elaborado pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Novação e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em parceria com o Itep. O LabTox – ligado ao Núcleo Alimento Seguro e Sustentável do Itep – receberá, inicialmente, 320 amostras para avaliação.

Com uma legislação recente, regulamentada em 2011, os alimentos orgânicos no Brasil seguem o chamado “controle social para a venda direta sem certificação”, ou seja, se baseiam na confiança do produtor e não exigem a certificação do produto. “Esperamos que o programa tenha sucesso, pois a atuação na área de controle dos alimentos orgânicos ainda é muito tímida. Também é importante a continuidade da ação para assegurar os benefícios alcançados”, aponta Adelia Araújo, gerente do Núcleo de Alimento Seguro e Sustentável do Itep.

As primeiras amostras chegarão ao Itep na próxima semana, provenientes do Estado da Paraíba. Também integram o programa o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz-RJ), o Laboratório de Toxicologia da Universidade de Brasília (UnB), o Laboratório de Análises de Resíduos de Pesticidas da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), o Instituto Biológico de São Paulo (IB) e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Consumo orgânicos

O consumo de alimentos orgânicos no Brasil vem ganhando cada vez mais adeptos interessados em manter uma alimentação mais saudável e livre de agrotóxicos. Segundo dados da Organics Brasil, ligada à Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), o mercado vem crescendo a uma taxa de 25% ao ano desde 2009.  (Foto: Reprodução Internet)

Prefeitos do Sertão assinam contrato com Itep e avançam na elaboração do plano de resíduos sólidos

Assinatura ItepPrefeitos de Lagoa Grande (Dhoni Amorim), Santa Maria da Boa Vista (Eliane Costa), Cabrobó (Auricélio Torres) e Orocó (Dédi), no Sertão do São Francisco, assinaram ontem (25) com o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) o contrato para elaboração do plano intermunicipal de resíduos sólidos do Comrio (Consórcio Intermunicipal do Submédio São Francisco).

A elaboração do plano atende a lei nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e prevê, entre outras medidas, o fim dos lixões. O Comrio vem trabalhando a temática ‘Meio ambiente como prioridade nas ações do consórcio’. A ideia também é priorizar ações de desenvolvimento sustentável e educação ambiental nos quatro municípios.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) vem acompanhando o cumprimento desse plano. Para Bertrand Sampaio, gestor de Resíduos Sólidos do Itep, o trabalho em formato consorciado – entre municípios – é crucial para que possam ser viabilizadas práticas viáveis do ponto de vista econômico e sustentável.

Em 10 dias começarão as visitas técnicas do Itep à região do consórcio. Para o presidente do Comrio, Dhoni Amorim, a parceria entre as instituições viabilizará a elaboração do plano. “Estamos contando com o apoio da Secretaria estadual de Meio Ambiente, o MPPE, Itep e TCE. A parceria é fundamental para o sucesso deste projeto. Todas as instituições acompanharão de perto a construção do plano”, destacou.

Itep abre concurso para 50 professores temporários com vagas para o Sertão

208255392537ab9fe6c0ca81b13fd62bO Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) abriu concurso para a seleção de 50 professores temporários. Os interessados devem atuar na área de ensino médio nos centros do Itep espalhados pelo Estado. As inscrições podem ser feitas até o dia 18 de março.

As vagas são para os municípios de Olinda (Região Metropolitana), Caruaru e Garanhuns (Agreste) e Araripina e Serra Talhada (Sertão). A contratação é por tempo determinado.

A remuneração será feita com base na hora/aula, podendo variar de R$ 20,60 para o técnico de nível médio; R$ 25,75 para o graduado; R$ 30,90 para o especialista; R$ 36,05 para o mestre; e R$ 46,35 para o doutor.

O resultado final será divulgado no dia 1°de maio. Além dos classificados, o Itep informa que ainda vai criar um cadastro reserva com os não selecionados. Para fazer a inscrição, os interessados devem acessar a aba “Trabalhe Conosco” através do site: www.itep.br até as 16h do dia 18 de março.

Univasf recebe proposta do Itep para implantação de pré-incubadoras de projetos

reunião univasf - itepDirigentes da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) se reuniram esta semana para discutir a abertura de núcleos de pré-incubação de empreendimentos na universidade. A proposta visa a estimular a prospecção de projetos em diversas áreas de conhecimento, voltados ao empreendedorismo, e foi analisada entre os representantes do Itep, Geraldo Eugênio de França; da Diretoria Técnica Científica (DTC/Itep) no Recife, Cátia Freitas; da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do Vale do São Francisco (Invasf) em Petrolina; e o vice-reitor da Univasf, Télio Nobre Leite.

De acordo com os representantes do Itep, o objetivo é ampliar a parceria com a Univasf, favorecendo a troca de experiências e o compartilhamento de ações e ambientes, a partir da implantação de núcleos pré-incubadores. Conforme Cátia Freitas, a Invasf – nucleada na Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) – abriga atualmente oito projetos, e destes, sete são oriundos da Univasf.

Para Télio Leite, a ampliação da parceria também atende aos objetivos da universidade de contribuir com o desenvolvimento regional como instrumento para a aquisição e difusão de novas competências e de apoio a iniciativas empreendedoras. “A ideia é que a gente estabeleça um acordo de cooperação específica com a proposta de incubação de empresas, uma ação que tem a somar com toda a experiência do Itep em consultorias e capacitação. É também uma forma de estimular o empreendedorismo dentro da formação acadêmica”, enfatizou o vice-reitor.

Êxito

A proposta apresentada pelo Itep é que os projetos prospectados no ambiente acadêmico alcancem o mercado, constituindo-se como oportunidade de negócios para o desenvolvimento de empresas com maior potencial de êxito. De acordo com Geraldo de França, durante o período de incubação que dura, em média, dois anos, os projetos contam com assessorias técnicas, envolvendo planejamento, cursos de capacitação e consultorias específicas.

Geralmente vinculados a instituições de ensino, os núcleos de pré-incubação possibilitam o acompanhamento de projetos para respectivo desenvolvimento, auxiliando-os tecnicamente para seleção junto a diversos programas promovidos por entidades de fomento. (foto: Assessoria/divulgação)

Facape e Itep abrem inscrições para curso de gestão de resíduos sólidos

facapeA Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e o Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) estão com inscrições abertas para o curso teórico-prático sobre gestão de resíduos sólidos. As aulas acontecerão na Facape nos dias 30 e 31 de janeiro e 6, 7 e 20 de fevereiro. Os interessados devem se inscrever no site do Itep até o dia 12 de janeiro. A carga horária é de 30h e o investimento custa R$ 995.

O objetivo é qualificar os estudantes para a abordagem de gestão de resíduos sólidos e prepará-los para elaboração de estudos na área. O tema vem sendo discutido com frequência com o encerramento dos prazos para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prevê, entre outros pontos, o fim dos lixões.

Podem participar profissionais com licenciatura ou graduação plena nas áreas de Engenharia, Arquitetura, Ciências Biológicas, Ciências Ambientais, Química e áreas afins, Geografia, Física e Matemática. O curso faz parte da preparação para o mestrado em Gestão da Tecnologia Ambiental, com abertura de edital prevista para janeiro e realizado em parceria entre o Itep e a Facape. Outras informações podem ser obtidas através dos telefones (81) 3183-4226/4222 ou pelo e-mail mestrado@itep.br. (fonte/foto: Ascom/Facape)

Grupo de trabalho retoma discussões sobre fortalecimento da cultura exportadora no Vale do São Francisco

FacapeO  grupo de trabalho formado por representantes de várias instituições envolvidas na cultura de exportação no Vale do São Francisco retomou as discussões sobre o fortalecimento do setor. Na reunião, que aconteceu na Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas (Facape), foi debatida a forma de contribuição para fomentar dessa cultura, valorizando os empresários e produtores da região, citando os casos de sucesso na área.

O encontro contou com a presença de representantes do curso de Comércio Exterior da autarquia, da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco (AD/Diper), Sebrae, Banco do Brasil, Fiepe (Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco) e Itep (Instituto de Tecnologia de Pernambuco). Juntos, eles formaram um Grupo de Trabalho (GT) para difundir a cultura exportadora no Vale do São Francisco.

“Formamos um Grupo de Trabalho para prospectar esse objetivo. A ideia é trazer, em breve, representantes do Governo Federal, de órgãos como Infraero e Correios, para participarem dessas discussões. Nos primeiros encontros, cada instituição apresenta cases, seu papel e as dificuldades encontradas nesse processo de exportação”, explicou o coordenador do curso de Comércio Exterior da Facape, Antônio Cláudio.

Segundo o coordenador,  a proposta é que as discussões envolvam também empresários locais e demais instâncias relacionadas ao processo de exportação. Segundo o professor Antônio Cláudio, a iniciativa envolve diretamente os estudantes e profissionais de Comércio Exterior. (fonte/foto: Ascom Facape)

Seleção do Itep oferece 175 vagas em cursos técnicos. Há oportunidades para Araripina

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) anunciou um novo processo seletivo para preencher 175 vagas em cursos técnicos de nível médio, oferecidos em quatro centros tecnológicos do estado.

As inscrições podem ser feitas, presencialmente, a partir desta segunda (28) até 8 de agosto, nas sedes dos CTs, no Recife, em Caruaru e Garanhuns (no Agreste) e Araripina (Sertão). A taxa de inscrição custa R$ 24 e pode ser paga na rede bancária até 11 de agosto. As provas serão realizadas no dia 17 de agosto. O edital está disponível no site do Itep.

Podem se candidatar estudantes que tenham concluído ou estejam cursando a 2ª ou 3ª série do ensino médio, para ingresso nos cursos técnicos de nível médio. Candidatos que quiserem isenção da taxa devem indicar o número do Cadastro Único para Programas Sociais no ato da inscrição. No Centro Tecnológico do Araripe, em Araripina, são oferecidos os cursos de química e eletroeletrônica, ambos com 35 vagas.

ITEP oferece 275 vagas para cursos técnicos. Oportunidades em Serra Talhada e Araripina

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) abriu inscrições para o processo seletivo de alunos para os cursos técnicos de nível médio nos Centros Tecnológicos sob sua gestão. Estão sendo oferecidas 275 vagas em cinco CTs, para seis cursos: Comunicação Visual, Química, Modelagem do Vestuário, Alimentos, Zootecnia e Eletroeletrônica.

Os interessados poderão se inscrever no site www.upenet.com.br até o dia 22 deste de junho, mediante o preenchimento do formulário online de inscrição, indicando suas informações pessoais e o curso de sua preferência.

As provas serão realizadas no dia 6 de julho, juntamente com as provas de seleção para as escolas técnicas de Educação Profissional da Secretaria Estadual de Educação.

Entre as vagas oferecidas estão  Zootecnia – 35 vagas à noite, no Centro Tecnológico do Pajeú (CT Pajeú), em Serra Talhada; e Química e Eletroeletrônica, 25 vagas cada, à tarde, no Centro Tecnológico do Araripe (CT Araripe), em Araripina. A taxa de inscrição custa R$ 24,00 e deverá ser paga em casas lotéricas ou agências bancárias até o dia 26. As informações são da Ascom.

Prefeitos ligados ao Cimpajeú reúnem-se amanhã para discutir fim de lixões

O Consórcio de Integração dos Municípios do Sertão do Pajeú (Cimpajeú) realizará nesta quarta-feira (19) mais uma reunião com os prefeitos que integram o grupo. O encontro está marcado para acontecer a partir das 9h na Câmara Municipal de Vereadores de Iguaracy. Na oportunidade, os gestores deverão discutir as estratégias para acabar com os lixões na região.

A reunião contará com a participação de representantes do Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep), que já elaborou um plano intermunicipal de gestão de resíduos sólidos. As prefeituras têm até agosto de 2014 para acabar com todos os seus lixões, conforme a Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Itep: Inscrições para mestrado profissional em Tecnologia Ambiental vão até amanhã

mestrado_okO Instituto de Tecnologia de Pernambuco (Itep) está com inscrições abertas até esta quinta-feira (28) para a turma 2014.1 do mestrado profissional em Tecnologia Ambiental.

São oferecidas 30 vagas, sendo 15 para os candidatos que optarem pela linha de pesquisa “Gestão Ambiental” e 15 para a de “Contaminação e Degradação Ambiental”. Segundo a assessoria, uma novidade é a ausência da obrigatoriedade na entrega do pré-projeto para participar do processo seletivo.

As aulas serão realizadas à noite, nas segundas e terceiras semanas de cada mês – o que permitirá aos interessados conciliarem trabalho e estudo. Além do mais, o curso propicia experiências práticas, com visitas de campo. Outra vantagem para os alunos é a disponibilidade dos laboratórios modernos do Itep no apoio ao desenvolvimento acadêmico.

A seleção para o Mestrado Profissional em Tecnologia Ambiental é dividida em três etapas. Na primeira, os candidatos fazem a prova de conhecimentos e o exame de suficiência em Língua Inglesa. Depois, serão avaliados o Curriculum Lattes e o histórico de graduação. Por fim, acontecerá uma entrevista individual. O resultado final será divulgado no dia 23 de dezembro. Para mais informações e consultar o edital, acesse o site http://mestrado.itep.br.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br