Cumprindo agenda em Petrolina, embaixadora dos Emirados Árabes discute possibilidade de investimentos

Em visita oficial a Petrolina nesta quarta-feira (3), a embaixadora dos Emirados Árabes Unidos, Hafsa Abdullah Mohamed, foi recepcionada pelo prefeito Miguel Coelho. No encontro, o gestor apresentou as potencialidades da cidade, programas sociais e projetos ligados à geração de energia renovável e sustentabilidade.

É uma parceria importante que estamos iniciando para nossa região. Petrolina é uma cidade exportadora com diversos potenciais e sabemos da capacidade de investimento dos Emirados Árabes, principalmente, na geração de energia. Este é um passo significativo para grandes negócios e oportunidades tanto para Petrolina como para outras cidades da região”, explicou o prefeito, após a reunião.

Um novo encontro foi marcado com o prefeito e Hafsa Abdullah na Embaixada dos Emirados Árabes, em Brasília. “A embaixadora ficou muito empolgada com a visita a Petrolina. Vamos trabalhar para trazer investimentos nessa segunda reunião em Brasília e estreitar os laços do Sertão com os Emirados Árabes“, antecipou o prefeito.

A reunião contou ainda com as presenças da vice-prefeita Luska Portela e das secretárias Kátia Carvalho (Desenvolvimento Social) e Laura Recena (Planejamento e Sustentabilidade). Após o encontro com o prefeito, a embaixadora visitou a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e fazendas de Petrolina. Fonte: Ascom PMP/foto: Ivaldo Reges

Paulo Valgueiro rebate declarações de gerente da Compesa: “Cara de pau”

O vereador da bancada de oposição na Casa Plínio Amorim, Paulo Valgueiro, não gostou nem um pouco das declarações do gerente regional da Compesa, João Raphael Queiroz, o qual afirmou ontem (25), durante audiência pública, que os investimentos da empresa em Petrolina, na área de água e esgoto, não foram maiores por conta da gestão do ex-prefeito Julio Lossio, que tentou quebrar a concessão do serviço. Valgueiro tachou o gerente de “cara de pau”, justificando que Lossio tentou justamente buscar um diálogo junto à Companhia, em buscas de melhorias para o abastecimento d’água e esgotamento sanitário da cidade, e não obteve êxito.

O vereador enviou ao Blog uma nota, manifestando seu repúdio às declarações de João Raphael. Confiram:

É muita cara de pau, para pouco óleo de peroba! Isso mesmo. Não há outra forma de definir a atitude do gerente regional da Compesa, Sr. João Raphael Queiroz, em colocar a culpa da má gestão da Compesa em Petrolina na gestão do Prefeito Julio Lossio.

Não é segredo que foi exatamente pelo fato de a Compesa faturar alto em nossa cidade e não oferecer a devida contrapartida, investindo em saneamento, que o Prefeito Julio Lossio tentou municipalizar o sistema de água e esgoto do município, que é superavitário.

E é bom que se diga, que antes de partir para o embate visando ao cancelamento da concessão para exploração dos serviços de saneamento em Petrolina, a gestão de Lossio buscou o diálogo junto à Compesa para tentar encontrar uma solução para a melhoria do serviço, sem que tenho obtido êxito.

E o que vimos, ao longo dos últimos anos, foi a sociedade ser castigada pela má gestão da Compesa, que esteve em audiência pública na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira, 25 de abril, justamente em decorrência das reclamações da população em Petrolina, que sofre sem água nas torneiras e com os inconvenientes da falta de esgotamento sanitário em vários bairros da cidade.

Sabemos, também, que os últimos investimentos realizados pela Compesa no Município de Petrolina foram feitos com recursos do Governo Federal.

Infelizmente, parece que a Compesa tem usado a receita arrecadada em Petrolina para financiar a sua incompetência gerencial em outras cidades pernambucanas, deixando a nossa cidade desabastecida e a população sedenta de soluções para o abastecimento de água e o esgotamento sanitário que lhes proporcione uma melhor qualidade de vida.

Talvez uma pista para a falta de recursos para investimentos da Compesa em nosso Município e no Estado seja a odiosa parceria que a Compesa fez na região metropolitana com a empresa mais corrupta de história do Brasil: a Odebrecht, cuja promiscuidade em todos os seus negócios tem saltado aos olhos da nação em um dos maiores escândalos de corrupção que já tivemos notícias.

Mas não estou aqui para torcer contra. Ao contrário, espero que a Compesa aprimore os seus serviços e possa estar trazendo mais investimentos para a nossa cidade e transforme Petrolina em um canteiro de obras de saneamento de qualidade, beneficiando toda a população e fazendo de Petrolina uma cidade ainda melhor para se viver. Aliás, esse é um compromisso que a Compesa vem assumindo e é isso que todos nós esperamos dela.

Paulo Valgueiro/Vereador do PMDB

Gerente da Compesa em Petrolina garante que investimentos em água e esgoto só não foram maiores por causa do Governo Lossio

Momentos antes da audiência pública que começou agora há pouco na Casa Plínio Amorim, sobre os problemas no abastecimento d’água e esgotamento sanitário de Petrolina, o gerente regional da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), João Raphael Queiroz concedeu uma rápida entrevista à imprensa, assegurando que a empresa fez os investimentos necessários no setor. Segundo ele, o que atrapalhou foi a gestão municipal passada, do prefeito Julio Lossio, que tentou quebrar a concessão da Compesa.

Segundo João Raphael, os R$ 65 milhões enviados pelo governo federal foram aplicados para melhorias no setor em Petrolina. No entanto, a tentativa do governo passado em quebrar a concessão da Compesa impediu a Companhia de continuar investindo no sistema em mais bairros da cidade.

“Estávamos fazendo um investimento muito alto, e a gente precisa que esse investimento retorne aos cofres da empresa. Então isso fez com que a gente não investisse mais em bairros onde não existe rede coletora, infraestrutura, para que a gente possa operar e dar manutenção ao sistema”, explicou.

Esperado para a audiência, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, estava cumprindo agenda em Brasília (DF) e não pôde comparecer. Igor Falcão, representante da prefeitura, está no debate.

Energia: Leilão da Aneel permitirá mais de R$ 12,7 bilhões de investimentos em transmissão em 19 Estados

O leilão de transmissão nº 5/2016 realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) propiciará R$ 12,7 bilhões de investimentos em transmissão nos Estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. O certame ocorreu nesta segunda-feira (24) na sede da B3 em São Paulo, e resultou no arremate de 7.068 km de linhas de transmissão e subestações com 13.132 Mega-Volt-Amperes (MVA) de potência. A Receita Anual Permitida (RAP) contratada foi de R$ 1,6 bilhão. Dos 35 lotes ofertados, 31 foram arrematados.

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, esteve na capital paulista para acompanhar o leilão e comemorou o resultado. “O país ainda vive muitas dificuldades no cenário político e econômico, mas aqui estamos falando de investimentos de 30 anos, de pessoas que apostam no futuro do Brasil e que acreditam que o país começa de fato a se recuperar, como estamos vendo pela queda dos juros, pela queda da inflação, pela volta dos empregos“, afirmou.

O leilão apresentou deságio médio de 36,47% ao preço inicial ofertado. Isso significa que a receita dos empreendedores para exploração dos investimentos ficará menor que o previsto inicialmente, contribuindo para modicidade tarifária. O resultado do certame representa uma economia, em 30 anos, de R$ 24,2 bilhões para os consumidores.

As empresas vencedoras terão direito ao recebimento da Receita Anual Permitida para a prestação do serviço a partir da operação comercial dos empreendimentos. O prazo das obras varia de 36 a 60 meses e as concessões de 30 anos valem a partir da assinatura dos contratos. As informações são do Ministério. (Foto/divulgação)

Gerente regional da Celpe confirma investimentos de R$ 27 milhões para Petrolina este ano

O gerente regional da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), Evandro Simões, anunciou nesta segunda-feira (10) investimentos na ordem de R$ 27 milhões para Petrolina este ano. A notícia foi divulgada por Simões durante reunião do Conselho Empresarial da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe). Esses recursos, segundo ele, serão destinados à ampliação da rede de distribuição e na construção da subestação Petrolina III.

De acordo com o gerente, que está na região há três meses, a Companhia vem apresentando um crescimento substancial de investimentos a cada ano. “Em 2015, investimos em obras no município cerca de R$ 16 milhões e em 2016 esse valor cresceu para R$ 24 milhões. Investimos forte também em manutenção preventiva, com inspeções, podas de árvores e correções de potenciais falhas na rede”.

Simões enfatizou ainda que os resultados obtidos com os planos de investimento e de manutenção preventiva são respostas à nova filosofia da companhia: ‘ser mais ágil, fazer mais fácil e estar mais próximo’. Após a palestra, o representante da Celpe respondeu alguns questionamentos levantados pelos conselheiros da Fiepe.

O conselheiro e representante do segmento de construção civil, Alexandre Araújo, viu boas perspectivas não apenas para Petrolina. “Com a implantação desse novo modelo, quando temos aqui uma gerência regional de operações de fácil acesso, creio que estamos diante de uma das melhores notícias para o setor produtivo de Petrolina e região”, pontuou. (fonte/foto: CLAS Comunicação)

 

Miguel Coelho afirma que Compesa deverá investir este ano R$ 20 milhões em ações de saneamento em Petrolina

Um dos três entrevistados no final da manhã desta quinta-feira, 30, do Programa Debate, da Rádio Jornal, no Recife, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), afirmou que sua gestão está focada em fazer a cidade recuperar o título de uma das mais saneadas do Brasil. Para isso já acertou com a Compesa, empresa estatal do estado que gerencia os serviços der água e esgoto na maior cidade do sertão pernambucano, investimento de cerca de R$ 20 milhões ou para implantação de saneamento ou recuperação dos sistemas deficitários no município.

“O petrolinense cobra uma melhor gestão da Compesa nessa área. Por isso tive como primeiro ato de governo, um ato com a presença da Compesa para mostrar que nosso foco será fazer Petrolina voltar a ser referência em saneamento. Nós retrocedemos 25% de nossa cobertura que já superou 80% anos atrás, por isso o nosso compromisso é que este ano a Compesa já invista cerca de R$ 20 milhões ou já implantando novas redes ou recuperando equipamentos para oferecer um serviço melhor a nossa cidade”, ressaltou Miguel.

Outro ponto destacado pelo prefeito e que focando o saneamento contribui diretamente para atuar forte no segmento é a revitalização do Rio São Francisco. Miguel contou que já iniciou um programa de georreferenciamento para orientar sobre a ação de recuperação do rio.

“Já iniciamos o trabalho de retiradas das baronesas que é conhecida como planta lixo e seu grau de incidência no rio demonstra como anda a poluição na área. Iremos depois fazer um processo de reoxigenação do São Francisco e após esse trabalho, em parceria com a Codevasf, vamos realizar a colocação de alevinos como parte dessa ação de revitalização”, listou o prefeito de Petrolina.

Além de Miguel Coelho, participaram também do programa apresentado pelo comunicador Geraldo Freire e que debateu o desafio da gestão municipal, os prefeitos de Olinda, Professor Lupércio Nascimento (SD) e de Igarassu, Mário Ricardo (PTB). (Foto: Reprodução Site Rádio Jornal)

Sertão de Itaparica receberá R$ 35 milhões em investimentos do Governo de Pernambuco

O governador Paulo Câmara continuou anunciando liberações de recursos e entregas no segundo dia do Pernambuco em Ação, no Sertão de Itaparica, na sexta-feira (24). Cerca de R$ 35 milhões estão sendo investidos em toda a Região direcionados para as áreas de Saúde, Infraestrutura, Educação e Recursos Hídricos. Para o chefe do Executivo estadual, o Seminário é a chance de rever as ações a serem realizadas para melhorar as condições de vida dos pernambucanos.

Entre os investimentos,  em parceria com a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o governador Paulo Câmara autorizou o lançamento do edital de licitação para o Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do Distrito de Caraibeiras. A obra, que terá um aporte de R$ 16 milhões e atenderá mais de dez mil pessoas, será composta por três bacias de esgotamento, através do assentamento de 39 quilômetros de rede coletora, ramais de calçada e emissários; construção de três estações elevatórias e de estação de tratamento de esgotos. A ideia é que, assim que for dada a Ordem de Serviço, a obra fique pronta em 24 meses.

No total, R$ 2,2 milhões foram liberados pelo chefe do Executivo estadual, via Ordem de Serviço, para implantação do Sistema de Abastecimento de Água no município de Petrolândia, sendo R$ 1,7 milhões de execução de serviços e R$ 500 mil de aquisição de materiais por meio de ata de registro de preços. A obra, que beneficiará quatro mil pessoas, consiste na implantação integral de um sistema de abastecimento de água para os habitantes do bairro Nova Esperança. Com a entrega, a população contará com fornecimento de água diretamente em suas casas.

Os trabalhadores rurais do Sertão de Itaparica também foram beneficiados com o investimento de cerca de R$ 7 milhões do Governo do Estado. Desse total, R$ 1.466.935,00 foram direcionados para a  aquisição de 620,5 mil litros de leite ao longo de 2017, através do Programa Leite de Todos. A liberação  beneficiará 1.724 famílias e gerar renda para os produtores de leite garantindo a segurança nutricional de crianças. Em 2016, foram distribuídos, na Região, 309.792 litros de leite/ano pelo Programa, no valor de R$ 681.095, beneficiando 340 famílias por ano.

O governador Paulo Câmara também autorizou o início da distribuição de alimentos por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o montante foi de R$ 640 mil para adquirir 262 mil quilos de alimentos para toda a Região, beneficiando 6.550 pessoas. No Sertão de Itaparica, em 2016, o PAA distribuiu 244.181,86 quilos de alimentos, fornecidos por 326 agricultores, beneficiando 6.050 mil pessoas. Totalizando R$ 882.572,24 em investimentos.

Piscicultura

Para ampliar a renda das famílias, o governador assinou quatro convênios no valor de R$ 1.475.384,33 para a implantação de projetos produtivos para a cultura do peixe em tanques-rede. Os convênios contemplam as Associações dos Aquicultores de Petrolândia (Petrolândia), das Mulheres Guerreiras do Sítio Umburanas (Jatobá), de Santo Antonio do Coité (Itacuruba), e Agropecuária e Comunitária do Distrito de Ibó (Belém do São Francisco). Seis dos projetos de piscicultura em tanques-rede foram inaugurados durante o segundo dia do Pernambuco em Ação, totalizando um investimento de R$ 1.531.752,78 e beneficiando associações de Jatobá e Petrolândia. (foto: Aluísio Moreira/SEI/divulgação)

Ministro da Educação anuncia em Petrolina investimentos para escola técnica e quatro creches no município

Durante visita a Petrolina para a inauguração da Policlínica da Univasf, nesta sexta-feira (17), o ministro da Educação, Mendonça Filho, confirmou ao prefeito Miguel Coelho a liberação de R$ 14 milhões para a construção de uma escola técnica e o destravamento de recursos para a implantação de quatro novas creches no município. Também foi assegurado pelo Ministério da Educação R$ 1,3 milhão para a compra de materiais de cozinha para a rede municipal de ensino.

Segundo o prefeito Miguel Coelho, os recursos para a construção da escola técnica foram direcionados para o Governo do Estado, que será responsável pela construção da unidade de ensino. A contrapartida da Prefeitura de Petrolina será a liberação de um terreno onde funcionará o prédio escolar.

 Já sobre as creches, o prefeito informou que a Prefeitura tem 12 projetos aprovados que estavam travados por conta de pendências da gestão anterior. Após negociação com o Ministério, as obras em quatro das creches foram autorizadas e devem ser iniciadas ainda neste semestre.

“Nós temos 12 centros de Educação Infantil (CMEI) com projetos travados por conta de um lapso da gestão passada, mas graças ao empenho das equipes do Ministério e da Prefeitura, conseguimos destravar quatro dessas creches. Outra alegria é ver que o sonho da construção de uma escola técnica para nossa cidade está perto de virar uma realidade”, comemorou o prefeito Miguel Coelho.

Policlínica

A passagem do ministro Mendonça Filho por Petrolina teve como principal foco a inauguração da Policlínica da Univasf. A unidade de saúde funcionará como um centro de apoio ao prédio do Hospital Universitário e contará com 22 consultórios, três salas de cirurgia, 300 exames de diagnóstico por imagem (ecocardiografia, ultrassonografia, eletrocardiograma, eletroencefalograma, mapa, endoscopias), ambulatório de curativos, posto de coleta de sangue, salas de aula e farmácia universitária. Além disso, o anexo também funcionará como local de pesquisa e ensino dos cursos da área de saúde da instituição. (Foto: Ascom)

Potencial turístico de Petrolina deve ganhar reforço em investimentos

A agenda administrativa do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB) em Brasília, desde segunda, 6, ganhou um capítulo importante nesta terça, 7, após audiências do prefeito com ministros e parlamentares representantes do estado na Câmara Federal. Uma das audiências foi no Ministério do Turismo que Miguel já havia antecipado que iria em busca de investimentos para alavancar o potencial turístico da maior cidade do sertão pernambucano.

O gestor foi recebido pelo ministro do Turismo, Marx Beltrão, e pediu apoio do Governo Federal para a construção de novos equipamentos de lazer e infraestrutura como a nova rodoviária e um parque municipal. Na conversa, Miguel apresentou os potenciais naturais e as carências estruturais da cidade para receber os turistas. O encontro contou com a presença do senador Fernando Bezerra (PSB).

(mais…)

Em Brasília, Miguel é recebido por ministros e pleiteia investimentos para Petrolina

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, iniciou na segunda-feira (6) um giro pelos ministérios do Governo Federal. No primeiro dia da agenda em Brasília, o gestor se encontrou com os ministros  Mendonça Filho (Educação), Roberto Freire (Cultura), e Dyogo Oliveira (Planejamento). As reuniões foram acompanhadas pelo senador Fernando Bezerra e tiveram como objetivo principal a atração de recursos para ações estratégicas em Petrolina.  

Antes de se encontrar com os ministros, Miguel conversou com o vice-presidente da Caixa Econômica Federal, José Henrique Marques. A pauta da reunião teve como destaques a liberação de R$ 92 milhões para obras de mobilidade e infraestrutura, além de recursos para o ‘Minha Casa, Minha Vida’ na zona rural. Miguel ainda solicitou o patrocínio da Caixa para o São João de Petrolina.  

No encontro com Mendonça Filho, o prefeito levou três pedidos: liberação das 13 obras de construção de novas escolas e creches que estão travadas desde a gestão anterior; investimento de R$ 1,1 milhão para material de cozinha para a rede de ensino; e, por fim, a parceria técnica do abatedouro da Univasf para a administração da Prefeitura de Petrolina. “O ministro garantiu investimentos em nossa cidade ainda este ano. Acredito que ainda no primeiro semestre já teremos liberação de recursos para a rede municipal de ensino“, adiantou o prefeito.  

Na passagem pelo Ministério do Planejamento, Miguel Coelho e o senador Fernando Bezerra solicitaram a liberação de terrenos da União e créditos para investimentos. Encerrando a agenda, o prefeito reivindicou ao ministro Roberto Freire verbas federais para a construção de um teatro, ampliação da biblioteca municipal e para a realização de uma nova feira literária. O prefeito permanece em Brasília para mais reuniões com ministros e representantes do Governo Federal. O retorno de Miguel a Petrolina ocorrerá na quinta-feira (9). (foto/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br