Semana da Enfermagem tem programação especial na UPAE de Petrolina

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE)/Gestão Imip comemora até 20 de maio a Semana de Enfermagem. A iniciativa tem como proposta promover uma reflexão sobre a profissão, repensando o papel do enfermeiro na assistência e na gestão, fortalecendo assim os laços de equipe.

Na abertura, ocorrida sexta-feira, 12, os homenageados também foram contemplados com o sorteio de 50 vouchers para cuidados de beleza e brindes. “É uma forma de tentar retribuir toda a dedicação e o compromisso da equipe de enfermagem que nos ajuda a fazer dessa unidade de saúde uma referência em qualidade e bom atendimento. Os enfermeiros aqui têm papel de destaque e o reconhecimento da direção, que aposta no diferencial e competência da sua equipe”, ressalta a coordenadora de enfermagem, Martapolyana Torres.

A coordenadora geral, Ana Beatriz Mota Aguiar, acredita que a eficácia do processo seletivo da UPAE/Imip formou um bom quadro de profissionais. “Somos uma unidade de saúde de referência no estado e não conseguiríamos esse destaque sem a garra e o empenho de cada um que faz parte dessa família Imip. E a estes profissionais toda a nossa gratidão”, disse em reconhecimento à data.

Em nome dos mais de 100 profissionais da categoria, a enfermeira-gerente da clínica cirúrgica, Isadora Rodrigues, agradeceu o carinho. “Ficamos felizes com o reconhecimento e motivados a realizar um trabalho ainda melhor a cada dia para os nossos usuários”, ressaltou.

Data

No Brasil, o Dia do Enfermeiro é comemorado durante a Semana da Enfermagem (de 12 a 20 de maio), instituída na década de 40, em homenagem a dois grandes personagens da enfermagem no mundo: Florence Nigthingale e Ana Néri, enfermeira brasileira e a primeira a se alistar voluntariamente em combates militares. A profissão tem sua origem milenar e data da época em que ser enfermeiro era uma referência a quem cuidava, protegia e nutria pessoas convalescentes, idosos e deficientes. (Foto: Ascom)

Autismo é tema de reunião de rotina da pediatria do HDM/Imip

A reunião da pediatria do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina abordou nesta quinta-feira (4) o tema “Transtorno do Espectro Autista”, uma condição cada vez mais comum e presente nos consultórios e na vida das famílias.  O autismo requer um diagnóstico precoce para que seja feita uma estimulação adequada, de forma que possa minimizar os prejuízos sociais, educacionais, motores e da comunicação. Para isso, os médicos, em especial os que trabalham com criança, precisam estar aptos e sensíveis ao diagnóstico clínico.

“Trazer o autismo para o centro do debate foi uma sugestão do nosso neuropediatra, bastante pertinente inclusive, pois percebemos o aumento do número de casos que estão chegando aos serviços de saúde”, relata a diretora de Ensino e Pesquisa, Angélica Guimarães.

Outros temas com a mesma importância serão discutidos”, é o que garante a diretora de Ensino e Pesquisa. “Semanalmente temos essa reunião por setor e eventualmente trazemos convidados, sempre procurando abordar assuntos do nosso cotidiano e de relevância social”, afirma Angélica.

Acompanhamento

Segundo o especialista Jadson Fraga Júnior, para desmistificar o autismo é preciso entender primeiro essa condição que engloba diferentes síndromes e níveis. “O transtorno do espectro autista pode se apresentar de diversas maneiras, em maior ou menor grau. Mas, as pessoas quando pensam em autismo, em geral, imaginam apenas a forma mais grave da doença, quando a criança apresenta automutilação, deficiência intelectual associada, com severo comprometimento da fala e da socialização. Mas, essa é uma realidade apenas para a minoria dos casos. Na sua grande maioria, o autista consegue ter uma vida funcional e com autonomia”, explica o especialista.

Jadson completa que para essa vida normal, o autista precisa ser acompanhado por especialistas, ser estimulado precocemente e fazer uma manutenção para evitar a regressão dos ganhos. Ainda sobre o transtorno, o neuropediatra acrescenta que existe o autismo de alto desempenho, no qual a criança pode apresentar uma inteligência acima da média em determinada área do conhecimento.

“Essas são crianças verbais, inteligentes, chegando a ser confundidas com gênios, e que apresentam as dificuldades do autismo em grau bem reduzido”, informa.

O jogador de futebol Messi e o diretor da Microsoft Bill Gates são bons exemplos desse tipo específico do autismo de alto funcionamento, ou Síndrome de Asperger, como também é conhecido.De acordo com Jadson, os médicos clínicos, em especial os pediatras, são capazes de diagnosticar o autismo, principalmente os casos mais típicos.

“Treinar os profissionais de saúde para que saibam identificar esse tipo de transtorno é fundamental, e é isso que nós estamos fazendo aqui hoje. Tanto no ambulatório quanto no pronto socorro infantil recebemos casos de autismo e devemos estar aptos a realizar os encaminhamentos corretos”, ressalta.

Encaminhamentos como contato semanal com o profissional de fonoaudiologia para o desenvolvimento da linguagem; terapia ocupacional para o estimular da motricidade fina e coordenação motora; psicologia para trabalhar a socialização e diminuir as estereotipias como movimentos repetitivos sem propósito; e psicopedagogia para a adaptação curricular da criança.

“Além disso, o paciente deve ser acompanhado pelo neuropediatra, em alguns casos específicos, e fazer o uso de farmacológicos quando indicado”, recomenda Jadson.

Todas essas orientações podem fazer a diferença. “Existem evidências científicas de que, se o diagnóstico e a estimulação precoce forem iniciadas antes dos 2 anos de idade, o paciente pode não evoluir para o autismo. Mas, mesmo que isso não aconteça, sem dúvida, essa criança chegará aos 8 ou 9 anos em uma condição totalmente diferente do que chegaria se não fosse acompanhada”, finaliza o médico. (Foto: Ascom)

Imip promove melhorias na estrutura da UPAE de Petrolina

A diretoria da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE), gerida pelo Imip, está concluindo esta semana mais uma etapa de melhorias na sua infraestrutura que beneficia funcionários e pacientes. Foram duas mudanças importantes que melhoram o fluxo de medicamentos, a assistência farmacêutica e o ambiente destinado ao repouso dos profissionais da casa.

A primeira delas refere-se ao investimento na concepção de uma nova farmácia central, antes localizada em uma sala menor próxima à recepção do Pronto Atendimento. “Tínhamos um espaço livre e optamos por utilizá-lo de forma que atendesse à nossa necessidade mais imediata que era a de oferecer um local adequado à dispensação de medicamentos. Dessa forma nós otimizamos o serviço do farmacêutico, dos auxiliares de farmácia e técnicos de enfermagem, trazendo a farmácia central para perto das salas de medicação e observação; e com isso ainda ganhamos uma sala de fracionamento que irá funcionar no local da antiga farmácia”, informa a coordenadora geral da Unidade, Ana Beatriz Mota Aguiar.

A segunda, e não menos importante conquista, refere-se às melhorias realizadas no repouso. “Colocamos poltronas e divisórias em uma área ociosa do repouso que oferecerá mais privacidade e conforto na hora do descanso, tanto dos diaristas quanto dos plantonistas. Então, agora além do quarto com camas, nós temos uma antessala com luz baixa e poltronas confortáveis” ressalta.

Para o farmacêutico, as melhorias são relevantes e valorizam o trabalhador. “A gente se sente privilegiado por trabalhar em um local que pensa no usuário e no funcionário. A nova farmácia permite uma organização melhor, uma fluidez maior e um contato visual mais amplo. Então, o que já era bom ficou ainda melhor”, destaca Carlos Augusto. O profissional ainda lembrou que a farmácia satélite, que funciona no bloco cirúrgico, também recebeu melhorias: “Conseguimos trocar alguns mobiliários e aprimoramos a organização, permitindo uma maior funcionalidade do local”. O setor de repouso também passou por reforma. Para a assistente administrativa Helenita Florêncio, a palavra que define o sentimento é valorização “Com certeza nos sentimos respeitados e privilegiados com essas ações”, afirma.

Melhorias

De acordo com Ana Beatriz, apesar da UPAE ser uma unidade nova, com menos de quatro anos de funcionamento, busca constantemente melhorar seus serviços e a infraestrutura. “Temos uma equipe de manutenção predial que faz parte do nosso quadro e busca realizar vistorias diárias, mas vez ou outra percebemos que intervenções maiores precisam ser realizadas e não medimos esforços até concretizá-las. É dessa forma que nós fazemos a diferença”, concluiu. (Foto: Ascom)

Problemas técnicos no site do Imip prorrogam inscrição de processo seletivo da unidade até esta terça-feira

Após muitas denúncias de leitores do Blog durante o fim de semana de que o site do Imip não estava funcionando normal para a inscrição do processo seletivo da unidade em Petrolina, a coordenação da seleção assumiu que foram identificados problemas técnicos no site do Imip durante o sábado e o domingo (25 e 26), e decidiu prorrogar o prazo de inscrições até esta terça-feira (28). Todas as demais regras da processo seletivo continuam valendo.

Desse modo, os interessados em participar do processo seletivo simplificado da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE) e Hospital Dom Malan (HDM) devem primeiro cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP, na guia de CONTATO (http://www1.imip.org.br/imip/contato/index.html).

Em seguida, acessar a guia TRABALHE CONOSCO (http://189.39.115.220/…/curriculos/menu_login/menu_login.php), fazer o login com o CPF e a senha gerados no cadastro do currículo e clicar no link “CLIQUE AQUI PARA VERIFICAR PROCESSO SELETIVO”, concluindo assim a sua inscrição no certame.

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação por e-mail para a segunda fase.

HDM/Imip increve para seleção de médicos até domingo

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina está com seleção aberta para médicos especialistas nas áreas de neonatologia, pediatria e ginecologia/obstetrícia. As inscrições vão até domingo (26) e os interessados em participar devem seguir o passo a passo abaixo indicado.

Primeiro o candidato deve se cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP, na guia de CONTATO (http://www1.imip.org.br/imip/ contato/index.html) e, posteriormente, acessar a guia TRABALHE CONOSCO (http://189.39.115.220/…/ curriculos/menu_login/menu_ login.php), fazer o login com o CPF e a senha gerados no cadastro do currículo e entrar no link “CLIQUE AQUI PARA VERIFICAR PROCESSO SELETIVO”, finalizando assim a sua inscrição.

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação para a segunda fase composta por uma entrevista. (Foto: Ilustração/Divulgação)

UPAE/IMIP de Petrolina e INSS garantem atualização de políticas para profissionais do Serviço Social da unidade

Uma parceria entre a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) e o INSS, que surgiu há 3 anos, tem garantido aos profissionais do Serviço Social estarem sempre bem informados sobre as mudanças referentes às políticas sociais no âmbito da previdência. Como consequência positiva, os usuários da UPAE passam a contar com uma equipe ainda mais apta à prestar esclarecimentos sobre os direitos sociais.

Neste mês, a assistente social do Instituto, Mônica Suely Tenório, trouxe como tema as alterações necessárias para o requerimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que é garantido ao idoso acima de 65 anos (que nunca tenha trabalhado ou contribuído com a previdência) e à pessoa com deficiência de qualquer idade com impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo (que produza efeitos pelo prazo mínimo de 2 anos).

Entre as principais novidades, a alteração na previdência exige que o requerente faça a inscrição no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e abre um precedente quanto à renda per capta exigida. Atualmente, para se ter direito ao BPC a renda por pessoa do grupo familiar (em casos específicos) pode ser superior a ¼ do salário vigente, desde que haja comprovação de que os gastos com o usuário comprometem o sustento da família, e o acesso a medicamentos, por exemplo, tenha sido negado pelo município e estado.

“Acredito que essa seja uma parceira relevante, até porque os usuários do INSS, muitas vezes, são os mesmos usuários dos serviços  de saúde como a UPAE. Então, é importante que a gente fale a mesma linguagem e que os assistentes sociais passem as informações ao público da forma mais fiel possível. Nós realizamos essa capacitação uma vez ao ano, pois as políticas públicas sofrem alterações, avanços e nós temos que estar sempre atualizados. Estamos à disposição e acho a iniciativa da UPAE bastante louvável”, pontuou a representante do Instituto durante a capacitação.

De acordo com a supervisora do Serviço Social, Nazaré Cunha, o objetivo realmente é capacitar a equipe e preparar os profissionais da Unidade para atender de forma eficiente a demanda que surge do ambulatório, da urgência e emergência, onde as assistentes sociais atuam. “A nossa intenção é que o usuário saia daqui só com a saúde restabelecida, e também bem informado sobre os direitos sociais que possui. A ideia da parceria surgiu das dificuldades que a gente percebe no dia a dia e da necessidade de atualização em serviço”, esclarece.

A assistente social Cintia Oliveira aprovou a parceria. “Sem dúvida, a capacitação é de suma importância para nós, pois são os assistentes sociais que estão na ponta e absorvem a demanda que ultrapassa as questões de saúde e passam a ser da assistência. Então, é de extrema relevância que a gente possa apontar os caminhos e direcionar bem essas pessoas dentro da rede”, conclui.

A assistente social do INSS deixou o Instituto à disposição para maiores informações e esclarecimentos e a supervisora do serviço social da UPAE já adiantou que outros momentos importantes como esse acontecerão durante o ano.  (Foto: ASCOM)

 

HDM/IMIP realiza processo seletivo para médicos especialistas

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina está abrindo seleção para médicos especialistas nas áreas de neonatologia, pediatria e ginecologia/obstetrícia. As inscrições começam nesta terça-feira  (21) e seguem até o dia 26. Para participar, o interessado deve se cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP por meio deste link: (http://www1.imip.org.br/imip/contato/index.html)

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação para a segunda fase composta por uma entrevista. Portanto, é de suma importância que o candidato esteja com seus dados atualizados, inclusive com a carteira do conselho atualizada e válida, de preferência no conselho de Pernambuco. Vale ressaltar que a inscrição é feita somente por meio do endereço eletrônico.

Imip promove seleção em Petrolina para cadastro de reserva

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE) e o Hospital Dom Malan (HDM), ambos geridos pelo IMIP em Petrolina, estão abrindo seleção para formação de cadastro de reserva. As vagas são para os níveis superior, médio, técnico e elementar. Os interessados em participar poderão se inscrever de 21 a 26 de março.

O primeiro passo é cadastrar e/ou atualizar o currículo no site do IMIP, na guia de Contato (http://www1.imip.org.br/imip/contato/index.html). Em seguida, o candidato deverá entrar na guia Trabalhe Conosco (http://189.39.115.220/sistemas/imip/curriculos/menu_login/menu_login.php) fazer o login com o CPF e a senha gerados no cadastro do currículo e acessar o link “CLIQUE AQUI PARA VERIFICAR PROCESSO SELETIVO”, concluindo assim a sua inscrição no certame. Vale ressaltar que a inscrição é feita somente por meio desse endereço eletrônico.

Será feita inicialmente uma triagem curricular e, posteriormente, uma convocação por e-mail para a segunda fase (nenhum contato é feito por telefone). Portanto, é de suma importância que o candidato esteja com seus dados atualizados.

Os concorrentes de nível técnico e superior precisam estar com a carteira do conselho atualizada e válida, de preferência no conselho de Pernambuco. Confira as vagas neste link Unidades geridas pelo IMIP em Petrolina realizam processo seletivo para formação de cadastro de reserva

 

HDM/Imip orienta sobre saúde integral da mulher no mês dedicado a elas

No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, além das homenagens, o Hospital Dom Malan (HDM)/Imip de Petrolina ressalta a importância dos cuidados com a saúde integral da mulher em todas as suas etapas de vida. Para isso, o médico ginecologista/obstetra da unidade materno/infantil, Marcelo Marques, fala sobre cada fase, com destaque para o acompanhamento específico necessário em cada uma delas, a começar pela infância. (mais…)

Médicos do HDM/imip participam de grupo estudo sobre ginecologia e obstetricia em parceria com a Universidade Federal de São Paulo

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina participa há dois anos de um Grupo de Estudo Médico/Científico formado por 10 instituições de saúde e educação brasileiras sob a coordenação da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Uma vez por mês o grupo se reúne via videoconferência para o debate de temas relevantes ligados à ginecologia e obstetrícia.

Várias já foram as contribuições multilaterais, inclusive com a contrapartida da unidade materno/infantil, que levou ao centro do debate estudos feitos sobre o Zika vírus com gestantes e bebês. Nesta terça-feira (07), o tema escolhido pela Unifesp foi a “Gravidez Ectópica de Localização Excepcional”, ou seja, um estudo de casos raros de quando o óvulo fertilizado se implanta em algum lugar bastante incomum fora do útero.

São convidados do Dom Malan para os encontros: médicos, residentes, acadêmicos e colaboradores que não são da casa. “Nós abrimos o espaço que conquistamos para todos os profissionais da região interessados em participar de um estudo continuado na área de ginecologia e obstetrícia. Acreditamos que esses debates são muito ricos e que a formação em serviço faz parte do crescimento médico, que contribui para a melhora da assistência prestada nos serviços de saúde”, explica o ginecologista/obstetra do HDM e especialista em medicina fetal, Marcelo Marques.

A médica/obstetra, Milena Brandão, fez questão de participar do encontro e levar o seu depoimento pessoal. “Tive uma gravidez ectópica na cicatriz de cesárea, uma das formas mais raras do caso, e vivi o lado de paciente e médica ao mesmo tempo, sendo essa uma experiência única. Fizemos um relato do caso, apresentamos em um congresso e hoje achei que deveria compartilhar a experiência com o grupo, até para exemplificar como foi toda a conduta médica”, relatou a profissional, que também se colocou à disposição para participar de outros momentos e tirar dúvidas. (Foto: Ascom)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br