Vereador de Santa Maria da Boa Vista cobra volta de cesarianas de urgência em Hospital Municipal

O vereador Anderson Harlem (PDT), de Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, cobrou ao prefeito Humberto Mendes (PTB) a volta de cirurgias cesarianas de urgências no Hospital Municipal. Segundo o parlamentar, tem sido grande o número de óbitos neonatais e até de uma mãe, justificando a solicitação.

É de grande importância o retorno das cirurgias cesarianas de urgência. Com isso, o município diminuiria o número de transferências para o hospital de referência (HDM/Imip, em Petrolina) além de disponibilizar o serviço em casos de urgência e de extrema necessidade, a exemplo de um bebê com apresentação pélvica, cordão laçado, gestante com Idade Gestacional (IG) ultrapassada, entre outros”, justificou Anderson.

“Não podemos regredir. Antes o município disponibilizava o procedimento. Agora, em caso de extrema necessidade, pacientes precisam ser descoladas para outros municípios. Triste essa realidade“, lamentou. (Foto: Ascom)

 

Santa Maria da Boa Vista: Protesto amanhã cobrará melhorias no Hospital Municipal

Os moradores de Santa Maria da Boa Vista (PE), no Sertão do São Francisco, vão realizar uma manifestação por melhorias no Hospital Municipal. O ato está marcado para acontecer nesta sexta-feira (31), às 8h, no centro da cidade.

Os manifestantes pretendem ir até a prefeitura, para fazer a cobrança diretamente ao prefeito Humberto Mendes. O Hospital Municipal de Santa Maria estaria com os serviços comprometidos, além de equipamentos sucateados. Com a palavra, o gestor.

Bodocó implanta atendimento pediátrico no Hospital Municipal

A Secretaria de Saúde de Bodocó, sertão do Araripe, implantou um novo serviço no Hospital Municipal Eulina Silva Lócio de Alencar. A partir de agora a unidade disponibilizará à população o serviço de atendimento pediátrico. A implantação visa melhorar a assistência médica infantil, relacionada às urgências e emergências hospitalares.

O ato também possibilitará atendimento especializado e de qualidade ao público infantil do município. O atendimento é realizado nas segundas, quartas e quintas-feiras das 8h às 11h. (Foto: Ascom)

Campo Alegre de Lourdes: Sem condições de atendimento, Hospital Municipal é interditado

A população de Campo Alegre de Lourdes, no norte da Bahia, está sem atendimento médico no Hospital Municipal da cidade. Por conta disso a unidade teve de ser interditada para higienização. O prefeito Dr. Enilson (PCdoB), acompanhado da secretária de Saúde, Aline Almeida, e de alguns Vereadores, médicos e profissionais da área fizeram uma visita ao hospital e constataram diversas irregularidades e precariedades, o que justifica a interdição, confirmando o relatório da equipe de transição elaborado na entrega do órgão no primeiro dia do novo governo.

O hospital está tomado pelo mau cheiro, tem material infectado e lençóis usados no chão. Faltam macas e aparelhagem de emergência, equipamentos básicos para o pronto atendimento e todos os tipos de medicamentos. Faltam, por exemplo, esparadrapo, equipo, escalpe, gases, seringas, compressas. Medicamento de urgência só existe Buscopam”, disse a prefeitura, em nota.

Com relação à estrutura da unidade médica, a nova gestão afirma que “as paredes contêm rachaduras e infiltrações e há uma parte do teto sem forro, deixando o bloco cirúrgico totalmente exposto, o que possibilita uma infecção hospital. A sala de raio-x, nestas mesmas condições, está imprópria para uso. O gerador de energia também está quebrado”, segundo a nota.

Medidas

Será solicitada uma vistoria da Vigilância Sanitária nos próximos dias para que, se necessário, seja promovida a interdição total do Hospital Municipal para correção das irregularidades que põem em risco pacientes e funcionários. A nova gestão já informou que não permitirá que a população seja prejudicada. A unidade ficará com atendimento suspenso por 15 dias para higienização, manutenção e período para elaboração das licitações para a compra de matérias e medicamentos. Os serviços de atendimento serão transferidos para o posto de saúde (antigo Sesp), ao lado do hospital. (foto/divulgação)

MPPE denuncia situação precária do hospital de Lagoa Grande e recomenda série de medidas

Hospital Lagoa GrandeO Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, Dhoni Amorim; ao secretário municipal de Saúde, Carlos Ramos, e ao diretor do Hospital Municipal José Henrique Lima; que, no âmbito de suas respectivas atribuições, adotem medidas administrativas imediatas para estruturação adequada da unidade de saúde.

No laudo encaminhado ao MPPE, a Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) apontou que o hospital apresenta-se com estrutura física bastante comprometida e manutenção precária, ocasionando comprometimento dos processos de trabalho, interferindo na segurança dos pacientes, profissionais envolvidos e público em geral e na qualidade da assistência prestada à população. A inspeção da Apevisa foi realizada no dia 8 de janeiro.

De acordo com o promotor de Justiça, Fernando Della Latta Camargo, um projeto de reforma da estrutura física deverá ser submetido à Apevisa para possível aprovação ou adequação, evitando assim retardo ou prorrogação da reforma. A aprovação do projeto pela agência deve ser comprovada no prazo máximo de 30 dias, sem prejuízo da adoção de ações administrativas imediatas para o cumprimento das regras da vigilância sanitária e das normas de segurança dos pacientes e profissionais.

Medidas imediatas

Também devem ser adotadas medidas administrativas para o imediato cumprimento das regras de boas práticas de funcionamento e de processamento de produtos de saúde, segurança de materiais e equipamentos, farmácia, pediatria, enfermarias, clínica médica, posto de enfermagem, sala de gesso, sala de reanimação, sala de parto, laboratório, banheiro, lavanderia, cozinha, despensa, sala de estoque de utensílios, refeitório, expurgo, corredor, lixeira, corrigindo as irregularidades apontadas no laudo de inspeção da Apevisa.

Ainda, deve ser organizada equipe de limpeza com treinamento adequado para garantir a correta higienização dos diversos setores do hospital. Por fim, deve-se adotar medidas administrativas imediatas para assegurar o funcionamento regular da comissão de controle de infecção hospitalar; dotação da unidade hospitalar de leitos suficientes para a assistência médica; realizar adequadamente a classificação de risco e a triagem obstétrica; manter número suficiente de equipamentos desfibriladores em funcionamento permanente, substituindo-os em caso de defeito; realizar treinamento dos medidos para intubação de pacientes, tudo em compatibilidade com a natureza da unidade hospitalar e em observância às normas e recomendações dos órgãos técnicos de fiscalização.

De acordo com a assessoria de comunicação do MPPE, as medidas adotadas devem ser comprovadas à Promotoria de Justiça de Lagoa Grande no prazo máximo de 30 dias.

Santa Filomena: Miguel Coelho visita obras do hospital municipal

Miguel Santa Filomena 2Miguel Santa Filomena 1Cumprindo agenda pelo Sertão pernambucano a cinco dias de sua posse para o primeiro mandato na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado estadual eleito Miguel Coelho (PSB) esteve em Santa Filomena, no Araripe, onde visitou as obras de construção do hospital municipal.

A unidade de saúde recebe ainda  uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão do deputado federal Fernando Filho (PSB) – irmão de Miguel, para equipamentos.

O deputado foi recebido pelo prefeito Pedro Gildevan (PSD), além da vice-prefeita Francinete Mororó e demais lideranças locais. De acordo com o prefeito, o hospital está com 40% das obras concluídas. Miguel já agendou para o início do próximo mês uma nova visita à cidade. (fotos/divulgação)

Em nota, Prefeitura de Santa Filomena rebate denúncias de comunitário

hospital santa filomena (2)Por meio de nota da assessoria, a Prefeitura de Santa Filomena (PE), no Sertão do Araripe, rechaçou as denúncias do comunitário Charles Araújo, na última segunda-feira (12), a este Blog, o qual afirmou que a saúde pública do município estaria “abandonada”. Na nota, a prefeitura ressalta os investimentos realizados até agora pela gestão do atual prefeito Pedro Gildevan, e esclarece os contratempos ocorridos em relação à construção do hospital municipal.

Confiram:

Sobre matéria veiculada no “Blog do Carlos Britto”, afirmando que a saúde no município de Santa Filomena estaria em situação de abandono por parte do Poder Público, a Prefeitura Municipal de Santa Filomena/PE vem esclarecer o que se segue:

1.Nesses dois primeiros anos da Gestão Administrativa que compreende os anos de 2013 a 2016, o Governo Municipal investiu na reforma e ampliação de todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) situados em todos os distritos, bem como procedeu com a construção de uma dessas unidades na Serra do Inácio, como forma de descentralizar a assistência à saúde à população.

2.Ressalte-se que todas as Unidades Básicas de Saúde construídas e/ou reformadas seguiram os rigorosos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde, podendo tal fato ser constatado através de simples visita às unidades, que contam, no mínimo, com 01 (um) Médico, 01 (um) Enfermeiro e 01 (um) Técnico de Enfermagem cada, além da equipe de apoio administrativo.

3.Além disso, e visando à moralidade que deve nortear a Administração Pública, a atual gestão convocou todos os candidatos aprovados no último Concurso Público na área da saúde, aí incluindo médicos, dentistas, enfermeiros, dentre outros profissionais. No que se refere à realização de exames de ultrassonografia e Raio-X, o Município de Santa Filomena, por ainda não dispor da estrutura adequada, oferece tais serviços por meio de empresa terceirizada.

4.Quanto à obra de construção do Hospital de Pequeno de Porte, que sempre foi o principal anseio da população filomenense, o Governo Municipal reafirma o seu interesse de entregar a obra à população o mais rápido possível. Entretanto, devido à necessidade de adequação do projeto às normas da Apevisa (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária), se fez necessário ser rescindido o contrato inicialmente firmado com a construtora, e realizada nova licitação, conforme exigido pela Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado de Pernambuco, órgão responsável pelo acompanhamento e execução dos recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal – FEM.

5.Concluído o procedimento licitatório, foi contratada a empresa “DB Construções, Indústria, Comércio e Serviços de mão-de-obra LTDA”, a qual recebeu ordem de serviço em 11/12/2014, retomando a construção do Hospital naquela data.

6.Assim, mais uma vez se percebe a tentativa de pessoas mal intencionadas em distorcer a verdade dos fatos, porquanto não é verdade que a obra teve início há mais de dois anos, tampouco se encontra abandonada.

7.Diante do exposto, percebe-se que a afirmação de abandono da saúde pública municipal é, no mínimo, fantasiosa, porquanto a atual gestão vem trabalhando incansavelmente visando a melhoria desse serviço público de inestimável importância para a população filomenense.

Sendo esses os esclarecimentos para o momento, aproveitamos o ensejo para agradecer desde já o espaço concedido.

Prefeitura de Santa Filomena/Ascom                             

Prefeito de Tabira garante que reforma no Hospital Municipal sairia de qualquer jeito: “Juntaria real por real”

Depois de inaugurar a reforma do Hospital Municipal – executada com recursos do FEM – o prefeito de Tabira (PE), Sebastião Dias (PTB), soltou mais uma de suas pérolas.

Durante discurso de inauguração, ele afirmou que mesmo sem o recurso, teria feito a reforma da unidade. “Se não tivesse o dinheiro do FEM eu teria botado a viola nas costas e juntaria real por real com minhas cantorias o dinheiro, mas não deixaria de melhorar o nosso hospital“.

‘Superbebê’ nasce com 5,31 kg e chama atenção em Cabrobó

1016532_622904231078431_140408161_nO Hospital Municipal de Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco, registrou na última terça-feira (28) o nascimento de um “superbebê”. A criança, que recebeu o nome de Gabriel Lemos, nasceu com mais de 54 cm e 5,31 Kg e já está na casa dos pais, no bairro Ipsep, área central da cidade.

O nascimento de Gabriel foi uma grande surpresa para a mãe, Maria Aparecida, que já tem dois filhos. De acordo com a vereadora Suzana Freire, que acompanhou a família, o nascimento mobilizou toda equipe do Hospital.

A mãe não esperava isso de jeito nenhum. Depois que ele nasceu foi uma festa no hospital porque todas as funcionárias correram para ver. Ele já está famoso na cidade”, disse.

O bebê nasceu após cesariana acompanhada por três médicos. Segundo a equipe médica, Gabriel tem ótima saúde. O único problema é o enxoval, já que as roupinhas compradas pela família não serviram para o bebê.

No aniversário de Santa Filomena (PE), prefeito recebe visita de Fernando Filho e anuncia construção de hospital municipal

foto 4foto 1Ocupando o cargo pela terceira vez, o prefeito de Santa Filomena (PE), Pedro Gildevan, já colhe frutos na primeira ‘perna’ da sua atual administração. Nestes dois anos, ele sorri à toa pelo anúncio daquela que deverá ser sua maior obra: a construção do primeiro hospital do município.

No último domingo (29), Gildevan recebeu a visita do deputado federal Fernando Filho (foto) para comemorar com ele os 18 anos de emancipação política de Santa Filomena.

Depois de inaugura uma unidade do PSF 1 (foto), o prefeito levou o deputado para conhecer o terreno onde será construído o hospital.

Além de comemorar ações, a exemplo de mais um posto de Saúde da Família para a comunidade do Alto Inácio e o calçamento do Campo Santo, Gildevan alfineta sutilmente a gestão passada. “Encontramos a casa meio desarrumada, mas com muito esforço e trabalho a gente está conseguindo arrumá-la novamente”, afirmou.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br