PSB rompe com o governo e pede renúncia de Michel Temer

Sexta maior bancada do Congresso, com 42 parlamentares, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) decidiu neste sábado (20) romper com o governo do presidente Michel Temer (PMDB). A decisão saiu da reunião da Executiva Nacional do partido, que esteve reunida desde o começo da manhã. Os socialistas também pedem a renúncia o “mais rápido possível” de Temer.

O partido decidiu também que todos os cargos no governo, a exemplo do Ministério da Minas e Energia que tem à frente o deputado federal licenciando, Fernando Filho, serão entregues. O senador Fernando Bezerra Coelho, pai de Fernando Filho e membro da Executiva, não participou da reunião.

A decisão veio após as delações dos executivos da JBS, que apresentaram gravações com o presidente Michel Temer sendo conivente com a entrega de propina pelo empresário Joesley Batista para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, que está preso por crime de corrupção dentro da Operação Lava Jato.

Em nota, o PSB afirma que “a imensa tensão entre a urgência que aflige a população, em busca de melhorias de suas condições de vida, e a incerteza quanto à demora nos resultados do julgamento que atingirá o presidente da República, lhe toma de forma irremediável a governabilidade”. O partido também fechou questão sobre eleições diretas, caso o presidente renuncie. (Com informações e foto do UOL)

 

Governo reajusta salários de servidores da Funase em Pernambuco

O governo de Pernambuco reajustou em 20% os salários dos assistentes e agentes socioeducativos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). O anúncio feito pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) frisa que o reajuste é um reconhecimento da importância da atuação desses servidores que estavam com defasagem nos vencimentos.

A partir deste mês, os assistentes passam a receber R$ 1.584,00, e os agentes socioeducativos R$ 1.320,00. A partir de maio de 2018, mais 20% será acrescido ao salário, assim como vem sendo defendido pela instituição, desde que o atual secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Roberto Franca, era então diretor-presidente da Funase.

Segundo a atual gestora da Funase, Nadja Alencar, esse reajuste é de fundamental importância para a atuação desses funcionários nas unidades espalhadas por todo o Estado. “Estamos colocando em prática um dos compromissos elencados no Plano de Curto Prazo da instituição, que lançamos neste ano. Essa é uma conquista muito esperada pelos agentes e assistentes socioeducativos e conseguimos graças ao apoio do nosso secretário, Roberto Franca, e a sensibilidade do governador Paulo Câmara, além do secretário de Administração de Pernambuco, Milton Coelho”​,​ ​destacou​ Nadja.​​

Novos servidores

Além disso, a Funase aguarda a convocação de 249 agentes socioeducativos do banco de reserva da Seleção Simplificada de 2013. Os convocados irão complementar o quadro das unidades localizadas na Região Metropolitana do Recife. Também já está autorizada uma nova Seleção Simplificada para contratação de agentes para Vitória, Caruaru, Arcoverde, Garanhuns e Petrolina. O edital está finalizado e será publicado em breve.​​

 

Decisão do PSB sobre reformas de Temer pode inviabilizar permanência de Fernando Filho no governo

É muito provável que o representante do PSB na equipe do presidente Michel Temer, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia), esteja com os dias contados no governo. O motivo se deve à decisão, por ampla maioria, da legenda socialista em não respaldar as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas por Temer – o que leva inevitavelmente o PSB para a oposição. Com 35 deputados, sendo dois suplentes e dois licenciados, os dois líderes do partido na Câmara, Teresa Cristina (MS), e do Senado, Fernando Bezerra (PE), foram votos vencidos contra o fechamento de questão nas bancadas.

O partido nunca esteve no governo. Esse governo não nos representa. Fica inviabilizada nossa permanência na base. Quem está lá sem a indicação do PSB, é quem tem que se resolver. É prudente que o Palácio do Planalto comece a contabilizar votos a menos”, disse o vice-presidente de relações governamentais do PSB, Beto Albuquerque.

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, fez uma analogia das decisões do partido, na atualidade, com o rompimento ao governo Dilma Rousseff a um ano da sua reeleição, em 2013, quando foi lançada a candidatura de Eduardo Campos, morto durante a campanha de 2014.

“Temos procurado ajudar o Brasil a sair da crise, votando a favor das matérias que interessam ao país. Fizemos isso com o Governo Dilma, rompemos e devolvemos dois ministérios. Podemos nos orgulhar de ser o único partido a não trocar votos por cargos”, disse Siqueira, informando que vinham sofrendo muita pressão de sindicatos, da Igreja e entidades de esquerda sobre as reformas.

Sobre as punições aos parlamentares que não cumprirem a decisão e votarem a favor das reformas, Siqueira lembrou que o estatuto prevê de advertência até expulsão, mas fez um apelo para que cumpram a posição da Executiva Nacional.

Esse partido não é um trem descarrilhado, em que entram sem saber para onde vão. O PSB não solicitou nenhum cargo no governo, não temos sequer um guarda de quarteirão, não consideramos (Fernando Coelho) um ministro do partido. O cargo é do presidente Temer, para ele fazer o que quiser com ele”, disse Siqueira.

Ele criticou as reformas do Governo Temer e disse que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso sonhou em acabar com a Era Vargas e não conseguiu, e não seria Michel Temer, “que não teve sequer um voto, que conseguiria esse feito”.

“Punição popular”

“A maior punição aos parlamentares pelo não cumprimento do fechamento de questão virá dos próprios eleitores, se votarem a favor dessas reformas impopulares, que tem a rejeição da maioria da população”, disse Siqueira. Ele confirmou que o recurso que o líder Fernando Bezerra Coelho fará contra a decisão ao Congresso Nacional do partido será inócuo, já que a Executiva nacional deliberou, ao final da reunião, que a próxima reunião desse órgão será nos dias 12, 13 e 14 de outubro. (Com Agências/foto arquivo)

Governo quer privatizar casas lotéricas

O governo federal conta com a privatização das loterias para dobrar a arrecadação de tributos sobre as apostas dos brasileiros. Com empresas experientes no ramo operando os jogos eletrônicos em todo o mundo, a equipe econômica quer trazer os investidores para o mercado brasileiro e acredita que o volume de receitas de impostos sobre as loterias pode saltar rapidamente de R$ 6 bilhões para pelo menos R$ 12 bilhões – arrecadação que pode ajudar a reforçar o caixa do Tesouro Nacional nos próximos anos enquanto as contas públicas ainda deverão ficar no vermelho.

Antes de privatizar o setor – que é um monopólio da Caixa Econômica Federal -, o governo dividiu o conjunto de loterias em duas empresas que serão leiloadas: a Lotex (a loteria instantânea, como a raspadinha), que já existe no Brasil, e a chamada “SportBeting” (loteria de apostas, por exemplo, no time que vai ganhar, placar do jogo, prognósticos feitos por meio da internet). Esta última ainda não foi criada no País, mas os brasileiros participam desse tipo de aposta usando sites do exterior.

O jornal O Estado de S.Paulo apurou que a Casa Civil deve enviar em breve ao Congresso projeto de lei que permitirá a operação da loteria esportiva e autorizará apostas online. “Isso mais do que duplicará a arrecadação federal com as loterias, quando os sistemas das duas empresas estiverem funcionando plenamente”, projetou fonte do governo. A ideia de editar uma Medida Provisória foi abandonada depois de parecer da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

A privatização da Lotex, que já tem legislação aprovada, está no Plano Nacional de Desestatização (PND) dentro da estrutura da Caixa. A equipe econômica espera lançar o edital para a venda em agosto, com cerca de cem dias de prazo até o leilão, em novembro. Mas a ideia é antecipar em um mês esse prazo, já que não se trata de leilão complexo. Com isso, a nova empresa já estaria operando até o fim do primeiro semestre de 2018.

A modelagem de venda das duas empresas está sendo feita pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A loteria de “SportBeting” deve ser criada na estrutura da Caixa e passada para a iniciativa privada no início de 2018. O ganho tributário com a operação de venda da Lotex entrou na conta do governo de receitas extraordinárias para fechar o Orçamento deste ano. Já a venda da “SportBeting” ficou para o Orçamento de 2018.

A Caixa continuará administrando as loterias que opera, como a Mega Sena. Nas duas empresas que serão leiloadas, deve ficar como parceira, com participação minoritária, em porcentual a ser definido.

Os preços dos leilões dependerão do quanto a Caixa manterá no serviço. A principal vantagem para os cofres públicos não está no valor da venda, mas no acréscimo de arrecadação que se manterá ao longo do tempo.

“O mercado internacional de apostas é concentrado em poucas empresas e muitas delas procuraram o governo com interesse nas loterias. Após o leilão, em cerca de seis meses a nova operação já estaria no ar porque, basicamente, demandaria investimentos apenas de software”, disse um integrante do governo, destacando que o apetite dos investidores é grande.

Compensação

Os donos de lotéricas estão preocupados com a perda de clientes. Hoje, os jogos só podem ser feitos na rede física de correspondentes espalhados pelo País. No novo modelo, poderão ser realizados até por smartphones.“É provável que uma parcela grande dos apostadores migre para a plataforma online e isso colocará em risco a rede de 13 mil lotéricas do País, que emprega cerca de 200 mil pessoas”, disse a diretora de comunicação da Associação dos Lotéricos de São Paulo e Interior (Alspi), Adriana Domingues.

Como a evolução do sistema parece inevitável, os lotéricos pleiteiam que a perda de receita com jogos seja compensada pela alta da tarifa em outros serviços prestados pelas lojas, que também atuam como correspondentes bancários da Caixa.

Segundo dados da Alspi, para arrecadar o equivalente ao salário de um funcionário, cada lotérica precisa receber o pagamento de 4.400 contas de luz ou 3.167 boletos da Caixa.

As tarifas que recebemos nos serviços prestados à Caixa estão defasadas e essa balança precisa ser reequilibrada. O ajuste de taxas a cada 20 meses não repõe nem a inflação do período. Além disso, a rede de lotéricas quer ser mais competitiva na oferta de financiamentos e consórcios do banco”, disse Adriana.

Agência reguladora

Procurada, a Caixa respondeu, por meio de sua assessoria, que efetua reajustes periódicos nas tarifas das operações realizadas nas lotéricas. “O último reajuste foi feito pelo banco em junho de 2016, quando as tarifas foram atualizadas em 13,17% e os adicionais remuneratórios, que incluem os adicionais de segurança, foram reajustados em 10,43%”, relatou o banco.

Como a relação com a Caixa é ruim, a Alspi defende que a privatização do mercado de loterias seja acompanhada da criação de uma agência reguladora dos jogos para colocar regras claras na relação entre as lotéricas e os novos administradores dos jogos de apostas. “O melhor cenário seria que o Congresso aprovasse também a liberação de outros jogos de apostas, como o jogo do bicho, porque poderíamos ampliar a oferta de produtos em um mesmo local mantendo assim mais apostadores na nossa base de clientes”, disse Adriana. (Com informações do Diário de Pernambuco/Agência Estado)

Artigo do Leitor: “Juazeiro, uma cidade governada pelo marketing”

Leitor do Blog, Carlinhos Santana faz sua avaliação sobre as gestões do PC do B em Juazeiro/BA e atribui que apenas o marketing tem ganhado mais espaço e definido as últimas disputas política para a gestão municipal da vizinha cidade. Acompanhe o artigo:

Acredito que todos já ouviram ou leram que “A propaganda é a alma do negócio” Eu nunca vi isto ser tão levado a sério como é por Isaac Carvalho.Tudo começou com sua empresa que na mídia, por muitos anos, parecia ser grande e saudável financeiramente, ninguém sábia que na realidade estava mal das pernas devido a péssima gestão de Isaac Carvalho.

Hoje esta mesma empresa está em recuperação judicial o que é muito próximo da falência. Ou seja, através da propaganda o empresário Isaac enganou, por um bom tempo, a todos em Juazeiro, Petrolina e região.

No ano de 2008, este então aparentemente bem sucedido empresário mais umas vez através do Marketing (propaganda) conseguiu convencer a maioria da população que seria a solução dos problemas de Juazeiro, todo Marketing neste momento foi feito com foco na “MUDANÇA”. Parecia real mais uma vez puro Marketing (propaganda).

A essa altura já tinha a seu serviço um Marqueteiro vindo de Recife onde sempre esteve a serviço das forças conservadoras dá direita, o Fernando Veloso que passou a se dedicar exclusivamente a fortalecer através do Marketing a falsa imagem de Isaac bom gestor da iniciativa privada e com total condições de promover a tão sonhada ” Mudança”.

Quatro anos se passaram 2009/2012 (primeiro mandato) e quase nada mudou. Mais uma vez o marqueteiro Veloso com muita propaganda, como não podia falar mais que era um bom gestor, criou a figura do vaqueiro, o empresário frio e calculista daria lugar a figura do nosso amado vaqueiro, resultado, mesmo com um péssimo mandato, mais uma vez em função de uma propaganda enganosa a população deu mais 4 anos ao “Empresário bem sucedido ” agora ” Vaqueiro Gestor ” Isaac Carvalho .

O segundo mandato, foi sem dúvida menos ruim, porém muito distante do que Juazeiro merece e confiou que seria. O que se viu foi um completo desrespeito ao povo, a nossa cultura e aos aliados, mas o pior estaria por vir, mais uma vez, com muita propaganda, dinheiro e intimidação dos servidores públicos. Agora já Coronel, Isaac consegue convencer a população que Paulo Bomfim seria a melhor opção para sucedê-lo.

Ninguém acreditava nisso, diziam que um, até pouco tempo, garçom, churrasqueiro não teria condições de assumir a gestão de uma cidade do porte de Juazeiro, mas conseguiram convencer uma parcela da população e no dia 3 de outubro de 2016, Paulo Bomfim comemorou sua vitória, com mais uma ação de Marketing. Vestido de Garçom ao lado do Coronel Isaac, vestido de Vaqueiro, a dupla afronta toda sociedade, mais uma vez o marketing superou o bom senso.

Agora em 2017, Paulo Bomfim sub-prefeito, Isaac no terceiro mandato e um novo Marqueteiro na área, desta vez o “velosinho” isto mesmo, o filho do velho Veloso, porque o papai está a serviço de Temer, preparam um novo plano de marketing para ludibriar o povo. É só esperar para ver o dinheiro público gasto aos montes com propaganda, para diante do caos estabelecido, convencer a todos que “A mudança continua” que Paulo Bomfim vai fazer “Mais e melhor” e que tudo está as mil maravilhas em Juazeiro.

Finalizo com um questionamento: é real ou não que Juazeiro é governado por Marketing (propaganda)? Me corrijam se estou errado.

Carlinhos Santana, leitor

(Foto: Blog Zé Carlos Borges)

Vereadora Rosa de Erasmo avalia primeiros dias da gestão Vilmar Cappellaro e diz: “Está deixando a desejar”

A vereadora de oposição em Lagoa Grande, Rosa de Erasmo (PRB), fez sua avaliação dos primeiros dias do governo do prefeito de Lagoa Grande, Vilmar Cappellaro (PMDB). Algumas medidas tomadas pelo gestor, tendo como “desculpa”, dívidas herdadas da gestão anterior, ela frisa que já não mais convencem e o prefeito tem que mostrar a que veio.

“O Executivo Municipal está deixando a desejar e começou ruim tirando o transporte para os estudantes e isso tem nos preocupado. São alunos que não têm condição nenhuma de pagar pela passagem e por conta disso, desistiram de seus cursos. A desculpa que recebeu um “rombo” não justifica, porque todos os ex-prefeitos nunca deixaram de atender a essa parcela da população. Não justifica”, declarou Rosa.

Rosa lembrou que a juventude teve participação importante na eleição de Vilmar e dessa forma, ele vem decepcionando essas pessoas. “Como se fala em se priorizar educação, sem dá o devido apoio. Sabemos que é cedo para criticar, mas as medidas iniciais realmente têm sido negativas”, pontuou a oposicionista.

Apesar de ser estreante na Casa Zefferino Nunes Gomes, Rosa de Erasmo conhece bem os bastidores do poder legislativo lagoagrandense. Sempre acompanhou seu pai, o ex-vereador Erasmo Farias, nos mandatos e sabe como funcionava o trabalho na Câmara.

“Espero atuar de forma que o eleitorado esteja satisfeito com o trabalho. Esse é o legado que herdei”, finalizou a vereadora Rosa de Erasmo. (Foto: Blog Lagoa Grande Notícia)

Vereadores de Juazeiro definem blocos parlamentares na Casa

 

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de Juazeiro (BA) desta terça-feira, 21, foram conhecidos os blocos partidários na Casa. O líder do governo é o vereador Gleidson Medrado (PSD) com o aval do prefeito Paulo Bomfim (PC do B). A bancada de apoio ao prefeito é formada por 16 parlamentares dos 21 eleitos para a atual legislatura.

Os blocos parlamentares foram anunciados após os discursos dos vereadores. Integram o bloco PC do B/PSL os vereadores Anastácio, líder do grupo; Aguinaldo Meira, vice-líder, Hélio, Reinaldo Sabino e o presidente da Casa Aprígio Duarte, vereador Alex Tanuri (PSL).

O outro bloco no Legislativo juazeirense é composto pelas siglas PT/PTB/PDT e PMDB que têm os vereadores Tiano, líder do bloco; Charles Leal, vice-líder; Jean Gomes, Joseilson Marcelino e Valdeci Alves (Neguinha da Santa Casa).

No bloco PSD/PSDB, ficaram os vereadores Amadeus, líder; Bené Marques, vice-líder do bloco; Gleidson Medrado, Roninho e Professor Nilson. E por fim o bloco PTC/PR/PRTB e PRB, com os vereadores Allan Jones, líder, líder; Bertinho de Carnaíba, vice-líder; Fabinho, vice-líder, Tia Célia, Anibal e Domingão da Aliança. (foto/divulgação)

Socialistas discutem recursos para infraestrutura de Petrolina

O prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB) recebeu em seu gabinete, nesta quinta-feira (12), a visita do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB). O encontro teve como pauta principal investimentos para obras de infraestrutura e melhorias da iluminação pública de Petrolina. Também foi discutido o cenário político nacional e regional.

Miguel pediu o apoio de Gonzaga para colocar em prática um plano de ações para a maior cidade do Sertão pernambucano. O deputado não apenas garantiu suporte político, como também disse que irá disponibilizar emendas parlamentares para melhorar a iluminação da Avenida Perimetral, além de outras obras.

“Eu falava antes de assumir a prefeitura que num momento de dificuldades como o atual é muito importante ter força política e parcerias. Tenho insistido nesse discurso, ainda mais depois que percebemos a situação crítica em que encontramos a prefeitura. Gonzaga será um grande parceiro para trazer investimentos para nossa cidade”, ressaltou o prefeito. (foto: Ascom PMP/divulgação)

Senhas do Governo Federal divulgadas por engano deram o que falar nesta terça

Na manhã desta terça-feira (10), a conta no Twitter do Portal Brasil divulgou um tuíte com anexo que direcionava o leitor para um documento no Google Drive – plataforma de armazenamento de dados on-line – onde estavam detalhadas as senhas das redes sociais do próprio portal e do Palácio do Planalto. O Blog teve acesso a uma screenshot da lista e viu que todas as senhas estavam lá.

A Secretaria de Imprensa da Presidência já informou que não existe a possibilidade de a conta responsável pela publicação ter sido hackeada.

Os dados para acesso das contas no Facebook, Twitter, Instagram e até Gmail foram divulgados em postagem feita pela equipe de Contas Digitais. Ainda de acordo com a Secretaria, as senhas já foram alteradas e serão realizadas apurações internas para descobrir como o vazamento aconteceu.

Elismar se esquiva sobre possível ida para base de Miguel Coelho na Casa Plínio Amorim

Uma incógnita na Câmara de Petrolina. Assim está o vereador Elismar Gonçalves (PMDB). Ex-líder do Governo Julio Lossio,  os bastidores da política local dão como certa a volta do peemedebista ao grupo do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), onde iniciou a carreira na política e, assim, ampliar a base do prefeito Miguel Coelho (PSB) no Legislativo Municipal. Elismar, claro, tem preferido se esquivar dessa resposta.

Calado, escorregadio e ainda analisando o cenário político atual, prefere dizer que o pensamento inicial é cumprir o segundo mandato e continuar atendendo suas bases que se concentram na área irrigada e parte da zona urbana e servir ao povo de Petrolina da melhor forma. De que lado é que ninguém sabe, pelo menos, por enquanto.

 

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br