MPBA expede recomendação para coibir reajustes irregulares de prefeitos em três cidades do norte baiano

ministerio-publico-bahia-mpba(4)A representante do Ministério Público da Bahia (MPBA), promotora Milane de Vasconcelos Caldeira Tavares, expediu uma recomendação para os prefeitos e vereadores dos município de Paulo Afonso, Glória e Santa Brígida (norte do Estado) para coibir aumentos irregulares nos seus subsídios a partir de 2017.

Levando em consideração a crise econômica “gravíssima”, a diminuição no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e uma recomendação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para que os subsídios de vereadores, prefeitos e vice-prefeitos fossem fixados até 30 dias antes dos pleitos municipais, a promotora recomendou que as câmaras não votem ou aprovem qualquer projeto de lei tendente a realizar aumentos em desconformidade com essas normas.

De acordo com a assessoria do MPBA, a recomendação orienta ainda os prefeitos para que adotem as medidas necessárias à não sanção de qualquer lei, ainda que já aprovada, que autorize aumentos nesses termos. Os órgãos notificados têm 10 dias para informar ao Ministério Público as providências adotadas.

Pernambuco foi da glória ao declínio em cinco anos, diz jornal

Frente Popular de PernambucoO governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), pegou uma bomba prestes a explodir ao ser eleito em outubro de 2014. Muitos já diziam isso nos bastidores, mas o jornal O Estadão escancarou essa realidade com todas as letras numa reportagem veiculada ontem (23).

O Estadão mostra que a crise econômica já se revela a mais severa do país, mas em poucos lugares ela se materializa de forma tão clara como em Pernambuco.

O jornal lembrou, entre outras coisas, que o setor de petróleo e gás ‘naufragaram’ diante da enxurrada de denúncias levantadas pela Operação Lava-Jato e os casos de microcefalia, causados pelo Aedes aegypti, ‘nocautearam’ o estado. Sem falar na retração das vendas no varejo, que acumularam uma retração de 10% em 12 meses (mais que o dobro da média nacional).

O estado sofre ainda com a queda na produção industrial de 26% em relação ao não anterior, puxado pela indústria de alimentos, especialmente laticínios e açúcar, que penam com a seca, e o desemprego na capital Recife já atinge 10% da população. A coisa não está fácil para o governador. (foto/reprodução arquivo)

 

Vale do São Francisco produz parte da maconha que abastece 40% do mercado nacional

maconhaO Polígono da Maconha, formado por 13 cidades (Salgueiro, Floresta, Belém de São Francisco, Cabrobó, Orocó, Santa Maria da Boa Vista, Petrolina, Carnaubeira da Penha e Betânia, todas em Pernambuco, e Juazeiro, Curaçá, Glória e Paulo Afonso, na Bahia), é responsável por 40% da maconha consumida no País. A afirmação é do sociólogo Paulo Cesar Fraga, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em Minas Gerais. (mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br