Ex-candidato a prefeito de Cabrobó, Antonio de Nestor detona atual gestão: “Totalmente sem rumo”

Seis meses após a posse do prefeito de Cabrobó (PE), Marcílio Cavalcante (PMDB), o ex-candidato a prefeito Antonio de Nestor (PSB) não poupa críticas ao desempenho administrativo do atual gestor, que o derrotou nas eleições 2016. Ao Blog, o socialista não tem dúvidas em afirmar que o governo ainda não disse a que veio.

“A gente vê um governo totalmente sem rumo, perdido, não tem um caminho até agora a mostrar ao povo de Cabrobó”, alfinetou. Segundo Antonio de Nestor, não só até agora Marcílio não cumpriu as promessas de campanha, como ainda exonerou da administração quem acreditou nele. “Cabrobó nunca viu isso. No início de uma gestão ter um governo perdido, que desagrada a maioria da população”, completou.

Como liderança conhecida no município, o socialista assegurou que cumprirá seu papel de oposição. O partido, segundo ele, tem representante na Câmara de Vereadores e votará “o que for bom para a população”. Nestor comemorou também o rompimento político entre o vereador Marcos de Neuma (PMDB) e Marcílio. Marcos, que assumiu a Secretaria de Ação Social do município, entregou o cargo após denunciar “irregularidades” por parte do prefeito, a quem hoje chama de “traidor”.É mais um nome que a oposição ganha”, avaliou. Sobre uma aliança com o ex-prefeito Eudes Caldas (PTB), o socialista deixou a entender que existe, sim, essa possibilidade. “Política é muito dinâmica”, ponderou, acrescentando que pretende disputar a Prefeitura de Cabrobó em 2020.

Lagoa Grande: Apesar de estar apenas iniciando gestão, Cappellaro não escapa das críticas

Em Lagoa Grande (PE), no Sertão do São Francisco, a população não está dando tempo ao atual prefeito Vilmar Cappellaro (PMDB) nesse início de gestão. Ele vem sofrendo um verdadeiro ‘bombardeio’ de críticas. A situação tem chamado a atenção na região.

O desabafo dos lagoagrandenses é feito via imprensa, com ênfase nos blogs locais e nas mídias sociais. As reclamações são feitas principalmente nas áreas de saúde, educação e em serviços como o apoio a estudantes universitários, que tinham transporte de graça para se deslocar a instituições de ensino localizadas em cidades vizinhas como Petrolina – cortado por Cappellaro.

Esse impasse ocorre desde o começo do ano. Mais recente, a falta de medicamentos nas unidades básicas de saúde reforçou a lista de críticas ao gestor, que após as reclamações terem se multiplicado, fez aparecer da noite para ao dia os medicamentos nos postos.

Cappellaro tem pedido calma, diz que sabe que as demandas são muitas e que tem procurado executar o que pode na gestão, mas além da situação econômica atual ser ruim no País, recebeu “uma herança de dívidas” que tem inviabilizado seu trabalho nesse começo de administração, o que o impede de colocar em prática até o momento a sua proposta de governo. Ele reforça que é cedo, pois irá cumprir o que se propôs durante a campanha eleitoral.

Só que ele sabe que já está no meio do ano e vem ficando difícil a população entender seu argumento, diante da urgência e da expectativa que o povo de Lagoa Grande tinha de sua atuação como prefeito, já que tem boa fama como administrador na rede privada. Esse, com certeza, deve ser o principal desafio de Cappellaro no seu primeiro cargos político. É aguardar.

Irrigantes de perímetro da Codevasf assumem gestão em Barreiras

perimetro-irrigacao-barreiras

Os 155 irrigantes do projeto público Barreiras Norte, implantado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Barreiras, município do Oeste baiano, terão agora maior autonomia nas decisões sobre gestão e custos dos 880 hectares cultivados do projeto, além de maior celeridade na resolução dos problemas – como compras e substituições de equipamentos.

Eles firmaram, com a Codevasf, um contrato de cessão. Esse documento transfere para a Associação de Produtores do Barreiras Norte (Aproban), criada em 2012, a gestão de toda a área de aproximadamente 1,7 mil hectares irrigáveis na qual se destaca a produção de banana, mamão e abóbora. As informações foram repassadas pela assessoria da Codevasf. (foto/divulgação)

Gestão em ‘banho-maria’

julio lossio coletiva

A gestão do prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), parece mesmo estar sendo tocada em  ‘banho-maria’. Pelo menos é o que dão a entender as últimas sessões da Casa Plínio Amorim.

Desde o resultado das urnas do último dia 2 de outubro, quando viu seu candidato Edinaldo Lima (PMDB) ser derrotado, o prefeito não enviou mais projetos de lei ao Legislativo.  Além disso, ele tem procurado enxugar os gastos, dispensando contratados e estagiários. Tudo para se adequar à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Prefeito eleito de Afrânio já começa a se movimentar antes de encarar gestão

rafael-e-raul

Prefeito eleito de Afrânio (PE), no Sertão do São Francisco, Rafael Cavalcanti (PMDB) já começou a se movimentar antes mesmo de assumir a caneta.

Ontem (18) ele esteve com o vice-governador de Pernambuco, Raul Henry, presidente estadual do seu partido, o qual se mostrou muito satisfeito com a vitória de Rafael. Ele inclusive já prometeu uma visita em Afrânio para breve.

No encontro o prefeito eleito elencou uma série de demandas: melhorias no serviço de abastecimento d’água fornecido pela Compesa; aumento de efetivo policial; restauração da rodovia que liga Afrânio a Dormentes; asfaltamento da rodovia que liga Afrânio a comunidades rurais (Extrema e Poção); construção de casas populares; e medidas de convivência com a seca que possam amenizar o sofrimento do homem do campo, como construção de açudes, poços, adutoras e cisternas. Rafael obteve também a garantia do gerente regional do DER-PE, Marcos Nóbrega, a restauração da rodovia que liga Afrânio a Dormentes, que está toda esburacada. Só isso.

Novo superintendente do Incra na Bahia diz que fará gestão “com diálogo e transparência”

helder-incra-ba

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Bahia tem novo superintendente regional. Hélder Almeida tomou posse na tarde desta quinta-feira (15), na sede do órgão, em Salvador. Ele já entra em exercício de suas atividades de imediato.

Durante a solenidade de posse, Almeida ressaltou que sua gestão será marcada “pelos princípios da verdade, transparência, diálogo e justiça” nas decisões. Ele destacou também que priorizará a criação de assentamentos e ações de desenvolvimento, como a promoção da assistência técnica, concessão de créditos e infraestrutura.

Promoveremos as oportunidades para geração de renda das famílias, com objetivo de garantir a titulação dos assentamentos”, frisou. Almeida falou ainda sobre a necessidade de manter projetos como o de implantação de agroindústrias e de sistemas de abastecimento de água. As informações são da assessoria do Incra/BA. (foto/divulgação)

Folha de São Paulo aponta gestão de Petrolina entre as piores do Brasil

Prefeitura1

Petrolina, a capital do São Francisco, parece mesmo que deixou de ser boa referência para o Nordeste. Em ranking de eficiência dos recursos públicos anunciado pelo jornal Folha de São Paulo, a cidade apareceu entre as piores administrações do Brasil, na 2.697ª posição.

Entre as cidades pernambucanas, Petrolina é a 108ª colocada, atrás de municípios como Petrolândia, Salgueiro, Afogados da Ingazeira, Cabrobó e Moreilândia. A vizinha Juazeiro aparece em posição bem melhor no ranking nacional, na 770ª colocação.

O ranking de eficiência da Folha compara o volume de recursos arrecadados pelas prefeituras e o retorno desse orçamento para serviços como educação, saúde e saneamento. Segundo a avaliação, Petrolina tem a classificação de “pouca eficiência”, com a média 0,452. O serviço pior avaliado em Petrolina é o de saúde: 0,348. Já a educação aparece com índice 0,462, enquanto o saneamento tem 0,808 na avaliação do jornal.

Nazaré da Mata foi o município pernambucano com melhor avaliação no ranking de eficiência da Folha de São Paulo, na 18ª posição. Já na Bahia, a campeã de eficiência foi a cidade de Barro Preto (11° lugar). A cidade com melhor avaliação no Brasil foi Cachoeira da Prata (MG).

Você pode conferir os dados sobre cada cidade no link: http://www1.folha.uol.com.br/remf/

Pesquisa revela que 76,8% da população de Uauá desaprovam governo Olímpio Cardoso Filho

A taxa de rejeição ao atual prefeito de Uauá, no norte da Bahia, Olímpio Cardoso Filho (PDT), atingiu 76,8%, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Múltipla encomendada pelo Blog do Carlos Britto. Os que disseram aprovar a atual gestão somaram 20,9%, enquanto os que responderam não saber ou não opinaram somaram 2,3%.

desaprovação olimpio

A pesquisa também mostra que 65,5% os uauaenses classificam o governo Olímpio Cardoso Filho como ruim ou péssimo. Os que disseram que é péssimo somaram 49,1%; os que responderam que a atual gestão é ruim somaram 16,4%; para 24,1% dos entrevistados, é regular, enquanto 9,6% disseram que a gestão é ótima ou boa. Os que disseram que é boa somaram 8,2%; apenas 1,4% classificaram como ótima; não sabem ou não opinaram, 0,8%.

desaprovação olimpio2

Dados

A pesquisa foi realizada entre os dias 15 e 16/08/2016. Foram 220 entrevistados em todo o município. O intervalo de confiança estimado é de 95%, numa margem de erro para mais ou para menos de 6,7%.  O registro foi feito junto ao Tribunal Regional da Bahia (TRE-BA), sob o número BA 07542/2016.

A área da pesquisa compreende os bairros da zona urbana (Alto do Conselheiro, Alto Malaquias, Populares, Centro, Populares Novas, Vila dos Gomes, Populares Velhas e Da lagoa) e as localidades rurais (Lagoa do Pires, Carataca, Serra da Cana Brava, Caldeirão do Almeida, São Paulo e Sítio Tomaz).

Salgueiro: Secretaria de Agricultura de Pernambuco discute sobre gestão de saneamento rural

secretaria de agricultura - evento em salgueiro

Cerca de 200 pessoas participaram no dia de ontem (11) em Salgueiro (PE), Sertão Central, do Seminário Regional de Gestão Comunitária de Saneamento Rural. O evento foi promovido pela Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária de Pernambuco (SARA), através do ProRural, e aconteceu no auditório do Hotel Imperial, que ficou lotado de agricultores familiares, além de representantes dos conselhos rurais, prefeituras, institutos federais, órgãos estaduais ligados à agricultura como o IPA, faculdades e Organizações não Governamentais (ONGs) que trabalham no meio rural.

O seminário é o primeiro de uma série de atividades sobre o tema que acontecerão até 2017, e terá um investimento de R$ 2 milhões financiados pelo Banco Mundial, dentro do Programa Pernambuco Rural Sustentável (PRS). Tem como objetivo minimizar a pobreza e melhorar a qualidade de vida da população rural. Todos os agricultores participantes do evento são beneficiários de projetos de recursos hídricos financiados pelo Governo do Estado com recursos do Bird, por meio do ProRural, em municípios  como Inajá, Tacaratu, Belém do São Francisco, Itacuruba e Floresta.

O objetivo principal da ação é otimizar o uso dos recursos hídricos e de esgotamento sanitário, garantir melhorias sanitárias nos domicílios rurais, assim como mais eficiência na gestão da água em projetos apoiados pelo Estado, como os de implantação de cisternas para captação das águas das chuvas, poços artesianos com sistemas de distribuição comunitária e construção de banheiros, entre outros. Os trabalhos garantirão também a implantação de medidas estruturadoras que assegurem a ampliação do acesso à água, assim como a qualidade e sustentabilidade dos serviços públicos de saneamento na área rural.

Na próxima semana, os seminários acontecerão nas cidades de Arcoverde (15/08) e em Gravatá (17/08), envolvendo representantes de mais de 34 municípios do Sertão, Agreste e Zona da Mata de Pernambuco. (foto: Assessoria/divulgação)

TCE-PE aprova com ressalvas contas de gestão do Governo Julio Lossio

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) julgou nesta terça-feira (12) o processo referente à prestação de contas de governo e de gestão do município de Petrolina relativas ao exercício financeiro de 2009, sob a a administração do prefeito Julio Lossio.

O relator do processo (TC nº 1050073-0) foi o conselheiro substituto Luiz Arcoverde Filho. Ele votou pela emissão de parecer prévio recomendando à Câmara Municipal a aprovação, com ressalvas, das contas de Lossio, bem como da mesma forma as contas de gestão.

Uma auditoria feita no município apontou algumas falhas na administração, sendo uma delas o recolhimento a menor de contribuições previdenciárias patronais. No entanto, segundo o relator, tais irregularidades não foram suficientes para motivar a rejeição das contas.

O voto do relator foi aprovado por unanimidade em sessão da Primeira Câmara, presidida interinamente pelo conselheiro João Campos. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora Germana Uchoa. As informações são da assessoria do TCE-PE. (foto/divulgação)

Pré-candidato socialista conhece modelo de gestão inovador de capital mineira

miguel em belo horizonte

O pré-candidato a prefeito de Petrolina, Miguel Coelho andou visitando na última quarta-feira (29) a capital de Minas, Belo Horizonte. O socialista foi recebido pelo prefeito Márcio Lacerda, que mostrou a ele uma série de programas para agilizar e modernizar os serviços públicos na cidade. A reunião faz parte de uma série de visitas do pré-candidato para conhecer experiências exitosas de gestão dos municípios. (mais…)

Artigo do leitor: “Sobre gestão da saúde”

SAUDEO leitor Gustavo Adolfo utilizou a poesia para se indignar com o dinheiro do contribuinte brasileiro que, segundo ele, “vai para o ralo”.

Reflitam:

A crise da Salvação

Gestão de saúde é assim,

Quanto mais doentes, mais trabalho.

Falta trabalho? Cria-se trabalho…

Valoriza-se a medicação,

Menospreza-se a invenção,

Ainda mais se for de gestão.

Mas quem sabe tudo de doença,

Administra. Medica. Elimina.

Tem o dom da salvação!

Assim também pensa esse expert em gestão.

Toma um remedinho que passa.

Gestão da saúde: toma e passa.

Auxilia por um lado.

Adoece de outro.

O poder da cura.

Um medicamento novo.

A resistência da doença antiga.

Para o bolso: acumula-se trabalho.

Para o tratamento: precisa-se de trabalho.

Para o povo: nada no bolso, pouco tratamento.

Salve o pouco que dá muito trabalho.

A saúde é para os poucos que evitam a doença.

A gestão é para os poucos que só entendem de doença.

Gustavo Adolfo Santana/Leitor

“A gestão de Júlio, só a partir de julho”, diz Odacy

odacy3Evitando tecer críticas à administração do prefeito de Petrolina, Julio Lossio (PMDB), até porque não está descartando nenhuma hipótese em relação a apoios ao seu projeto majoritário para 2016, o deputado estadual Odacy Amorim (PT) saiu pela tangente.

“Só começarei a avaliar a gestão de Julio Lossio a partir de julho”, desconversou. Mas o petista, mesmo que sutilmente, deixou seu recado. Ele disse que gostaria de ter a oportunidade de governar Petrolina para trabalhar pelo povo, com uma receita anual de mais R$ 800 milhões, como Lossio tem hoje.

Em 2008 eu tinha uma receita de R$ 238 milhões, e fiz o que fiz, em dois anos de governo. Agora, me deem a oportunidade de eu me tornar prefeito de Petrolina com uma receita de R$ 800 milhões, para eu poder brigar por cada centavo, fazer com que esse dinheiro se multiplique”, ponderou.

Paulo Câmara tem gestão considerada “regular” pelos recifenses, diz pesquisa

Paulo Camara3

Além de aferir a satisfação do eleitor do Recife com a gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), a consulta realizada pelo Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN) também sondou a aprovação do Governo Paulo Câmara (PSB). De acordo com o levantamento, 19% aprovam a administração socialista no Estado, 34% desaprovam e 43% a consideram regular. Três por cento não responderam ou não tinham opinião formada.

Dos 19% que aprovam o governo Paulo Câmara, 2% consideram a gestão ótima e 17% a classificam como boa. Entre os que desaprovam, 20% acham que o governo iniciado em 1º de janeiro deste ano é ruim e 14% rotulam como péssimo. Para o cientista político Adriano Oliveira, um dos coordenadores da pesquisa IPMN, Paulo precisa estar atento aos dados. “Os números ainda não são assustadores, mas servem de alerta. É um percentual normal diante das dificuldades que ele tem encontrado na economia nacional e de Pernambuco”, avalia.

Na opinião de Oliveira, Paulo precisa montar uma estratégia de governo e comunicação que lhe credencie como cabo eleitoral nas eleições municipais de 2016, se quiser manter a hegemonia da Frente Popular no Estado. “Ele tem que agir para não chegar a 2016 como um ator que não pode sair do Palácio do Campo das Princesas, mas sim como um ator que terá um papel efetivo em diversos municípios de Pernambuco, em particular no Recife (onde o prefeito Geraldo Julio, também do PSB, disputará a reeleição”, destaca.

A avaliação de Paulo Câmara em seu primeiro ano como governador também é analisada por Adriano Oliveira à luz do contexto histórico. “O governador tem uma difícil missão, que é substituir o governador Eduardo Campos, que é considerado um ídolo”, diz. (fonte: JC Online)

Mais perto do que longe de Lossio, ex-vereador avalia gestão do prefeito: “Altos e baixos”

césar ex-vereadorAtualmente ligado ao deputado estadual Lucas Ramos (PSB), o qual poderá caminhar com o prefeito Julio Lossio (PMDB) na campanha municipal de 2016, o ex-vereador de Petrolina, César Durando (PSC) fez uma avaliação a este Blog sobre o desempenho de Lossio nestes dois mandatos.

Para César, que pode acabar no mesmo palanque do prefeito, sua gestão “teve altos e baixos”. Um dos pontos altos, segundo o ex-vereador, foi o programa ‘Nova Semente’, que vem recebendo elogios de muitas mães. “É claro que alguns ajustes podem ser feitos, mas essa foi uma decisão acertada”, afirmou.

O ex-vereador também aplaude o fato de Lossio estar, no momento, procurando levar sua equipe para se fazer mais presente junto às comunidades, ouvindo de perto seus anseios. “Acho que no momento ele tem mais acertos do que erros. Na primeira gestão, ele titubeou muito, mas depois ele procurou botar sua administração mais nos trilhos e a gente vê as coisas acontecendo de uma maneira mais positiva”, analisou.

Sobre o desenho do cenário político-eleitoral para 2016, César garantiu não ter conversando ainda com Lucas sobre a aproximação do socialista com Lossio. Mesmo deixando claro que votou, nas eleições de 2014, no senador Fernando Bezerra Coelho e no deputado federal Fernando Filho (ambos do PSB), o ex-vereador disse que acompanhará Lucas em sua decisão, seja qual for ela, uma vez que foi o coordenador da campanha do socialista à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), há dois anos. “Além disso, mesmo eu estando sem mandato, Lucas é o único que vem atendendo meus pleitos e respaldando meu trabalho”, finalizou César.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br