Mendoncinha rasga elogios a Fernando Filho durante ato da Univasf

 

O ministro da Educação, Mendonça Filho, aproveitou que estava em Petrolina para rasgar elogios ao colega de governo, o também ministro e deputado licenciado assim como Mendoncinha, Fernando Filho. Logo no começou de sua fala durante a inauguração da Policlínica da Univasf, nesta sexta-feira, 17, o titular do MEC disse ao justificar a ausência de Fernando Filho que é filho de Petrolina.

“Vou aproveitar que estou aqui na terra dele e afirmar. Todos do governo têm elogiado o desempenho do ministro Fernando Filho à frente do ministério de Minas e Energia, mas para mim isso não é surpresa. Fernando vem de uma família de gente muito competente, conheço e portanto, não tinha dúvidas do seu sucesso”, afirmou Mendonça Filho.

 

Fernando Filho representa o Brasil pelo mundo

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, representou o Brasil no Prospectors & Developers Association of Canada (PDCA), em Toronto. Ele inaugurou estande brasileiro e participou de rodadas de negócios com investidores de diversos países. O evento é um dos mais importantes do mundo no campo da mineração. (Foto: Ascom)

Ministro Fernando Filho inaugura estande do Brasil em evento no Canadá

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, inaugurou o estande oficial do Brasil no evento Prospectors & Developers Association of Canada (PDAC), que acontece em Toronto, no Canadá. O evento reúne empresas e líderes políticos do setor de 125 países, e foi aberto ontem, dia 5, indo até esta quarta-feira, 8.

Durante a convenção, o ministro irá participar de debates e exposições com diversos agentes do setor mineral, apresentando as oportunidades de investimentos e mantendo aberto o diálogo com o setor privado, em palestras e reuniões.

Ministro Fernando Filho representa o Brasil em evento no Canadá

O Ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, chega neste sábado (4) em Toronto, no Canadá, onde participará da convenção do Prospectors & Developers Association of Canada (PDAC), importante evento mundial do setor de mineração. O evento reúne empresas e líderes políticos do setor de 125 países, e ocorre entre os dias 05 e 08 de março.

Durante a convenção, o ministro irá participar de debates e exposições com diversos agentes do setor mineral, apresentando as oportunidades de investimentos e mantendo aberto o diálogo com o setor privado, em palestras e reuniões.

Fernando Filho também vai discursar no Brazilian Mining Day, com eventos dedicados ao Brasil durante a convenção. O ministro vai apresentar aos investidores, executivos de empresas e representantes de governo de todo o mundo o potencial mineral brasileiro, abordar os aprimoramento que estão em curso no ambiente de negócios do setor e também detalhar os planos do governo para incentivar o investimento na mineração brasileira, como por exemplo o leilão de ativos de mineração previstos no Programa de Parcerias para Investimentos (PPI).

O ministro também participará da 2ª Reunião Anual de Ministros de Minas, realizada em Toronto na próxima segunda-feira (06/03), para discutir com outros líderes do mundo deste setor o desenvolvimento de tecnologias com o foco em desenvolvimento sustentável da mineração.

A comitiva brasileira que irá ao PDAC também conta com a participação do Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME, Vicente Lôbo, e representantes do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) e do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). (foto/divulgação)

Petrolina realizará em abril 1º Fórum de Energia do Sertão

A cidade de Petrolina será sede do 1º Fórum de Energia do Sertão. O evento acontecerá no próximo dia 28 de abril, no auditório do Senai (Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio) e disponibilizará 300 vagas.

O diretor da Unidade Regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), Albânio Nascimento, confirmou a participação do ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, no fórum.

Durante o encontro estão programados talk shows, workshops, cases, debates e palestras com alguns representantes das maiores instituições, empresas e autarquias ligadas à energia no Brasil. São aguardados professores e especialistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), representantes da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Grupo Neoenergia e do Instituto Solar de Jülich (SIJ), da Alemanha.

Entre os assuntos a serem abordados estão o cenário energético nordestino; as fontes alternativas de produção de energia; presente e futuro do setor energético na região do sertão; energia elétrica na indústria, tarifas e custos; setor energético brasileiro; modernização e sustentabilidade.

Importância

Albânio Nascimento destacou a realização do fórum pelo fato de a energia ser um dos principais componentes da indústria e um ponto de especial atenção da Fiepe. “Em alguns setores específicos, ela representa o insumo mais importante, o custo mais elevado de toda a produção. Uma mínima oscilação pode representar insegurança, aumento de custos ou, até mesmo, a inviabilidade de negócios e uma consequente queda na economia”, analisa o diretor da URSF/Fiepe. (com informações da CLAS Comunicação/foto divulgação)

Ministro vai ao Araripe discutir geração de energias renováveis e infraestrutura para a região

O ministro das Minas e Energia, Fernando Filho, esteve nesta sexta-feira (24) em Araripina, no Sertão do Araripe, onde debateu sobre a geração de energias renováveis. O Araripe é um dos principais polos do Nordeste neste setor, pois já abriga um importante parque eólico, e há empresas interessadas em aumentar a capacidade produtiva no local. O ministro foi recebido pelo presidente da Câmara de vereadores, Evilásio Mateus, pela deputada estadual Socorro Pimentel e pelo prefeito Raimundo Pimentel (PSL).

“Posso garantir, conhecendo os números do setor como pude conhecer no ministério, que os melhores ventos do Brasil estão no interior do Nordeste: Piauí, Bahia, Ceará e Pernambuco. São ventos que têm constância e ritmo. Esta região tem muito potencial na geração de energia, tanto eólica e solar”, afirmou o ministro.

Segundo Fernando Filho, ao final do primeiro semestre o Ministério das Minas e Energia deve promover um leilão para compra de energia eólica e solar. A expectativa do ministro é que os Estados nordestinos possam figurar como vencedores e maiores beneficiados destes investimentos.

“Além das questões pertinentes à geração de energia, me prontifiquei a ajudar o prefeito para a obtenção de recursos em Brasília”, declarou. Depois do encontro em Araripina, Fernando Filho seguiu para Ipubi, onde conversou com o prefeito Chico Siqueira (PSB) sobre ações de infraestrutura. Durante o exercício do mandato de deputado federal, o ministro destinou mais de R$ 1 milhão para obras no município. “Fernando Filho é um grande parceiro nosso e vem nos ajudando com recursos por meio de suas emendas. Isso é importante para nossa cidade”, salientou o prefeito Chico Siqueira. (Foto: Ascom)

Fernando Filho grava inserções partidárias para PSB do Mato Grosso

Deu no JC: ex-líder do PSB na Câmara dos Deputados, o ministro Fernando Filho (Minas e Energia) foi convidado por deputados do Mato Grosso para gravar inserções partidárias da legenda socialista naquele Estado.

A Pasta de Fernando Filho tem um peso econômico e político forte em Mato Grosso, daí o motivo do convite. O ministro, inclusive, já gravou as inserções. (foto/arquivo divulgação)

Comunidade da zona rural de Tabira é contemplada com trator adquirido por meio de emenda parlamentar

A comunidade do Sítio Boa Vista, na área rural de Tabira, Sertão do Pajeú, onde vivem 86 famílias, foi contemplada com um trator, que será entregue à associação de moradores da localidade. O autor da emenda parlamentar que possibilitou a comprar do equipamento, deputado federal licenciado e atual ministro das Minas e Energia, Fernando Filho compareceu ao município na última sexta-feira, 17. O trator custou R$ 120 mil. O ato teve como palco a sede da Câmara de Tabira.

Fernando Filho chegou por volta das 21h. Ele foi recebido pelo prefeito Sebastião Dias e pela presidente da Câmara de Vereadores, Nely Sampaio.O representante da comunidade, Juciano Canjão, comemorou a conquista.”Vamos conseguir produzir muito mais agora com a chegada desse trator“, frisou.

Para o ministro, essa foi mais uma conquista importante para a região. Ele afirmou que tem um compromisso histórico com a cidade. “Sabemos que esta é uma luta antiga da comunidade e fico extremamente feliz em poder participar deste momento. O povo de Tabira tem sido sempre muito generoso comigo e nossa obrigação é retribuir tanta confiança”, destacou.

Fernando Filho e representantes de companhia de pesquisa discutem projetos para semiárido

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, participou na tarde desta sexta-feira (17) de uma reunião com técnicos da Companhia de Pesquisa em Recursos Minerais (CPRM)/unidade do Recife. Os pesquisadores apresentaram ao ministro estudos sobre o subsolo do semiárido, que identificam tanto lençóis freáticos quanto necessidades de recuperação para poços já existentes.

Na pauta, a viabilização para a construção de poços e barragens subterrâneas no semiárido. Fernando Filho pediu aos engenheiros dados sobre os locais mais indicados, do ponto de vista técnico, para estas intervenções.

O ministro informou que irá viajar nos próximos dias para o Canadá, onde participará de uma feira internacional de mineração. “Também estamos discutindo com os parlamentares o aperfeiçoamento da legislação que regula o setor”, disse o ministro. As informações são da assessoria. (foto/divulgação)

Após reunião com Fernando Filho, ministro da Bolívia revela que excedente de gás natural pode ser negociado

O ministro Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) cumpriu no dia de ontem (15) uma agenda com representantes do Governo da Bolívia.

Estiveram com Fernando Filho o ministro de Hidrocarbonetos, Luís Alberto Sánchez Fernández, e o de Energias, Rafael Alarcón Orihuela, além de uma comitiva do país vizinho, na abertura da 3ª Reunião do Comitê Técnico Binacional.

Após a reunião, na qual as autoridades bolivianas apresentaram um panorama sobre o setor no seu país, técnicos do Ministério de Minas e Energia e os representantes bolivianos participaram de outras reuniões dos grupos técnicos temáticos de Eletricidade e Gás Natural.

Fernández afirmou que o excedente de gás do país que não está sendo consumido atualmente pela Petrobras poderá ser negociado com novos clientes no Brasil. Após reunião com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, Fernández disse que a Bolívia quer negociar a venda de gás para outros mercados, como por exemplo, as termelétricas. (fonte/foto: Ascom)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br