Comércio, lojas do shopping e bancos fecham na Sexta-Feira Santa em Petrolina

O Sindicato do Comércio Varejista de Petrolina (Sindilojas) informa que neste período de Semana Santa o comércio fecha as portas somente na Sexta-Feira da Paixão (14). Bancos também fecham na sexta, funcionando normalmente até quinta (13), de acordo com o portal da Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

No River Shopping, as lojas também estarão fechadas na sexta, abrindo apenas a Praça de Alimentação, das 12h às 22h, e o Hiper Bompreço, entre 8h e 22h.

 

 

Correios de Lagoa Grande podem estar entre as 250 agências a serem fechadas no País

A população de Lagoa Grande, no Sertão do São Francisco, anda apreensiva. A única agência dos Correios no município anunciou a suspensão do serviço de carteiro na cidade, o que causou chiadeira na cidade.

Mas o pior poderá ainda estar por vir. É que a agência local poderá integrar as 250 unidades dos Correios a serem fechadas no País.

Moradores da ‘Capital da Uva e do Vinho’ do Nordeste cobram uma posição da administração municipal sobre os dois temas. Mesmo estando precário, os Correios têm grande importância para cidades pequenas como Lagoa Grande.

Ministério Público de Pernambuco fecha cerco contra matadouros públicos

Se o Brasil ficou chocado com os resultados da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, que investiga crimes que macularam a credibilidade da produção de frigoríficos grandes e donos de marcas conhecidas, por outro lado, parece negligenciar a décadas o que ocorre em abatedouros públicos em situação precária no Estado. O de Jurema, no agreste, foi interditado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Pelos menos outros três matadouros tiveram as portas cerradas neste ano por condições precárias entre eles os de Floresta e Carnaíba, no Sertão, e São João, no Agreste. Outros 26 tiveram o pedido de fechamento feito por promotores. E nos últimos seis anos, 57 estabelecimentos do tipo foram interditados ou desativados por irregularidades semelhantes.

Verificamos que muitos matadouros funcionam há anos gerando riscos ao meio ambiente e com ilegalidades em todo o processo sanitário, o que é um risco evidente à saúde do consumidor. Do jeito que está não pode continuar”, avalia a promotora Liliane Fonseca, coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça (Caop) de Defesa do Consumidor do MPPE.

Petrolina

O MPPE fechou no ano passado o matadouro público de Petrolina, maior cidade do Sertão do estado, após oito anos orientando o município a cumprir adequações para o funcionamento. Agora, a Prefeitura Municipal, após estudos encomendados à Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro), estuda reabrir o equipamento, seguindo a orientação do órgão estadual, enquanto constrói um novo matadouro. (Com apoio do Jornal Folha de Pernambuco)

Abatedouro clandestino é fechado em Petrolina

Após denúncias, a Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS) de Petrolina, em conjunto com a Guarda Municipal, realizou uma ação de fiscalização em uma residência no bairro Alto do Cocar II, zona oeste da cidade, e fechou um abatedouro clandestino. A ação, que ocorreu ontem (24), contou ainda com o apoio da Polícia Militar e do Centro de Controle de Zoonoses.

Foram recolhidos 69 animais, presos em dois currais no quintal da residência, e apreendidos, em média, 85 quilos de carne já abatida. Segundo a direção da Vigilância Sanitária, o local não tinha nenhuma condição sanitária para abater animais.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário, a previsão é de que em junho o matadouro de Petrolina seja reaberto, em melhores condições e seguindo a legislação sanitária vigente. No entanto, uma parceria com o setor privado também está sendo analisada para a construção de um novo matadouro. (foto/divulgação)

Previsão pessimista: Sindicato dos Bancários de Petrolina diz que novas agências na cidade devem ser fechadas

Reconduzido à presidência do Sindicato dos Bancários de Petrolina na noite da última sexta-feira (10), Augusto Ribeiro fez ao Blog uma previsão pessimista ao comentar o fechamento da agência do Banco do Nordeste (BNB) na cidade. Segundo ele, infelizmente essa medida não se restringirá apenas ao BNB.

“A Caixa Econômica e o Banco do Brasil estão vindo também (com fechamento de agências bancárias)”, afirmou Ribeiro.

Ele ressaltou que, diante de notícias desanimadoras como essas, caberá ao sindicato redobrar a atenção para evitar que a classe dos bancários fique no prejuízo. “Sabemos das dificuldades da nossa economia, mas isso não foi culpa do trabalhador, e sim de uma má gestão política do Brasil. E precisamos estar trabalhando para fortalecer a classe trabalhadora para se defender dessas avalanches de grosserias e de retirada dos direitos da nossa categoria”, finalizou.

Gonzaga Patriota lamenta fechamento de agências do BNB em Pernambuco

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) lamentou da tribuna da Câmara dos Deputados, o fechamento de 19 agências do Banco do Nordeste (BNB). Em Pernambuco, as agência de Caruaru e Petrolina foram desativadas.

“Isso prejudica a região, pois se trata de um banco que sempre promoveu o desenvolvimento das famílias e das empresas do Nordeste”, destacou o parlamentar durante a sessão. Gonzaga também destacou sua preocupação com a forte estiagem que tem assustado no estado.

“A seca está arrasando tudo. Hoje o Agreste, que era melhor nesse sentido, está pior que o Sertão. Precisamos que o governo dê uma atenção especial a essa questão, com carros-pipas e outras ações”, cobrou o socialista. As informações foram repassadas pela assessoria parlamentar. (foto/divulgação)

Prefeito de Juazeiro se reúne com sindicalistas para reverter fechamento de agência recém-inaugurada do Banco do Nordeste

O prefeito de Juazeiro (BA), Paulo Bomfim (PCdoB), se reuniu no Paço Municipal com representantes do  Sindicato dos Bancários e Trabalhadores Rurais para tratar de estratégias que favoreçam a permanência  da agência recém-inaugurada do Banco do Nordeste (BNB) na cidade, que já teve decretado o seu fechamento. A cidade conta, hoje, com duas agências do BNB. O secretário de Governo, Clériston Andrade, participou do encontro.

Preocupado com questões de desemprego, além de aumento da carga de trabalho aos servidores do banco, o presidente do Sindicato dos Bancários, Maribaldes Silva, aprovou o encontro e a disposição do prefeito em colaborar. “Foi uma reunião muito produtiva. O prefeito se comprometeu a nos ajudar a reverter essa decisão do fechamento da agência, o que será muito prejudicial à população juazeirense, caso se confirme. Ele ficou comprometido em buscar um contato com a presidência do BNB para levar esta preocupação“, declarou o sindicalista.

Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Emerson José “Mitu”, o fechamento da agência seria um prejuízo para todos, principalmente aos trabalhadores da agricultura familiar. “Precisamos do envolvimento não somente da classe dos trabalhadores, mas também da classe política. Nos últimos anos vem crescendo muito o acesso de agricultores às políticas de financiamento. E uma agência com menos de oito meses ter anunciado o seu fechamento seria muito prejudicial. Uma agência somente não comporta toda a demanda da cidade e da região“, preocupa-se.

Após ouvir as demandas, Paulo Bomfim disse estar comprometido com esta causa. “O Banco do Nordeste é também uma instituição de fomento, que dá oportunidade aos trabalhadores em diversas áreas. Conquistamos uma segunda agência e de repente, em menos de um ano, temos o anúncio do seu fechamento. Entendemos que vivemos um momento de crise, de redução de custos, mas Juazeiro e a Região Norte da Bahia não podem ser penalizadas com isso. Vamos entrar em contato com a presidência do BNB, apresentar os nossos argumentos e esperamos que essa decisão seja revertida“, disse  o prefeito. (foto/divulgação)

Fechamento de posto de saúde prejudica moradores do Rio Corrente e usuários dizem que reforma foi apenas “desculpa”

posto-de-saude-rio-corrente

O fechamento de uma Unidade de Saúde está causando muitos transtornos para os moradores do bairro Rio Corrente, na zona oeste de Petrolina. A população  que antes recebia atendimento no local, agora precisa se deslocar até a unidade de Atendimento Multiprofissional Especializado (AME) do bairro Cohab Massangano, o que revolta pacientes.

Segundo a administração municipal, a unidade teria sido fechada para uma reforma, mas os moradores alegam que a suposta reforma teria sido apenas um “pretexto” para fechar a unidade.

(mais…)

Como o Blog adiantou, Restaurante Curaçá encerra atividades no Bodódromo

bode-curaca-fechado

Como este Blog já havia adiantado há alguns dias, o Restaurante Curaçá – um dos mais frequentados do Bodódromo de Petrolina – encerrou suas atividades.

Quem passa pelo centro gastronômico, localizado na Cohab II/Areia Branca, zona leste da cidade, já pôde perceber o Curaçá com as portas fechadas. O estabelecimento deve ser arrendado pelos proprietários.

Fica a torcida para que o Curaçá seja reaberto o mais breve possível. Até porque o Bodódromo vem perdendo restaurantes e se descaracterizando desde sua inauguração (no ano 2000).

Artigo do leitor: “O Banco do Brasil e o fechamento de agências”

Banco-do-BrasilDiante do fechamento de agências anunciado esta semana pelo Banco do Brasil, o leitor Billy Martins faz uma ponderação pertinente neste artigo enviado ao Blog.

Confiram:

Por alguns anos, sempre em meados de setembro, os bancos paravam por greve.  Os bancários não se atentaram que estavam cavando a própria cova.  A crescente utilização de aplicativos de celular, internet e lotéricas, determinaram chegar a esse ponto. Temos até um banco que abre conta pelo celular ou navegador, isso é tendência. Agora, os bancários colhem a abertura que deram, e como foram inocentes, antecipando algo que poderia ser implantado aos poucos.

Depois de testes bem executados, ficou fácil identificar que a população não tinha a mesma necessidade de ir às agências como antigamente, e mais: não fiquemos surpresos se a Caixa ou até os bancos privados acompanharem essa tendência. Posteriormente veremos uma quantidade enorme de bancários disponíveis para o mercado de trabalho, ou seja, demissões voluntárias, demissões de fato e os poucos que trabalharem nesses postos de atendimento serão terceirizados e remunerados com valores bem menores.

Outro ponto ruim para os bancários é que a maioria não se preparou para atuar em outras áreas, a não ser o próprio banco. Mesmo que recebam uma boa quantia financeira, será grande a dificuldade em se voltar para um novo momento do mercado de trabalho, aceitando até funções menores. Ou pior, como aconteceu no passado, enfrentarem o desafio de empreender e depois durarem no máximo dois anos com um formato de negócio inviável. 

Aqueles que forem “espertos”, digo espertos mesmo, não apenas inteligentes, que busquem o quanto antes a capacitação e uma nova visão do cenário atual, para não passar por grandes dificuldades.

Billy Martins/Leitor

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br