Esgoto no Bairro Cosme e Damião tira paciência da comunidade

Um esgoto no Bairro Cosme e Damião, zona norte de Petrolina, tirou de vez a paciência da comunidade. Informações repassadas ao Blog dão conta de que uma equipe da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já foi três vezes ao local, em apenas um mês, mas não conseguiu sanar definitivamente o problema.

É um absurdo ficar assim. O esgoto sobe na calçada e mofa a parede, e hoje (ontem) o carro da Compesa parou a 10 metros do esgoto transbordando, e simplesmente falaram com um conhecido na rua e foram embora, sem nem ao menos olhar para o problema”, diz um morador. Com a palavra, a Companhia.

Rua na Cohab Massangano sofre com esgoto estourado há mais de um mês

Os comunitários da Rua 83, na Cohab Massangano, zona oeste de Petrolina, não sabem mais a quem reclamar. Eles clamam para que a Compesa compareça e resolva o problema de esgoto estourado. Segundo informam, eles estão aguardando o conserto há mais de um mês. A Compesa teria se comprometido de fazer a recuperação do esgoto em três oportunidades, mas nunca apareceu.

A comunidade acrescenta ainda que o esgoto já escorre por outras partes da rua, que é próxima a uma igreja. Dizem que o esgoto se espalhou tanto que já está quase invadindo as residências dos moradores, sem falar no mau cheiro que incomoda bastante. Os moradores solicitam, mais uma vez, providências da Compesa.

River Shopping inaugura estação para tratar esgoto do empreendimento

O River Shopping inaugura nesta quinta-feira, 18, sua Estação de Tratamento de Esgotos (ETE). O projeto é pioneiro em toda a região do Vale do São Francisco. A estação vai absorver, para tratamento, 100% do esgoto lançado pelo shopping (lojas, banheiros, praça de alimentação e outras localidades do mall), eliminando o impacto da emissão de dejetos no meio ambiente.

Toda água utilizada no shopping passa pelo sistema, onde são tratados quase 133,44 metros cúbicos (m³) de esgoto por dia. O volume total desse processo é reutilizado no próprio empreendimento nas descargas sanitárias e irrigação dos jardins, gerando uma redução de custos e significativa economia de água. O excedente, após o tratamento, retorna às águas do Rio São Francisco.

“O tratamento de esgoto é uma medida urgente e necessária, visto a preocupação ambiental, o Rio São Francisco está com o nível muito baixo, cerca de 16% da sua capacidade”, ressalta o Superintendente do River Shopping, Welton Carvalho.

O superintendente do centro de compras já adianta novas ações que estão previstas, como a reutilização dos resíduos produzidos no processo de tratamento da água, rico em nutrientes, os quais serão aproveitados na manutenção de hortas com produtos orgânicos. E para projetos futuros, o River Shopping pretende buscar o Selo Verde – Certificado para as empresas comprometidas com a questão ambiental.

Sustentabilidade

Com esse foco, o River Shopping, desde 2012, realiza o ‘Colaborando’ – Programa de Sustentabilidade – que implantou uma série de ações socioambientais envolvendo clientes, lojistas e prestadores de serviço do shopping. E assim criou novos hábitos e despertou a conscientização para a preservação do meio ambiente.  O Colaborando vem sempre estimulando atitudes sustentáveis através de práticas simples. Foram instalados coletores específicos para o descarte de pilhas, baterias e celulares e outro para jornais e revistas; a Praça de Alimentação, por exemplo, possui amassadores de latinhas, onde o próprio cliente pode fazer a separação, o que facilita a coleta e reciclagem. O material é destinado a instituições parceiras que fazem a reciclagem, reaproveitamento ou reprocessamento do material. (Foto: Reprodução internet)

Alerta: Pesquisa mostra que riachos urbanos de Juazeiro foram transformados em canais de esgoto

Em tempos de preocupação com questões ligadas ao meio ambiente, o representante do Movimento Popular de Cidadania, em Juazeiro (BA), Matteo Nigro, nos envia o resultado de sua pesquisa de Doutorado sobre o cenário dos riachos urbanos da cidade. (mais…)

Orla II de Petrolina recebe rede coletora para impedir contaminação das águas do Rio São Francisco

Um dos mais importantes cartões-postais de Petrolina, a Orla II (na Avenida José Theodomiro de Araújo) ganhará uma rede coletora para evitar o lançamento irregular de esgoto nas águas do Rio São Francisco. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) deu início aos trabalhos nesta segunda-feira. A intervenção vai atender dois estabelecimentos comerciais que não possuem rede coletora e utilizam fossas sépticas como destino final de seus efluentes. A Compesa investe R$ 70 mil na obra, que deve ser concluída no dia 19 deste mês.

Com essa intervenção iremos impedir que essas fossas contaminem o São Francisco, tendo em vista que os estabelecimentos estão localizados às margens do rio”, informou o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, João Raphael de Queiroz. Uma equipe de dez profissionais e máquinas foi mobilizada para fazer a implantação de 250 metros de tubulações na Orla II.

Após a finalização da obra, o esgoto produzido pelos estabelecimentos será destinado à Estação Elevatória Centro e de lá, será transportado até a Estação de Tratamento de Esgoto, que fica localizada na Pedra do Bode. Para realizar os serviços, só será necessário interditar parcialmente a Avenida José Theodomiro de Araújo – que possui duas faixas – entre os dias 17 e 19 de abril.

Vídeo Blog: Equipes da AMMA detectam esgoto que caía no Rio São Francisco pela rede pluvial

População do Parque Massangano reclama de esgotos, mato e falta de iluminação

Uma realidade ainda cruel em alguns bairros de Petrolina: problemas como esgoto a céu aberto e mato, gerando com isso uma invasão de muriçocas nas residências. Uma das comunidades atingidas por essa situação é o Parque Massangano, na zona oeste.

Em nota enviada à redação do Blog, um morador reforça as críticas quanto aos esgotos e foca sua preocupação com a saúde das crianças do bairro, pois muitos moradores passam com os pneus na lama suja e estacionam dentro das casas, levando perigo para os filhos.

O Parque Massangano tem também sofrido com a falta de iluminação pública. Com tantas demandas, só resta à população local apelar para que ações públicas alcancem o bairro. E logo. (Foto: Divulgação)

 

Esgoto que caía no Rio São Francisco passava por rede destinada apenas a água das chuvas, revela AMMA

A retirada das baronesas das margens do Rio São Francisco, na Orla de Petrolina, Centro da cidade, revelou um cenário assustador. Equipes da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA) descobriram uma grande quantidade de esgoto que saía de um ponto da rede pluvial, o qual deveria levar apenas água das chuvas até o rio. Desde a última segunda-feira (3), iniciou-se uma investigação a fim de saber a origem do problema. Após um trabalho minucioso, foi descoberto um dano na rede de esgoto, na esquina das Ruas João Cigano e Coronel José Rabelo Padilha, localizado no Centro antigo da cidade. Em vez de seguir pela rede de coleta, todo o esgoto das imediações daquela área tinha como destino o São Francisco. (mais…)

Buracos e esgoto em rua no Jardim Amazonas tiram paciência dos moradores

Os buracos espalhados pela Rua 15 do Bairro Jardim Amazonas, zona oeste de Petrolina, transformaram-se num grande teste de paciência para os moradores da área.

Por meio do WhatsApp do Blog, a comunidade reclama que o esgoto estaria vindo da Rua 17, piorando ainda mais o que já era crítico.  Com a palavra, as autoridades competentes.

Corpo de mulher é encontrado dentro de esgoto em bairro de Juazeiro

Uma mulher, ainda não identificada pela polícia, foi encontrada morta dentro de um esgoto no bairro Sol Nascente, em Juazeiro (BA), na manhã desta sexta-feira (17).

Segundo informações, a vítima apresentava hematomas na altura do rosto e estava trajando uma bermuda jeans e uma blusa preta. O Departamento de Polícia Técnica recolheu o corpo. (foto/reprodução WhatsApp)

Morador do Santa Luzia está revoltado com os esgotos e a lama que tomam conta do bairro

Um mar de lama toma conta das ruas 7 a 9 do bairro Santa Luzia, zona norte de Petrolina. O quadro é desanimador e que revolta moradores, a exemplo de Francisco Luiz de Souza. Ele comanda o Centro Comunitário do bairro, já fez inúmeros apelos à Compesa para resolver a situação de seu bairro, mas em vão.

“Nos já apelamos a tudo e todos e já não sabemos mais o que fazer. Queremos que se tome providências em nome de todos os moradores dessas vias. Não podemos mais é conviver com essa situação”, declarou Francisco. (Foto: divulgação)

 

Esgotos estourados continuam sendo realidade no bairro José e Maria

Uma lama fedida toma conta da Avenida Francisco Macedo de Amorim, no bairro José e Maria, zona norte de Petrolina. Segundo moradores, o esgoto estourado tem causando muitos transtornos a quem passa no lugar. O esgoto fica quase em frente a uma escola que vizinha da Associação das Mulheres Rendeiras.

As reclamações no bairro por causas das bocas de lobo abertas, vem de alguns anos e nada é resolvido. Que a Compesa tome conhecimento e conserte o quanto antes o equipamento. Pelo menos é o que espera a comunidade.

Moradores do Jardim Maravilha reclamam de vizinho por ‘criar’ esgoto em rua

Moradores do bairro Jardim Maravilha, zona oeste de Petrolina, enviaram registros ao Blog de um esgoto que corre a céu aberto na Rua Monte Horebe. Um cenário nada agradável para a via e seus residentes.

Conforme a população, além de um visual que tira total vontade de morar na rua, o mau cheiro toma conta do local. A bronca da comunidade é que esse esgoto teria sido feito por um morador da própria rua. Claro que aborrecidos, os moradora da Rua Monte Orebe pedem providências às autoridades competentes. (foto/divulgação)

Leitor denuncia que entrada de bairros virou ‘rio’ de lama e esgoto

Buraco e um rio de lama e esgoto formam o cenário da entrada dos Bairros Jardim Guararapes e Nova Petrolina, zona oeste de Petrolina. Em registros enviados ao Blog, o cenário é de total desprezo com a comunidade e, claro, os transtornos só se multiplicam.

No momento em que registrou o problema para enviar à Redação, o leitor revelou que duas mulheres de moto derraparam na poça de lama. A população pede providências urgentes às autoridades competentes.

Problemas no Jardim Colonial, em Petrolina, deixam comunidade revoltada

Uma série de aborrecimentos tem deixado os moradores do Jardim Colonial, no Bairro Maria Auxiliadora, zona leste de Petrolina, sem saber a quem recorrer. Os problemas estão concentrados na Rua Camilo Sá. O primeiro deles refere-se a uma área pertencente ao município, onde inicialmente deveria ter sido construída uma praça para o lazer da comunidade. (mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br