Comissão de Educação da Câmara de Petrolina cobra reforma em escola e creche no bairro São Gonçalo

Ambiente sem ventilação, salas pequenas e superlotadas, instalações inadequadas. As constatações foram dos membros da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores de Petrolina, composta por Cristina Costa, Gaturiano Cigano, Gabriel Menezes e Ruy Wanderley. O cenário é da Escola Municipal Dona Leopoldina dos Santos, Anexo II, e da Creche Edith Bezerra, ambas no Bairro São Gonçalo, na zona oeste da cidade.

A convite da Comissão, a secretária municipal de Educação, Maéve Melo, visitou as unidades de ensino e ouviu dos próprios alunos reclamações quanto a calor e falta de estrutura das salas. Maéve foi acompanhada por engenheiros da prefeitura para avaliar os prédios, as possibilidades de construção de novas salas e implantação de ar condicionados. “A nossa sugestão é de ampliação da Escola Dona Leopoldina, o anexo II, com a construção de novas salas de aula”, declarou Cristina Costa, presidente da Comissão de Educação da Câmara. A escola tem 380 alunos, com turmas do primeiro ao quarto ano. Os vereadores acreditam que a reforma do estabelecimento de ensino – com mais salas, forro e ar condicionado – deve ser prioridade para o município.

Outra situação crítica é a da Creche Edith Bezerra, também no São Gonçalo. As salas estão superlotadas, dificultando até mesmo a circulação dos professores para o atendimento individual às crianças. Segundo Cristina, a área da creche é grande, e é possível a construção de novas salas. Relator do Colegiado, o vereador Gaturiano Cigano (PRB) garantiu que as visitas irão continuar, sempre que a Comissão for provocada.

“A Comissão de Educação está atenta a essas demandas que chegam com frequência, para que possamos buscar soluções adequadas. Esse caso das unidades do São Gonçalo é só o começo. Faremos outras visitas”, complementou. A secretária Máeve pediu um tempo para que, com a equipe técnica da Secretaria de Educação do município, avaliar a possibilidade de reforma. Mas ela não deu prazos para a Comissão nesse sentido. (foto/divulgação)

Juazeiro: Comunidade rural do Salitre recebe escola reformada

A comunidade de Campo dos Cavalos, localizada no Salitre, zona rural de Juazeiro, foi a nova beneficiada com a entrega de mais um estabelecimento de ensino. A inauguração da Escola Professora Edualdina Damásio aconteceu na noite da última sexta-feira (7), com a presença do atual prefeito Paulo Bomfim. (mais…)

Clube de Cinema de Petrolina abre temporada 2017

A história de um condenado à prisão perpetua e o dia a dia de superação em uma penitenciária foram os principais ingredientes que movimentaram a noite desta quinta-feira (23) em Petrolina – PE, durante a sessão de abertura da temporada 2017 do Clube de Cinema do Plenus Colégio e Curso. O filme escolhido para abrir os trabalhos do ano – Um sonho de Liberdade, produção americana dirigida por Frank Darabont, agradou em cheio os sócios/alunos da 1ª a 3ª série do Ensino Médio.

De acordo com a Diretora Pedagógica do colégio Sílvia Santos, o Clube de Cinema foi criado há 10 anos pela professora de Literatura Brasileira e Diretora, Simone Ramos, já falecida. Em cada mês é escolhido um sucesso da sétima arte com filmes clássicos, de arte e educativos.

“Contamos com um acervo de mais de 150 produções além da renovação de títulos que fazemos a cada início de ano. Durante as sessões, recebemos os sócios com uma exposição do acervo e a presença de professores que auxiliam na indicação do filme mais adequado para cada caso”, completou.

Ao final de cada exibição, são debatidos aspectos técnicos e de criação das obras cinematográficas e cobrados dos alunos comentários e textos críticos acerca do desempenho dos atores, direção, fotografia, música e roteiro. (Foto: Ascom)

Alunos de escola pública de Santa Maria da Boa Vista integram estudo sobre Bioma Caatinga

Os alunos do Erempem – Escola de Referência do Ensino Médio Professora Edite Matos em Santa Maria da Boa Vista, no sertão do São Francisco, puderam conhecer os resultados de uma pesquisa que está sendo desenvolvida na Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco) com apoio da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Sudene – Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste. Trata-se de um estudo profundo sobre o potencial das plantas encontradas no Bioma Caatinga.

“Inicialmente visitamos as comunidades tradicionais das cidades de Lagoa Grande e Santa Maria e Buíque e conhecemos as plantas para a partir daí elaborar uma lista das que tem maior potencial medicinal. Levamos para a Universidade e estudamos. Agora estamos trazendo os resultados para a população do que encontramos”, disse a professora Márcia Vanusa, do Departamento de Bioquímica da UFPE, que encabeça a pesquisa.

“Além do potencial medicinal, as plantas encontradas na caatinga em nosso município foram analisados também os potenciais cosméticos e alimentares dessas ervas. O objetivo é que futuramente isso possa mobilizar e impulsionar o desenvolvimento dessa região, quem sabe com a produção de um repelente natural”, afirmou Vanusa.

A pesquisadora afirma que Bioma Caatinga é o único desse tipo no mundo e por isso guarda muitas riquezas ainda desconhecidas, em meio aos galhos secos e pequenos arbustos. “Embora muita gente não perceba que a caatinga conserva em seu solo seco e árido vidas diferentes – fauna e flora diversificadas e exclusivas mundialmente. Por isso, a Univasf, também com o apoio da Prefeitura Municipal, vem se debruçando nos estudos detalhados desse Bioma”, finalizou a professora.

Ministro inaugura escola na zona rural de Afogados da Ingazeira

O prefeito de Afogados da Ingazeira, sertão do Pajeú, José Patriota e o Ministro da Educação, Mendonça Filho, inauguraram nesta sexta-feira(03) a Escola Municipal São João. Localizada na comunidade de São João Velho, distante 18 quilômetros da sede do município, a escola construída com recursos do Plano de Ações Articuladas(PAR) vai atender crianças de 10 comunidades do município.

Ao todo, 216 alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental serão atendidos pela escola. A construção da escola contou com recursos na ordem de R$1,1 milhão, oriundos do Ministério da Educação com contrapartida de R$ 173 mil da Prefeitura de Afogados da Ingazeira.

O ministro participou ainda de uma reunião extraordinária do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú (Cimpajeú. Em entrevista à Rádio Pajeú Mendonça garantiu que vai analisar um dos pleitos reforçados em sua visita à Afogados das Ingazeira: a instalação de um curso de Engenharia no IFPE (Instituto Federal de Pernambuco) campus Afogados da Ingazeira. (Com apoio de Anchieta Patriota-Foto: Blog do Finfa)

Entulhos acumulados em calçada aborrecem funcionária de escola no Loteamento Recife

Moradores do Loteamento Recife, zona norte de Petrolina, andam insatisfeitos por conta da quantidade de entulhos deixados na calçada da Escola Estadual Padre Luiz Cassiano, localizada na Rua 25 da comunidade.

Segundo informou a este Blog a funcionária Joselita Santos Silva, os entulhos estão há pouco mais de duas semanas no local. Ao mesmo tempo em que pede providências à prefeitura, ela lamenta a postura de certos moradores do bairro. Haja bronca.

Beneficiários do Bolsa Família em Juazeiro devem informar mudança de escola dos filhos para evitar bloqueio, alerta secretaria

Em Juazeiro (BA), os beneficiários do Bolsa Família que mudaram os filhos de escola este ano devem comunicar a alteração à Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedis), através da Casa do Bolsa Família – responsável pelo Cadastro Único (CadÚnico) no município, localizada na Praça da Misericórdia, Centro da cidade. O atendimento é das 8h às 12 e das 14h às 18h.

Um dos critérios para a manutenção do benefício é que crianças e jovens entre 6 e 17 anos estejam matriculados na rede de ensino. O Bolsa Família exige uma frequência escolar mensal mínima de 85% para estudantes de 6 a 15 anos, e de 75% para estudantes de 16 e 17 anos. Caso o aluno tenha mudado de escola é necessário fazer a atualização.

De acordo com a Sedis, o cadastramento pode ser agendado nas unidades do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou através dos telefones (74) 3611-2763/98807-0701. Também será necessário apresentar documentação pessoal e a declaração escolar atual do aluno.

Quem recebe o Bolsa Família também precisa manter outros itens do cadastro atualizados, como mudança de endereço, aumento ou diminuição da renda, nascimento ou morte de alguém da família, entre outros. Caso não mantenha o cadastro atualizado, a família pode ter o repasse do recurso bloqueado. Se não houver nenhuma mudança, a confirmação das informações do cadastro deve ser feita, obrigatoriamente, a cada dois anos. Se o cadastro ficar mais de dois anos sem atualização, a família é convocada para o processo de revisão cadastral.

Reforma em escola do C-3 continua parada e preocupa pais de alunos

A comunidade do C-3 do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, área rural de Petrolina, não esconde a apreensão com a escola municipal da agrovila. O motivo é a reforma do estabelecimento de ensino, que foi iniciada antes das eleições a prefeito no ano passado, mas foi abandonada logo depois.

Uma mãe de aluno, que preferiu não se expor, deu um depoimento preocupante a este Blog:

A escola municipal da vila C-3 precisava de uma reforma urgente. Pois bem, a reforma veio. Porém depois que passaram as eleições, a obra parou, não foi concluída, ficou na metade do caminho e nada mais foi feito. Vai iniciar o ano letivo e está da mesma forma: as obras paradas. Como as crianças podem estudar, se não têm um mínimo de segurança e conforto? nem ventiladores na sala tem, nem um pátio para que as crianças possas brincar. Como mãe, gostaria que essa nova gestão tivesse um olhar diferenciado por essa comunidade do C-3, que é tão esquecida pela gestão pública. É uma vila que não tem uma praça, que não tem uma quadra, mais que pelo menos tenha uma escola digna para as crianças”.

Em contato com a assessoria da Secretaria de Educação, a reportagem foi informada que a reforma da escola da agrovila é fruto de um convênio com o governo federal. A assessoria comprometeu-se em enviar ao Blog mais detalhes da obra.

Estudantes correm risco de atropelamento em frente à EMAAF, alerta leitor

estudantes-emaaf

Um perigo ronda os estudantes da Escola Marechal Antônio Alves Filho (EMAAF), em Petrolina. Um leitor do Blog chama atenção para os riscos de atropelamento de algum estudante, no momento de descerem do ônibus.

“Crianças estão correndo o risco de serem atropeladas no desembarque em frente à escola EMAAF, onde os ônibus param distante do portão de entrada sem monitores”, afirma o leitor. Com a palavra, os responsáveis.

Artigo do leitor: Senador Cristovam Buarque defende que escola “respeite opção e vocação” do estudante

Educação_-reprodução-internetEm tempos de desempenho negativo dos estudantes brasileiros no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), conhecido por um contumaz defensor da educação pública de qualidade, voltar a manifestar mais um posicionamento pertinente sobre o tema. Segundo ele, a escola não deve impor aos alunos o que devem estudar, mas o que mais gostariam de estudar, principalmente no Ensino Médio.

Boa Leitura:

Estão pedindo que eu me manifeste, aqui, sobre a reforma do Ensino Médio. Quero muito a contribuição desapaixonada de todos.

Paulo Freire já dizia que a pedagogia deveria ser para a liberdade e conforme o interesse, o gosto do aluno. A ideia de mais disciplinas optativas vai nessa direção. Se tivéssemos obrigado Hegel a ser matemático, era capaz dele não ter conseguido ser um grande filósofo. Se tivéssemos obrigado Einstein a estudar muita geografia, era capaz dele não ter sido um grande físico. Ainda menos pessoas felizes durante seus cursos básicos. Mas se eles não tivessem tido acesso à língua alemã e matemática, tampouco teriam sido filósofo ou físico.

A escola tem de oferecer, sobretudo, todas as disciplinas, mas para ser libertária e atrativa, a escola, notadamente no ensino médio, precisa de uma reforma que a torne atraente para o aluno. Isso exige professor muito bem remunerado, para todos serem motivados, bem preparados. Mas exige também permitir que as crianças escolham o estudo dos temas que lhe interessam, que lhes satisfaçam mais. Tive a sorte de que no meu tempo o ensino médio se dividia: aqueles que preferiam disciplinas voltadas para a ciência iam para o chamado Curso Científico, e aqueles que se dirigiam para as letras, buscavam o Clássico.

A atual proposta de reforma vai nessa direção, de respeitar o gosto e a vocação do aluno. Além disso, traz a grande vantagem de valorizar o ensino integral. E isso só é possível se o aluno ficar satisfeito durante todas as horas em que ficar na escola. Senão seria uma prisão, em vez de um instrumento de libertação.

Tenho certeza de que muitos dos que preferem as disciplinas técnicas, quando adultos vão estudar artes e filosofia. Este é o meu caso. Fiz o Científico e hoje dedico muito tempo às artes e à filosofia. Precisamos encarar as propostas para a educação na ótica dos alunos.

Além disto, a MP traz duas outras iniciativas esperadas há décadas: formação profissionalizante e mais horas e dias de escolaridade. Ainda não é o passo que o Brasil precisa para ser o que esperamos na educação equivalente de pobres e de ricos; ainda não quebra a desigualdade na qualidade da educação dos pobres e dos ricos. Mas é um avanço no triste quadro que o IDEB mostrou.

Cristovam Buarque/Senador (PPS-DF)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br