Polícia revela que bando usou dinamite e armamento pesado em assalto a empresa de segurança em Petrolina

A força-tarefa da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e de Combate ao Crime Organizado continua em diligências, junto com demais órgãos de segurança pública em Petrolina, com apoio de policiais da Bahia, para realizar a prisão do grupo de assaltantes que levou terror aos petrolinenses que estavam nesta terça, 25, no começo da tarde, nas proximidades da Avenida Honorato Viana, próximos ao Hospital Geral e Urgências (HGU), bairro Palhinhas, área central da cidade. Os policiais confirmaram o uso de dinamite e armamento pesado na ação dos bandidos a uma empresa de segurança de valores.

Segundo informações oficiais da Polícia Militar, o grupo era formado por cerca de seis homens, que chegaram com uniformes camuflados num veículo Toyota Hilux SW4 de cor preta – relatos fornecidos aos policiais pelos seguranças da empresa. A nota da PM conta que a Central de Operações do 5º BPM foi informada da ocorrência pela população. O alvo era a empresa, localizada ao lado do HGU.

As explosões foram sucedidas com troca de tiros entre seguranças, policiais e os assaltantes, numa cena de muito desespero relatada em áudios e vídeos feitos por quem estava na área, no momento da ocorrência. O carro-forte da Empresa Preserve, que carregava os malotes de dinheiro, era o visado pelo grupo. O veículo ficou destruído e um outro carro-forte, segundo nota da PM, foi atingido também por vários disparos de fuzil, confirmando o uso de armamento pesado na investida. Os seguranças não reagiram. Saíram dos carros e foram se abrigar em prédios próximos, ainda segundo a PM.

Os policiais reforçam que todas as viaturas da área foram acionadas (Gati, Rocam, Rondesc, NIS-4, Malhas da Lei e GT’s) e mobilizadas para a ação, além das Polícias Civil e Rodoviária Federal, PMBA – através dos batalhões de Juazeiro, Remanso e Casa Nova, PF, Cipe/Caatinga, Bepi (Ciosac) – além de viaturas de Rajada, Afrânio e Dormentes (no Sertão do São Francisco).

Termina nesta segunda declaração do IR para empresa com imposto retido na fonte

As empresas têm até as 23h59min59s desta segunda (27) para apresentar à Receita Federal (RF) a Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF) relativo ao exercício de 2016. Estão isentas dessa obrigação apenas os microempreendedores individuais (MEIs) com receita bruta anual de até R$ 60 mil em suas operações de cartão de crédito com IRRF sobre os pagamentos de comissões para as operadoras.

Se o prazo não for cumprido, a empresa terá de pagar multa de 2% ao mês-calendário ou fração, incidente sobre o montante de tributos e contribuições informados na declaração, ainda que integralmente pago, limitada a 20%.

Como forma de ampliar o controle tributário sobre determinadas operações e ampliar mecanismos de combate à evasão tributária, a RF também tornou obrigatória a declaração em casos de pessoas físicas e jurídicas residentes no país, mesmo sem ter feito a retenção do imposto, desde que tenham sido candidatos a cargos eletivos, inclusive vices e suplentes, ou que tenham efetuado pagamento, crédito, entrega, emprego ou remessa a pessoa física ou jurídica residente ou domiciliada no exterior.

Nesses casos, a obrigatoriedade de declaração vale para as seguintes situações: aplicações em fundos de investimento de conversão de débitos externos; royalties, serviços técnicos e de assistência técnica; juros e comissões em geral; juros sobre o capital próprio; aluguel e arrendamento; aplicações financeiras em fundos ou em entidades de investimento coletivo; carteiras de valores mobiliários e mercados de renda fixa ou renda variável; fretes internacionais; previdência complementar; remuneração de direitos; obras audiovisuais, cinematográficas e videofônicas; lucros e dividendos distribuídos; cobertura de gastos pessoais, no exterior, de pessoas físicas residentes no país, em viagens de turismo, negócios, serviço, treinamento ou missões oficiais; rendimentos de que trata o Artigo 1º do Decreto nº 6.761, de 5 de fevereiro de 2009, que tiveram a alíquota do imposto sobre a renda reduzida a 0% e demais rendimentos considerados como rendas e proventos de qualquer natureza, na forma prevista na legislação específica. (Com informações da Agência Brasil)

Empresa responsável pela Zona Azul pode ser obrigada a cobrir danos e furtos a veículos em Petrolina

O vereador Edilsão do Trânsito (PRTB) apresentou três Projetos de Lei  (PLs) na Casa Plínio Amorim nesta semana. As proposições estão tramitando nas comissões responsáveis e, caso sejam aprovadas, ampliarão os direitos dos cidadãos.

O PL nº 010/2017 responsabiliza a empresa responsável por operar a Zona Azul a cobrir furtos, roubos e quaisquer tipos de danos materiais sofridos pelo veículo estacionado dentro desse sistema pago. No entendimento do vereador, se há cobrança por um serviço, há direito para o cidadão.

Alguns municípios já entendem que o estacionamento de Zona Azul deve sim gerar cobertura para furtos, roubos e danos no veículo e em Petrolina temos observado que também se faz necessário essa responsabilização para a empresa operante” comenta Edilsão.

Já o PL nº 009/2017 torna responsabilidade do município a implantação de lombadas nas vias públicas. Hoje, a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) se responsabiliza apenas pelo estudo, e cabe aos cidadãos a colocação desse tipo de sinalização.

Pontos de ônibus

A terceira proposta diz respeito aos pontos de ônibus da cidade. O PL nº 008/2017 cria o Programa Municipal ‘Adote um Ponto de Ônibus’, cujo objetivo é estimular empresas privadas a adotar pontos de ônibus existentes ou implantar novos, realizar a manutenção e conservação e, como contrapartida, utilizar o espaço para publicidade, ficando a AMMPLA responsável pela aplicação dessa Lei.

Funcionários de empresa contratada para serviços de limpeza de Petrolina cobram salários em atraso

Os trabalhadora de uma das empresas que fazem o serviço de limpeza em Petrolina suspenderam os serviços nesta quinta-feira, 9. Eles alegaram que estão há dois meses sem receber os salários e que vários direitos trabalhistas estão sendo comprometidos. Em nota, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade informa que a paralisação dos trabalhadores da empresa terceirizada responsável pelos serviços de limpeza foi pontual e atingiu somente 30% do efetivo.

O problema do atraso no pagamento do salário, ocorrido por causa da falta de repasses de verba pela gestão anterior, está sendo resolvido entre a empresa prestadora de serviço e sindicato da categoria, que entraram em acordo sobre um prazo para regularização dos débitos. A secretaria ainda pontuou que não existe débito com a terceirizada nesta gestão. Os serviços de limpeza seguem sendo realizados normalmente. (foto/arquivo divulgação)

Osório anuncia licitação de empresa que fará concurso público da Câmara Municipal de Petrolina

O presidente da Câmara Municipal de Petrolina, vereador Osorio Siqueira (PSB), revelou nesta terça-feira, 7, durante sessão do Legislativo Municipal, que o concurso público para o preenchimento de vagas no Legislativo deve ocorrer até o começo do segundo semestre deste ano.

“Estamos aguardando o processo de licitação da empresa que vai realizar o concurso. Acredito que nos próximos 60 dias já poderemos conhecer a vencedora dessa licitação. A empresa deve divulgar o edital e realizar as provas, mais ou menos 70 dias depois de vencer o processo”,  assegurou Osório.

De acordo com o presidente, serão abertas mais de 20 vagas no certame da Casa Plínio Amorim entre os níveis fundamental, médio e superior.

Restos de materiais de asfalto deixados ao lado de avenida no Dom Avelar irritam moradores

materiaisi-lado-de-avenida-dom-avelar

Os moradores do Bairro Dom Avelar (zona norte de Petrolina), no entorno da Avenida da Esperança, estão na bronca com uma empresa que depositou restos de asfalto ao lado da via pública.

Eles alegam que o material foi depositado irregularmente no local pela empresa contratada da prefeitura que executou serviços no bairro. “Queremos que a empresa, ou quem seja o responsável, retire o que deixaram aqui”, desabafam. (foto/divulgação)

Empresa do ramo de nutrição de plantas realiza 2ª Rota Tecnológica em fazendas de uva e manga da região

fruticultura vale/foto reproduçãoA Aminoagro, uma das maiores empresas de nutrição de plantas do Brasil, está realizando hoje (26) e amanhã (27) sua 2ª Rota Tecnológica e a primeira em fruticultura, e escolheu Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), que fazem parte do maior polo exportador de frutas do país. Uma equipe com mais de 100 pessoas do agronegócio – incluindo produtores, revendedores, técnicos e agrônomos – visitarão fazendas produtoras de manga e uva nas duas cidades. O objetivo é apresentar os resultados obtidos com as diferentes tecnologias trabalhadas pela Aminoagro no Programa ‘Construindo Plantas’ (PCP), que foi desenvolvido para aumentar a eficiência de cada planta em todas as etapas do cultivo.

As duas culturas têm como foco o mercado interno e externo. Começando pelo solo, a empresa justifica que para se ter uma produtividade consistente e com rentabilidade, é necessário um solo ‘vivo’, com equilíbrio físico, químico e biológico, não apenas na superfície, mas também em profundidade. A Rota Tecnológica pretender constituir uma importante oportunidade de troca de experiência sobre os desafios enfrentados em diferentes condições de cultivo e para compartilhar o conhecimento.

No primeiro dia, o foco foram as áreas produtoras de uva de mesa. Durante à noite haverá uma palestra com a doutora em fisiologia da produção, Essione Souza, a qual apresentará trabalhos realizados com a linha da empresa na cultura da uva e suas respostas fisiológicas e produtivas.

No segundo dia serão visitados pomares de manga, em que o grupo também conhecerá um trabalho de estruturação de solo e disponibilização de nutrientes. Também nesta cultura será possível apresentar aos participantes o benefício completo para o cultivo da manga do PCP, mostrando que plantas produtivas são construídas a partir de tecnologias de ponta e com manejo eficiente, para se tirar o máximo potencial produtivo destas culturas com rentabilidade. À noite haverá mais uma palestra, desta vez com o engenheiro agrônomo Eduardo Ferraz, que apresentará os resultados que tem obtido com o uso do PCP nas áreas onde presta consultoria.

Resultados

Em cada visita, serão apresentadas áreas de cultivo com os PCPs Manga e Uva, sob diferentes manejos culturais, para comprovação visual dos resultados positivos do programa, com o intuito de buscar a constante melhoria na eficiência produtiva das diferentes culturas.

Estudante do IF Sertão-PE Ouricuri fará estágio de dois anos em empresa nos Estados Unidos

antonio-if-sertao-pe-ouricuriMais um jovem sertanejo vai ganhar experiência fora do país. Ele é Antônio Erikles Soares, aluno do Ensino Médio Integrado em Agropecuária (turma 2011.1) do IF Sertão-PE/Campus Ouricuri.

Natural de Ipubi (PE), no Araripe, Antônio Erikles reside em Santa Cruz, na mesma região, e vai estagiar por um período de dois anos na empresa norte-americana Amazon Produce Network, parceira do IF Sertão-PE.

“Será uma ótima experiência, junto ao imenso aprendizado, não só profissional, como também me tornar um cidadão do mundo, um ser humano melhor, e também uma excelente oportunidade para mim. Sem dúvida, um momento de grande realização em minha vida”, disse o jovem. Antônio Erikles saiu de Petrolina no final da manhã de hoje (20). Sua chegada a Nova Iorque está prevista para as 6h desta sexta-feira (21). De lá ele seguirá para a cidade de Viniland, Nova Jersey, onde fará seu estágio.

Advogado denuncia supostas irregularidades de empresa de candidato a prefeito de Curaçá

pedro-oliveira-curacaO advogado Pablo Lopes Rêgo está denunciando supostas irregularidades de empresa do candidato do PSC a prefeito de Curaçá, no norte da Bahia, Pedro Oliveira (foto). De acordo com o advogado, o candidato foi denunciado ao Ministério Público MP), em Remanso, no último dia 16 de setembro, pelo Comitê 9.840 de combate à corrupção.

Acompanhe a denúncia na íntegra:

Pedro Oliveira é candidato a prefeito no município de Curaçá nesse pleito de 2016. Já foi vereador no Município e, ao que se constava, era tido como um cidadão que cumpre as leis. Porém foi denunciado ao Ministério Público da Bahia, em Remanso, no último dia 16/9/2016, pelo Comitê 9.840, de combate à corrupção. O motivo é que sua desconhecida empresa, a ‘SJG Assessoria, Consultoria e Serviços Ltda.’, prestou serviços ao Fundo Municipal de Saúde (FMS) de Remanso e ao SAAE de Casa Nova, de forma irregular, inclusive com apontamentos feitos pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia em notificações no ano de 2015. (Denúncia ao Ministério Público: https://drive.google.com/file/d/0B7L_KEvHm2n8UmdkbmFSTGhlbmc/view).

A documentação aqui anexa também mostra que ele recebeu declaração de serviços prestados ao SAAE de Casa Nova, mas sem qualquer exposição do período de prestação de serviços. Quando foi feito esse serviço? Nem data de emissão o documento tem. A Empresa de Pedro Oliveira (CNPJ 22.057.911/0001-98) é desconhecida, embora em seu registro esteja o endereço: Avenida dos Vaqueiros, S/N°, Centro de Curaçá, local que ninguém na cidade sabe dizer onde é. Na Declaração consta “serviço de consultoria técnica empresarial específica”. Mas a Empresa, conforme seu registro na Receita Federal, não está apta para tal. Todavia, conforme o Contrato 028/2015, ele contratou esses serviços no valor de R$ 40 mil. Essa declaração falsa habilitou a Empresa de Pedro Oliveira a firmar contrato, também, com o FMS de Remanso, no valor de R$ 60 mil, totalizando, apenas nessas duas cidades, o valor de R$ 100 mil em contratos irregulares com a administração pública.

Outra falsidade observada é que a data do contrato com o SAAE de Casa Nova é 24/4/2015, e com o Fundo Municipal de Saúde de Remanso é de 1º do mesmo mês e ano. Mas a declaração que tornou apta a Empresa de Pedro Oliveira a firmar contrato com o Fundo Municipal de Saúde de Remanso foi dada pelo SAAE de Casa Nova, 23 dias antes da assinatura do contrato e de começar a prestação de serviços ali. Claro que isso é impossível. Além disso o ato que agora está no Ministério Público, e tem pedido condenação por falsidade, pede devolução dos valores recebidos porque fere a legislação nos seguintes pontos: a) sua empresa não possuía notória especialização para o serviço; b) não havia inviabilidade de competição para prestação do serviço (Art. 89 da Lei 8.666/93); c) os documentos obrigatórios de regularidade fiscal e parafiscal não foram entregues até a assinatura dos contratos e d) os serviços contratados não estão elencados no rol de atividades permitidas para a sua empresa. (Lei das Licitações: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8666cons.htm).

As informações prestadas aqui estão disponíveis em fotos anexas. Já as provas apresentadas ao Ministério Público, cujos pontos foram citados também aqui, estão disponíveis nesse link: http://ultrashare.net/hosting/dl/fdc3697260 (após a abertura do link, clique em ‘Download this file’).

Pablo Lopes Rêgo/Advogado       

Empresa do ramo de energia eólica pode gerar 6 mil empregos na Bahia

rui costa energia eolica

O governador Rui Costa visitou na manhã de ontem (12) a fábrica da Tecsis – Tecnologia e Sistemas Avançados, que está iniciando operações na Bahia, no Polo Industrial de Camaçari. Fabricante de pás para turbinas destinadas a empresas do setor de energia eólica, principalmente para a Gamesa e Acciona, que já operam no Estado, a Tecsis é a terceira maior produtora mundial da peça e uma empresa genuinamente brasileira. (mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br