Mutirão no Juá Garden Shopping ajudará a esclarecer dúvidas sobre declaração do Imposto de Renda

Um mutirão no Juá Garden Shopping, em Juazeiro (BA), pretende esclarecer as principais dúvidas sobre como fazer a declaração de Imposto de Renda (IR). A ação acontece nesta quinta-feira (20), das 14h às 17h, por meio da parceria com a Faculdade Maurício de Nassau, e é totalmente gratuita.

Estudantes do curso de Ciências Contábeis, com a supervisão de docentes da área, estão à frente da atividade.  A equipe de atendimento vai contar com quase 13 pessoas. Uma das professoras que vai coordenar a ação, Juliana Reis, destaca que o projeto é uma boa oportunidade tanto para os contribuintes que vão fazer a declaração, quanto para os estudantes, que vão poder colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Os alunos vão tirar as dúvidas das pessoas. Eles vão dar esclarecimentos sobre quem precisa declarar, a faixa etária de filhos, a partir de quantos anos precisa apresentar  o Cadastro da Pessoa Física (CPF) e outras dúvidas. Nós realizamos treinamento sobre o Imposto de Renda com os alunos e eles estão aptos para participarem deste mutirão que é tão importante para o futuro deles e também presta um serviço social muito relevante”, afirma Juliana.

De acordo com a Receita Federal, a declaração do IR  deve ser realizada até o dia 28 de abril. Precisam realizar o procedimento pessoas físicas que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70, em 2016; cidadãos que possuem propriedades com valor acima de R$ 300 mil e, ainda, aqueles que tiveram receita maior que R$ 142.798,50 em atividade rural.

 

Empresário lança agenda para tirar dúvidas de candidatos do Vale do São Francisco que disputarão cargos nas eleições 2016

micael

As significativas mudanças provocadas pela Minirreforma Política (Lei 13.165 de 2015), que já passam a ser aplicadas a partir das eleições municipais deste ano, embaralharam a cabeça de muitos eleitores. Mas os candidatos também não são exceções à parte. Pelo contrário. Foi pensando em dirimir as dúvidas de grande parte deles que um empresário do Vale do São Francisco decidiu colaborar com o processo.

Formado há nove anos em Direito pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), o empresário Micael Benaia colocou em prática o que aprendeu na teoria. O resultado de três meses de trabalho transformou-se numa agenda especial, intitulada ‘Diário de Bordo do Candidato’.

Nela os candidatos poderão se nortear em relação às principais alterações na lei. “Como muito dessas regras foram alteradas, é importante que o candidato esteja ciente dessas mudanças, para não correr o risco de sofrer penalidades. É cada vez mais comum que o candidato seja eleito, mas não diplomado, seja diplomado, mas não empossado, ou até mesmo seja empossado e em seguida cassado por irregularidades cometidas durante a campanha”, explicou Micael.

No Diário de Bordo estão contidas, por exemplo, datas das convenções partidárias, prazo de filiações, que agora são de seis meses antes do pleito; antes era de um ano. Os registros de candidaturas, a partir de agora, podem ser feitos até as 19h do dia 15 de agosto. Na lei antiga, esse prazo era até 5 de julho. A duração das campanhas eleitorais também foi reduzida: antes era de 90 dias, após a escolha dos candidatos nas convenções; agora é de 45 dias, a partir de 16 de agosto.

Marketing

Por ter uma empresa de marketing, o empresário faz questão de destacar que esse é um dos pontos mais cruciais da nova lei. Micael chama a atenção dos candidatos em relação ao material publicitário da campanha, que também precisa estar dentro dos padrões estabelecidos. “Eu alertei o proprietário de uma gráfica de Belo Horizonte, que estava vendendo material online fora do padrão. Mesmo o candidato alegando que a gráfica era a responsável pelo material de sua campanha, ele será punido por propaganda irregular”, disse.

Apesar de sua “lição de beija-flor”, como gosta de ressaltar nesse caso, o empresário acredita que apenas fazer sua parte pode não ser suficiente. Ele acredita que muitos candidatos terão problemas com a justiça eleitoral esse ano, devido a essas mudanças. “Tem muita gente, por exemplo, que não sabe que está proibido pintar muros com números dos candidatos”, revelou.

Micael elaborou, de forma voluntária, 300 exemplares que serão distribuídos gratuita e exclusivamente aos candidatos deste ano, ou a pessoas e instituições relacionadas à área política. Para Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), ele reservou 50 exemplares. Os demais serão distribuídos em cidades circunvizinhas. Ele lembra que, mesmo com o trabalho que realizou, o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve ser sempre consultado por os aspirantes a cargos eletivos. Quem se interessar pode entrar em contato com a Gráfica Obelisco, de propriedade de Micael, pelo número (74) 3611-6280, ou procura-lo presencialmente, na sede da empresa, que fica na Travessa Benjamin Constant, 108, Centro de Juazeiro. O e-mail é graficaobelisco@hotmail.com. Mais detalhes também podem ser conferidos pelo site www.graficaobelisco.com.br.

Equipe do governo federal voltará a Cabrobó para tirar dúvidas da população sobre Transposição do Velho Chico

Uma equipe da Comunicação Itinerante da Transposição do Rio São Francisco voltará a Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco, para dar continuidade aos esclarecimentos acerca da maior obra de infraestrutura hídrica do país. As comunidades rurais que receberão os integrantes do governo federal são as do Carreiro de Pedra, às 14h30 desta terça (26), e Maria Preta, às 14h30 de quarta-feira (27).

Em 2016, a Comunicação Itinerante já esteve em outras quatro comunidades rurais de Cabrobó: Represa, Sanharó, Curralinho e Ponta da Ilha. Moradores das comunidades de Umãs, em Salgueiro, no Sertão Central, e de Roças Velhas, em Floresta, no Sertão de Itaparica, também já receberam a ação neste ano.

O Projeto São Francisco é a mais relevante iniciativa da Política Nacional de Recursos Hídricos do Governo Federal. O objetivo é garantir a segurança hídrica para 390 municípios no Nordeste Setentrional, onde a estiagem ocorre frequentemente, beneficiando mais de 12 milhões de habitantes nos estados de Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Programa

Criada em 2011, a Comunicação Itinerante integra as ações do Programa de Comunicação Social, um dos 38 Programas Ambientais projeto. A iniciativa busca mostrar os benefícios do empreendimento e informar à população que reside nas áreas de influência da obra.

Cabrobó: Representantes do governo federal tirarão dúvidas da população sobre transposição do Rio São Francisco

A equipe da comunicação itinerante do Projeto de Integração do Rio São Francisco estará nesta quarta-feira (13) nas comunidades rurais Represa e Sanharó, em Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco. O objetivo é informar e esclarecer dúvidas sobre a maior obra de infraestrutura hídrica do país. A programação acontecerá às 14h30, na sede provisória da associação de moradores, que reunirá moradores das duas localidades.

Criada em 2011, a Comunicação Itinerante integra as ações do Programa de Comunicação Social, um dos 38 Programas Ambientais projeto. A iniciativa busca mostrar os benefícios do empreendimento e informar à população que reside nas áreas de influência da transposição do Rio São Francisco. (foto/arquivo divulgação)

Médicos do HDM/Imip esclarecem dúvidas sobre microcefalia

fachada hdmNos últimos meses, o estado de Pernambuco vem vivendo um drama em relação à microcefalia. No Hospital Dom Malan (HDM/Imip) até o momento já foram constatados seis casos da doença na unidade: três são de Petrolina e outros três das cidades de Mirandiba (PE), Trindade (PE) e Campo Formoso (BA), juntas.

Microcefalia significa crânio pequeno e pode repercutir no desenvolvimento cerebral da criança. O diagnóstico pode ser ultrassonográfico, já na fase intrauterina, e também pode ocorrer no primeiro exame físico, seja na sala de parto ou na primeira consulta. O perímetro cefálico (circunferência da cabeça do bebê) é medida e se o valor for menor ou igual a 33 centímetros, em recém-nascidos, sugere microcefalia.

A doença tem inúmeras causas. Desde genéticas até uso de substâncias nocivas durante a gravidez, alimentação materna inadequada, desnutrição materna, traumas e infecções congênitas. É necessário investigar a causa da anormalidade para traçar o plano terapêutico e evitar complicações passíveis de prevenção.

O ginecologista e obstetra do HDM, Marcelo Marques, explica que no pré-natal são realizadas ações de prevenção e diagnóstico da microcefalia. Na análise, os exames de ultrassonografia podem identificar a redução do perímetro cefálico fetal. “Então o tamanho da cabeça do bebê varia de acordo com a idade e crescimento. Existem curvas que estabelecem o tamanho padrão para cada idade, quando está baixo desse padrão temos o diagnóstico da microcefalia”, afirma.

Exames de rotina

Os exames de rotina pré-natal devem ser realizados, especialmente as chamadas sorologias maternas (exames de sangue) na gestante, que fazem parte da investigação das causas de microcefalia. Na ocorrência de exantema (manchas vermelhas pelo corpo), as sorologias de Dengue, Zika e Chikungunya devem ser colhidas de acordo com as orientações do protocolo publicado pela Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE). Além desses exames, que identificam as possíveis causas, os exames de ultrassonografia (USG) são fundamentais para se chegar ao diagnóstico.

Segundo o ginecologista, a gestante deve realizar pelo menos quatro exames de ultrassonografia durante a gravidez. Caso apresente exantema, o protocolo estabelecido pela SES-PE orienta que deve fazer exame de USG em torno de 32-35 semanas de gestação para avaliação dos parâmetros que identificam a microcefalia. Diante da evidência, ela deve ser notificada de acordo com formulário especifico disponível no site da SES-PE.

As causas da epidemia da microcefalia ainda estão sendo investigadas. Como a principal hipótese e o Zika Vírus, recomenda-se tomar as mesmas ações de prevenção ao vetor da dengue, que é o mesmo. Então usar roupas que cubram membros, usar repelentes, não deixar água acumulada em casa são algumas medidas. A gestante assim que tiver o diagnóstico de gravidez deve procurar a unidade primária de saúde para início do pré-natal.

Marques afirma que o papel do médico e da equipe que faz a assistência pré-natal é essencial. Fazendo os exames de rotina e USG, notificando os casos onde foi feito o diagnóstico e fazer o devido acompanhamento e referencialmente. “É importante que as gestantes tenham seu parto em unidades de saúde que permitam o prosseguimento da investigação ao nascimento, bem como seu acompanhamento por equipe interdisciplinar”, enfatiza.

Prevenção

A pediatra do HDM, Fernanda Patrícia Novaes, informa que a prevenção das causas infecciosas congênitas pode ser realizada mantendo o cartão de vacinas atualizado. “Evitar contato com portadores da Rubéola, Catapora e Herpes em atividade, assim como outras doenças infecciosas. O primeiro trimestre da gravidez é o que exige mais cuidado, devido à imaturidade do desenvolvimento do filho, na fase de embrião” disse a pediatra.

As sequelas da microcefalia estão relacionadas ao desenvolvimento neurológico, mental, psicológico e locomotor da criança. Esse comprometimento pode alterar a aprendizagem, a fala, a audição, a caminhada, a coordenação motora, entre outras sequelas relacionadas ao desenvolvimento do sistema nervoso central. (foto: Ascom HDM/Imip)

Artigo do leitor: “A carreira acadêmica, escolhas e consequências”

dúvida profissãoA dúvida “Que profissão seguir?”, que perturba a cabeça de muitos adolescentes, deveria merecer mais atenção por parte dos governantes, segundo o guarda municipal de Petrolina, Antonio Damião Oliveira. Formado em Matemática pela Universidade de Pernambuco (UPE), leitor e colaborador assíduo do Blog, Damião nos enviou um artigo mostrando como a escolha profissional errada ou equivocada pode frustrar a vida de muitos jovens.

Para ele, o Ministério da Educação deveria implantar nas escolas de todo o país uma disciplina direcionada à escolha vocacional. Ao mesmo tempo em que chama a atenção dos estudantes para a importância dos estudos e da qualificação constante, o leitor destaca que é preciso escolher uma profissão que dê retorno financeiro, prazer e reconhecimento.

Vejam:

A carreira acadêmica: escolhas e consequências

Não preciso ser acadêmico para me realizar profissionalmente e, nem tampouco, estudar para conseguir alguma realização em minha vida. Talvez fossem essas palavras que você precisasse ler ou ouvir para encorajá-lo a não querer nada com os estudos. Porém, sinto muito desapontá-lo, as colocações usadas acima, inicialmente, eram tão somente para chamar a sua atenção, despertar seu interesse quanto ao tema em discussão.

Eu queria muito que você estudante, quer seja no ensino fundamental, médio ou superior, fizesse uma reflexão quão importante é estudar, quão importante é escolher uma graduação promissora, que lhe proporcione satisfação e retorno econômico. Permita-me fazer algumas perguntas. Desde que abriu mão dos estudos, o que conseguiu ao longo do tempo? Mudou para melhor seu crescimento profissional? Houve algum arrependimento por ter deixado para trás sua vida escolar? Se estiver no grupo que faz parte da última pergunta, fico muito feliz, porque ainda há tempo para corrigir o que deixou de fazer.

Não olhe a questão da idade, porque nessa vida até a idade é algo relativo. A morte chega tanto para quem é jovial, quanto para quem tem mais idade, não manda aviso e nem recado, chega para o rico e para o pobre, não há distinção de cor, credo, raça, sexo e religião, em qualquer circunstância ou em qualquer lugar. Alguém diz: Conheço uma pessoa que estudou e se formou em tal curso e não conseguiu nada até o momento, e conclui, não vou mais estudar.

É um pensamento equivocado, sem fundamentação, porque quem faz o curso ser grande em importância é você. Como assim? Especializando-se, enriquecendo-se, complementando-o com outros cursos. A propósito, uma das escolhas mais difíceis é a carreira acadêmica, são tantos que dizem ter escolhido o curso errado.

Conheci um rapaz que para se consolidar na vida profissional teve que passar por três faculdades. Somando-se a isso, desilusões e frustrações. Primeiro, ele cursou Direito na Uneb aqui em Juazeiro e desistiu. A segunda foi Matemática na UPE em Petrolina, abandonando o curso no quarto período. Posteriormente, Medicina.

Nessa última conseguiu passar em três instituições, uma estadual, uma federal e outra particular. Finalmente, persistiu na escolha e creio que já está exercendo na área. Portanto, é preciso maturidade e cuidado para não chegar a esse ponto, porque é desgastante, mas infelizmente, ele não é o único.

São muitos que estão nesse grau de indecisão, sentem dificuldades na escolha da especialidade e, consequentemente, se decepcionam. Há aqueles que se espelham na profissão dos pais, foram orientados nesse sentido, sentiram-se atraídos para tal exercício e abraçaram de corpo e alma tal formação.

Entretanto, gostaria de poupá-lo dessa situação constrangedora, afim de que não possa perder tempo e não passe por esse martírio. Deveria existir na grade curricular do MEC, precisamente no último ano do Ensino Médio, o teste vocacional, uma disciplina que ajudasse o aluno na escolha de seu curso superior, mostrando as vantagens e desvantagens de cada área.

Fui levar minha sobrinha na Facape, autarquia educacional do município de Petrolina e, por uns instantes, fiquei observando o comportamento de alguns estudantes em relação aos seus cursos, mais precisamente Serviço Social e Direito. Nesse dia haveria uma palestra sobre os direitos da mulher (suas conquistas e avanços).

É possível que num universo de tantos adolescentes ali presentes, haja descontentamento por estarem cursando tal área. Alguns estavam ali por não terem outra opção ou porque não conseguiram uma boa nota no Enem. Estavam ali estudando sem qualquer identificação, obviamente, irão desistir.

Nem tudo é espinho, nem tudo é incolor, nem tudo é dissabor. Contudo, percebi em alguns deles o prazer de estarem naquele lugar, a expectativa em relação à área escolhida, os sonhos, os objetivos e a certeza da construção de novos horizontes.

Outra argumentação poderosa contra o ofício de estudar é quando afirmam: fulano de tal nem concluiu o Ensino Fundamental e hoje ganha milhões, acumula uma boa conta bancária, um patrimônio invejável e tem o que quiser em termos de bens e realização pessoal.

Devemos lembrar que esses raros casos não são uma regra, é uma exceção em relação a muitos. Vivemos numa sociedade competitiva, desigual e exigente. As estatísticas mostram que a causa principal do desemprego é a falta de qualificação profissional. Em outras palavras, se você tivesse uma formação técnica ou acadêmica estaria trabalhando de alguma forma. Creio que na atual conjuntura que nos encontramos, é necessário repensar nossas escolhas, fazer aquilo que gostamos, mas também, algo que nos que dê retorno financeiro, prazer e acima de tudo, reconhecimento.

Antonio Damião Oliveira/ Guarda municipal de Petrolina e graduado em Matemática

Serra Talhada: Candidatos ao concurso da prefeitura já podem consultar locais de prova

Serra TalhadaDepois de várias reclamações de candidatos inscritos no concurso público da Prefeitura de Serra Talhada (PE), a Comissão organizadora do certame informou que já está disponível no site da prefeitura a relação completa contendo o nome do candidato, número de  inscrição, horário e locais de prova.

Muitos inscritos reclamaram da dificuldade em obter informações sobre o cartão.

Em nota, a Comissão tranquiliza os candidatos e informa que todos os dados podem ser acessados através da página eletrônica  www.serratalhada.pe.gov.br.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br