Fernando Filho descarta especulações em torno de eventual disputa pelo Governo de PE em 2018

Elogiado pelo trabalho que vem fazendo à Frente do Ministério das Minas e Energia, o deputado federal licenciado Fernando Filho (PSB) descartou a possibilidade de encarar uma disputa pelo Governo de Pernambuco nas eleições 2018. Em entrevista ao Programa Nossa Voz (Grande Rio FM) desta segunda-feira (17), o socialista assegurou que no momento está “extremamente focado” em sua Pasta.

Fernando Filho ressaltou que tem procurado ajudar a administração do seu irmão, o prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB), e de outros gestores aliados. Além disso, dentro do que pode fazer, também tem socorrido o governo a retomar obras paralisadas, consideradas fundamentais ao desenvolvimento de Pernambuco. “A Chesf anunciou, há 30 dias, investimentos de R$ 2 bilhões em obras no interior, que vão gerar 20 mil empregos”, afirmou.

O ministro disse ainda que, embora fique feliz em ter seu trabalho reconhecido, tudo o que for discutido em relação às eleições 2018, com essa antecedência, “não passam de especulações”.

Casa Nova: Ex-candidata a vice-prefeita é aposta de grupo político para disputar Legislativo Estadual

Saney Savana, uma jovem empresária de Casa Nova, município do norte baiano, disputou as eleições de 2016 como candidata a vice-prefeita na chapa encabeçada por Anísio Viana, do PSDB. Filiada ao PROS, Savana é cogitada pelo Grupo Viana para disputar cadeira na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A discussão passa pelo nome do deputado federal Adolfo Viana Neto (PSDB), que estuda se candidatar em 2018 para a Câmara Federal.

Nos bastidores da política local, Savana pode ser um nome leve para uma chapa junto com Viana Neto. Empresária do segmento elétrico, ela iniciou em disputas eleitorais em 2012, quando obteve votação de destaque, apesar de não ter sido eleita. A performance para a Câmara de Vereadores naquele ano levou a receber convites para ser vice em várias chapas majoritárias, mas foi com os Viana que o entendimento aconteceu.

Savana tem estado atenta e observando como andam os fatos. Ela desconversa sobre futuro político, mas tem andado e avaliado com carinho uma nova disputa no próximo ano. “Independentemente de estar ou não em época eleitoral, sou uma pessoa pronta para ajudar. Tenho me preparado”, registra a empresária que tem sido observada por políticos experientes dentro de uma renovação política do Norte da Bahia.

“Tenho trilhado meu próprio caminho, aprendido um pouco a cada dia, com o homem do interior, com as pessoas da sede. Não acredito que o dinheiro seja o ponto principal para se ganhar uma eleição, mas projetos, responsabilidade e uma seriedade com respeito às pessoas”, finalizou Savana.

 

 

 

Ex-prefeito de Sento-Sé, Ednaldo Barros é mais um que pode entrar na disputa por uma vaga na AL-BA

Como este Blog adiantou recentemente, vários ex-gestores da região norte da Bahia pretendem concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia (AP-BA) em 2018. Agora, surgiu o burburinho de que o ex-prefeito de Sento-Sé, Ednaldo Barros (PSDB), também deve colocar seu nome da disputa.

Ednaldo ficou à frente da Prefeitura de Sento-Sé por dois mandatos e não conseguiu emplacar seu sobrinho, Uendel Barros (PSDB), que perdeu a disputa nas eleições de 2016 para Ana Passos (PSD) – esposa do ex-prefeito Juvenilson Passos (PT).

No entanto, o tucano – a exemplo de outros ex-gestores – também tem vários processos tramitando na justiça e pode não ter direito a concorrer ao pleito. É aguardar.

Moradores do São Gonçalo vão eleger presidente do bairro em disputa acirrada

O Bairro São Gonçalo, zona oeste de Petrolina, vivenciará neste domingo, 29, a eleição para a presidência da associação de moradores da comunidade. Na disputa, o atual presidente e candidato à reeleição, João do Fusca disputa pela chapa 2 contra a suplente de vereadora Socorro Souza, que está à frente da chapa 1. As duas lideranças se destacam por estar sempre falando pelo bem da população local.

A eleição acontecerá das 8h às 17h na sede da associação. Para votar, o eleitor terá que levar um comprovante de residência em seu nome. Essa já vem sendo considerada pelos moradores do São Gonçalo uma das eleições mais comentadas e disputadas dos últimos anos. João do Fusca contratou até carro de som para colocar seus feitos para a população. Isso levou a um debate acirrado contra sua adversária.

Socorro Souza comentou em meios de comunicação durante a semana que João do Fusca tem dito que fez coisas no bairro para convencer o morador a votar nele, quando na realidade as ações foram da Prefeitura. Em entrevista neste sábado, 28, a uma rádio de Petrolina, a presidente da Federação das Associações de Moradores de Petrolina (Feamupe), Socorro Neto, revelou que pensa em acionar a Polícia Militar para que o pleito ocorra de forma tranquila, já que os dois postulantes junto com seus apoiadores, passaram a semana num debate muito acirrado.

“Os ânimos lá estão tão acirrados que estamos pensando sim em solicitar o apoio da PM durante a eleição para termos uma disputa tranquila”, frisou Socorro Neto.

Prefeito de Sertânia entra na disputa pela presidência de Consórcio nos Sertões do Pajeú e Moxotó

O prefeito de Sertânia (PE), Ângelo Ferreira (PSB), confirmou sua candidatura à presidência do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú e do Moxotó. A decisão aconteceu durante reunião com o secretário Antônio Figueira (Casa Civil), no Recife.

Ângelo terá como companheiros de chapa o prefeito de Tabira, Sebastião Dias (na vice) e o de Santa Terezinha, Vaninho de Danda, como 1º secretário. Participaram da comitiva para o encontro com Figueira os prefeitos Adelmo Moura (Itapetim), Evandro Valadares (São José do Egito) e os ex-prefeitos José Vanderlei (Brejinho) e José Pretinho (Quixaba).

A primeira chapa formalizada para a disputa do Consórcio tem o gestor de Flores, Marcone Santana, como candidato a presidente. (com informações de Anchieta Santos/para o Blog/foto reprodução arquivo)

Confirmada chapa de Osório Siqueira para disputa pela presidência da Casa Plínio Amorim

A disputa pela presidência da Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim já tem uma chapa definida: a do atual presidente, Osório Siqueira (PSB), que tenta o quarto mandato à frente do Legislativo de Petrolina. (mais…)

Disputa pela presidência da Casa Plínio Amorim pode ganhar novos rumos

casa-plinio-amorimA tão concorrida disputa pelo maior cargo da Casa Plínio Amorim – a presidência da Mesa Diretora – caminha para ser resolvida antes do que se imagina. E fora do Legislativo.

Segundo uma fonte do Blog, os dois nomes com mais possibilidades de ser o presidente seriam o atual, Osório Siqueira (PSB), e o vereador eleito Ronaldo Silva (PSDB). Mas após o anúncio do secretariado do prefeito eleito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), Ronaldo poderia lançar mão da disputa.

O motivo seria o significativo espaço que o aliado de Ronaldo, deputado federal Guilherme Coelho (PSDB), obteve no futuro governo do socialista, com quatro nomes indicados. Isso faria, em contrapartida, Ronaldo desistir de se colocar como candidato a presidente da Mesa. É aguardar os próximos capítulos.

Vereadores-candidatos a presidente da Casa Plínio Amorim agora escondem o jogo sobre aliados

casa-plinio-amorimSe a disputa nos bastidores da Casa Plínio Amorim era para ver quem tinha mais aliados, os vereadores que pretendem concorrer à presidência da Mesa Diretora agora escondem o jogo.

Os aspirantes dizem, agora, que só têm o próprio voto. No jogo pelo poder, o segredo às vezes por ser a alma do negócio.

Dispostos a brigar pela presidência da Casa Plínio Amorim, aliados de Miguel Coelho querem preservá-lo

casa-plinio-amorim

Embora mantenham um discurso otimista em relação à presidência da Casa Plínio Amorim, três dos quatro vereadores que pretendem disputar o cargo e formam a base do prefeito eleito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), concordam num ponto.

Tanto o atual presidente, Osório Siqueira (PSB), quanto sua colega Maria Elena (PSB) e José Batista da Gama (PDT) estão convictos de que devem preservar Miguel desse embate.

Osório, que acredita até numa possível chapa única para a disputa, afirmou que o prefeito eleito está ciente de que a eleição à presidência da Casa é da alçada do Legislativo e não pretende se envolver. Zé Batista também foi bastante lúcido quanto ao assunto. Segundo o vereador, Miguel Coelho já tem um grande desafio a sua frente, que é montar seu secretariado. Já Maria Elena, mesmo admitindo que essa disputa possa passar a imagem de divergência entre os aliados do socialista, argumentou que todos estão alinhados e abrirão mão de concorrer em prol daquele que tiver maior apoio dos colegas.

Se na prática cada um quer conquistar o cargo máximo do Legislativo de Petrolina, nos discursos os aliados do prefeito eleito defendem o que Miguel já tinha defendido durante sua campanha: fazer um governo de união, que já deve começar entre os que formam sua própria base.

Cotado para disputar novamente presidência da Casa Plínio Amorim, Osório garante: “Não vou brigar pela Mesa”

osório siqueiraCotadíssimo para mais uma disputa pela presidência da Casa Plínio Amorim, o vereador Osório Siqueira (PSB) é diplomático sobre o assunto. Segundo ele, embora só tenha colocado novamente seu nome para concorrer ao cargo por conta de pedidos da maioria dos seus colegas, Osório assegurou que não vai “brigar” pela Mesa Diretora.

Das vezes em que fui presidente, foi com os votos dos vereadores que querem a união, que queriam uma chapa plural, que pudesse administrar para todos. Esse é o meu perfil”, desconversou.

Osório disse que as críticas de Ronaldo Cancão (PTB) e Maria Elena (PSB) – dois dos que também estão no páreo – a sua gestão “não precisavam ter sido levadas ao plenário”. O atual presidente do Legislativo afirmou que responderá a essas críticas “com ações”. Ele disse que vai deixar o projeto pronto para a reforma da Casa, que inclui entre outras coisas a ampliação do plenário e dos gabinetes, devido ao aumento de vereadores, estruturação da sala de imprensa e organização do estacionamento. “Quem for o presidente, a partir de janeiro (de 2017), já receberá esse projeto para cuidar da parte de licitação”, completou.  No momento Osório informou que a reforma é apenas básica.

Ele também confirmou o ‘enxugamento’ na folha da Casa Plínio Amorim, com a exoneração de aproximadamente 60 cargos comissionados. “É uma questão de necessidade, para ajustar as contas do Legislativo dentro do limite prudencial (da LRF)”.

Miguel Coelho

Perguntado se o prefeito eleito Miguel Coelho (PSB) já havia se manifestado sobre a Mesa Diretora com seus aliados, Osório disse que Miguel pode até dar alguma sugestão, mas por enquanto ele está focado com seu futuro secretariado. Mesmo assim, o presidente alegou que o assunto Mesa Diretora é mais da alçada do próprio Legislativo.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br