Parlamentares petistas de Petrolina ressaltam visita de Lula e Dilma à transposição na PB

 

O deputado estadual Odacy Amorim e os vereadores, Cristina Costa e Professor Gilmar Santos, ambos do PT, destacaram nesta terça-feira, 21, a visita dos ex-presidentes Lula e Dilma às obras da transposição do Rio São Francisco, no eixo leste localizado na cidade de Monteiro, cariri paraibano. Odacy usou a tribuna da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para destacar o evento ocorrido no último domingo, 19, quando uma caravana petrolinense prestigiou a visita dos ex-gestores petistas.

Para Amorim, a data foi marcada “pela alegria e satisfação da população”. “Parabéns ao Brasil e a quem teve a iniciativa de fazer essa obra, que beneficiará a atual e as futuras gerações”, afirmou o parlamentar, que valorizou a decisão política de Lula, em seu segundo mandato como presidente, de dar início ao projeto.

O deputado defendeu, por fim, que as políticas de combate à seca tenham sequência. “A transposição é o projeto macro. Agora, prefeitos e Governo do Estado precisam fazer ações para ramificar os canais, levando essa água a mais vilarejos e cidades”, pontuou. Já Cristina e Gilmar usaram as redes sociais para destacar a passagem de Lula e Dilma por Monteiro.

A cidade de Monteiro- PB parou neste domingo, no ato de inauguração da transposição das águas do Rio São Francisco. Militantes do Partido dos Trabalhadores enfrentaram congestionamentos na rodovia de acesso à cidade. Milhares de pessoas ocuparam as ruas para ver e ouvir os ex presidentes Lula e Dilma. Este domingo vai ficar na história do Nordeste e do povo brasileiro”, postou a petista que é presidente o partido em Petrolina. Já Gilmar Santos, classificou o ato como “emocionante e encorajador”.

“Estivemos lá. Fomos testemunhas desse momento histórico, junto com a comitiva do Partido dos Trabalhadores de Petrolina e milhares de nordestinos que saudaram e agradeceram o presidente Lula e a presidenta Dilma, na cidade de Monteiro-PB, pela chegada das águas do Rio São Francisco a centenas de cidades e milhões de pessoas tão castigadas pela seca. Foi lindo, encorajador e emocionantes”, destacou Gilmar em sua página no Facebook. (Foto: Ascom)-

Comissão de Educação da Câmara de Petrolina visitará CMEIs e unidades do ‘Nova Semente’ após o Carnaval

A presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Petrolina, vereadora Cristina Costa (PT), revelou que após o Carnaval, o colegiado colocará em prática a programação de visita aos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e nas unidades do programa ‘Nova Semente’, que continuaram funcionando após a reestruturação promovida pela atual administração.

“Após o Carnaval iremos visitar as novas creches. Estamos observando como vem funcionando as unidades do Nova Semente nas primeiras semanas, mas já comuniquei ao vereador Gaturiano, relator da comissão e aliado do prefeito, para fazermos essas visitas. Vamos saber quais são as demandas, os problemas e apresentar propostas que temos enquanto Comissão de Educação para o programa Nova Semente”, disse Cristina.

A vereadora registrou que a comissão tem recebido muitas denúncias sobre o funcionamento do programa. Ela está documentando tudo para elaborar um relatório com todas as informações, o qual será enviado ao prefeito Miguel Coelho e à secretária Maéve Melo (Educação).

“Me comprometi com o prefeito em levantar essas informações e levar  para ele, e também para a secretária. Temos escutado aqui na Casa que os erros que venham a aparecer no programa não são uma orientação do prefeito. Então, precisamos saber de quem vem sendo, para buscar uma solução”, pontuou a vereadora.

Ronaldo Silva se desculpa por embate com Cristina Costa e Professor Gilmar em sessão da Casa Plínio Amorim

O vereador Ronaldo Silva (PSDB), foi à tribuna da Câmara Municipal de Petrolina, na sessão plenária desta terça-feira, 21, para se desculpar com sua colega Cristina Costa, e por, tabela, com o Professor Gilmar Santos, ambos do PT. Ronaldo e Cristina tiveram um embate acirrado na sessão da última quinta-feira, 16, quando Ronaldo promoveu uma série de críticas ao PT, gerando um duro bate-boca  na Casa Plínio Amorim.

“A senhora me conhece. Conviveu comigo durante três anos e meio. Tenho minhas críticas ao partido da senhora, que deve desculpas ao povo brasileiro, mas sempre lhe respeitei, apesar de cada um defender o seu partido. Tínhamos uma boa convivência. Não sei o que aconteceu para a senhora se manifestar na última quinta-feira, mas espero respeito como sempre lhe respeitei”, afirmou.

Cristina Costa ameaça acionar MPPE para obrigar Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim a cumprir Regimento

Ao que tudo leva a crer, a vereadora Cristina Costa não vai deixar barato o fato ocorrido na sessão plenária da última quinta-feira (16) na Casa Plínio Amorim, quando tentou responder às acusações feitas pelo seu colega de Legislativo, Ronaldo Silva (PSDB), ao Partido dos Trabalhadores (PT) – legenda da qual a vereadora é a presidente do diretório municipal em Petrolina. À imprensa, após o bate-boca que teve com Ronaldo, ela garantiu que dará a resposta na próxima sessão, terça-feira (21).

Mas Cristina não ficou só nisso. A vereadora prometeu acionar o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), caso a Mesa Diretora da Casa continue descumprindo o Regimento Interno. Na quinta-feira, o presidente Osório Siqueira (PSB) se ausentou e os trabalhos foram conduzidos pelo primeiro vice-presidente, Major Enfermeiro (PMDB).

O estopim da confusão aconteceu porque, no momento em que Cristina se preparava para rebater Ronaldo, o primeiro-secretário Manoel da Acosap (PTB) decidiu dar a sessão por encerrada, o que impediu a vereadora de se manifestar, ferindo o Regimento Interno porque ela teria direito de resposta, já que integra o PT. No início deste ano, a petista e Manoel se desentenderam num debate realizado por uma emissora de rádio de Petrolina. O episódio foi parar nas páginas policiais da cidade e virou um processo movido pela vereadora. Cristina deixou claro que a atitude do colega está relacionada a esse fato.

Numa nota enviada à imprensa, além de acusar a mesa de “abuso de autoridade”, Cristina afirmou que somente o presidente da Casa poderia ter encerrado a sessão. “O parlamentar (Manoel) ou não conhece ou está confundindo seu papel na Mesa”, declarou. “Ele sabe o erro que cometeu (referindo-se ao debate na rádio) e está preocupado com a audiência do processo que coloquei contra ele, e quer trazer isso para dentro desta Casa”, alfinetou. “Vamos chamar a atenção de Osório. Se esta Mesa Diretora tendenciosa continuar desrespeitando o Regimento, nós vamos atravessar a rua e pedir a intervenção do Ministério Público”, completou a vereadora.

Vídeo Blog: Cristina Costa e Ronaldo Souza trocam farpas na Casa Plínio Amorim

Sessão da Casa Plínio Amorim acaba em troca de farpas entre Ronaldo Silva e Cristina Costa

A vereadora oposicionista Cristina Costa (PT) e seu colega de Legislativo, Ronaldo Silva (PSDB), que integra a base do governo na Casa Plínio Amorim, protagonizaram, no final da sessão plenária desta quinta-feira (16), um duro bate-boca, com farpas de ambos os lados. O clima já estava se acirrando entre os dois a pelo menos duas sessões atrás, quando a petista usou o termo “golpe” para se referir ao governo do presidente Michel Temer. E voltou a repetir o termo novamente na sessão de hoje.

Aborrecido, Ronaldo Silva usou a tribuna para desabafar. Mesmo ressaltando que não iria citar nomes para não dar direito de resposta, acabou mencionando o Partido dos Trabalhadores (PT), do qual Cristina e o vereador Professor Gilmar Santos fazem parte.

Ronaldo afirmou que o maior golpe foi dado nos trabalhadores, pelo próprio PT, cuja herança de 12 milhões de desempregados foi deixada para o atual governo. “Aqui nos nossos gabinetes, a gente sente essa realidade do golpe que tanto eles falam. Todos os dias a gente se depara com homens e mulheres atrás de oportunidades, por causa do governo que passou e roubou a confiança dos trabalhadores que tanto esse partido defende. Será que o povo todo que foi para as ruas é tudo golpista?”, disparou.

O vereador disse ainda que a população “se cansou da quadrilha que se instalou” no país. “Basta ver, pelos meios de comunicação, o tanto de ladrão desse partido que está na cadeia”, completou. Mas a gota d’água foi quando Ronaldo citou a nova delação do executivo da Odebrecht, o qual afirmou ter destinado R$ 8 milhões ao ex-presidente Lula, tachado por Ronaldo como “chefe da quadrilha”.

Contestação

Como o tucano acabou citando o PT, Cristina pediu a palavra para rebater as críticas. Neste momento, no entanto, o primeiro-secretário da Mesa Diretora, Manoel da Acosap (PTB), que ocupava a presidência, decidiu encerrar a sessão, sob a justificativa de estar cumprindo o Regimento Interno. O argumento foi rebatido pela vereadora. Primeiro porque o partido dela havia sido citado. Além disso, Cristina disse que o Regimento é tolerante quando o debate é de interesse da população. A vereadora também contestou o fato de que Major Enfermeiro, como vice-presidente, era quem deveria dar a sessão por encerrada.

Antes de ter o microfone cortado, no entanto, Cristina chegou a rebater o colega. Disse que as cobranças dos adversários de Dilma Rousseff foram apenas para tirar a então presidente do poder, enquanto o país “só afundou” depois disso. Cristina afirmou ainda que Lula já foi inocentando em 47 depoimentos na Operação Lava-Jato e que os movimentos sociais não estão nas ruas porque “o atual governo golpista” não deixa. A vereadora completou afirmando que os verdadeiros ladrões estão na cúpula do governo que o PSDB de Ronaldo apoia. Ela lembrou ainda que enquanto Lula lidera as intenções de voto para presidente em 2018, com 30%, o senador tucano Aécio Neves está perdendo até para Jair Bolsonaro (PSC-RJ), segundo pesquisas.

Um cidadão que estava no plenário chegou a se dirigir à vereadora, e aos gritos pediu para o PT “deixar de choro”, mas foi ignorado por Cristina, que continuou o bate-boca com Ronaldo por alguns minutos. Com dedos em riste, os dois continuaram as ofensas, mas foram separados por colegas de Legislativo.

Ainda é incerta a participação de tradicional cortejo afro no Carnaval de Petrolina

Representantes de entidades afros de Petrolina, como a Associação dos Povos de Terreiros e Clubes Afro – ONG que tradicionalmente abre o Carnaval na cidade -, estiveram nesta terça-feira, 14, na  CAsa Plínio Amorim. Eles foram solicitar o apoio dos vereadores para que não fiquem de fora da festa este ano. O grupo alegou que até o momento não houve qualquer contato por parte da Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo, responsável pelo evento, para incluir a manifestação cultural na grade de programação oficial da folia,

A programação da festa será lançada nesta quarta, 15, pelo prefeito Miguel Coelho, em coletiva de imprensa marcada para 10h no auditório do Sebrae, Centro de Convenções Nilo Coelho. Os grupos têm como base duas leis aprovadas na Câmara,as quais garantem seu direito de participar do evento.

Uma é de autoria da hoje secretária de Cultura e vereadora licenciada, Maria Elena Alencar (PSB). A outra lei é da vereadora Cristina Costa (PT), que garante a presença das entidades e manifestações negras nesses mesmos eventos. Conforme o líder do governo, vereador Ruy Wanderley (PSC), é louvável que agora os artistas da terra possam ter essa espaço – conforme a lei de Maria Elena, garantindo 50% da presença deles em eventos com recursos municipais.

“O nosso colega de bancada, vereador Aero Cruz, ficou de trazer essa resposta dos grupos afro para a vereadora Cristina Costa, que fez a solicitação em aparte durante o discurso de Aero. Vamos torcer para que seja uma festa bonita e que todos possam ter seu espaço”, assinalou Ruy Wanderley.

Caso de adolescente morta durante parto no HDM/Imip leva vereadores a pressionar por Maternidade Municipal de Petrolina

 

O caso da adolescente Adriana Silva, de 17 anos, que morreu na última sexta-feira, 10, durante o parto no Hospital Dom Malan (HDM)/Imip, em Petrolina, ocupou parte dos debates da sessão desta terça-feira, 14, da Câmara Municipal. A vereadora Cristina Costa (PT) apresentou requerimento às Comissões de Saúde e de Direitos Humanos da Casa Plínio Amorim e ao Juizado da infância, solicitando a implantação urgente da maternidade municipal para desafogar a unidade médica.

O requerimento foi solicitado também ao município, cobrando prazo para construção da maternidade municipal, que deve ocupar o antigo prédio da Secretaria de Saúde.

(mais…)

Possíveis candidatos a estadual começam articulações em Petrolina

Ainda falta um pouco de tempo até as eleições de 2018, mas os possíveis candidatos a deputado estadual já ensaiam suas articulações em Petrolina. Pelo menos foi o que deu para perceber na noite da última sexta-feira (10), na solenidade de posse da nova presidente da Associação de Moradores do Loteamento Recife, Araci Gomes. (mais…)

Cristina Costa elogia diálogo com o prefeito Miguel Coelho sobre o Nova Semente e confirma audiência pública

A vereadora Cristina Costa (PT), vice-líder da oposição na Câmara Municipal de Petrolina e presidente da Comissão de Educação, falou sobre os resultados da audiência que teve o prefeito Miguel Coelho, PSB, na última terça, 7, para tratar das mudanças propostas pelo Executivo para o Programa Nova Semente, que atende à primeira infância com creches-escolas no município. Miguel anunciou no final de janeiro a reestruturação do programa, com fechamento de várias unidades, e isso tem gerado debates sobre as mudanças no Nova Semente, que passa a ser de graça na atual gestão.

Diante disso, a vereadora vai realizar uma audiência pública na Câmara para debater o programa e como  o novo modelo não impactar no atendimento às mães que têm de trabalhar e necessitam deixar os filhos em tempo integral nas unidades do Nova Semente. (mais…)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br