HU atinge 718 atendimentos de urgência e emergência no primeiro semestre deste ano

Constante alvo de críticas por parte da população, o Hospital Universitário (HU) de Petrolina atingiu 718 atendimentos de urgência e emergência em maio. O número refere-se ao período entre os dias 7 e 13.

Já as consultas ambulatoriais, nesse mesmo período, chegaram a 555, e as cirurgias, 116.

HRJ realiza mutirão de consultas para pequenas cirurgias

Nesta quarta-feira (22), será realizado um mutirão de consultas médicas na especialidade de Cirurgia Geral para triagem de pequenas cirurgias no Hospital Regional de Juazeiro (Gestão APMI). Os pacientes que necessitarem de retirada de pequenos tumores benignos, pequenos sinais de pele, retirada de cistos, verrugas, cantoplastia, entre outros, devem comparecer a unidade nesta segunda-feira (20), a partir das 13 horas. Logo após a finalização da consulta, os pacientes poderão fazer  o agendamento da cirurgia.

Os usuários que precisam realizar esse tipo de atendimento devem comparecer à unidade portando o cartão SUS e documento de identidade (RG). Os atendimentos realizados durante o mutirão não precisam de encaminhamento médico, a triagem será realizada pelo cirurgião geral no hospital.

 

Leitora lamenta “descaso” do HU com pacientes à espera de cirurgias

1e7503d2375f00ebf4410c67a446043d_Fotor

A leitora Fabiana Soares é mais uma a criticar o “descaso” que reina atualmente no Hospital Universitário (HU) de Petrolina – antigo Traumas. Ela afirma, entre outras coisas, que os pacientes estão à míngua aguardando por uma cirurgia, inclusive o marido dela, e não sabem quando passarão pelo procedimento. (mais…)

UPAE de Petrolina realizou mais de 100 mil atendimentos em 2015

A Unidade de pronto Atendimento Especializada (UPAE) de Petrolina registrou mais de 100.000 atendimentos em 2015, com uma média de 8.500 mensais. Este número divide-se em 87 mil consultas clínicas, mais de 7 mil atendimentos odontológicos e 8 mil entradas na assistência social, aproximadamente. O balanço foi divulgado na tarde de hoje (14), pela assessoria da unidade.

Em termos de procedimentos – que envolve radiologia, exames laboratoriais, nebulização, eletrocardiograma, medicação e sutura/curativo – foram contabilizados 557.350; consultas não médicas e sessões de fisioterapia fecharam um total de 11 mil; além de mais de 6 mil cirurgias, divididas entre as especialidades: Geral, Vascular, Dermatológica, Oftalmológica, Otorrino, Urológica, Gastro, Ginecológica e Proctológica.

A UPAE, que é administrada pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), tem como missão atender às necessidades terapêuticas dos pacientes, primando pela melhoria na qualidade da assistência; assim como prestar assistência à saúde dos usuários do SUS da VIII Geres (que abrange os municípios de Afrânio, Cabrobó, Dormentes, Lagoa Grande, Orocó, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista), nas áreas de urgência e emergência, ambulatório de especialidades e Serviço de Apoio à Diagnose e Terapia (SADT), com ética e humanização.

Funcionamento

O serviço de Pronto Atendimento da UPAE Petrolina funciona 24 horas e adota o protocolo de Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR – Imip), em conformidade com as Diretrizes da Política Nacional de Atenção às Urgências. Já o setor de Atenção Especializada oferece um serviço de saúde de alta resolubilidade em diagnóstico e orientação terapêutica para as seguintes especialidades médicas: Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Vascular, Cirurgia Geral, Dermatologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Hematologia, Infectologia, Nefrologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Pneumologia, Proctologia, Reumatologia e Urologia. As vagas disponibilizadas mensalmente são informadas à Central de Regulação até o dia 19 de cada mês. Os pacientes são encaminhados pelas Unidades de Saúde da Família através das Secretarias Municipais, com agendamento eletrônico (SISREG) para atendimento na UPAE, com dia e hora marcada, dentro do horário de funcionamento do serviço de Atenção Especializada, que é de segunda à sexta, das 7 às 19h.

A UPAE disponibiliza exames diagnósticos, laboratoriais e de imagem, além de consultas com especialistas não médicos (Enfermeiro, Farmacêutico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Nutricionista, Sociólogo, Assistente Social e Terapeuta Ocupacional). O agendamento destas especialidades é feito internamente, através de solicitação de especialistas da unidade. O estabelecimento de saúde também possui Bloco Cirúrgico para realização de procedimentos cirúrgicos ambulatoriais e de Hospital Dia. (foto/divulgação)

Mulheres iniciam processo para realização da cirurgia de laqueadura em Petrolina

DSC01569Mais 30 mulheres iniciaram ontem (15) os procedimentos necessários para a realização da cirurgia de laqueadura. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ao todo, 162 mulheres já iniciaram esse processo e 15 cirurgias já foram realizadas. A iniciativa faz parte do Programa Municipal de Laqueadura, que visa proporcionar às mulheres mais uma alternativa de planejamento familiar.

Durante a reunião, as usuárias participaram de uma palestra sobre planejamento familiar e já saíram com seus exames pré-operatórios agendados. Para participar, a paciente deve residir em Petrolina, ter mais de 25 anos, pelo menos dois filhos com mais de seis meses de idade e o consentimento do companheiro. O passo seguinte é procurar a unidade de saúde do seu bairro e informar à enfermeira que deseja participar do Programa.

Prefeitura lança programa que oferece cirurgias de laqueadura em Petrolina

IMG_20151119_092831993_HDRA Prefeitura de Petrolina lançou nesta quinta-feira (19) um programa que oferece cirurgias de laqueaduras às mulheres da cidade. Durante o lançamento, a secretária municipal de Saúde, Lucia Giesta, reiterou o discurso do prefeito Julio Lossio, lembrando às usuárias sobre os trâmites que deverão ser seguidos a partir de agora para a realização da laqueadura.

Este é um sonho que perseguimos há muito tempo e agora concretizamos. O sonho de garantir às nossas mulheres petrolinenses o direito de escolher realizar a sua cirurgia. Hoje, todas sairão daqui com suas consultas pré-operatórias e exames agendados com prioridade. A seguir entraremos em contato para informar a data da cirurgia“, frisou.

 As cirurgias serão realizadas nos Hospitais Memorial e Neurocárdio. Para participar do programa a mulher precisa atender alguns critérios, como ter mais de 25 anos, pelo menos dois filhos e ter o consentimento do marido ou companheiro. (foto: Ascom PMP/divulgação)

Apesar de superintendente do HU justificar situação momentânea por falta de cirurgias, Cremepe deve mover ação contra governo federal

Hospital UniversitárioComo este Blog havia divulgado ontem (16) com exclusividade, a impossibilidade do Hospital Universitário (HU) em Petrolina de realizar cirurgias por falta de medicamentos anestésicos rendeu desdobramentos.

O superintendente da unidade, Ricardo Pernambuco, justificou aos representantes da rede integrada de saúde de Petrolina e Juazeiro da Bahia que pacientes clínicos, sobretudo os que necessitam de antibióticos, sejam regulados para outras unidades da região devido ao problema. Ele explicou que o problema é transitório, uma vez que se deve ao processo licitatório para a compra dos medicamentos.

O setor financeiro do HU empenhou R$ 1 milhão para isso, mas segundo Ricardo, as empresas têm um prazo de dez dias para entregar o material. Por isso, o superintendente garantiu que no máximo em 15 dias a situação será normalizada. Porém o Conselho Regional de Medicina (Cremepe) já se movimentou. O presidente da entidade, Sílvio Rodrigues, que está em Petrolina, concederá uma entrevista à imprensa nesta sexta-feira (17), às 10h, na sede do Cremepe, bairro Vila Mocó. Na ocasião ele falará sobre uma ação civil pública, com pedido de liminar, movida pela entidade contra o governo federal, solicitando a adequação imediata da unidade. Esse é o retrato da saúde pública de Petrolina.

HU suspende cirurgias por falta de medicamentos anestésicos

ofício HUUma fonte segura repassou a informação a este Blog de que o Hospital Universitário (HU) em Petrolina suspendeu ontem (15) todas as cirurgias por falta de medicamentos anestésicos.

De acordo com a fonte, a unidade está sem condição alguma de receber pacientes de outras cidades – e nem mesmo de Petrolina – por conta desse motivo. A falta de insumos no HU já havia sido denunciada por representantes do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), em vistorias feitas ao hospital.

HU em Petrolina quebra recorde de cirurgias

hutEm meio às reclamações rotineiras, a direção do Hospital Universitário (HU) Doutor Washington Antônio de Barros, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina, encontrou um motivo para festejar. A unidade médica bateu, no mês de maio, mais um recorde de cirurgias. Segundo a assessoria, foram 392 intervenções ao longo dos 31 dias, destacando que durante o ano de 2014, a média foi de 328 cirurgias por mês.

O desempenho tem como destaque as neurocirurgias, que tiveram um aumento de 111% em intervenções. “Esse número é resultado de muito trabalho, dedicação, maior eficiência da equipe, rotatividade dos leitos e suprimento de insumos para realização dos procedimentos”, destacou o superintendente do HU, Ricardo Pernambuco.

Referência regional em ortopedia, traumatologia, neurocirurgia, hepatologia, vascular e clínica médica, atualmente, o HU conta, ainda, com outras 14 especialidades. Com um perfil assistencial de hospital geral de média e alta complexidade, a unidade médica – que é filiada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), atende a 55 municípios da Região Interestadual do Médio São Francisco, localizados nos estados de Pernambuco e Bahia, com aproximadamente 1,9 milhões de habitantes.

Ouricuri: Idosos são beneficiados com cirurgias gratuitas de catarata

cirurgia catarataEm Ouricuri (PE), no Sertão do Araripe, a prefeitura deu início na manhã desta terça-feira (7) ao atendimento de idosos que precisam passar por uma cirurgia de catarata. A ação oferece 100 vagas gratuitas para o procedimento aos idosos que já estiverem com a triagem feita e exames em dia.

As cirurgias serão realizadas por ordem de chegada (a partir das 7h) no Centro Municipal de Saúde, localizado por atrás do Ipsep. Os atendimentos acontecerão nos turnos da manhã e tarde, até sábado (11).

“Nós pedimos que todos os idosos venham realizar suas cirurgias. Que filhos tragam seus pais e os agentes comunitários de saúde também tragam os idosos da sua comunidade”, convoca a secretária municipal de Saúde, Maria do Carmo, destacando o esforço viabilizado pela prefeitura para garantir o serviço. Ela recomenda ainda aos idosos que não se alimentem, pois após a cirurgia será servido um lanche. As informações são da PMO. (Foto/reprodução)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br