Programa Leite de Todos será implantado em Trindade

A Prefeitura Municipal de Trindade, sertão do Araripe, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, e em parceria com o governo estadual, vai implantar na cidade o Programa Leite de Todos. A iniciativa busca reduzir as deficiências nutricionais das famílias carentes, tendo como prioridade, crianças, gestantes e nutrizes. A distribuição do leite será diária e gratuita para as famílias. A estratégia estabelecida pelo ação espera alcançar a redução da mortalidade infantil e incidência de doenças dos participantes do programa.

O programa visa também promover a melhoria dos padrões de saúde e qualidade de vida das famílias carentes do município, o fortalecimento da cadeia produtiva da bovinocultura e a redução do êxodo rural. O Leite de Todos vai atender de início, 250 famílias, com a distribuição de 1 litro de leite pasteurizado, diariamente, na zona rural e urbana da cidade. A entrega acontecerá duas vezes por semana na sede do programa PE no Batente que fica na Avenida Central Norte, terças e sextas de cada semana.

Para a secretária Rosilene Miranda, é uma conquista grande na gestão, sabendo que os municípios passam por momentos de crise. “As famílias trindadenses vão ter um alimento saudável em suas mesas, podendo melhorar sua renda, pois o dinheiro que era utilizado para o leite, agora irá servir para suprir uma outra necessidade da família”, frisou. (Foto: Ascom)

Artigo: Uma homenagem aos 49 anos de Afrânio (PE)

Para prestar uma homenagem aos 49 anos de Afrânio (PE), que serão comemorados nesta sexta-feira (31), o radialista Geraldo Silva mostra todo seu ufanismo pelo atual momento da cidade.

Confiram:

afrânio_640x428/Foto: Blog Afrânio em FocoAfrânio 49 anos de história que você precisa conhecer

É verdade que começamos com um nome muito feio: “Fazenda Inveja”. A princípio não entendia muito, mas agora entendo o porquê desse lugar um dia ter sido chamado assim.

Como todas as palavras e colocações têm vários significados, inveja também tem, e hoje sei que aqui, um dia, foi chamado de fazenda inveja no sentido de ambição boa, de querermos ser melhores, na verdade nossos antepassados queriam ter algo que eles mesmos não sabiam o quê. Desconfio que nesta época todos já sonhavam com o progresso, porém não sabiam como dele usufruir.

Tanto foi assim que após alguns anos, nosso lugarzinho bom de viver teve o nome mudado para “São João”, em homenagem ao padroeiro da cidade, “São João Batista”.

Mas como todo afraniense é sonhador e acredita sempre em dias melhores, mudamos de novo, de São João para Afrânio, em homenagem ao engenheiro Afrânio de Melo Franco, que por aqui passou e também colaborou com o nosso progresso, razão pela a qual a cidade ganhou esse novo nome.

Sexta feira, 31 de maio, os seus filhos, amigos e correligionários comemorarão 49 anos de existência dessa magnífica cidade, muitas dificuldades encontradas, muitos caminhos percorridos até aqui. Mas afraniense que é afraniense não se intimida com adversidades, nem muito menos com tropeços. É verdade que em alguns momentos tivemos dificuldades, mas é verdade também que agora, neste aniversário de 49 anos, temos muito que comemorar.

Afrânio agora tem: Um fórum com infraestrutura adequada para atender as demandas.

Tem também uma agência de banco magnífica, que atende as necessidades da região inteira (Banco do Brasil), e outra do Bradesco;

Tem um presídio diferente de outros presídios por aí. Aqui preso também é gente, por isso a cadeia pública com boas instalações e espaço não maltrata tanto os presidiários que nela chegam;

Tem uma câmara de vereadores com uma estrutura maravilhosa;

Afrânio tem no centenário povoado do caboclo o Museu Pai Chico;

Afrânio tem as praças mais bonitas, em comparação às cidades do mesmo nível do interior de Pernambuco;

Afrânio tem um hospital magnificamente estruturado e atende, faz tempo, pacientes de toda região;

Afrânio tem uma fábrica de derivados de leite, fábrica de bonzinhos e várias cerâmicas que empregam nossos trabalhadores e os ajudam a ganhar o sustento da família;

Afrânio tem o polo UAB (Faculdade) e várias escolas na sede e no interior do município estruturadíssimas e modernas;

Afrânio tem academia das cidades;

Afrânio tem uma escola-modelo, e vale salientar que foi uma das primeiras cidades do interior pernambucano a conseguir esse grande feito;

Afrânio tem ginásio de esportes moderno e estruturado;

Afrânio tem uma rádio, que hoje é o principal veículo de comunicação dos sertanejos (Rádio Rio Pontal FM);

Afrânio tem um pátio de eventos com cobertura. Chovendo ou não, as festas não param e nem o povo se molha;

Afrânio tem um estádio municipal bem cuidado;

Afrânio tem uma (AABB) Associação atlética do banco do Brasil;

Afrânio tem várias festas durante o ano, em seu calendário cultural. As festas acontecem na sede, nos distritos e povoados;

Afrânio tem a primeira mulher prefeita do município (Lúcia Mariano);

Afrânio tem o primeiro representante na Assembleia Legislativa estadual (Adalberto Cavalcanti).

Pois é, como os senhores podem ver, temos muito que comemorar, e de inveja só a lembrança da antiga fazenda que saiu para dar lugar à promissora cidade, que a cada dia faz seu povo mais feliz.

Geraldo Silva/Radialista

Conferência das Cidades discutirá desenvolvimento urbano em Petrolina

centro petrolinaMembros da sociedade civil e representantes da Prefeitura de Petrolina e do Governo Federal, além de entidades ligadas à questão urbana, estarão reunidos na quarta (24) e quinta-feira (25) desta semana na 5ª Conferência das Cidades. O evento será no auditório do Sest/Senat, no bairro Quilômetro 2, das 8h às 17h, e qualquer pessoa poderá participar.

Com a temática “Quem muda a cidade somos nós: Reforma urbana já!”, a conferência pretende debater políticas de desenvolvimento urbano e fortalecer a participação comunitária no crescimento da cidade. A iniciativa é do Governo Federal e é realizada na cidade desde 2003.

De acordo com o secretário de Habitação, Ednaldo Lima, o evento se torna essencial para que todos possam conhecer e avaliar as ações do poder público. “É um momento em que nós, juntamente com a sociedade civil, iremos avaliar as ações do governo em relação aos investimentos com a política de desenvolvimento urbano”, explica. (Fonte: Ascom PMP)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br