Petrolina vai dobrar número de beneficiários do programa ‘Leite para Todos’

O programa ‘Leite para Todos’ será ampliado em Petrolina. Após reunião na Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA) na última semana, a secretária municipal de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Kátia Carvalho, anunciou a ampliação do número de beneficiários do programa que atualmente atende cerca de 200 pessoas na cidade.

Segundo a secretária, o acréscimo será feito a partir de Abril, quando o programa do Governo de Pernambuco passará a atender 400 beneficiários em Petrolina. Com a ampliação, a quantidade de leite distribuído às famílias cadastradas  passará de 6 mil litros para 12 mil.

O Programa Leite para Todos é desenvolvido pelo Governo de Pernambuco e busca reduzir as deficiências nutricionais de famílias inseridas no Cadastro Único, com prioridade para crianças, gestantes e idosos que recebem diariamente um litro de leite. (foto/divulgação)

Beneficiários do Bolsa Família em Juazeiro devem informar mudança de escola dos filhos para evitar bloqueio, alerta secretaria

Em Juazeiro (BA), os beneficiários do Bolsa Família que mudaram os filhos de escola este ano devem comunicar a alteração à Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (Sedis), através da Casa do Bolsa Família – responsável pelo Cadastro Único (CadÚnico) no município, localizada na Praça da Misericórdia, Centro da cidade. O atendimento é das 8h às 12 e das 14h às 18h.

Um dos critérios para a manutenção do benefício é que crianças e jovens entre 6 e 17 anos estejam matriculados na rede de ensino. O Bolsa Família exige uma frequência escolar mensal mínima de 85% para estudantes de 6 a 15 anos, e de 75% para estudantes de 16 e 17 anos. Caso o aluno tenha mudado de escola é necessário fazer a atualização.

De acordo com a Sedis, o cadastramento pode ser agendado nas unidades do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) ou através dos telefones (74) 3611-2763/98807-0701. Também será necessário apresentar documentação pessoal e a declaração escolar atual do aluno.

Quem recebe o Bolsa Família também precisa manter outros itens do cadastro atualizados, como mudança de endereço, aumento ou diminuição da renda, nascimento ou morte de alguém da família, entre outros. Caso não mantenha o cadastro atualizado, a família pode ter o repasse do recurso bloqueado. Se não houver nenhuma mudança, a confirmação das informações do cadastro deve ser feita, obrigatoriamente, a cada dois anos. Se o cadastro ficar mais de dois anos sem atualização, a família é convocada para o processo de revisão cadastral.

Curaçá: Prefeitura alerta beneficiários do Bolsa Família sobre atendimento na Secretaria de Desenvolvimento Social

A Prefeitura de Curaçá, no norte da Bahia, emitiu alerta aos beneficiários do programa Bolsa Família na cidade sobre o atendimento, que está normalizado e acontecendo na Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada à Avenida Euvaldo Torres, nº 81, no Centro.

Serviços de inclusão, atualização cadastral, desbloqueios e visitas domiciliares às famílias em descumprimento de condicionalidade ao programa são algumas das ações que estão sendo realizadas pela Pasta.

O acolhimento é efetivado no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Logo depois as famílias são encaminhadas à Secretaria de Desenvolvimento Social, para a conclusão do atendimento, que é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Divulgada lista de beneficiários do Bolsa Família que precisam fazer revisão cadastral em Juazeiro

A prefeitura de Juazeiro (BA) divulgou a lista de beneficiários do Programa Bolsa Família que estão em situação de revisão cadastral. Essas famílias precisam comparecer ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua residência ou agendar atendimento através do número (74) 98807-0701 para regularização dos dados.

A atualização deve ser feita até o próximo dia 17 de fevereiro. Em Juazeiro são cinco CRASs, localizados nos Bairros Tabuleiro, Quidé, Malhada da Areia, João Paulo II e Itaberaba. A lista completa de beneficiários que precisam fazer a revisão pode ser conferida acessando aqui.

Divulgada nova lista de beneficiários do Bolsa Família em Juazeiro

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade, através da coordenação do ‘Bolsa Família’ em Juazeiro (BA), divulgou nova lista de contemplados do programa que passarão a receber o benefício a partir deste mês de janeiro. A lista completa pode ser acessada aqui.

Caso o beneficiário possua Cartão Cidadão e tenha esquecido a senha, deve ligar para o número 0800-726-0207 e no mesmo dia comparecer a uma casa lotérica para efetuar o cadastramento de nova senha, e então sacar o benefício. Caso já tenha recebido o cartão Bolsa Família em sua residência, deve seguir as orientações apresentadas na correspondência. Se ainda não possuir o cartão ou se tiver alguma dúvida sobre como acessar o beneficio, deve dirigir-se à casa do Bolsa Família localizada na Praça da Misericórdia, Centro de Juazeiro, ou aos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) nos bairros.

O ‘Bolsa Família’ é um programa de transferência direta de renda condicionada que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. O valor repassado depende do tamanho da família, da idade dos seus membros e da sua renda.

Prefeitura de Lagoa Grande convoca beneficiários do Bolsa Família para atualização de cadastros

Em Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco, o setor do Cadastro Único e Bolsa Família da prefeitura está convocando os contemplados do programa que estão com benefícios bloqueados ou cancelados para atualizar seus cadastros.

Os interessados deverão comparecer à Secretaria de Assistência Social, das 8h às 13h. Na sede do município, a atualização cadastral será todas as terças e quartas feiras. Já para os moradores da zona rural, o serviço acontecerá todas as quintas e sextas-feiras.

Divulgados novos contemplados do Bolsa Família em Juazeiro

A Prefeitura de Juazeiro (BA) divulgou, nesta terça-feira (27), os contemplados do mês de dezembro do programa Bolsa Família. A lista completa está disponível no site da administração municipal, mas também pode ser conferida acessando aqui.

Para os que já são beneficiários e que não sacaram o benefício do último mês de setembro (veja lista aqui), a prefeitura alerta que o montante ficará disponível somente até esta quarta-feira (28). Caso os beneficiários não efetuem o saque até a data prevista, o recurso retorna para o Ministério de Desenvolvimento Social.

A coordenação do programa em Juazeiro informou que, caso o beneficiário tenha o cartão em mãos e tenha esquecido a senha, é necessário ligar para o 0800-726-0207 e no mesmo dia comparecer à Casa Lotérica ou correspondentes bancários para efetuar o recadastramento da senha. Caso o beneficiário não possua o cartão, deve dirigir-se à Caixa Econômica Federal ou à Casa do Bolsa Família, na Praça da Misericórdia, no Centro.

Bolsa Família terá repasse de R$ 2,5 bilhões do governo federal neste mês

bolsa familiaO Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) repassará no mês de outubro R$ 2,5 bilhões aos beneficiários do Programa Bolsa Família em todo o país. O benefício será pago a 13,9 milhões de famílias. O pagamento começou na terça-feira (18) e prossegue até o dia 31.

O valor repassado varia conforme o número de membros da família, a idade de cada um e a renda declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Os recursos ficam disponíveis para saque durante 90 dias.

O pagamento é feito de forma escalonada. No primeiro dia, recebem as famílias com Número de Identificação Social (NIS) de final 1. No segundo dia, os cartões terminados em 2 e, assim, sucessivamente.

O valor médio do benefício é de R$ 181,98. As famílias inscritas no programa estão recebendo o Bolsa Família com aumento desde julho, quando foi concedido, pelo governo federal, um reajuste de 12,5% no valor do benefício médio.

‘Criança Feliz’

De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, o Bolsa Família está sendo aprimorado e não sofrerá cortes. Nos próximos meses, o governo irá lançar um plano de inclusão produtiva, com ações para promover a autonomia das famílias do programa. Já o Programa Criança Feliz, lançado neste mês pelo governo federal, busca garantir o desenvolvimento infantil integral de crianças de 0 a 3 anos, beneficiárias do Bolsa Família. As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares periódicas. As informações são do MDSA.

Beneficiário do Bolsa Família precisa informar mudança de escola dos filhos, alerta governo federal

Os beneficiários do programa Bolsa Família com crianças entre 6 e 17 anos que mudarem de escola precisam atualizar a informação junto ao Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Se a atualização não é feita, o governo não consegue acompanhar a frequência escolar desses alunos, e o benefício pode ser suspenso.

Manter os filhos matriculados e frequentando as aulas está entre as chamadas ‘condicionalidades’, que são compromissos nas áreas de educação e saúde assumidos pelos beneficiários ao ingressarem no programa.

A frequência escolar mensal mínima é de 85%, para estudantes de 6 a 15 anos, e de 75%, para adolescentes de 16 e 17 anos. É exigido ainda que as crianças estejam com o cartão de vacinação em dia e que sejam acompanhadas pelo serviço de saúde do município.

Cadastro

Quem recebe o Bolsa Família também precisa manter outros itens do cadastro atualizados, como mudança de endereço, aumento ou diminuição da renda, nascimento ou morte de alguém da família, entre outros. Caso não haja nenhuma mudança, a confirmação das informações do cadastro deve ser feita obrigatoriamente a cada dois anos. Se o cadastro ficar mais de dois anos sem atualização, a família é convocada para o processo de Revisão Cadastral.

O governo federal realiza anualmente o cruzamento de diversas bases de dados para saber se existem irregularidades nas informações dos cadastros das famílias, como aumento não informado da renda familiar e mudança de endereço. A intenção é evitar que usuários que não se enquadram nas regras recebam o benefício.

Santa Filomena: Famílias sofrem com o atraso em obras do ‘Minha Casa, Minha Vida’

minha casa minha vida santa filomena

Em Santa Filomena (PE), no Sertão do Araripe, várias famílias beneficiárias do programa habitacional ‘Minha Casa, Minha Vida’, do Governo Federal, sofrem com o atraso das obras, que deveriam ter ficado prontas há quase quatro anos. Por lá, sobra indignação e as construções, que foram iniciadas, já sofrem a ação do tempo e dos vândalos.

Numa placa afixada no local consta que o valor total da obra é de R$ 1,2 milhão, sendo que o investimento Federal é de R$ 1,006 milhão, com  contrapartida da prefeitura de R$ 200 mil. Na primeira etapa foram construídas 40 unidades, mas nunca foram entregues. Mesmo assim, alguns beneficiários entraram nas residências e estão morando. Eles reclamam de falta de energia elétrica, de saneamento básico e de água, além de coleta de lixo.

A segunda etapa da obra, na qual estava prevista a construção de mais quarenta imóveis, está abandonada e muitas delas já estão com rachaduras e piso quebrado. Ao todo, são 70 imóveis que nunca foram entregues e o problema afeta cerca de 280 pessoas, que continuam sofrendo sem uma moradia digna para viver. Para estas, “o sonho da casa própria se transformou em desgosto“. Com a palavra, os governos federal e municipal.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br