Líder comunitária do Vivendas rebate morador sobre barulho excessivo; Secretaria diz estar atenta a problema

A representante da Associação de Moradores do Residencial Vivendas, Luciana dos Santos Souza, rebateu as críticas feitas por um comunitário em relação a uma festa realizada no último domingo (14). Ele disse ao Blog, reservadamente, que o barulho excessivo do evento incomodou bastante a vizinhança. Luciana, no entanto, disse que os comentários não procedem. Ela justificou que a festa foi em homenagem ao Dia das Mães (foto), e ocorreu dentro da normalidade. “Essa pessoa que criticou com certeza não tem mãe, porque a festa foi dedicada a elas, inclusive com sorteios de brindes. Só tinha mães, crianças, famílias. Não houve badernas nem barulho excessivo. Isso é coisa de gente que não tem o que fazer”, desabafou.

Luciana informou ainda que a banda que tocou no evento é formada por meninos de um projeto social idealizado pela associação. Ela ressaltou ainda que os guardas municipais presentes ao residencial foram solicitados à prefeitura pro meio de um ofício. A líder comunitária frisou também que até encerrou a festa uma hora mais cedo. “Poderíamos ir até à meia-noite, mas decidimos encerrar às 23h”, completou.

Por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) da Prefeitura de Petrolina informou ao Blog que a demanda sobre poluição sonora no residencial já é de conhecimento da Pasta.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade de Petrolina informa que já tem conhecimento da demanda do Residencial Vivendas sobre a poluição sonora. Por isso, a Diretoria de Disciplinamento Urbano e Atividades Licenciadas já está articulando com a AMMPLA e a Guarda Municipal a realização da operação Sossego naquela localidade. Por se tratar de uma ação de fiscalização, não é possível antecipar quando o trabalho irá ocorrer. Além disso, a Sedurbs orienta à população que qualquer reclamação pode ser formalizada junto à Ouvidoria Municipal através do telefone 156 ou do site www.petrolina.pe.gov.br. Não é necessário se identificar, mas é importante que o cidadão forneça informações válidas para que os responsáveis possam tomar as providências cabíveis em cada caso”, destacou.

Comunitário do Residencial Vivendas solta o verbo contra barulho excessivo e clama às autoridades

O barulho excessivo de som volta a ser alvo de críticas em Petrolina. O problema, agora, afeta a comunidade do Residencial Vivendas.

Em contato com este Blog, um morador (que prefere o anonimato) relatou os transtornos causados por conta do desrespeito à Lei do Silêncio.

Solicito que as autoridades que combatem o barulho venham no Vivendas, pois o barraco é grande! Neste domingo (14) a noite toda foi barulho de uma banda, com bebedeiras. A Guarda Municipal passou do lado e não fez nada! gostaria de saber se a Lei do Silêncio existe para que, e quem tem direito? E por que estas ‘festas’ são permitidas? aqui é local de residências, e não de farras! o sono é sagrado para o trabalhador”. Haja bronca.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br