Alerta: depois de caso em Juazeiro, jogo da ‘Baleia Azul’ pode ter feito primeira vítima em PE

Como divulgado no Blog mais cedo, o caso de uma adolescente de Juazeiro (BA), que está desaparecida, o jogo ‘O Desafio da Baleia Azul’ pode ter sido a causa de cortes pelo corpo de outra adolescente, só que em Pernambuco. A garota de 13 anos esteve nesta quarta-feira, 19, acompanhada da mãe, na Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA), em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

De acordo com o delegado Jorge Ferreira, a jovem estaria sendo ameaçada por um grupo de pessoas e já tem, inclusive, lesões pelo corpo. “Aqui em Pernambuco é o primeiro caso oficialmente que chega à polícia. E a gente tem que ser célere”, destacou. Segundo o delegado, parte do material de investigação também será mandada para a Polícia Federal (PF), já que o grupo atua em todo o Brasil. Os cortes fariam parte de etapas do Desafio da Baleia Azul. A mãe da adolescente, que não teve a identidade revelada, disse que ficou preocupada e ficou sabendo do envolvimento da filha após a irmã mais velha da garota ver a menina se mutilando.

“Na rede social a gente verifica que tem as siglas e na perna dela ela fez as siglas F57, e nos braços ela fez os arranhões”, relatou a mãe. “Quem mandou ela fazer, mandou fazer 13 arranhões, que é de acordo com a idade dela”, completou.

A adolescente teria iniciado o Desafio da Baleia Azul na segunda-feira (17). Ela já havia cumprido uma tarefa e se mutilado por não ter cumprido outra. A mãe da garota soube, nesta quarta-feira (19), do envolvimento da garota. “Fiquei com medo de perder minha filha“, contou a mãe. “O que a gente mais vê nas reportagens é que o último desafio é a morte”, apontou.

O Desafio da Baleia Azul                                   

Um grupo de criminosos por trás do jogo da Baleia Azul desafia meninos e meninas por meio de redes sociais a realizar tarefas que vão desde assistir a filmes de terror, madrugada a dentro, a automutilação e suicídio. O jogo teria começado na Rússia, no ano de 2015, e já levou adolescentes a se matar, o que leva a polícia a investigar casos no Brasil. Quem induzir ou auxiliar de alguma forma o suicídio pode ser condenado de dois a seis anos de reclusão. No caso de a indução ser praticada por uma menor de idade, o pai ou responsável está sujeito a pena. (Com informações do Portal da Rádio Jornal)

Adolescente desaparece em Juazeiro e família suspeita de jogo da ‘Baleia Azul’

A adolescente Ana Vitória Sena de Oliveira, de 15 anos, desapareceu por volta do meio-dia de segunda-feira (17). Ela é de Juazeiro da Bahia, e a família suspeita que o sumiço tenha relação com o jogo da ‘Baleia Azul’. A irmã da garota, Maria Daniela Sena, de 16, conta que a última vez que viu a adolescente foi quando saiu para pegar um ônibus no residencial onde a família mora.

Os parentes perceberam o desaparecimento e encontraram uma carta de despedida.

“Ela deixou uma carta, pedindo desculpas e disse que iria pular da ponte que liga Juazeiro a Petrolina. Nós mexemos no celular dela e achamos no WhatsApp as mensagens do jogo da Baleia Azul”, disse a irmã ao G1-BA.

Ana morava junto com a irmã Maria, um irmão e a mãe, no Residencial Itaberaba 2. Maria Daniela diz ainda que a irmã não costumava sair de casa sem dar notícias.

A mãe da adolescente está em estado de choque. O caso ainda não foi registrado na Polícia Civil. A família diz ter procurado o posto policial do bairro para registrar o desaparecimento.

Jogo

O jogo da Baleia Azul, que propõe 50 desafios aos adolescentes e sugere o suicídio como última etapa, preocupa pais, alunos e professores no Brasil. Há pelo menos dois casos de morte sob investigação policial, em Mato Grosso e na Paraíba, além de uma tentativa de suicídio, no Rio de Janeiro, que supostamente podem ter relação com o jogo. (Com informações do G1BA)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br