Vereadores definem cronograma de trabalho das Comissões da Câmara

Vereadores titulares e suplentes das Comissões da Câmara de Petrolina se reuniram nesta manhã de segunda-feira, 20, para definir a agenda de trabalhos dos colegiados. Conforme o vereador Aero Cruz (PSB) que é relator da Comissão de Finanças da Casa, o objetivo do encontro foi ajustar a atuação dos vereadores que integram as Comissões bem como como será executado o trabalho dentro de um cronograma semanal de atuação.

Os projetos colocados em pauta, vamos dar uma maior celeridade. Já as atividades de cada Comissão, acontecerão sempre toda sexta-feira. Ainda vamos ter nova reunião para discutir as atividades de cada comissão”, relatou Aero.

A Câmara de Petrolina conta com as comissões de Justiça, Redação e Legislação; Finanças e Orçamento; Obras, Serviços Públicos e Negócios Municipais; Educação, Cultura, Esporte e Juventude; Saúde e Assistência Social; Agricultura, Interior e Meio Ambiente e Direitos Humanos e Cidadania. (Foto: Divulgação)

Colunista da Folha de S.Paulo elogia atuação de Fernando Filho à frente das Minas e Energia

Fernando FilhoO colunista da Folha de S.Paulo, Fernando Rodrigues, fez uma avaliação com sua equipe dos ministros que integram o governo interino do presidente Michel Temer. O pernambucano Fernando Filho, que está à frente da Pasta das Minas e Energia, foi elogiado.

Confiram a análise completa:

Fazenda: czar intocável

Não tem para ninguém na economia. Henrique Meirelles tem autonomia absoluta. Venceu até agora todas as disputas internas relevantes no governo. Toca de ouvido com Michel Temer, com quem estabeleceu parceria sólida.

Casa Civil: poderoso

O chefe do Planalto, Eliseu Padilha, é o mais importante ministro político de Michel Temer. Às vezes fala além do que é considerado ideal pelo presidente.

Secretaria de Governo: hedonista

Experiente na política, Geddel Vieira Lima tem dado sinais ambíguos. Enquanto Michel Temer trabalha quase 7 dias por semana, ele tirou uma semana de férias.

Saúde: em observação

Avaliação geral no Planalto: Ricardo Barros deveria se envolver em menos polêmicas.

Educação: melhorou

O ministro Mendonça Filho melhorou depois do erro inicial ao ter recebido o ator Alexandre Frota em audiência.

Minas e Energia: surpresa

O jovem Fernando Coelho Filho, 32 anos, surpreendeu com sua aplicação, capacidade de trabalho e dedicação.

Indústria: habilidoso

Ligado à Igreja Universal do Reino de Deus, Marcos Pereira, presidente nacional do PRB, era uma incógnita no Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Aos poucos, ganhou tração. É elogiado até na CNI.

Cidades: Bruno Araújo

Se vier a reforma ministerial pós-impeachment, o titular das Cidades está garantido na cadeira.

Planejamento: 1 titular e 1 ministro sem pasta

O chefe oficial é Dyogo Oliveira. Mas o senador Romero Jucá (PMDB-RR) atua diariamente nessa área, com trânsito livre no Planalto. É o contraponto a Henrique Meirelles. Numa eventual reforma, Dyogo deve sair. Já Jucá só retorna à cadeira se obtiver o “nihil obstat” de Rodrigo Janot –o que parece improvável a esta altura.

Relações Exteriores: grilo falante

O tucano José Serra opina sobre quase tudo do governo. Michel Temer gosta, mas nem sempre necessariamente concorda.

“Não é sua área”

Serra queria fazer uma reunião com todos os ministros da Justiça e chanceleres de países latinos que têm fronteira com o Brasil. Pauta: segurança. O ministro Alexandre de Moraes estrilou. Michel Temer arbitrou e disse que o assunto não era para o Itamaraty.

Justiça e Defesa: falam muito

Os dois ministros, Alexandre de Moraes e Raul Jungmann, têm bom conceito no Planalto. Mas poderiam ser mais comedidos, como quando anunciaram a prisão de supostos terroristas brasileiros.

(foto/divulgação)

Artigo do leitor: “Psicólogo não é pra maluco?”

Em mais um artigo enviado a este Blog, a psicóloga Paula Bezerra (foto) fala sobre a importância da psicologia no dia a dia. No texto, ela tira algumas dúvidas frequentes da população e destaca várias esferas de atuação desses profissionais.

Acompanhem:

Já se foi o tempo em que as pessoas pensavam: “psicólogo é pra doido”. Trazendo uma definição, a Psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e seus processos mentais. No Brasil, a profissão foi regulamentada em 27 de agosto de 1962. No entanto, muitas pessoas ainda perguntam: “para que serve a psicologia?” Sabemos que, no dia a dia, vivemos expostos a fatores estressantes e conflitantes consigo mesmo, com familiares, amigos, na escola, no trabalho, e que podem causar alguma alteração de ordem emocional. Frente aos turbilhões de possibilidades, as pessoas podem se sentir entristecidas, confusas, desestimuladas e necessitarem de ajuda profissional para superação das dificuldades. O psicólogo é um profissional capacitado para acolher, escutar e ajudar o indivíduo a refletir, avaliar a sua situação e intervir sobre ela.

O psicólogo pode estar presente em variadas esferas profissionais, como por exemplo, na Psicologia Clínica estuda os transtornos mentais e suas manifestações psíquicas.  É o espaço no qual o cliente/paciente pode expressar seus conflitos, medos e sofrimentos. Atua através da prevenção, psicoterapia, aconselhamento, avaliação, diagnóstico, encaminhamentos, entre outros. Atende crianças, adolescentes, adultos e idosos. Na Psicologia da Educação, atua contribuindo com melhoras nos processos de ensino e aprendizagem. Na Psicologia do Trânsito estuda o comportamento humano e processos psicológicos, com a finalidade de desenvolver intervenções para melhorar a segurança do trânsito.

Atua ainda em outras áreas, como Psicologia Organizacional e do Trabalho, Psicologia Hospitalar, Psicologia Social, Psicologia Jurídica e Forense, Neuropsicologia, Psicologia do Esporte, Psicologia Ambiental, entre outros. O objetivo final da Psicologia é a saúde mental das pessoas, para que estas possam ter uma boa qualidade de vida.

Paula Bezerra/Psicóloga

Primeira Igreja Batista de Petrolina comemora 68 anos

IMG_20150315_191124614

A 1ª Igreja Batista de Petrolina (PIB) comemorou 68 anos de atuação na região do Vale São Francisco. A data foi celebrada com uma série de atividades no último sábado e domingo (18) no templo da PIB, situado em frente ao parque Josepha Coelho.

(mais…)

Representante do Corpo de Bombeiros de PE contesta críticas de leitor sobre atuação de equipe na Ilha do Fogo

ilha do fogoEm contato com o Blog, o represente do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), Almery Edmário Ourique de Vasconcelos, contesta neste artigo algumas críticas de um leitor, o qual afirmou que os bombeiros não deveriam deixar a Ilha do Fogo com os frequentadores ainda no local.

Confiram:

Preliminarmente, e lastreado pela Constituição Federal /88, mais especificamente em seu Inciso V do Art. 5º, ipsis litteris: “é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem”. Desta feita, vimos através deste expediente responder às indagações postadas no Blog do Carlos Britto no dia 27 de maio do corrente ano.

Assim, é de bom alvitre lembrar a todos que a Ilha do Fogo é administrada pelo Exército Brasileiro (EB), a quem cabe definir o horário para utilização, interditar temporariamente, ou até mesmo definitivamente. Logo, o “convite” para que todos saiam da ilha pode ocorrer independentemente da presença do Corpo de Bombeiros, pois é decisão exclusiva do EB. Registre-se aqui que a presença dos guarda-vidas do CBMPE existe por causa de uma parceria entre as duas corporações e que a sensação de segurança fornecida não será suficiente se cada usuário não for responsável também por sua própria segurança.

Importante ressaltar, antes de adentrar nas alegações postadas, algumas características fluviais, astronômicas e climatológicas para a consolidação de entendimentos sobre a utilização na Ilha do Fogo e em toda extensão do Rio São Francisco pertencente ao Município de Petrolina, abaixo segue algumas destas:

1.Fluviais: Com 2.800 km de extensão, o rio São Francisco nasce no Estado de Minas Gerais, na Serra da Canastra, desemboca no Oceano Atlântico, entre Sergipe e Alagoas. Apresenta dois estirões navegáveis: o médio, com cerca de 1.371 km de extensão, entre Pirapora (MG) e Juazeiro (BA)/Petrolina (PE) e o baixo, com 208 km, entre Piranhas (AL) e a foz, no Oceano Atlântico. Devido às diferentes características físicas existentes ao longo da via navegável, subdivide-se o trecho Pirapora-MG à Petrolina-PE/Juazeiro-BA em 03(três) subtrechos. O nosso é o 3º subtrecho e com 42 km de extensão e largura variando de 300 a 800m, garante calado de 2,00m para uma vazão da Barragem de Sobradinho de 1.500m3 /seg. (A vazão defluente regularizada nesse período em Sobradinho é de 1.069m3 /seg). Velocidade Média de Corrente: 0,8 m/s (entre Pirapora – MG e Juazeiro – BA).

2.Astronômicas: Neste período do ano nos encontramos no Solstício de Inverno.  A palavra solstício vem do latim; (Sol), e sistere (que não se move). O solstício de inverno ocorre quando o Sol atinge a maior distância angular em relação ao plano que passa pela linha do equador. Embora sua data não seja a mesma em todos os anos, pode-se dizer que ocorre normalmente por volta do dia 21 de Junho no hemisfério sul.

3.Climatológicas: Período que teve início às 7h51 do dia 21 de junho e terminará às 17h25 do dia 22 de setembro do corrente ano, tem como característica as temperaturas mais baixas do ano, com média climática de 22°C no Sertão Pernambucano, 25°C no Sertão do São Francisco, 20°C no Agreste e 24°C na Zona da Mata e Litoral.

Diante das características apontadas, podemos verificar que o horário das 18h para encerramento das atividades na Ilha não deve ser em hora fixa, e sim através de um somatório de fatores que subsidiam a tomada de decisão por parte dos órgãos envolvidos.

Agora, adentrando no “post” do leitor Thiago Fernandes, no que diz respeito a sua indagação que os salva-vidas devam permanecer ali até o horário em que todos os banhistas saiam, não condiz com a realidade a ser empregada nesse tipo de serviço, pois as peculiaridades impostas não podem ser deixadas ao bel prazer dos usuários, ficando claro que a limitação de horário para utilização compete ao EB, e a demarcação de horário de segurança aos banhistas compete ao Corpo de Bombeiros.

A título de orientação e com a devida transparência que sempre é adotada nas decisões oriundas do CBMPE, esclarecemos que nossas embarcações não são equipadas para navegação noturna; a visibilidade cai drasticamente durante o período crepuscular e à noite; e a atividade de mergulho para possíveis buscas não pode ser efetuada a noite por motivos de segurança para os mergulhadores.

Ainda existem mais alguns fatores preponderantes que nos faz recolher para o quartel antes das 18h: os militares devem recolher todo o material; atravessar a embarcação para outra margem; retirar a embarcação do rio; engatar a embarcação na viatura para transporte até o quartel; e efetuar o deslocamento de todo o material com segurança. Caso tudo isso ocorra no período noturno, nosso índice de segurança de operações pode chegar a um nível crítico, prejudicando toda uma atividade, acarretando ainda uma falta de prevenção em outros dias até que sejam apurados os reais motivos que levaram ao possível acidente.

Gostaríamos de finalizar agradecendo o uso do nosso direito de resposta e a oportunidade que o “post” nos deu para refletir sobre a segurança dos banhistas; responsabilidades solidárias entre o EB e o CBMPE; e sobre a atividade operacional de nossa tropa. Desta feita, e após contato mantido com o EB, foi deliberado sobre o novo horário de utilização para banhistas na Ilha do Fogo, no que diz respeito à parte que nos cabe. Assim, os órgãos envolvidos chegaram à conclusão que para manter a ordem e a devida segurança, após serem analisadas todas as circunstâncias atinentes ao caso, será necessário que o horário final seja às 17h, caso os militares do EB e CBMPE não determinem outro, por motivos de mudanças microclimáticas ou físicas do rio, conforme entendimento entre os dois órgãos.

Almery Edmário Ourique de Vasconcelos/CBMPE

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br